Connect with us

Na Ilha

8 cantores maranhenses que arrebentaram no Carnaval 2020

Da esquerda para direita: Only Fuego, Flávia Bittencourt, Mairla Oliveira, Bruno Shinoda e Enme Paixão (Foto: Redes Sociais)

Em 2020, o Maranhão teve fez seu maior carnaval da história. Desde 2017 se popularizando, o circuito de trios da Beira Mar reuniu, junto com outras três programações especiais espalhadas pela cidade, cerca de 700 mil pessoas. Entre as 300 atrações que fizeram o melhor carnaval do Estado, estão cantores alguns cantores maranhenses que merecem sua atenção. Vamos lá?

Flávia Bittencourt

Ela é, definitivamente, uma estrela maranhense. Flávia Bittencourt começou a carreira em 1998. Seu primeiro CD pela gravadora Som Livre, intitulado Sentido, foi pré-selecionado ao Grammy Latino e ao Prêmio TIM de Música, Já se apresentou em diversos países como Portugal, França, Itália e Bélgica. Já cantou com Maria Gadú Elba Ramalho, Dominguinhos, entre outros.

Desde 2018, Flávia comanda o Bloco Bittencá e Acolá, que esse ano cruzou o Circuito Beira Mar com Mariana Aydar e Jaloo como convidados. Sem dúvidas, um dos blocos mais aguardados e animados do circuito.

View this post on Instagram

Bittencá e acolá 2020

A post shared by Flavia Bittencourt (@flaviabittencourt) on

Bruno Shinoda

Bruno Shinoda é o nome mais conhecido da noite em São Luís. Em época de carnaval, então, só dá ele. Tanto que Bruno, entre os artistas maranhenses, foi o número um em da programação carnavalesca em número de contratos, segundo o jornal O Estado do Maranhão. Em apenas cinco dias, foram 14 cidades diferentes cantando para públicos grandes, de até 20 mil pessoas.

https://www.instagram.com/p/B9BJnwPJljL/?utm_source=ig_web_copy_link

Milla Camões

Desde 2019, Milla Camões é uma das vozes mais poderosas do Carnaval do Maranhão. Uma das vocalistas do Bloco Escangalhada, Milla começou na música aos 12 anos pelo Canto Coral. Já passou uma temporada no Rio de Janeiro, onde se apresentou em vários eventos musicais, e venceu prêmios de música no Maranhão. Em 2020, foi uma das atrações do palco principal do Carnaval do Maranhão, ao lado de Vinaa, no comando do Escangalhada, um dos mais comentados blocos do momento.

O Bloco Escangalhada é um coletivo que surgiu no pré-carnaval de 2019 para brincar a folia de momo e celebrar a diversidade, atendendo a um público LGBT que não se sentia confortável e/ou seguro em outros espaços. Icônicos.

Vinaa

Vinaa é uma das principais vozes da música maranhense na atualidade e está em plena divulgação do segundo álbum de estúdio, o “Elementos e Hortelã na Terra dos Eucaliptos”, que conta com colaboração de Zeca Baleiro em uma das faixas. No Carnaval 2020, Vinaa comandou o Bloco Escangalhada ao lado de Milla Camões, com direito a trio no principal circuito do Maranhão e também com show no palco oficial da folia.

A resposta do público foi tão intensa, que a Escangalhada está produzindo agora o 1º Arraial da Escangalhada! Um evento que agrega vários públicos, celebra a diversidade e promove a igualdade de direitos em plena temporada junina.

Mairla Oliveira

Poucos sabem ser modernos e ousados na cena musical do Maranhão como a cantora Mairla Oliveira, vocalista da banda Mix in Brazil e também do trio Lamparina. Um dos nomes mais fortes da noite ludovicense, Mairla canta qualquer ritmo e tem uma presença de palco incrível.

Foi mãe há só 40 dias e, ainda assim, marcou presença forte no Carnaval 2020 no Maranhão, cantando nos principais palcos da folia, além também atravessar os circuitos de trio do Maranhão. Como que dá conta, né? Maravilhosa.

https://www.instagram.com/p/B9EZ-srJ91K/?utm_source=ig_web_copy_link

Thaís Moreno

Eclética, animada e afinada com as tendências do momento. Thaís Moreno foi uma das cantoras que marcaram o Carnaval 2020 no Maranhão. Começou a carreira na música ainda cedo, aos 10 anos de idade, como backing vocal em shows infantis. Já passou por diversas bandas locais, como Cuba Libre, Lamparina, Banda Retrô, Menina Asssanhada, Camaleões do Forró, Sambaceuma, e muitas outras.

https://www.instagram.com/p/B63Dh6UnhL1/?utm_source=ig_web_copy_link

Only Fuego

A boneca não pintou nos palcos do Carnaval do Maranhão, mas brilhou muito no Trio da Pabllo em São Paulo nos dias de folia. Vencedor do prêmio de Música do Ano com “Corra”, no Prêmio Volts 2019, Fuego cantou ao lado de Danny Bond e performou muito com o setlist que tocou para dezenas de milhares de pessoas que curtiam o carnaval paulistano.

https://www.instagram.com/tv/B9E96QbDbR3/?utm_source=ig_web_copy_link

Enme

Uma das maiores performers do Maranhão, a drag queen Enme foi destaque no carnaval de Recife. A intérprete de Batidão cantou pela primeira vez em um dos mais famosos circuitos de carnaval do Brasil. Em cima do trio, ela cantou ao lado de Romero Ferro. Orgulho demais, né?

No ano passado, Enme foi a grande vencedora do concurso novos talentos do Festival Sons da Rua. A maranhense concorreu com artistas de diversos estados do Brasil e, com a vitória, ela se apresentou na Arena Corinthias em São Paulo. A vitória também trouxe como prêmio a produção de um single, no caso, ‘Batidão’.

Já o primeiro EP da maranhense conta com mais de 154 mil execuções no Spotify. ‘Sarrar’ é a faixa mais escutada da cantora na plataforma, com 80 mil plays, seguida de ‘Killa’, com 70 mil.

https://www.instagram.com/p/B86hzTHJUcq/?utm_source=ig_web_copy_link

Na Ilha

Enme Paixão e Yhago Sebaz são selecionados para festival internacional

A indicação ao festival é mais uma vitória para os artistas, que vêm conquistando seu espaço no cenário musical regional e nacional.

(Foto: Reprodução/ @clockworkfilmes)

Os artistas maranhenses Enme Paixão e Yhago Sebaz anunciaram hoje (10), em suas redes sociais, que alguns dos seus trabalhos foram indicados para o Festival Internacional “Lift-Of Sessions 2020”, que acontece no Reino Unido.

A drag queen e rapper Enme Paixão participa do festival com os videoclipes de Batidão, lançado em fevereiro deste ano, e Killa, lançado em agosto de 2019, ambos produzidos pela produtora ClockWork Filmes e dirigidos por Jessica Lauane.

O cantor e compositor Yhago Sebaz participa com o videoclipe de Você Bagunçou Comigo, lançado em maio de 2019, também produzido pela ClockWork Filmes e dirigido por Jessica Lauane.

A Rede Global Lift-Off é uma organização que abrange eventos exibidos ao vivo em todo o mundo, além de distribuição, cerimônia de premiação e uma rede de criadores de filmes independentes. Criado como um festival de cinema, o Lift Global Off Network se tornou uma plataforma para artistas emergentes, incluindo conteúdos como longas-metragens, curtas, comerciais, clipes musicais, entre outros.

Confira os clipes indicados dos artistas:

Leia Mais

Na Ilha

The Caldo de Cana lança os singles “Você Me Usou” e “Aliciando”, prévias do disco de estreia

Ambas as faixas já estão disponíveis nas principais plataformas de música digital. Duo foi selecionado no edital do Itaú Cultural em 2020

(Capa do single "Você me usou". Ilustração: Gabriel Hislla)

Com inspiração em sonoridades regionais, a dupla The Caldo de Cana está prestes a lançar o seu primeiro álbum de estúdio. Para dar o gostinho do que está por vir, Benedicto Lima e Felipe Costa Cruz (conhecidos na cena musical maranhense como “Bené” e “Felipe Mestre”) lançam os primeiros singles da carreira: as dançantes “Você Me Usou” e “Aliciando”, disponíveis nas principais plataformas de música digital.

Os primeiros singles do grupo resumem bem a alma do projeto, criando uma energia ímpar para criar uma grande festa. As músicas são composições de Benedicto Lima e Felipe Costa Cruz, que trabalham juntos no duo desde 2017. O estilo musical da dupla foi criado pela própria The Caldo de Cana: o “Afrorróbaioquebeat”, uma mistura que vai do afrobeat ao forró, passando pelo baião e ritmos caribenhos, com espaço ainda para o folk, xaxado, brega, bolero e a techno-embolada.

“O propósito da The Caldo de Cana é justamente esse: de divertir todo mundo. De criar essa vontade de se mexer, abraçar, dançar, suar, beber, beijar, talvez chorar um pouco pra rir bastante logo depois”, pontua o compositor. 

“A The Caldo de Cana foi criada em 2017 e logo no início já tínhamos algumas composições próprias. Queríamos fazer algo apenas autoral, e aí surgiu a ideia de levar em frente a banda, com esse objetivo. Começamos a compor muito, juntando mais composições as que já existiam. Assim nosso repertório foi ganhando corpo. E acabamos selecionando pra dupla as músicas que mais tinham a ver com a sonoridade que queríamos no momento”, afirma Bené.

“Você Me Usou” foi composta em 2016 e carrega, em sua melodia e suas referências, as memórias do município de Alcântara e das lembranças de grandes artistas brasileiros do brega, como Reginaldo Rossi, Altemar Dutra, entre outros.

Já “Aliciando”, feita em 2019, está entre as composições da dupla que foram criadas à distância – ambos trocando tanto letras quanto melodias por WhatsApp. “A princípio, era uma bossa nova e transformamos em brega. […] Bené veio pra São Luís e, em uma semana, terminamos a música. E já pensávamos com um formato brega”, analisa Felipe. A faixa, inclusive, foi premiada na edição 2019 do Festival Nacional de Música de Imperatriz (FMI), como Melhor Música.

“Tanto ‘Você Me Usou’ e ‘Aliciando’ se traduzem em uma simples, mas importante mensagem: ‘Curta esse momento. Aqui, agora. A vida é uma festa’”, comenta Felipe.

As faixas “Você Me Usou” e “Aliciando” antecipam o primeiro disco homônimo da The Caldo de Cana, que foi gravado na CASA LOCA, com produção de Adnon Soares (Casa Loca, Marcos Lamy, Gu7o, RAUCHOA, Bimbo, Soulvenir, Paulão, entre outros). A previsão de lançamento do álbum é para o inicio do segundo semestre de 2020.

Ouça Você me usou:

Ouça “Aliciando:

Itaú Cultural

Em 2020, o duo maranhense The Caldo de Cana esteve entre os 200 trabalhos selecionados no segundo edital da série Arte como respiro: múltiplos editais de emergência, do Itaú Cultural.

O edital, que tem o objetivo de acolher e apoiar os artistas sujeitos a atuar isoladamente e sem remuneração durante o período de recolhimento, selecionou o duo do Maranhão entre mais de 12 mil trabalhos inscritos.

Além da The Caldo de Cana, outros quatro artistas maranhenses foram selecionados. São eles: Banda Cena Roots, Jefferson Carvalho, Boi do Una e Dicy.

Leia Mais

Na Ilha

Projeto nacional do Sesc seleciona 15 artistas maranhenses para apresentações culturais

O Nordeste ficou em segundo lugar no ranking de propostas contempladas.

Por

Vinaa foi um dos artistas selecionados pelo projeto cultural. (Foto: divulgação)

A pesquisa de Percepção dos Impactos da Covid-19 nos Setores Culturais e Criativos do Brasil, divulgada na segunda (29), revelou que os artistas foram os mais afetados pela pandemia. Nesse momento delicado para o setor, o Sesc fortalece essa rede levando para o público apresentações em formato digital, nos mais diversos segmentos, por meio do projeto Sesc Cultura ConVIDA! Selecionando 470 trabalhos artísticos, o Nordeste ficou em segundo lugar no ranking de propostas contempladas, com 30,85%, e desse total quinze maranhenses foram selecionados.

As comissões de seleção, compostas por profissionais de Cultura do Sesc, consideraram a acessibilidade, representatividade e proporcionalidade a partir de uma perspectiva interseccional, territorial e geracional, das propostas nas suas múltiplas expressões, tendo como base a Política Cultural do Sesc (2015), principalmente no quesito da diversidade.

Das propostas contempladas, 7,66% são do Centro-Oeste, 30,85% do Nordeste, 9,15% do Norte, 41,70% do Sudeste e 10,64% da região Sul e 61,06% têm mulheres como proponentes, 33,62% homens e 5,32% não cisgêneros. No recorte de raça, 5,32% das propostas contempladas do Sesc Cultura ConVIDA! foram apresentadas por indígenas, 1,70% por amarelos, 28,94% por pardos, 31, 91% por negros e 32,13% por pessoas brancas.

O Maranhão está bem representado no projeto Sesc Cultura ConVIDA! e terá a oportunidade de divulgar nacionalmente suas tradições e talento. Na lista de aprovados, 11 artistas de São Luís, 1 de Paço do Lumiar, 1 São José de Ribamar e 2 de Cururupu. São eles: Amanda Mendes, Andressa Cabral, Camila Bezerra, Cleosvaldo Diniz, Daniel Ferreira, Emilia Justina, Fernanda Monteiro (Grupo Afrôs), Geane Viana, Igor Carvalho, Isabelle Passinho, Dinho Araújo, Edi Bruzaca, Luiz Vinicius Muniz, Silvana Pinto e  Ywira Ka’i.

 Com o Sesc Cultura ConVIDA!, o Sesc contribui para o fomento e a difusão da economia criativa no Brasil por meio do incentivo à pesquisa e à produção nas diversas manifestações artísticas e a valorização do patrimônio cultural brasileiro, reafirmando o papel inovador e propositivo da instituição na promoção de ações para o desenvolvimento humano e social.

Leia Mais