Connect with us

Últimas

Holy Avenger: Paladina terá data de lançamento divulgada na CCXP19

Após grande espera a continuação de Holy Avenger ganhará data e apresentará novos personagens do cenário de Arton.

A espera de cerca de cinco anos finalmente terminou! Holy Avenger: Paladina finalmente ganhará uma data de lançamento.

Originalmente anunciada em 2014, um ano após a finalização de Holy Avenger, agora em 2019 a data de lançamento de Holy Avenger: Paladina terá confirmação.

Fazendo parte das comemorações de 20 anos de Tormenta, que vem trazendo muita novidade da empresa como a rework do livro de regras, que foi recorde em financiamento coletivo, batendo suas metas com incrível velocidade, a data de lançamento da continuação da saga dos Rubis da Virtude será anunciada durante a CCXP19, dia 6 de dezembro, onde os autores participarão de um painel para uma sessão de autógrafos.

Holy Avenger é uma revista em quadrinho totalmente brasileira e que faz parte de um universo chamado Tormenta. Foi lançada em 1998, e porta de entrada para muitos jogadores iniciantes de RPG no Brasil, apresentando não apenas o mundo de Arton mas toda uma mecânica de jogabilidade para o Role Playing Game.

RPG, para quem não conhece, é um jogo de interpretação. Um grupo escolhe um papel para interpretar e um dos ‘jogadores’ será o mestre, aquele que apresentará as regras e o cenário onde o jogo ocorrerá. O RPG nada mais é que um jogo de ‘contar histórias’ que utiliza imaginação e estatísticas junto com dados de até 20 lados para deixar o aspecto ‘sorte’ comandar a jornada dos personagens. Tormenta possui suas próprias regras, todo um conjunto de livros que apresentam classes de personagens, raças mágicas diferentes e poderes detalhados assim como apresenta Arton.

Rola um “D20 aí!”

Arton é o principal e mais famoso cenário no RPG brasileiro. Um mundo de problemas comandado por vinte deuses e com dificuldades sem par, seja por guerras territoriais, seja pela tormenta, uma chuva ácida que traz criaturas anti-naturais para o plano físico.

Arton conta com livros de regras de jogo, uma revista online e mensal intitulada Dragão Brasil e vários romances para deixar o cenário ainda mais diversificado e rico em detalhes.

Com grande conexão com os fãs, Tormenta tem conquistado um espaço no que tange rpg, sendo hoje, considerado um rival a altura do Dugeons & Dragons (RPG famoso nos Estados Unidos e pai da famosa animação Caverna do Dragão).

Teve final ou não?

Holy Avenger conta a história de Sandro, Lissandra, Niele e Tork. Quando Lissandra, uma meio dríade criada por Tork, o troglodita anão, recebe um chamado divino por sonhos para juntar todas os Rubis da Virtude e reviver um guerreiro santo conhecido apenas por Paladino. A aventura apresenta um mundo de magia assim como personagens carismáticos e únicos que constituem a história cheia surpresas e comédia.

Protagonistas da original Holy Avenger: A delicada Lissandra, o atrapalhado Sandro (de cabeça para baixo), a otimista Niele e o difícil Tork

O novo quadrinho, que originalmente foi anunciado em 2014, terá a mesma equipe, com Marcelo Cassaro de roteirista, André Vazzios como colorista e o belo traço em estilo mangá de Erica Awano. A história ocorrerá uma década após os eventos da história original.

Foi anunciado que será uma revista de capa dura em estilo oriental com 128 páginas e formato 20,5 x 27,5 cm.

A sinopse anunciada no site da Editora Jambô conta um pouco a história de Holy Avenger: Paladina.

“Após dez anos de treinamento monástico, uma jovem enfim retorna ao lar. Escolhida por Khalmyr, Deus da Justiça, ela acaba de descobrir sua missão sagrada.
Ela acaba de entender quem é. O que é.”

Continue Reading
Advertisement Image Map

Filmes

O próximo James Bond não será mulher, confirma produtora de 007

“Ele pode ser de qualquer cor, mas ele é homem”, afirma Barbara Broccoli, produtora da franquia

Foto: Greg Williams / Handout

Se no ano passado as especulações eram que uma mulher assumiria a identidade de 007, os produtores da franquia, Barbara Broccoli e Michael G. Wilson, colocaram um fim nessa possibilidade. 

Em abril estreia No time to die, novo filme com as histórias de James Bond. Daniel Craig já deixou avisado: é o último filme em que atua como o protagonista. A aposentadoria de Craig do papel fez com que até o nome de Lashana Lynch (Maria Rambeau, em Capitã Marvel)  fosse cogitado. Porém, Broccoli foi categórica: “Ele [James Bond] pode ser de qualquer cor, mas ele é homem”.

A declaração foi feita em um entrevista à Variety e pode até soar arrogante, mas a produtora se explica: “Acredito que devemos criar novas personagens para mulheres, personagens fortes. Eu não estou particularmente interessada em ter um personagem masculino com uma mulher interpretando-o. Acho que as mulheres são muito mais interessantes do que isso”.

Em Hollywood, é comum a ideia de colocar uma mulher em um papel originalmente masculino em vez de escrever personagens e histórias para elas. Oito Mulheres e um Segredo (2018) e As Caças Fantasmas (2016) são alguns exemplos dessa situação.

A negação de Barbara de transformar o agente britânico em uma mulher e sugerir criação de histórias únicas para elas pode ser uma resposta à dura realidade do mercado cinematográfico. A agência de publicidade Creative Arts Agency e a companhia de tecnologia Shift7 realizaram um estudo com filmes lançados entre 2014 e 2017 e revelaram que o número de filmes com protagonistas femininas é menor que o de filmes com homens no papel principal. Das 350 produções analisadas, 105 contavam com mulheres protagonistas, enquanto 245 eram com homens no elenco principal. 

No estudo Inequality in 700 Popular Films, que analisou 700 filmes lançados entre 2007 e 2014, as mulheres representavam apenas 30,2% dos 30.835 personagens com falas. A pesquisa também mostrou que em 2014, do top 100 filmes, em 21 as mulheres eram as estrelas ou co-estrelas.

Talvez os filmes de James Bond não sejam a chance de aumentar o quantitativo de mulheres protagonistas, mas ainda pode acontecer uma representatividade: “Ele pode ser interpretado por um ator que não é branco”, explica Barbara. Em 2018, o Hollywood Reporter realizou uma pesquisa que apontou Idris Elba (John Luther em Luther e Heimdall no Universo Cinematográfico da Marvel) como preferido de 63% do público americano para substituir Daniel Craig. O resultado deu muita esperança para a possibilidade de ver o primeiro James Bond negro da história.

No Time to Die é o quinto filme de Daniel Craig no papel de 007. No elenco, estão presentes ainda: Rami Malek, Ralph Fiennes, Rory Kinnear, Ben Whishaw, Naomie Harris, Lea Seydoux  e Jeffrey Wright.

O novo filme de James Bond, o 25º da franquia, chega aos cinemas norte-americanos no dia 10 de abril.

Continue Reading

Música

‘Batidão’, novo single de Enme, está prestes a alcançar 10 mil plays no Spotify

O primeiro EP da maranhense já conta com mais de 154 mil execuções no serviço de streaming musical.

Enme não dá trégua para descanso!

Após entregar o primeiro EP autoral, ‘Pandú’ (2019), a cantora e drag queen maranhense Enme já colhe bons frutos da recém lançada ‘Batidão’. A faixa está prestes a alcançar 10 mil execuções no Spotify e é capa da playlist LGBT*, que conta com músicas de artistas como Pabllo Vittar e Gloria Groove, além de ser destaque em outras playlists do serviço de streaming. Até agora, ‘Batidão’ totaliza mais de 8 mil execuções.

A nova aposta da cantora é um verdadeiro intercâmbio regional entre o Maranhão e a Bahia, onde os tambores maranhenses dialogam com o pagode bahiano e dão vida a uma epifania de batidas eletrônicas e rimas ágeis. E esse resultado não é por acaso. ‘Batidão’ conta com a produção do bahiano Noise Man, nome responsável pela produção de sucessos como ‘Problema Seu’, da Vittar, e co-produção de Sandoval Filho, que trabalhou nas faixas ‘Killa’ e ‘Juçara’, presentes em ‘Pandú’.

No ano passado, Enme foi a grande vencedora do concurso novos talentos do Festival Sons da Rua. A maranhense concorreu com artistas de diversos estados do Brasil e, com a vitória, ela se apresentou na Arena Corinthias em São Paulo. A vitória também trouxe como prêmio a produção de um single, no caso, ‘Batidão’.

Já o primeiro EP da maranhense conta com mais de 154 mil execuções no Spotify. ‘Sarrar’ é a faixa mais escutada da cantora na plataforma, com 80 mil plays, seguida de ‘Killa’, com 70 mil.

Sucesso além do Maranhão

Neste ano, Enme já tem agenda de shows confirmados e Pernambuco é o próximo destino da ‘Juçara Tour’.No dia 15 de fevereiro, a maranhense desembarca em Recife para se apresentar no festival Porto Musical. O evento acontece desde 2005 e promove shows gratuitos, oficinas, seminários e outras ações de fortalecimento do mercado musical. Se apresentarão também no festival nomes como China e Luísa e os Alquimistas.

E taca stream em ‘Batidão’ :

Continue Reading

Últimas

SAG Awards 2020 e os destaques da noite

Premiação destaca melhores desempenhos para cinema e tv

O SAG Awards (Screen Actors Guild) 2020 foi realizado no dia 19 de janeiro no Shrine Auditorium em Los Angeles, Califórnia. Sendo considerado uma espécie de termômetro para o Oscar, o intuito do prêmio que ocorre anualmente desde 1995, é reconhecer desempenhos excepcionais no cinema e televisão, presenteando-os com o The Actor (O ator), uma estatueta de 41 cm de altura numa figura segurando uma máscara de comédia e uma de tragédia.

Destaque para o filme Parasita, o longa sul-coreano foi o primeiro de língua estrangeira a vencer sua categoria desde a criação do prêmio. Na cerimônia que se dedicou às categorias de atuação, o filme foi ovacionado e aplaudido de pé.

Outro ponto forte foi a presença de astros que não forma indicados ao Oscar, como Christian Bale e Taron Egerton, indicados por seus trabalhos em Ford Vs. Ferrari e Rocketman, respectivamente, que perderam a categoria de Melhor Ator em Filme para Joaquin Phoenix e sua atuação em Coringa. E a atriz e cantora Jennifer Lopez, indicada Melhor Atriz Coadjuvante em Filme por sua participação em As Golpistas, mas perdendo a categoria para Laura Dern e seu trabalho em História de Um Casamento.

Destaque em vários jornais que noticiaram o evento foi o fim do rumor sobre uma suporta rixa entre o ex-casal Jennifer Aniston e Brad Pitt, divorciados há 15 anos. Aniston foi vencedora na categoria Melhor Atriz em Série Dramática por The Morning Show, do Apple+, sendo este o primeiro grande prêmio para o serviço do streaming da Apple, lançado há dois meses. Brad Pitt, por sua vez, venceu a categoria de Melhor Ator Coadjuvante em Filme com sua atuação em Era Uma Vez Em Hollywood, fazendo piada em seu agradecimento: “Vou ter que adicionar isso ao meu perfil do Tinder”.

Não deixando de destacar também o astro de O Irlandês, Robert De Niro, que levou prêmio de honra por sua carreira, o SAG Life Achievemente Award.

Confira a lista completa dos indicados ao prêmio com os vencedores da noite (em negrito):

Melhor elenco de filme

  • O Escândalo
  • O Irlandês
  • Jojo Rabbit
  • Era Uma Vez… em Hollywood
  • Parasita

Melhor atriz

  • Cynthia Erivo – Harriet
  • Scarlett Johansson – História de um Casamento
  • Lupita Nyong’o – Nós
  • Charlize Theron – O Escândalo
  • Renée Zellweger – Judy – Muito além do Arco-Íris

Melhor ator

  • Christian Bale – Ford vs Ferrari
  • Leonardo DiCaprio – Era Uma Vez… em Hollywood
  • Adam Driver – História de um Casamento
  • Taron Egerton – Rocketman
  • Joaquin Phoenix – Coringa

Melhor atriz coadjuvante

  • Laura Dern – História de um Casamento
  • Scarlett Johansson – Jojo Rabbit
  • Nicole Kidman – O Escândalo
  • Jennifer Lopez – As Golpistas
  • Margot Robbie – O Escândalo

Melhor ator coadjuvante

  • Jamie Foxx – Luta por Justiça
  • Tom Hanks – Um Lindo Dia na Vizinhança
  • Al Pacino – O Irlandês
  • Joe Pesci – O Irlandês
  • Brad Pitt – Era Uma Vez… em Hollywood

Melhor elenco de dublês em filme

  • Vingadores: Ultimato
  • Ford vs Ferrari
  • O Irlandês
  • Coringa
  • Era Uma Vez… em Hollywood

Melhor elenco de série de drama

  • Big Little Lies
  • The Crown
  • Game of Thrones
  • The Handmaid’s Tale
  • Stranger Things

Melhor atriz em série de drama

  • Jennifer Aniston – The Morning Show
  • Helena Bonham Carter – The Crown
  • Olivia Colman – The Crown
  • Jodie Comer – Killing Eve
  • Elisabeth Moss – The Handmaid’s Tale

Melhor ator em série de drama

  • Sterling K. Brown – This Is Us
  • Steve Carrell – The Morning Show
  • Billy Crudup – The Morning Show
  • Peter Dinklage – Game of Thrones
  • David Harbour – Stranger Things

Melhor elenco de série de comédia

  • Barry
  • Fleabag
  • O Método Kominsky
  • The Marvelous Mrs. Maisel
  • Schitt’s Creek

Melhor atriz em série de comédia

  • Christina Applegate – Dead to Me
  • Alex Borstein – The Marvelous Mrs. Maisel
  • Rachel Brosnahan – The Marvelous Mrs. Maisel
  • Catherine O’Hara – Schitt’s Creek
  • Phoebe Waller-Bridge – Fleabag

Melhor ator em série de comédia

  • Alan Arkin – O Método Kominsky
  • Michael Douglas – O Método Kominsky
  • Bill Hader – Barry
  • Andrew Scott – Fleabag
  • Tony Shalhoub – The Marvelous Mrs. Maisel

Melhor atriz em minissérie ou filme para a tv

  • Patricia Arquette – The Act
  • Toni Collette – Unbelievable
  • Joey King – The Act
  • Emily Watson – Chernobyl
  • Michelle Williams – Fosse/Verdon

Melhor ator em minissérie ou filme para a tv

  • Mahershala Ali – True Detective
  • Russell Crowe – The Loudest Voice
  • Jared Harris – Chernobyl
  • Jharrel Jerome – Olhos que Condenam
  • Sam Rockwell – Fosse/Verdon

Melhor elenco de dublês em série de comédia ou drama

  • Game of Thrones
  • Glow
  • Stranger Things
  • The Walking Dead
  • Watchmen
Continue Reading

Em alta agora