Connect with us
Image Map

Games

Volts acompanha final do Campeonato Mundial de LoL em cinema de São Luís

A competição foi, pelo segundo ano seguido, entre times da China e da Europa.

Realizado no dia 10 de novembro, transmitido diretamente de Paris (França), a Final tão aguardada do Mundial de LoL 2019 recebeu esse ano, transmissão ao vivo não apenas pelos canais da Riot Games na Twitch e no Youtube, mas também nas telonas dos cinemas brasileiros.

Em parceria com o Esporte do Grupo Globo e a Cinecolor, a empresa americana Riot, responsável pelo jogo League of Legends, criou o Pipoca LoL, que levou em 23 cidades do Brasil por via de 44 salas de cinema, a Final da competição entre os times FunPlus Phoenix e G2 Esports.

Em São Luís, a transmissão foi realizada pelo Cinépolis no São Luís Shopping, onde as equipes disputaram uma série melhor de cinco (MD5) pelo título do Mundial. O evento também foi transmitido pelo SportTV 3, SporTV.com e pelos canais da desenvolvedora do jogo.

A competição foi, pelo segundo ano seguido, entre times da China e da Europa. Sendo, em 2018, a final entre o time chinês Invictus Gaming que competiu contra o europeu Fnatic. Contra a Fnatic, a Invictus foi vitoriosa, fazendo os chineses conquistarem o troféu inédito para a região e um prêmio de US$ 2,4 milhões. Em 2019 a FunPlus Phoenix representou a China enquanto a G2 Esports representa a Europa.

Na G2 Esports, representante européia, essa será a segunda final seguida com o jogador dinamarquês Rasmus “Caps” como mid laner. Em 2018 o jogador estava no vice-campeonato da Fnatic, sendo o único jogador europeu da história a realizar a dobradinha e sendo eleito o MVP da temporada regular da LEC (League of Legends European Championship) no primeiro semestre.

O quarto e último jogo da G2 Esports contra a SK Telecom T1, válido pelas semifinais do campeonato bateu o recorde de estatística como a partida mais assistida na história dos E-sports. Segundo o portal Esports Charts, referência em análise de audiência, foram cerca de 3,9 milhões de espectadores simultâneos assistindo o confronto. O número quebrou o recorde que pertencia à Copa do Mundo de Fortnite, realizada em julho de 2019 que havia acumulado 1,9 milhões de espectadores. Sendo esse recorde atual agora do League of Legends mesmo sem contar plataformas de streaming chinesas e o player interno da Riot.

A FunPlus Phoenix também deixou sua marca na competição esse ano. O time chinês chegou a final com cinco vitórias e apenas duas derrotas, tendo o mesmo desempenho do time Splyce da Europa, quebrando o desempate após vencê-los em partida. Dois jogadores do FPX foram destaque esse ano. Lin “Lwx”, atirador titular conquistou a melhor média de abates por partida (5.93) e Liu “Crisp” alcançou a melhor média de assistência por jogo (12).

Titulares da G2 Esports:

– Topo: Martin “Wunder” Hansen
– Caçador: Marcin “Jankos” Jankowski
– Meio: Rasmus “Caps” Winther
– Atirador: Luka “Perkz” Perkovic
– Suporte: Mihael “Mikyx” Mehle
– Reserva – Suporte: Hampus “Promisq” Abrahamsson

Titulares da FunPlus Phoenix:

– Topo: Hansaem “Gimgoon” Kim
– Caçador: Tian-Liang “Tian” Gao
– Meio: Tae-Sang “Doing” Kim
– Atirador: Weixiang “LWX” Lin
– Suporte: Qingsong “Crisp” Liu
– Reserva – Caçador: Ping “Xinyi” Chang

O evento que teve início às 9 hrs, horário de Brasíli, teve em sua abertura de cerimônia, como tradicionalmente, o show que apresenta a música tema do Mundial.

Em 2018 o grupo de K-pop KD/A foi apresentado com toda uma nova tecnologia de hologramas, colocando a banda real de interpretes junto a personagem que formam a banda na história do jogo. Nesse ano não foi diferente. Foi apresentada ao público a banda de Hip-Hop True Damage que, além de oferecer sua música principal e inédita, apresentou também a nova personagem que fará parte do LoL, Senna.

Formado pela rapper Soyeon of (G)I-dle, intérprete da personagem Akali, Thutmose Duckwrth vocalista e intérprete do personagem Ekko, Becky G como Qiyana (que receberá uma skin edição prestígio desenhada pela grife francesa Louis Vuitton) e Keke Palmer como a nova personagem Senna, o grupo apresentou a canção Giants, que possui sua letra em inglês, com detalhes no rap em coreano pela personagem Akali e frases em espanhol pela personagem Qiyana.

A música Phoenix, apresentada no canal do League of Legends no Youtube mês passado, também teve sua apresentação com Cailin Russo e Chrissy Costanza como cantoras principais.

Após a apresentação de abertura e seus shows, os jogos da Final tiveram início.

Na primeira partida da melhor de cinco o time chinês FunPlus Phoenix pressionou a rota topo e com o primeiro abate, do personagem Gangplank do jogador Gimgoon contra o Ryze do jogador Wunder, mostrou para o que veio. Foi um jogo pesado para o time europeu, que em seus 5 minutos já perdia com dois abates, novamente pelo Ryze. Embora o G2 Esports tenha mantido o equilibro no meio do jogo não foi suficiente. Mesmo com o Varus do adc Perkz jogando muito bem, o Wunder não conseguiu crescer pela pressão de jogo, dando vantagem para o time chinês que levou a primeira vitória.

A segunda partida foi tão ruim para o time europeu como a primeira. Foi necessário uma pausa no meio da partida para que o time pudesse conversar com seu coach e mudar a estratégia. Mas mesmo com a mudança na forma de jogo não foi suficiente para o time, dando outra vitória para o time chinês. Nessa partida o destaque foi para o jogador LWXque conquistou o único triple kill da final com a personagem adc Kai’sa.

A terceira partida, decisiva para o time europeu, foi de igual vitória para o FunPlus Phoenix que com um bom domínio de tempo e melhor escolhas de jogadas colocou pressão sobre o G2 Esports, que já parecia um pouco abalado. O MVP da última partida foi eleito o jogador Doing, que com o personagem Galio no mid, manteve a resistência do time chinês, garantindo assim a terceira vitória do time que lhes proporcionando a taça do mundial 2019.

Muita emoção enquanto o time agradecia e levantava a taça que continua sendo da China por dois anos consecutivos, sendo esse anoum grande feito por conta do time ser formado apenas com jogadores novatos no mundial.

No final da transmissão, Ming Zong, Vice-Prefeita de Xangai dá boas-vindas ao décimo Campeonato Mundial que será realizado em 2020 na cidade chinesa.

Continue Lendo
Publicidade

Games

10 maiores jogos da década

Lista reúne os que mandaram bem na jogabilidade, enredo, trilha sonora e direção de arte.

Com o fim do mês de dezembro, não só o ano de 2019 termina como também toda uma década de apostas, lançamentos e surpresas no universo gamer. Após uma rigorosa seleção, com jogabilidade, enredo, trilha sonora e direção de arte sendo os principais critérios, o Volts elegeu os jogos mais relevantes lançados nesta década, entre 2010 e 2019. Vamos lá!

10. Resident Evil 2 (2019)

O novo Resident Evil 2 ensinou aos colegas que refazer uma obra é muito mais do que atualizá-la para os gráficos da nova geração. Além das bem-vindas novidades, todos os artifícios que fizeram o jogo original bom, foram otimizados, incluindo a sua jogabilidade, enredo, personagens e, principalmente, o Mr X.

9. The Last Of Us (2013)

The Last of Us é a prova viva de que a indústria gamer não somente pode apresentar narrativas tão impactantes, cativantes e intensas quanto à indústria do cinema, como pode as superá-las. Impossível não se envolver com o enredo e seus personagens e sentir-se parte da jornada.

8. Heavy Rain (2010)

Junto com The Walking Dead, Heavy Rain foi responsável por popularizar e revigorar o gênero drama-interativo na indústria gamer. Colocando as decisões em nossas mãos, título nos entregou as rédeas da história, fazendo-nos sentir responsável pelos impactantes desdobramentos da trágica aventura investigativa.

7. The Legend of Zelda: Breath of Wild (2017)

The Legend of Zelda: Breath of the Wild é a prova mestre que a Big N tem um carinho especial por Link e seus fãs. Invadindo o Wii U e o então novo console, Nintendo Switch, o J-RPG inovou ao propor uma narrativa não-linear num mundo aberto intenso e ao mesmo tempo contemplativo. É essa possibilidade de viver aventuras em Hyrule “do nosso jeito” e sem indicações fixas de movimentos a ser executados que fazem do jogo um dos mais amados pela crítica no final desta década e despertaram a paixão em novos e velhos fãs da saga (tanto que a próxima década promete com a sequência da trama).

6. Skyrim (2011)

Um dos jogos responsáveis por moldar os RPGs e games de mundo aberto da geração, Skyrim detém uma riqueza singular e apresenta um rio de oportunidades que parece infindável, seja na build do seu personagem, ou na forma de evoluir e se envolver com o mundo ao seu redor.

5. The Witcher: Wild Hunt (2015)

The Witcher: Wild Hunt mostra que sub-quests podem ser mais que missões efêmeras e como um universo digital pode ser tão rico e complexo como a nossa realidade. O jogo, além disso, é visualmente belo, possui uma jogabilidade rica e desafiadora, e apresenta o melhor da fantasia em um só mundo.

4. Nier: Automata (2017)

Adotando filosofia e inovando a forma de narrar uma história, Nier: Automata apresenta um dos enredos mais complexos e chocantes da indústria gamer. Como se não bastasse, o jogo apresenta uma jogabilidade divertida, uma direção de arte impecável e a melhor trilha sonora dos jogos digitais.

3. Dark Souls (2011)

Jogo que colocou de volta, no pilar da indústria gamer, a alta dificuldade, um artificio que tinha sido aos poucos deixado para trás. O RPG reestruturou as mecânicas do gênero para que o gerenciamento de itens, estratégias e a cautela voltassem a ser os princípios dos jogadores

2. Dragon Age: Inquisition (2014)

A possibilidade de criar relacionamentos, modelar o curso história e construir a inquisição à sua maneira, lidando com dilemas éticos, políticos, sociais e morais, tornam o Dragon Age: Inquisition enriquecedor e a experiência para o jogador, única. Um valor estimável e raro na indústria

1. Bioshock Infinite (2013)

Além de apresentar um dos finais mais chocantes das indústrias audiovisuais, Bioshock: Infinite crava a especialidade da franquia em criar universos ricos e complexos, como uma direção de arte original, que jamais será vista ou superada em outros jogos. Acima disso, game lapida o gênero de tiro em primeira-pessoa, tornando-o ainda mais divertido e dinâmico.

Continue Reading

Games

RED Canids é campeã do Brasileirão feat. Fortnite

Por

A RED Canids é a primeira equipe a conquistar o Brasileirão featuring Fortnite, o torneio nacional de Fortnite realizado pela BBL, holding de entretenimento especializada no universo gamer, e pelo banco digital next.

A Matilha, formada por Rodrigo “Avlr” Avelar, Rafael “Snow.” Sicoti, Gustavo “Technoviking46” Henrique e Filipe “NotFilipe” (jogador da The Boys Esports), disputou a final ontem, 18 de dezembro, com outras 24 equipes e garantiu o título com 106 pontos, sendo 50 das partidas e 66 de eliminações. Como prêmio, a equipe recebeu R$130 mil.

 O caminho da RED Canids até o título do torneio começou com as qualificatórias online, quando obteve uma vaga ao terminar em primeiro lugar na segunda rodada de classificação. Na final, venceu três das seis partidas decisivas e terminou 11 pontos à frente do segundo colocado, o LELEOBR E KURTZDP.

Continue Reading

Games

Confira os indicados ao The Game Awards 2019

Os principais destaques dessa edição são Death Stranding, Control e Resident Evil 2.

Hoje, foram revelados os indicados para o aguardado The Game Awards 2019, que ocorre no dia 12 de Dezembro. A premiação é a principal representante para a categoria gamer e é visualizada como o “Oscar dos Jogos“, dada a sua importância nesse ramo.

Para esta edição, o principal destaque é, sem surpresas, Death Stranding, novo jogo do Hideo Kojima. Título obteve 9 incríveis indicações, incluindo o mais cobiçado: Jogo do Ano. Control, Resident Evil 2 e The Outer Worlds são outros nomes de destaque na lista. Confira:

JOGO DO ANO

  • Control
  • Death Stranding
  • Super Smash Bros. Ultimate
  • Resident Evil 2
  • Sekiro: Shadows Die Twice
  • The Outer Worlds

MELHOR JOGO DE AÇÃO

  • Apex Legends
  • Astral Chain
  • Call of Duty: Modern Warfare
  • Devil May Cry V
  • Gears 5
  • Metro Exodus

MELHOR JOGO DE AÇÃO/AVENTURA

  • Borderlands 3
  • Control
  • Death Stranding
  • Resident Evil 2
  • The Legend of Zelda: Link’s Awakening
  • Sekiro: Shadows Die Twice

MELHOR JOGO DE RPG

  • Disco Elysium
  • Final Fantasy XIV
  • Kingdom Hearts III
  • Monster Hunter World: Iceborne
  • The Outer Worlds

MELHOR DIREÇÃO

  • Control
  • Death Stranding
  • Resident Evil 2
  • Sekiro: Shadows Die Twice
  • Outer Wilds

MELHOR NARRATIVA

  • A Plague Tale: Innocence
  • Control
  • Death Stranding
  • Disco Elysium
  • The Outer Worlds

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

  • Control
  • Death Stranding
  • Gris
  • Sayonara Wild Hearts
  • Sekiro: Shadows Die Twice
  • The Legend of Zelda: Link’s Awakening

MELHOR TRILHA SONORA

  • Cadence of Hyrule
  • Death Stranding
  • Devil May Cry 5
  • Kingdom Hearts III
  • Sayonara Wild Hearts

MELHOR DESIGN DE ÁUDIO

  • Call of Duty: Modern Warfare
  • Control
  • Death Stranding
  • Gears 5
  • Resident Evil 2
  • Sekiro: Shadows Die Twice

MELHOR ATUAÇÃO

  • Ashly Burch/Outer Worlds
  • Courtney Hope/Control
  • Laura Bailey/Gears 5
  • Mads Mikkelsen/Death Stranding
  • Matthew Porretta/Control
  • Norman Reedus/Death Stranding

JOGO DE IMPACTO

  • Concrete Genie
  • Gris
  • Kind Words
  • Life is Strange 2
  • Sea of Solitude

MELHOR JOGO PARA FAMÍLIA

  • Luigi’s Mansion 3
  • Ring Fit Adventure
  • Super Mario Maker 2
  • Super Smash Bros. Ultimate
  • Yoshi’s Crafted World 

MELHOR JOGO DE ESTRATÉGIA

  • Age of Wonders: Planetfall
  • Anno 1800
  • Fire Emblem: Three Houses
  • Total War: Three Kingdoms
  • Tropico 6
  • Wargroove 

MELHOR JOGO DE ESPORTE/CORRIDA

  • Crash Team Racing Nitro-Fueled
  • DiRT Rally 2.0
  • eFootball Pro Evolution Soccer 2020
  • F1 2019
  • FIFA 20

MELHOR JOGO MULTIPLAYER

  • Apex Legends
  • Borderlands 3
  • Call of Duty: Modern Warfare
  • Tetris 99
  • Tom Clancy’s The Division 2

MELHOR JOGO INDIE

  • Baba Is You
  • Disco Elysium
  • Katana ZERO
  • Outer Wilds
  • Untitled Goose Game

MELHOR JOGO INDIE COM ESTÚDIO ESTREANTE (PRIMEIRO JOGO DO ESTÚDIO)

  • ZA/UM por Disco Elysium
  • Nomada Studio por Gris
  • DeadToast Entertainment por My Friend Pedro
  • Mobius Digital por Outer Wilds
  • Mega Crit por Slay the Spire
  • House House por Untitled Goose Game

MELHOR GAME CONTÍNUO

  • Apex Legends
  • Destiny 2
  • Final Fantasy XIV
  • Fortnite
  • Tom Clancy’s Rainbow Six Siege

MELHOR GAME MOBILE

  • Call of Duty: Mobile
  • Grindstone
  • Sayonara Wild Hearts
  • Sky: Children of Light
  • What The Golf?

MELHOR GAME DE LUTA

  • Dead or Alive 6
  • Jump Force
  • Mortal Kombat 11
  • Samurai Showdown
  • Super Smash Bros. Ultimate

MELHOR GAME DE ESPORTS

  • CS: GO
  • Dota 2
  • Fortnite
  • League of Legends
  • Overwatch

MELHOR SUPORTE PARA A COMUNIDADE

  • Apex Legends
  • Destiny 2
  • Final Fantasy XIV
  • Fortnite
  • Tom Clancy’s Rainbow Six Siege

MELHOR JOGO VR/AR

  • Asgard’s Wrath(Sanzaru Games/Oculus Studios)
  • Blood & Truth(SIE London Studio/SIE)
  • Beat Saber(Beat Games)
  • No Man’s Sky(Hello Games)
  • Trover Saves the Universe(Squanch Games)

MELHOR TIME DE ESPORTS

  • Astralis
  • G2 Esports
  • O2
  • San Francisco Shock
  • Team Liquid

MELHOR JOGADOR DE ESPORTS

  • Kyle “Bugha” Giersforf
  • Lee “Faker” Sang-hyeok
  • Luka “Perkz” Perkovic
  • Oleksandr “S1mple” Kostyliev
  • Jay “Sinatraa” Won

Mas e vocês? Gostaram das indicações, quais são os seus favoritos para esta edição? Deixem suas opiniões nos comentários!

Continue Reading

Em alta agora