Spotify é acusado de criar artistas falsos para reduzir gastos

Um antigo funcionário da empresa deu declaração em entrevista para a Varity.

Mais acusações contra o Spotify sobre a criação de artistas falsos continuam aparecendo na mídia. Dessa vez, um antigo funcionário do streaming declarou, em entrevista para a Variety, que esta é uma maneira que a empresa encontrou para reduzir o custo com os royalties (taxas) pagos às grandes gravadoras.

Essas faixas de músicos fantasmas somam mais de 500 milhões de streams e se concentram nas playlists de Smooth Jazz, New Age e Ambiente. Segundo o Music Business Worldwide isso gera um lucro enorme para a empresa.

Um representante do Spotify saiu em defesa contra a acusação, em entrevista também para a Varity. “Pagamos royalties por todas as faixas do Spotify. Não somos proprietários desse conteúdo“. Em agosto do ano passado acusações desse tipo ja haviam sido feitas contra a empresa.

Total
0
Shares
1 comment
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Prévia

Netflix fará série em live-action dos quadrinhos ‘Umbrella Academy’

Próxima Notícia

Festival de Cinema de Gramado divulga filmes concorrentes