Connect with us
Image Map

Séries

Submissão de Game of Thrones ao Emmy confirma teoria sobre Dragão de Gelo

Dracarys serve para fogo azul?

Nesta semana a produção da Game of Thrones, da HBO, submeteu roteiro do último episódio da sétima temporada para apreciação dos jurados do Emmy. Com isso, uma belíssima confirmação sobre a nova natureza de Viseryon, o Dragão de Gelo da série foi confirmada.

Vamos recapitular. Na sétima temporada de Game of Thrones um dos dragões de Daenerys Targaryen foi morto em combate pelo Rei da Noite. Viseryon caiu em um lago congelado e foi removido de lá pelos zumbis escravos do Rei, os wights, presumidamente morto. Ao ser tocado pelo Rei da Noite, o dragão abriu um olho azul. Mais tarde, extamente no episódio submetido ao Emmy, The Dragon and the Wolf, Viseryon ressuscitado é usado para derreter a Muralha.

Pois bem, a primeira dúvida era sobre que tipo de monstro Viseryon havia se tornado. Por estar presumidamente morto e ter sido reanimado pelo RN, além de ter aparecido com asas perfuradas, era de se esperar que ele fosse agora um dragão wight, um escravo. Mas, segundo o que foi pensando pela produção, Viseryon foi transformado “como os filhos de Crasten”, sendo então um white walker, um ser com ciência.

Um pouco antes na mesma temporada, Dany diz para Jon, quando ambos nas ruínas do Fosso dos Dragões, em Kingsland, que ali havia sido o “começo da ruína” de sua família, uma vez que “um dragão não é um escravo”. Essa fala é agora entendida como um foreshadowing do que viria a acontecer com Viseryon.

Ao contrario dos que morrem e são reanimados sem o toque do Rei da Noite, todos os white walkers são criaturas ainda pensantes. Por terem sido transformados ainda bebês eles não possuíam nenhuma aliança com humanos, sendo fiéis ao seu “pai”, o Rei da Noite. Especula-se que Dany possa ter Viseryon de volta, uma vez que ele não é um escravo do Rei da Noite, só está confuso.

Outra confirmação foi quanto ao tipo de sopro do Dragão de Gelo. No conto com esse nome de George R.R. Martin, a história fala de um dragão que cuspia gelo, mas na série, Viseryon cospe fogo azul (pense na chama do fogo no fogão de casa). Foi assim que ele derreteu um pedaço da Muralha, e não com gelo, o que não faria sentido algum.

Mais uma confirmação sobre a cena da queda da Muralha é que os personagens Tormund e Beric estão vivos. É possível ler no roteiro que eles “correram por suas vidas” descendo a escada em zig zag. Atalaialeste do Mar não possuía elevadores, como em Castelo Negro, então eles tiveram mesmo de correr.

A oitava temporada de Game of Thrones estreia no primeiro semestre de 2019.

Em alta agora