Connect with us

Séries

Relembre o dia que Grey’s Anatomy tratou caso suspeito de coronavírus

Personagem April Kepner precisou ser isolada após voltar de viagem da Jordânia.

Em

O primeiro trimestre de 2020 vai ficar marcado pela pandemia de Covid-19, o novo coronavírus, que infectou centenas de milhares de pessoal e matou, até o esta quinta-feira (19), mais de oito mil pessoal. Fazendo um paralelo com a ficção, curiosamente, em 2015, a série Grey’s Anatomy tratou uma personagem com sintomas da doença. Veja clicando no vídeo acima acima.

No episódio da 12ª temporada, intitulado “Walking Tall” (traduzido como “De Cabeça Erguida”) narrou os apuros da médica April Kepner (Sarah Drew), que chegava a Seattle com sintomas estranhos após uma viagem para a Jordânia.

Durante o episódio, April apresenta manchas vermelhas na pele, coriza, febre e tosse e a médica Arizona (Jessica Capshaw) imediatamente percebeu a possibilidade de uma doença contagiosa, chamou a então chefe de cirurgia do hospital Grey Sloan Memorial, Miranda Bailey (Chandra Wilson), que exigiu que April ficasse isolada no hospital em uma espécie de bolha.

Na época, o personagem Jackson Avery (Jesse Williams) perguntou: “Alguém falou em Mers?”. A dublagem brasileira traduziu: “Alguma chance de coronavírus?”.

Nessa época, Mers era o nome da doença que aterrorizava o Oriente Médio e uma variante do coronavírus, assim como a atual Covid-19.

No final das contas, depois de muito drama e espera – passou 12 horas como paciente do hospital -, o resultado apontou para dermatite de contato (inflamação na pele).

Atualmente, por causa da pandemia de Covid-19, Grey’s Anatomy está com as gravações da 16ª temporada suspensas. No Brasil, a série é exibida no Sony Channel e tem as 15 primeiras temporadas disponíveis na Netflix.

Continue Reading
Advertisement

Séries

Cidade Invisível, Crepúsculo e mais: veja os destaques de Fevereiro na Netflix

O Volts fez uma lista com todos os títulos que serão adicionados à plataforma; confira!

Em

Por

A plafatorma de streaming Netflix já anunciou quais produções passarão a fazer parte de seu catálogo ao longo do mês de fevereiro.

Na lista de séries, filmes, documentários e animes divulgados pelo serviço destacam-se a série nacional Cidade Invisível, com Marco Pigossi e Alessandra Negrini, os cinco filmes da saga Crepúsculo, e o longa Para Todos os Garotos: Agora e Para Sempre.

O Volts fez uma lista com todos os títulos que serão adicionados à plataforma, assim como as datas de disponibilização. Boa maratona!

Séries

  • Amigas para Sempre (dia 3)
  • Cidade Invisível (dia 5)
  • Funerária Família Bernard (dia 12)
  • Tribes of Europa (dia 19)
  • Pit Stop (dia 15)
  • Por Trás de Seus Olhos (dia 17)
  • Hache – 2ª temporada (dia 5)

Filmes

  • Karatê Kid (dia 1)
  • O Mediador (dia 3)
  • Tim Maia (dia 4)
  • Malcolm & Marie (dia 5)
  • Mulheres Ocultas (dia 5)
  • Nova Ordem Espacial (dia 5)
  • Relatos do Mundo (dia 10)
  • A Viagem de Heidi e Cokeman (dia 10)
  • Ponto Vermelho (dia 11)
  • Amor² (dia 11)
  • Para Todos os Garotos: Agora e Para Sempre (dia 12)
  • Xico, O Cachorro Mágico (dia 12)
  • Crepúsculo (dia 15)
  • A Saga Crepúsculo: Eclipse (dia 15)
  • A Saga Crespúsculo: Lua Nova (dia 15)
  • A Saga Crepúsculo: Amanhecer – parte 1 (dia 15)
  • A Saga Crepúsculo: Amanhecer – parte 2 (dia 15)
  • A Garota Dinamarquesa (dia 16)
  • Dragão Vermelho (dia 16)
  • O Virgem de 40 Anos (dia 16)
  • Scarface (dia 16)
  • De Volta para o Futuro (dia 16)
  • Eu me Importo (dia 19)
  • Tribes Of Europa (dia 19)
  • Amigos de Escola (dia 20)
  • Missão: Impossível – Efeito Fallout (dia 20)
  • Na Mesma Onda (dia 26)
  • Loucura de Amor (dia 26)
  • De Volta para o Futuro (sem data específica)

Documentários e especiais

  • Pole Dance: Dança do Poder (dia 5)
  • Cena do Crime – Mistério e Morte no Hotel Cecil (dia 10)
  • Intervenção Canina (dia 22)
  • Pelé (dia 23)

Crianças e família

  • Kid Cosmic (dia 2)
  • Mighty Express (dia 2)
  • Você Radical – Safári (dia 16)
  • A grande aventura de Barney: O Filme (dia 16)

Animes

  • Assim Falava Kishibe Rohan (dia 18)
  • Tenku Shinpan – Sem Saída (dia 25)

Continue Reading

Séries

WandaVision: o que a série da Feiticeira Escarlate traz para a quarta fase do MCU?

Série inédita da Marvel estreou nesta sexta-feira (15) no Disney+ e introduz quarta fase do universo ficcional.

Em

O calendário do cinema e da televisão foram quebrados pela pandemia da Covid-19. Passamos meses sem produções cinematográficas inéditas. No MCU (Universo Cinematográfico Marvel), o ultimo frio na barriga provocado por uma estreia foi com o lançamento de Homem-Aranha: Longe de Casa (2019).

Mas a franquia começa 2021 trazendo uma proposta totalmente diferente de tudo que já foi apreciado nas 23 produções do MCU para o cinema. Agora, quem abre as portas para os super-heróis da Marvel na televisão é a série WandaVision, que estreou nesta sexta-feira (15) no Disney+.

+ Série WandaVision vira alvo de ação judicial entre Marvel e empresa Chinesa

+ Marvel voltará a publicar HQ’s inéditas em maio

Wanda, a Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen), e Visão (Paul Bettany) tiveram seus espaços (e suas lutas) ao longo de filmes como Homem de Ferro (2008), Os Vingadores (2012), Vingadores: Era de Ultron (2015) e Vingadores: Guerra Infinita. Atravessando, assim, as fases do MCU com ações suficientes para formar expectativas sobre uma produção que gira em torno do casal.

De acordo com a protagonista da série Elizabeth Olsen, “se você embarcar no clima [da série], e souber que esses personagens são super-heróis, pode se divertir muito. Todos os mistérios são respondidos nos próprios episódios”, disse a atriz, tranquilizando o público que não possui conhecimento prévio sobre os recortes da vida dos personagens.

Contudo, algumas coisas precisam ser pontuadas para entender o que a estreia de WandaVision representa para o Universo Cinematográfico da Marvel.

1 – Introdução à quarta fase do MCU

Pela primeira vez, uma fase do MCU é iniciada com uma série televisiva e não com um longa. WandaVision introduz o público à tão esperada quarta fase do universo ficcional e estreita a relação dos quadrinhos com a narrativa que é apresentada.

2 – Homenagem ao sitcons

O ponto alto do MCU pode ser a ação, mas em VandaVision, a comédia fala alto. A série inédita é uma homenagem ao consagrado formato de sitcom e as cenas iniciais remontam as clássicas situações familiares dos anos 50, traduzindo bem a atmosfera criada pelo sonho americano.

3 – Pré-sequência de Doutor Estranho 2

Até o momento marcada para 2022, a estreia do segundo filme de Doutor Estranho apresentará uma forte relação com a Feiticeira Escarlate. Por isso, a série pode ser considerada uma pré-sequência do longa.

“Acho que Kevin Feige está fazendo um trabalho realmente incrível entrelaçando o formato da televisão com os filmes para que possamos contar histórias mais interessantes daqui para frente”, disse Elizabeth Olsen em entrevista ao Good Morning America.

4 – Visão está morto ou vivo?

A série traz Wanda e Visão em uma tentativa de tocar a vida em família em um subúrbio. Entretanto, um dos mistérios a serem desenrolados na trama é o futuro de Visão, que teve sua morte presenciada por Wanda em Vingadores: Guerra Infinita.

A situação de Wanda depois desse acontecimento é emocionalmente instável e pode ser ainda mais afetada com a perda de uma realidade “perfeita” na qual o casal estava instalado.

Continue Reading

Séries

Bridgerton ganha versão musical feita por fãs

E se Bridgerton fosse um musical?

Em

Por

Texto por Rafaela Freitas

“Bridgerton”, série que estreou há menos de um mês e já se tornou um dos maiores sucessos da Netflix, ganhou uma curta versão musical feita por fãs. A ideia, que vem conquistando a internet, surgiu da cantora Abigail Barlow, que começou a compor músicas baseadas em cenas da produção e compartilhá-las, primeiramente, no TikTok. A primeira canção chamada  “Canção de Daphne” (também conhecida como “Oceans Away”) foi postada acompanhada com a legenda “Ok, mas e se Bridgerton fosse um musical?”

+ Crítica | Bridgerton – 1ª temporada

Assista à versão musical de Bridgerton.

Entretanto, o vídeo mais popular de Barlow é o que interpreta a canção chamada “Burn For You”. Também escrita por ela, a composição é sobre a lua de mel de Daphne (Phoebe Dynevor) e Simon (Regé-Jean Page).  No vídeo, como o TikTok permite fazer duetos, Barlow convida outros usuários a cantarem as partes que ela escreveu para Simon. O mais popular é com o cantor e ator Nick Daly, que atingiu mais de dois milhões de visualizações e foi compartilhado pela conta do Twitter da Netflix.

O showrunner da série, Chris Van Dusen, também compartilhou o vídeo, escrevendo: “O musical #Bridgerton está explodindo. Minha. Mente”. A conta oficial de Bridgerton no Twitter afirmou: “Um grupo bastante talentoso, de fato. Considere este autor impressionado”. 

https://twitter.com/chrisvandusen/status/1349416679814516743

Barlow também escreveu outras músicas para este hipotético musical, há uma canção escrita a partir da perspectiva de Penelope Featherington (Nicola Coughlan) e outra canção para Simon. 

Nem sabíamos que precisávamos de “Bridgerton: The Musical”, já queremos!

Continue Reading

Séries

Série de ‘O Senhor dos Anéis’ no Prime Video ganha sinopse oficial

Trama se passará durante a Segunda Era, milhares de anos antes de ‘O Hobbit’.

Em

Por

Produzida pelo Prime Video, a série de “O Senhor dos Anéis” finalmente ganhou uma sinopse oficial. Divulga pelo site TheOneRing.net, a sinopse confirma que a produção trará personagens já conhecidos da obra de J. R. R. Tolkien, mas também conta com novos rostos.

Além disso, ela confirma que a trama se passará durante a Segunda Era, ou seja, milhares de anos antes dos eventos de O Hobbit e O Senhor dos Anéis. Veja a sinopse oficial:

A próxima série do Amazon Studios traz às telas pela primeira vez as lendas heróicas da Segunda Era da Terra-Média. Esse drama épico se passa milhares de anos antes dos eventos das obras de J. R. R. Tolkien, O Hobbit e O Senhor dos Anéis, e levará os espectadores de volta a uma era em que grandes poderes eram forjados, e reinos ascendiam para a glória e caiam em ruínas, heróis improváveis ​​ema testados, esperança ficava pendurada pelo mais fino dos fios, e o maior vilão já criado por Tolkien ameaçava cobrir todo o mundo na escuridão. Começando em uma época de paz relativa, a série segue um importante grupo de personagens, já conhecidos e novos, enquanto confrontam o ressurgimento do mal na Terra-Média. Das profundezas das Montanhas da Névoa, até as florestas fabulosas da capital élfica de Lindon, até a ilha de Númenor, e os cantos mais profundos do mapa, esses reinos e personagens vão cravar seu legado, algo que irá ficar marcado até muito tempo depois de suas mortes.

Paralisação das gravações

Segundo o Deadline, o seriado tinha acabado de gravar o segundo episódio, no início de 2020, quando as regras de isolamento social suspenderam qualquer forma de aglomeração de pessoas. A pausa de 6 meses causou um atraso na entrega do roteiro, que já teve a 2ª temporada confirmada mesmo antes da estreia da primeira.

A série de O Senhor dos Anéis segue sem data para ser lançada.

Continue Reading