Connect with us

Na Ilha

Festival de Circo movimenta São Luís até 1º de outubro

Edição de estreia do festival ocorre 29 e 30 de setembro e 1º de outubro.

O Coletivo “O Circo Tá na Rua” existe desde 22 de Julho de 2013 e se propõe a construir um espaço de troca, multiplicação e divisão da arte do circo. Foto: Ruy Barros/Divulgação.

Neste fim de semana, começa a edição de estreia do Festival de Circo em São Luís, primeiro evento independente da linguagem circense na capital maranhense que se propõe a entrar no rol dos Festivais de Circo que ocorrem em todo o Brasil.

Em sua primeira edição, o festival ocorrerá nos dias 29 e 30 de setembro e 1º de outubro, com vasta programação que inclui roda de conversa, espetáculos, imersão circense, cortejo artístico, show musical e palco aberto para artistas de todo canto do mundo.

Segundo a organização do evento, o festival objetiva consolidar o Maranhão como polo de formação profissional de artistas circenses, através da promoção de encontros, debates, espaços de troca, divisão e multiplicação da arte do circo.

“Em caráter independente, contamos com a ajuda de parceiros diversos que nos ajudam a realizar esse sonho, e você pode nos ajudar através do financiamento coletivo que funcionará até o último dia do Festival! Basta fazer uma doação de qualquer quantia para a seguinte conta: Ag 1639-x | CC 130651-0 | Donny W Santos | Banco do Brasil”, informou a produção do evento.

O comprovante pode ser enviado para o WhatsApp 98991390310 e quem doar pode receber um brinde de agradecimento a ser retirado no horário da programação do dia 1º de outubro, na Praça Nauro Machado.

Programação

Dois destaques da programação é a estreia do Espetáculo Palita Arruaçando, da Companhia Miramundo, um espetáculo solo da palhaça Palita, vivida pela Professora Doutora Michele Cabral, além da Caravana O Circo Tá na Rua, projeto em parceria com a Mc Sports patrocinado pela Cemar através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, que estará na manhã de domingo (30), no Antigo Projeto Social Arte de Viver, no Vicente Fialho.

Veja, abaixo, a programação completa:

Sábado
Centro Histórico | Teatro Alcione Nazaré
19h – Roda de Conversa Ocupação de Espaço Público – O circo como espaço de mobilização política e social;
20h – Trecho do Espetáculo Palhaços, da Ateliê Academia de Dança.

Domingo
30/9
Vicente Fialho | Projeto Social Arte de Viver;
9h – Caravana O Circo Tá na Rua (Projeto patrocinado pela Cemar via Lei Estadual de Incentivo à Cultura).

Centro Histórico | Odylo Costa Filho
14h às 18h – Imersão Circense

Segunda-Feira
1/10
São Cristóvão – Terminal de Integração;
10h – Intervenção Urbana Telas.

Centro Histórico | Praça Nauro Machado
17h – Coletivos de Ocupação;
Brechós;
Cortejo Artístico | Maratuque Upaon Açu;
Palco Aberto Circense;
Espetáculo em Estreia | Palita Arruaçando – Cia Miramundo;
Corrida Sapeca de Palhaços;
Bingo e sorteio de brindes;
Discotecagem | Fê Marques;
Show Musical | Banda Afrôs.

Sobre o Coletivo

O Coletivo O Circo Tá na Rua existe desde 22 de Julho de 2013 e se propõe a construir um espaço de troca, multiplicação e divisão da arte do circo, mediante treinos semanais gratuitos e públicos na Praça Nauro Machado, todas as segundas, das 18h30 às 21h, no Centro Histórico de São Luís.

Nos encontros, a população tem acesso aos materiais para o aprendizado das técnicas circenses, em um grande treino coletivo, construindo um espaço de formação, discussão e revitalização da arte circense.

O Circo Tá na Rua funciona em rede com diversos outros grupos culturais locais que atuam na ocupação de espaços públicos promovendo ações sociais e culturais voltadas para comunidade.

De forma independente, em pouco tempo, o projeto tornou-se referência para artistas de circo locais e viajantes do Brasil e do mundo que buscam trocar experiências circenses, haja vista ser o único lugar da cidade de São Luís que oferece vivência gratuita de circo para qualquer pessoa de todas as idades.

Games

Desenvolvedores de jogos do Maranhão realizam evento online e gratuito nesta quinta (28)

Saiba como participar da edição online do MAGE.

Por

A Associação Maranhense de Desenvolvedores de Jogos Eletrônicos (AMAGames) anunciou, nesta terça-feira (26), a realização online de mais uma edição do MAGE, nesta quinta-feira (28), às 20h, um evento aberto ao público e focado no mercado de desenvolvimento de jogos. Por conta da das recomendações de distanciamento social o evento será, dessa vez, online.

A ideia do MAGE é reunir desenvolvedores e entusiastas da área de desenvolvimento de jogos para troca de experiências e apresentação de projetos. De acordo com o anúncio da associação nas redes sociais, o tema dessa edição será “Como Construir Comunidade para o meu jogo”.

O encontro ocorrerá no discord da AMAGames e o line-up do evento está assim:

  • Cristiane Jade – Organizadora da Women Game Jam Brazil e Junior Producer no Garage 227 Studios. Formada em tecnólogo em jogos Digitais pela Fatec Carapicuiba e adora participar de projetos voluntários.
  • Victória Invicta – Desenvolvedora de games focado no público adulto masculino gay e estreante no mercado adulto hétero. Fundadora do Male Doll Studio e criadora do Hentai Room.
  • Thiago Maisum – Programador e pixelartist desenvolvendo o Red Ronin, um jogo de Dash and Slash por turnos onde uma Ronin sanguinária e seu robô buscam por vingança.
  • Heitor Dias – Mediador da programação.

Sobre a AMA Games

A Associação Maranhense de Desenvolvedores de Jogos Eletrônicos – AMAGames – foi fundada em 2013 com a missão de incentivar o desenvolvimento de jogos eletrônicos no Maranhão. A AMAGames tem investido em ações para capacitar os maranhenses no desenvolvimento de jogos, através de eventos, palestras e oficinas que tem realizado em parceria com as diversas instituições e empresas do estado do Maranhão.

A imagem pode conter: 3 pessoas
Leia Mais

Lançamentos

Banda maranhense ‘Onze Andares’ lança dois singles para promover primeiro álbum

Faixas já estão disponíveis nas principais plataformas digitais.

Por

A banda maranhense Onze Andares divulgou, nesse sábado (23), o primeiro single do novo álbum, que deve ser liberado ainda no primeiro semestre de 2020, intitulado “No Amor, Esperança”. Nesta terça-feira (26), a banda liberou a segunda faixa promocional: “Ter com Deus”. As canções já estão disponíveis nas plataformas digitais da banda.

A Onze Andares é formada por Henrique Milhomem, Francisco Vasconcelos, Hélio Freire e Hans Cutrim, e tem a leveza e poesia como uma das características principais do projeto. Com quatro músicas oficialmente lançadas, os streams da banda no Spotify já caminham para as 20 mil reproduções.

Em 2018, as duas primeiras canções da banda foram lançadas: “Do Meu Jeito” e “Menina”. Depois de um hiato de lançamentos em 2019, Onze Andares volta com tudo em 2020 com um álbum pronto para sair do forno nas próximas semanas.

Ouça, abaixo, “No Amor, Esperança”:

Ouça, abaixo, “Ter com Deus”:

Leia Mais

Na Ilha

Enme surpreende e lança remix de ‘Batidão’ em versão eletrônica e brega funk

Ícone da nova geração da música maranhense já disponibilizou as novas versões nas plataformas digitais.

Por

A cantora Enme lançou versões remixadas de seu single “Batidão”. O single foi lançado em janeiro, agora chega às plataformas digitais com uma repaginada nos ritmos eletrônico e brega funk.

Batidão originalmente já tem mais de 77 mil streams e recebeu uma versão especial para o videoclipe. Os novos remixes são produções de pessoas diferentes, cada um levando o estilo de quem se propôs a modificar a original. 

DJ Macau (@djmacau) que é dono de um hit nº 1 na categoria Dance Club Play da Billboard é o responsável pelo remix eletrônico de Batidão. Sua especialidade é produzir músicas no estilo Tribal House. “Essa mistura me agrada e fascina, porque possibilita a Dance Music saborear a vibração do BATIDÃO de Enme nas pistas de qualquer lugar do mundo.” destaca Macau.

DJ e backing vocal de Enme, Ed Leal (@oedleal) apresenta a versão de Batidão no ritmo queridinho do Nordeste: o brega funk. Ed vem ganhando destaque nas festas de São Luís-MA e revela que “fazer esse remix foi trabalhoso, mas ao mesmo tempo divertido, cansativo mas prazeroso!”

Com a versão de Noize Men (@noizemenof) no videoclipe e agora os remixes de Macau e Ed Leal, Batidão segue entre as mais ouvidas do Maranhão. Os remixes abrem espaço pra esquentar o público para novidades da cantora, e isso Enme tem de sobra.

Leia Mais