Série WandaVision vira alvo de ação judicial entre Marvel e empresa Chinesa

Empresa alega já ter registrado nome da série em vários campos do entretenimento.

A Marvel Studios está sendo processada pela empresa multinacional chinesa Wanda Group Ltda. que alega já ter registrado em diferentes campos de entretenimento o nome Wanda, que é o nome civil da Feiticeira Escarlarte (Elizabeth Olsen). O processo foi movido meses antes da série do MCU, WandaVision ser lançada na Disney+.

A empresa alega que já registrou o nome para a venda de bonecos, jogos de tabuleiro, enfeites de festa e outras áreas. Caso a Marvel perca a ação, a empresa pode perder milhões de dólares que seriam faturados com a venda de artigos e produtos relacionados a série e a personagem Wanda.

A batalha judicial pelos direitos autorais do nome está será julgada pelo governo dos Estados Unidos e não deve afetar a estreia da série, que está prevista para o fim de 2020. A produção de WandaVision precisou ser interrompida por conta da pandemia do novo coronavírus, mas a Marvel alega que isso não deve atrapalhar o lançamento da série.

Veja o trailer de WandaVision, série da MCU para a Disney+:

Ao que tudo indica, o processo, que recebeu extensão por parte do governo dos Estados Unidos, deve ser resolvido e não deve afetar a data de estreia da série, prevista para o final de 2020.

Total
1
Shares
2 comments

Comments are closed.

Prévia

VIPER lança “The Spreading Soul Forever”, versão inédita cantada por Andre Matos

Próxima Notícia

Contos Inacabados de J. R. R. Tolkien recebe capa exclusiva