Connect with us

Maranhão

Conheça “Tobias Salazar, o detetive baixa-renda”, personagem criado pelo quadrinista maranhense Roni

Mesclando elementos clássicos das histórias noir com aspectos marcantes da cultura maranhense, Tobias Salazar mostra o talento dos artistas do nosso estado.

Em

(Foto: Reprodução/ @tobias_slz)

O Maranhão é uma terra cheia de artistas incríveis e, assim como já mostramos em outra matéria aqui no Volts, nossa terra possui diversos quadrinistas super talentosos de alcance nacional e internacional. A arte das histórias em quadrinhos vem sendo construída no estado há décadas e a cada dia vem se fortalecendo mais. Por isso, trouxemos hoje um novo representante desse cenário, o quadrinista Roni, que recentemente lançou o trabalho “Tobias Salazar, o detetive baixa-renda”.

Sendo sua estreia no cenário dos quadrinhos autorais independentes no Maranhão, Roni resolveu criar o personagem Tobias pela vontade de fazer algo interessante, divertido e que se passasse em São Luís, a capital do estado, um desejo que o acompanhava há anos. Motivado por histórias consagradas de quadrinistas maranhenses, como ”Corpo de Delito”, quadrinho policial de Iramir Araújo e Beto Nicácio, resolveu produzir sua própria história policial, surgindo assim Tobias, mas que se diferenciava um pouco dos personagens clássicos.

(Foto: Reprodução/@tobias_slz)

Diferente dos detetives sérios, centrados, “barra pesada”, Tobias surge como um personagem mais cômico, envolvido em confusões e, como a própria alcunha já diz, de baixa renda, utilizando o que tem para resolver os casos do povão a preços populares. Além disso, o próprio nome do personagem, Tobias Salazar, foi escolhido para fazer um contraste entre o nome sério e pomposo e sua personalidade cômica e desastrada.

Além das referências presentes em trabalhos de outros artistas, Roni também traz como grande referência a própria identidade cultural maranhense, os costumes, o modo de agir e de falar, tudo isso para que o público se identifique com o jeito dos personagens, as personalidades tipicamente maranhenses, o que fica claro logo pelo fato de o próprio Tobias ser um calango/troíra/osga/lagartixa, nomes comuns para se referir a um animal típico da região.

(Foto: Reprodução/@tobias_slz)

A identificação com os locais em que a história é contada também foi uma forma de trazer o reconhecimento por parte do público, visto logo na história de estreia, chamada “Quarentena na Cohab”, que trata de uma investigação em meio à pandemia, trazendo também um lado mais crítico do momento atual em que vivemos.

De acordo com Roni, esse lado mais divertido e com tantas referências do dia a dia, envolvendo uma história em quadrinhos com temática policial, foi criado com o intuito de que as pessoas que não são acostumadas a consumir histórias em quadrinhos possam se identificar com o mundo criado.

Atualmente, as aventuras de Tobias Salazar são publicadas no perfil do Instagram do personagem, de forma periódica e mostrando também parte do processo de criação dos quadrinhos.

Continue Reading
Advertisement

Maranhão

Butantan marca retorno à música com video performance de ‘KOBRA’

Vídeo foi gravado através do Conecta Música, extensão do Festival BR-135.

Em

Por

A drag queen Butantan divulgou, nessa terça-feira (12), a nova música de trabalho intitulada “KOBRA”. A faixa foi disponibilizada junto com uma video performance no YouTube, feito em parceria com o Festival BR-135. Assista clicando no vídeo acima.

Por enquanto, a faixa só está disponível no YouTube. O vídeo foi gravado através do Conecta Música, extensão do Festival BR-135, voltada para a capacitação de artistas. “KOBRA” vem após três anos o último lançamento solo da artista.

Butantan explodiu na música maranhense no final de 2017, com o lançamento do clipe da faixa “B.O.Y”, feita em parceria com Only Fuego. O lançamento do feat foi marcado por um festão no Cine Praia Grande, em São Luís.

Na época, em entrevista exclusiva ao Volts, Butantan não escondeu a emoção. “A gente já chorou tanto, não sabemos nem o que falar direito. Só queremos mesmo agradecer a esse público que veio aqui nos prestigiar, com as três sessões que foram esgotadas em 20 minutos. Cada aplauso a gente chorava e gritava mais”, disse.

Continue Reading

Livros e HQ's

Livros de autores locais serão distribuídos a bibliotecas maranhenses

Ao todo, 4.173 novos livros de escritores maranhenses serão distribuídos no Estado.

Em

Por

O edital “Fomento à Literatura Maranhense” selecionou 25 autores locais para receberem apoio financeiro devido às dificuldades impostas pela pandemia da Covid-19, a partir da aquisição, pelo Poder Público Estadual, de obras literárias a serem destinadas para bibliotecas e espaços de leitura em todo o Maranhão.

Ao todo, foram adquiridos 4.173 novos livros de escritores maranhenses, que serão distribuídos no Estado. A ação faz parte da Lei Aldir Blanc (Lei de Emergência Cultural nº 14.017/20).

Livros

Entre os maranhenses que terão seus livros disponibilizados às bibliotecas estaduais estão os autores Wilson Marques e Victor Azulay. Marques é autor de livros infantis inspirados na história e cultura popular maranhense, como “Quem tem medo de Ana Jansen?” e “O segredo da serpente encantada”.

Já Victor Azulay, que ficou conhecido por usar a literatura para mostrar como superou por duas vezes Acidente Vascular Cerebral (AVC), entregou em dezembro edições do livro “Vitorioso”, obra em que ele conta como um jovem de 18 anos mudou sua vida após sofrer um acidente neurológico que o deixa paraplégico.

As obras dos escritores maranhenses foram depositadas na Biblioteca Pública Benedito Leite (BPBL), que coordena e operacionaliza o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Maranhão.

Continue Reading

Maranhão

Enme libera show ao vivo no Conexão Dança 2020 – vem assistir

Vem dançar ao som de “Juçara”, “Killa”, “Sarrar”, “Batidão” e outros sucessos de Enme.

Em

Por

A cantora Enme liberou, na última quinta-feira (31), o show completo realizado para o festival Conexão Dança 2020. Na performance, Enme cantou sucessos como “Juçara”, “Killa”, “Sarrar” e “Batidão”. Assista clicando no vídeo abaixo.

Com Ed Leal como DJ e backing vocal, a apresentação de Enme também contou com Ronilson Sousa e Gabriel Braga no ballet, além de Jonas Sakamoto na captação e Pablo Monteiro na captação, edição e finalização.

Sobre Enme

Enme é uma artista Queer natural do Maranhão, cantora, compositora e rapper que traz os ritmos e tambores nordestinos na sua sonoridade. Iniciou sua carreira em 2014 e, desde então, atuou como produtora cultural, DJ, performer dragqueen e rapper.

No início de 2018, lançou o single “Sarrar” que recebeu a indicação de “Música do Ano” no “Prêmio Eu Faço A Diferença”. Em 2019, Enme lançou o single “Juçara”, um pagodão com referências aos dizeres populares do Maranhão. A música foi considerada o “hit de carnaval” pela MTV Brasil e entrou no primeiro EP autoral de Enme, intitulado “Pandú”.

O novo EP com seis faixas autorais ganhou destaque internacional com sua capa publicada na Vogue Italiana. Entre os destaques do álbum está a música “Killa” com um videoclipe inspirado no reggae e é uma das tracks mais ouvidas de Enme nas plataformas digitais, com mais de 70 mil reproduções.

O clipe de “Killa” recebeu duas estatuetas no “Festival de Cinema Maranhão na Tela”, vencendo nas categorias “Melhor Performance de Videoclipe” e “Melhor Direção”. Em turnê, Enme passou por Salvador (BA), Brasília (DF) e São Paulo (SP), onde venceu o concurso de novos talentos do Festival Sons da Rua 2019 na Arena Corinthians.

Enme lançou o single prêmio “Batidão” com o produtor Noize Men. No Carnaval de 2020, Enme mostrou seu trabalho pela primeira vez em Recife (PE) e participou do maior bloco de rua do mundo. A convite do cantor Romero Ferro, Enme fez sua participação no renomado “Galo da Madrugada”, puxando o trio ao lado de Pabllo Vittar.

Continue Reading

Maranhão

Banda maranhense Casa Loca divulga EP ‘O Ano do Rato’; ouça

As canções podem ser escutadas nas principais plataformas de streaming.

Em

Por

A banda maranhense Casa Loca divulgou, na última quinta-feira (31), último dia de 2020, um EP com cinco faixas intitulado de “O Ano do Rato”. As canções podem ser escutadas nas principais plataformas de streaming.

Com cerca de 18 minutos de música, o EP conta com participações do grupo Criola Beat, do cantor Biodz e Pantera Bl4ck. O material conta faixas intituladas “Cohatrac Capital do Planeta”, “Irmão”, “Ôco do Mundo”, “Dois contra o Mundo” e “O Rato de Dread Chefe”.

Ouça o EP “O Ano do Rato”, da banda Casa Louca, clicando no play abaixo:

Já ouviu o Volts Podcasts? Ouça nosso último programa:

Continue Reading