Connect with us
Image Map

Filmes

Venom ultrapassa bilheteria mundial de Mulher-Maravilha

Venom estreou no início de outubro de 2018 e Mulher-Maravilha em junho de 2017.

Com quase dois meses em cartaz, Venom continua subindo nas estatísticas de arrecadação no mundo inteiro. Nesta semana, o filme do simbionte já arrecadou US$ 21 milhões que se soma aos US$ 822 milhões já acumulados em todo o planeta. O índice supera os US$ 821 milhões arrecadados por Mulher-Maravilha em 2017.

Apesar do sucesso global, dentro do território americano Venom arrecadou, até agora, apenas a metade do que a menina dos olhos da DC. O longa da heroína somou US$ 421 milhões, enquanto a aposta da Sony acumula US$ 211 milhões.

Quem impulsionou Venom no mercado internacional foi a China, responsável por US$ 205 milhões até agora para o filme do inimigo do Homem-Aranha.

O filme da Sony se passa em San Francisco, Estados Unidos. Eddie Brock (Tom Hardy) é um jornalista investigativo, que tem um quadro próprio em uma emissora local. Um dia, ele é escalado para entrevistar Carlton Drake (Riz Ahmed), o criador da Fundação Vida, que tem investido bastante em missões espaciais de forma a encontrar possíveis usos medicinais para a humanidade. Brock resolve denunciar os experimentos científicos feitos em humanos feitos pela empresa de Drake, o que faz com que seja demitido. Seis meses depois, o ainda desempregado Brock é procurado pela dra. Dora Skirth (Jenny Slate) com uma denúncia: Drake estaria usando simbiontes alienígenas em testes com humanos, muitos deles mortos como cobaias.

Venom estreou no início de outubro de 2018 e Mulher-Maravilha em junho de 2017.

Continue Lendo
Publicidade

Filmes

Veja quem já foi confirmado no elenco de Matrix 4

Novo filme da franquia segue sem data confirmada de lançamento, mas deve ser lançado em 2021.

Por

Depois de rumores sobre uma nova versão de Matrix circularem desde 2017, em agosto de 2019 a Warner confirmou de surpresa a produção do quarto filme da franquia, que quer voltar com tudo: vai trazer de volta Keanu Reeves e Carrie-Anne Moss como protagonistas e Lana Wachowski como diretora e roteirista. O roteiro será de Aleksandar Hemon e David Mitchell.

Antes de mais nada, lembrar de bilheteria é importante: o primeiro Matrix (1999) faturou cerca de US$ 463 milhões no mundo inteiro. Junto com Matrix Reloaded e Matrix Revolutions, ambos lançamentos de 2003, a franquia faturou US$ 1.6 bilhão nas bilheterias mundiais.

Veja, abaixo, a lista de atores já confirmados no elenco de Matrix 4:

Keanu Reeves – Neo

Carrie-Anne Moss – Trinity

Yahya Abdul – Mateen II

Neil Patrick Harris – Ainda sem personagem divulgado

Jada Pinkett Smith – Niobe

Jessica Henwick – Ainda sem personagem divulgado

Jonathan Groff – Ainda sem personagem divulgado

Max Riemelt – Ainda sem personagem divulgado

Brian J. Smith – Ainda sem personagem divulgado

Priyanka Chopra Jonas – Ainda sem personagem divulgado

Eréndira Ibarra – Ainda sem personagem divulgado

Andrew Caldwell – Ainda sem personagem divulgado

Toby Onwumere – Ainda sem personagem divulgado

Ellen Hollman – Ainda sem personagem divulgado

Continue Reading

Crítica de Filme

Crítica | Sonic – O Filme

Live-action entrega história simples, mas divertida na telona.

Todo aquela história de que o próprio Yuji Naka (ex-presidente da Sonic Team e um dos criadores do ouriço azul) ficou chocado com a aparência de Sonic nas primeiras imagens divulgadas pela Paramount Pictures pode até ser verdade, mas o resultado do longa-metragem nas telonas me fez pensar se no fim tudo não passou de estratégia de marketing.

Digo isso porque embora não seja mais do que o esperado para um filme adaptado de videogame, Sonic é um live-action divertido e que consegue contemplar a essência da personagem mais famosa da SEGA e um dos ícones dos jogos eletrônicos entre todas as épocas.

Temos nos 99 minutos de filme um roteiro bem humorado e contemplativo sobre a figura do ouriço, afinal de contas protagonismo é isso e precisa ser bem executado. Por mais surpreendente que pareça, a trama amarra muito bem diversos elementos da franquia sem abrir mão de certa originalidade em seus desdobramentos. É o caso da origem de Sonic e os poderes dos Anéis, que ganham uma conotação mais universal e que vão para além de evitar que o personagem chegue ao game over.

Por falar nisso, o filme tem muitos easter eggs bem criativos como a adaptação da famosa primeira fase Green Hills na cidade cenário da aventura. Entre os outros tantos, protagonizados nas falas e ações de Sonic, nada é tão divertido do que vê-lo chamar seu antagonista pelo nome original (Dr. Eggman) numa referência às armas usadas por ele, já que na versão em live-action a personagem vivida por Jim Carrey não é um homem em forma de ovo como nos jogos.

E já que Dr Eggman/Dr. Robotnik está em evidência, o que dizer de Jim Carrey? Novamente uma atuação memorável e que coloca a personagem na nossa memória afetiva como um dos bons trabalhos do ator. O duelo entre o ouriço azul e o gênio do mal é dinâmico durante todo o filme e satisfaz na medida do possível.

Reúne-se a isso a trilha sonora que reúne temas clássicos de Sonic the Hedgehog com hits famosos dos anos 1990 e scores bem elaboradas por Junkie XL, que contam a história do filme em momentos que misturam a linguagem do audiovisual e elementos do jogo eletrônico com um bom resultado.

Por fim, a deixa criada desde o começo do filme com personagens similares a Knuckles, a promessa de vingança de Robotnik e a aparição de Tails nos levam a crer que poderemos ver em breve um Sonic 2 com quem sabe um “Sonicverso”.

É por isso que termino esse texto levantando a mesma hipótese do início: E se o “Sonic deformado” não passou de estratégia de marketing para nos convencer a ir ver Sonic nos cinemas? Se for isso, os envolvidos estão muito enganados ao pensar que não iríamos ao cinema ver o ouriço mais famoso do mundo em ação. Antes isso que comprar a história de que os estúdios responsáveis pelo visual do Sonic se inspiraram no urso Ted para dar realismo ao herói velocista. Quanta bobagem! Não tinha como o Sonic do cinema ser diferente do que esse que aparece na telona.

Continue Reading

Filmes

Continuação do Live-action de Aladdin tem confirmação

Por grande bilheteria, live-action de Aladdin ganhará continuação com história original

Dirigido por Guy Ritchie, o live-action de Aladdin que estreou em 2019, conta a mesma história já conhecida na animação de 1992 da Disney sobre o famoso ladrão da cidade Agrabah, um “diamante bruto” que encontra uma lâmpada mágica, e com um gênio, usa seus poderes para conquistar o coração de uma princesa.

Mesmo usando uma fórmula igual, o filme em live-action foi sucesso em bilheterias, arrecadando US$ 1,05 bi no mundo todo.

Por conta do grande público, a Disney aposta na sequência do longa.

Em agosto de 2019, um dos produtores do remake de Aladdin afirmou que a Disney estava cogitando na hipótese de uma sequência para o filme. Agora, em 2020, a Variety afirma que os produtores passaram os últimos seis meses trabalhando em uma continuação, que trará uma nova ideia, ao invés de adaptar as sequências animadas originais, como Aladdin and the King of Thieves (BR: Aladdin e os 40 ladrões) de 1996, que apresenta Cassim o pai de Aladdin ou o Retorno de Jafar de 1994 que traz o vilão de volta as animações.

A intenção da produtora é criar um novo longa escrito pelos roteiristas John Gatins, desenvolvedor de Gigantes de Aço (2011) e Andrea Berloff, roteirista de Rainhas do Crime (2019).

O The Hollywood Reporter afirma que o longa já está em desenvolvimento inicial e será uma continuação direta do primeiro. Embora ainda sem sinopse confirmada, a THR afirma que os produtores e o estúdio estão buscando inspirações em histórias originais do Oriente Médio, como Mil e Uma Noites, Ali Baba e os quarenta ladrões, entre outros, para uma história completamente inédita, como afirma o produtor Dan Lin em entrevista ao ComicBook:

Se eu contar o que estamos pensando, os fãs ficarão malucos. É muito cedo para revelar, mas saiba que estamos procurando materiais bem diversos para adaptar, e o filme não será baseado em apenas uma fonte, vamos pegar o melhor de cada coisa que já foi feita e criar algo completamente novo”, disse o produtor.

Essa será a quarta adaptação em live-action da Disney recente que recebe uma sequência: Antes, Alice no País das Maravilhas, Malévola e Mogli, sendo o último ainda não lançado e será dirigido por Jon Favreau.

Há rumores sobre um filme focado no Gênio, personagem de grande importância e favorito de muitos fãs. Também há rumores sobre um spinoff estrelado pelo Príncipe Anders, que seria lançado diretamente no Disney+. Talvez o novo longa tenha um pouco desses rumores em seu desenvolvimento.

Não há certeza se o diretor Guy Ritchie estará de volta, mas os produtores do novo longa pretendem trazer de volta as telas grandes estrelas como Will Smith (Gênio), Naomi Scott (Jasmine) e Mena Massoud (Aladdin). As negociações com elenco só terão início após o roteiro finalizado.

No momento ainda não há previsão para a estréia nos cinemas.

Continue Reading

Em alta agora