Zack Snyder diz que não planeja novos filmes com a DC após ‘Snyder Cut’

Mas também não descartou a possibilidade, caso fosse de interesse da editora.
NEW YORK, NY – MARCH 20: (Editors Note: This image was altertered using digital filters) Director Zack Snyder attends The “Batman V Superman: Dawn Of Justice” New York Premiere at Radio City Music Hall on March 20, 2016 in New York City. (Photo by Mike Coppola/Getty Images)

Zack Snyder, diretor conhecido pelas adaptações do Universo Estendido DC, disse que não planeja novos filmes com a editora após lançar o aguardado Snyder Cut de Liga da Justiça, que deve chegar ao streaming HBO Max ainda em 2021.

Em entrevista ao site ComicBook, cineasta disse que tem muitos projetos para o futuro, mas que nenhum deles envolve o DCEU.

“A verdade é que – e eu não tenho problema com isso – [Liga da Justiça] é um filme velho. Estou trabalhando em um filme de anos atrás. O Universo DC se expandiu, foi pelo seu próprio caminho e está tudo bem”, disse Snyder.

O diretor comentou que está trabalhando em outros projetos, ainda que tivesse planos para cinco longas dos personagens da DC. “Estou ocupado. Estou trabalhando em muitas coisas”, disse. “Mas, como eu disse, não achei que eu estaria aqui hoje, então quem sabe?”, completou em seguida.

Sobre o Snyder Cut

Era maio de 2017, quando a substituição de Zack Snyder por Joss Whedon (“Os Vingadores” e “Vingadores: Era de Ultron”) na direção de Liga da Justiça começava a levantar debates entre fãs da DC a respeito da identidade criativa do projeto. Na época com o DCEU marcado pela frieza no tom, coube a Whedon, por pressão da Warner, aproveitar a saída do então mentor do universo DC para tornar a produção mais agradável aos olhos dos público que recebera tão bem o colorido do Universo Cinematográfico Marvel.

Passados dois anos e meio da campanha pelo Snyder Cut, a Warner, interessada em bombar o novo serviço de streaming, HBO Max, resolveu aproveitar a repercussão como um “click bait” da plataforma para obter assinantes e aprovou a tão comentada versão do diretor, com estreia previsa já para 2021. A versão, que recebeu um investimento adicional de US$ 30 milhões, por enquanto, não é tratada como um grande lançamento da casa, mas para os fãs trata-se de um verdadeiro marco.

Total
0
Shares
Prévia

Winx, Cobra Kai e mais: confira os lançamentos de janeiro na Netflix

Próxima Notícia

Enme libera show ao vivo no Conexão Dança 2020 – vem assistir