Connect with us

Últimas

Prêmio Volts | Nova geração alia criatividade e renovação na música maranhense

Comunidade LGBTQI+ e a sofrência embalaram a cena musical de 2019

Nos últimos anos, o mercado fonográfico maranhense vem passando por um incrível processo criativo e de renovação artística. O ano de 2019, por exemplo, foi marcado por nomes conhecidos, e também novos, engajados em enriquecer o cenário musical do estado. O resultado de todo esse trabalho culminou em lançamentos carregados de referências regionais e com boas doses do que há de melhor na música pop atual.

Ao longo deste ano, o Volts ficou ligado em tudo que rolou no cenário e, por meio de votação aberta ao público, totalizando mais de 34 mil votos, foram eleitos os nomes que estão concorrendo na fase final nas categorias “Cantor”, “Cantora”, “Dupla, Grupo ou Banda”, “Clipe Musical”, “Feat Musical”, “Música” e “Artista Musical”.  Vamos recapitular um pouco do trabalho produzido por alguns dos indicados?

A ascensão drag

No ano passado, Frimes causou reboliço com o lançamento do videoclipe de Fadinha. A produção, que se inspirou em filmes consagrados, como Matrix, foi destaque nos principais portais de música do país e teve exibição de lançamento no Cine Praia Grande, lotando a casa.

Neste ano, a cantora resolveu repetir a dose e lançou seu segundo videoclipe, para o single Pink Money. Entregando uma nova roupagem à música, Frimes, ao lado de Lucas Sá, mesmo diretor de Fadinha, trouxe a típica estética da sua persona drag, uma mistura de dominatrix futurística com paletas de um rosa bizarro.  Não é por acaso que o clipe está entre os indicados na categoria “Clipe Musical” do Prêmio Volts.

Outra concorrente nessa categoria é a drag queen Dominica, que lançou vídeoclipe para a faixa Mais Que Nada no começo deste ano. A produção foi dirigida pelo cineasta Mabu e contou com profissionais do curso de Cinema do IEMA. No clipe, Dominica brincou com diversas referências de produções das cantoras pop internacionais, como Britney Spears, no clipe Toxic, por exemplo.

Para completar a lista, Enme vem fazendo barulho e colocando todo mundo para dançar com a faixa Killa, presente em seu EP de estreia ‘Pandú’, que já possui mais de 100 mil execuções nas plataformas de streaming. O vídeoclipe de divulgação para o single, dirigido por Jessica Lauane, é recheado de elementos típicos do Maranhão, como as pitorescas radiolas de reggae e personagens da lenda do Bumba Meu Boi.

Em recente entrevista ao Volts, Enme revelou que o clipe era um sonho de infância e também a construção de uma identidade marcante que difunda o orgulho pelo Maranhão. Não é por acaso que as fotos de divulgação de ‘Pandú’ foram destaque no site da Vogue Itália. Além de “Videoclipe Musical”, Enme concorre nas categorias “Música”, também com Killa, e “Artista Musical”.

Sentimentos à flor da pele

Para os cantores e compositores do estado, 2019 também foi momento de explorar os tons amargos e dolorosos do amor. Na frágil Não Mate o Meu Querer, single lançado mês passado pela cantora Gabi Carvalho, a solidão e a efemeridade são os sentimentos que embalam os versos da canção. Com arranjo econômico, a faixa traz elementos contidos, como as cordas e as batidas pulsante, que criam uma atmosfera soturna e melancólica para melodia. Gabi Carvalho concorre na categoria “Cantora”, ao lado de Mairla Oliveira e Manú Moura.

Já Yhago Sebaz, indicado na categoria “Artista Musical”, usou desses mesmos sentimentos para dar vida ao álbum ‘Meio Amargo’. O disco resgata experiências conflituosas e vividas pelo cantor em seu último relacionamento. Com letras que retratam relações abusivas, Sebaz buscou no soul, blues e hip-hop as inspirações necessários para transformar a dor de outrora em um catálogo de canções que narram um processo de superação.

https://www.youtube.com/watch?v=gzMiwCcvsKI

Prêmio Volts

A cerimônia da premiação realizada pelo Volts rola na próxima sexta-feira, 29, mas você pode votar até o dia 28. Ao todo, são sete categorias dedicadas exclusivamente à música. Não perde tempo e clique AQUI para votar no seu artista favorito.

Últimas

Flamengo inicia time oficial de Free Fire

Time participará da LBFF 2020.

Foto: Divulgação

Além dos campos de futebol, o Flamengo incentiva outros estilos de jogos, principalmente no E-sports.
Famoso pelo seu time no League of Legends, o “mengão” agora arrisca o cenário competitivo de Free Fire.

https://twitter.com/flaesports/status/1296481548875833344

Com anúncio no Twitter, o time acaba de entrar oficialmente no jogo de estilo Battle Royale, com jogadores escolhidos a dedo. 

DeadGOD, Minuzzi, Reei, Kauelok e Modéstia farão o time vermelho e preto, além do treinador Machado, que antes disputavam pela B4. Agora irão competir pelo novo time, B4 Flamengo, no segundo split da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) 2020, que começa nesse sábado (22). 

Leia Mais

Últimas

Madagascar ganha série com personagens em versão criança

Série mostrará infância dos personagens originais.

Foto: Divulgação

Franquia de sucesso no cinema, Madagascar continua fazendo sucesso e ganhando algumas continuações, sendo por séries de TV e filmes derivados.
A nova ideia da DreamWorks é uma série reunindo o elenco original em versão criança.  

Veja o trailer abaixo: 

Madagascar: A Little Wild será apresentada no Hulu e no Peacock, serviços de streaming norte-americano. Na série, os personagens já conhecidos, Alex, Melman, Marty e Gloria, serão mostrados em aventuras de sua época quando crianças, já morando no zoológico do Central Park. 

A produção ficou por conta de Johanna Stein, da série de Kung Fu Panda e Dana Starfield de Monster High, e chegará nos Estados Unidos, por via straming, no próximo dia 7 de setembro. 

Leia Mais

Últimas

Novo clipe de Katy Perry tem trabalho de animadores brasileiros

Smile traz a cantora jogando vídeo game e uma temática circense.

Foto: Reprodução/Smile

Se jogando no universo dos games, Katy Perry apresenta Smile, novo clipe com uma temática que mistura games e circo. 

O clipe foi inicialmente lançado no Facebook dia 13, graças uma parceria da cantora com a rede social, sendo liberado no Youtube apenas no dia seguinte (14). 

Experimentando um vídeo-game com um avatar inspirado nela própria, Perry se diverte e ostenta o belo barrigão de grávida.  

O arquétipo de palhaço, muito presente na nova fase de sua carreira, surge no jogo vivendo diferentes situações, todas contextualizadas na temática de circo.  

A produção mostra muitas cores, como típico de muitos trabalhos da cantora e tem como direção Matthew Cullen, responsável por grandes clipes de Katy, como Dark Horse (Feat. Juicy K) e California Gurls (feat. Snoop Dogg). 

Misturando cenas live-actions com animação, parte do trabalho de computação gráfica do clipe Smile foi feita por um estúdio brasileiro.  

A Flooul Animation trabalhou no clipe junto ao estúdio Nathan Love e Little Zoo, dos EUA. 

A produção ocorreu durante o período de isolamento social por conta da pandemia do COVID-19, e a equipe desenvolveu personagens, cenários, efeitos de iluminação e foi responsável pela finalização do vídeo. 

Pedro Conti, um dos criadores da Flooul Animation, comenta que a parceria foi uma iniciativa da empresa americana: 

A comunidade da animação tem conseguido posicionar o Brasil de uma forma relevante e positiva dentro de um cenário mundial. É muito legal ver uma empresa americana procurar um estúdio brasileiro pela qualidade do trabalho. Estamos sendo reconhecidos não só por fazer as coisas, mas por ter um diferencial de qualidade dentro de uma indústria onde a maioria dos estúdios são americanos.” Relata

O animador já trabalhou anteriormente nos efeitos visuais do filme Moana, da Disney. 

Leia Mais