Rejeitados pelo Oscar? Veja as categorias nunca aprovadas pela premiação

Alguns profissionais ainda lutam para ter suas áreas valorizadas no maior prêmio cinematográfico do mundo

O Oscar é um dos, se não o, prêmio mais famoso de todo o mundo. Oficialmente chamado de Prêmio da Academia (The Academy Awards), a intenção do prêmio anualmente prestigiar os profissionais da indústria cinematográfica, reconhecendo à excelência de seus trabalhos e conquistas na arte.

O prêmio se tornou famoso pela sua cerimônia de entrega, que é uma das mais midiáticas do mundo, sendo também a mais antiga.

O Oscar de 2020 ocorrerá no dia09 de fevereiro no Teatro Dolby, em Los Angeles, fazendo assim com que as apostas para adivinhar os vencedores das 24 categoriasseja o assunto do momento.

Desde 1929, quando o prêmio nasceu, várias categorias deixaram de existir e muitas outras nasceram ou foram modificadas, exemplo da ‘Entretitulagem’, que premiava os melhores textos entre as cenas dos filmes mudos ou a categoria ‘Efeitos visuais’, que já se chamou ‘Efeitos especiais’ e antes, ‘Engenharia de Efeitos’.

Porém, algumas categorias nunca chegaram a participar do evento. Várias propostas foram feitas nesses 91 anos e a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pelo prêmio, recusou diversas ideias do que poderiam ser chances de conquistar a tão sonhada estatueta dourada.

Aí vai alguns exemplos de categorias rejeitadas mas que combinariam perfeitamente com o Prêmio:

Melhor Design de Título

Proposto em 1999, a ideia dessa categoria seria premiar os artistas por trás dos títulos de cada filme, ressaltando a forma que aparecem na introdução do longa. Todo trabalho com cores e formas nos títulos seriam estudados e representados na categoria, na intenção de mostrar sua importância.

Aqueles que defendem que a categoria é relevante, e deveria sim, ser inclusa no prêmio, apontam a função importante dos títulos: “introduzir o espectador na história e dar o tom ao filme, sintetizando a ideia central da trama”. Embora o Oscar não tenha aberto suas portas para a categoria, o Emmy, uma famosa premiação atribuída a programas e profissionais de televisão, adotou a ideia e desde 1976 possui um troféu para os melhores títulos e aberturas de séries.

Um dos principais problemas para a categoria não existir no Oscar aponto quanto a falta de um júri específico para a modalidade. Atores votam em atores, técnicos de som votam em técnicos de som, assim por diante, criando um grupo de votos com especialistas, entretanto não há uma organização de designers de títulos, pois essa função é uma subcategoria de produção de um filme.

Melhor Dublê

Jack Gillé um veterano em Hollywood, e embora não seja conhecido, é um dublê e coordenador de dublês com quase 30 anos em sua carreira. Participou de filmes grandes como Rambo, Velozes e Furiosos 5, o novo Jumanji, entre outros.

Gill é o principal idealizador que luta para que a categoria de melhor dublê seja incluída no prêmio. A ideia surgiu em 1990, junto com o diretor Sydney Lumet. Enquanto ambos trabalhavam em um set de filmagem. Gill então procurou a Academia, que disse que o processo levaria em torno de três ou quatro anos. Entretanto até hoje não obteve uma resposta.

O dublê hollywoodiano argumenta que o trabalho nessa área se tornou cada vez mais constante e desafiador graças aos números de filmes de ação que têm ganhado espaço de destaque nos cinemas. Os coordenadores de dublês, consequentemente, acabam liderando a direção de alguns momentos do longa. Mesmo com esse destaque, a Academia ainda não mostrou sinais que cederá aos pedidos de Gill e outras pessoas que lutam por esse espaço no Oscar. Embora não ocorra no meio prêmio mundial, o Taurus World Stunt Awards, premia, desde 2001, os melhores trabalhos da área.

Melhor elenco

Com a proposta surgindo em 1999, veio junto uma dúvida. Quem premiar nesse caso? O diretor de elenco, por escolher atores que se encaixaram perfeitamente em seus papéis ou os próprios atores, que formam o elenco vencedor?

Por conta dessa dúvida, a ideia foi deixada de lado pelo Oscar, mas ainda há premiações em que ele aparece. Exemplo disso é o SAG Awards, organizado pelo Sindicado dos Atores e já falamos sobre ele AQUI. No SAG, o prêmio de melhor elenco é a principal categoria.

Melhor Filme Popular

Por último, a mais recente e polêmica categoria negada pelo Oscar. Em 2018 a própria Academia anunciou um prêmio para “filmes populares”, que seria incluído na edição seguinte do Oscar, em 2019. A ideia da Academia era ajudar a levantar a audiência da cerimônia de premiação que passa por certos altos e baixos nos últimos anos, como exemplo da cerimônia de 2018 que se tornou a menos vista na história. Os “filmes populares” seriam aqueles que se tornaram fenômeno de bilheteria como longas de ação, ficção científica e de super-heróis, que não costumam entrar na disputa da categoria principal.

Mas quase ninguém gostou da ideia de colocar um nível de importância e popularidade nas produções artísticas. Alguns chegaram a apontar que a ideia diminuía o valor dos filmes de grande bilheteria, colocando-os em uma categoria inferior aos outros. Pelo enorme número de críticas negativas, a Academia acabou por voltar atrás com apenas um mês do anúncio.

Essas e inúmeras outras categorias tendem a nascer com o passar dos anos, torcemos para que todos os artistas na área cinematográfica possam se sentir inclusos e prestigiados em seus trabalhos.

Total
0
Shares
11 comments
  1. Pingback: generic ventolin
  2. Pingback: naltrexone cost
  3. Pingback: cost of viagra
  4. Pingback: viagra story
  5. Pingback: chloroquine otc

Comments are closed.

Prévia

Artigo Otaku | One Piece e a “nova era” do live-action de animês

Próxima Notícia

Warner anuncia criação de produtora dedicada ao streaming HBO Max