Connect with us

TV

Plataforma de streaming da DC se chamará DC Universe

Três séries estão em desenvolvimento para a estreia da plataforma.

Foto: Divulgação/DC Universe

Desde que Netflix explodiu, um novo mercado chamou bastante atenção das gigantes do entretenimento: o de serviços de streaming. Dessa vez, foi a DC que anunciou que terá sua própria plataforma que se chamará DC Universe.

Uma série já foi anunciada para estrear exclusivamente no serviço. Trata-se de Novos Titãs. A descrição do projeto de streaming da DC aponta que será uma “uma experiência digital única e imersiva pensada apenas para fãs da DC”.

Além do conteúdo em vídeo, que incluem filmes e séries de TV, o serviço terá forte presença de quadrinhos. As animações Young Justice: Outsiders e Harley Quinn, seriado solo da Arlequina, estão entre os produtos disponibilizados neste início.

Veja, abaixo, o logo das três séries divulgadas para o DC Universe:

Continue Reading
Advertisement Image Map

Séries

Confira as novidades do catálogo da Netflix no mês de fevereiro

Mais de 30 novidades em seu catálogo de filmes, séries e documentários serão disponibilizados esse mês.

Por

O mês de fevereiro está chegando e, com ele, muitas novas séries, filmes e documentários no catálogo da Netflix. Atualizado mensalmente, esse mês o serviço de streaming preparou algumas boas novidades para os fãs de La La Land, Vikings, Pokémon, Altered Carbon, entre outros. Veja, abaixo, a lista completa de novidades da Netflix para fevereiro de 2020:

Séries

Locke e Key7 de fevereiro
Narcos: México13 de fevereiro
As telefonistas14 de fevereiro
Spectros21 de fevereiro
Better Call Saul24 de fevereiro
Aceleradas28 de fevereiro
Altered Carbon (2ª temperada)Não divulgado
Vikings (6ª temporada)Não divulgado
F1: Dirigir para Viver – (2ª temporada)Não divulgado

Filmes

La La Land: Cantando Estações1 de fevereiro
O Estranho Noivo de Maya1 de fevereiro
Para Todos os Garotos: P.S. Ainda Amo Você12 de fevereiro
Entre Realidades7 de fevereiro
Por Lugares Incríveis28 de fevereiro
Como Perder um Homem em 10 DiasNão divulgado
Superman: O RetornoNão divulgado
Soldado AnônimoNão divulgado

Documentários e especiais

Prescrição Fatal: Minissérie5 de fevereiro
Camino a Roma11 de fevereiro
Bebês em Foco21 de fevereiro

Crianças e famílias

#TeamKaylie (parte 3)3 de fevereiro
Shaun o Carneiro – A fazenda contra-ataca14 de fevereiro
Universo Ashley Gacia24 de fevereiro
Meu Malvado Favorito 3Não divulgado
Os Smurfs e a Vila PerdidaNão divulgado
Caçadores de BugsNão divulgado
Pokémon: Mewtwo contra-ataca – EvoluçãoNão divulgado
Continue Reading

Otaku

Filmes do Studio Ghibli estarão disponíveis na Netflix a partir de fevereiro

Os 21 filmes serão distribuídos em três meses diferentes no Brasil.

Por

A Netflix adquiriu os direitos de transmissão mundial de todos os 21 filmes do Studio Ghibli, a partir de 1º de fevereiro, exceto nos Estados Unidos, Canadá e Japão. Nos EUA, eles estarão disponíveis no HBO Max.

My Neighbor Totoro, Princess Mononoke, Spirited Away, Arrietty, Howl’s Moving Castle, Ponyo On The Cliff By The Sea e When Marnie Was There são alguns dos nomes confirmados para distribuição mundial, graças a um acordo com a Wild Bunch International.

Os filmes serão disponibilizados em três meses diferentes e, segundo a Netflix, essa será a primeira vez que o catálogo terá legendas em mais de 28 idiomas, sendo também dublado em mais de 20 idiomas. Veja, abaixo, a lista de filmes e as datas de distribuição:

A partir de 1º de fevereiro, 2020:
– Castle in the Sky (1986)
– My Neighbor Totoro (1988)
– Kiki’s Delivery Service (1989)
– Only Yesterday (1991)
– Porco Rosso (1992)
– Ocean Waves (1993)
– Tales from Earthsea (2006)

A partir de 1º de março, 2020:
– Nausicaä of the Valley of the Wind (1984)
– Princess Mononoke (1997)
– My Neighbors the Yamadas (1999)
– Spirited Away (2001)
– The Cat Returns (2002)
– Arrietty (2010)
– The Tale of The Princess Kaguya (2013)

A partir de 1º de abril, 2020:
– Pom Poko (1994)
– Whisper of the Heart (1995)
– Howl’s Moving Castle (2004)
– Ponyo on the Cliff by the Sea (2008)
– From Up on Poppy Hill (2011)
– The Wind Rises (2013)
– When Marnie Was There (2014)

Continue Reading

Coluna Leandro Giometti

Os babados (reencontro, discursos e regata) no Globo de Ouro 2020

Aniston e Pitt

Aconteceu ontem a cerimônia de entrega do Globo de Ouro, uma das premiações mais badaladas da indústria do cinema. A entrega é oferecida pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood e é marcada por um jeitão mais descolado do que o Oscar. Apesar de, diferente do que muitos acham, não ser termômetro para a premiação mais tradicional do cinema – que esse ano acontece no dia 9 de fevereiro – ao menos é divertida e prestigiada pela maior parte das grandes celebridades. Nessa edição não foi diferente e lá estavam os grandes astros e estrelas do momento bebendo, comendo e desfilando vestidos e ternos da moda. 

Mas antes de falarmos sobre os vencedores, a noite é boa porque também acontecem babados, né, minha gente. E enumeramos aqui alguns deles. 

1- O reencontro de Brad Pitt e Jennifer Aniston

A última vez que ambos estiveram juntos em um mesmo Globo de Ouro foi em 2002, quando ainda estavam casados. Há quem diga que se evitavam, outros que foi apenas um golpe do destino não terem se visto novamente. Mas 2020 já chegou quente. Sabendo que iam se encontrar, Pitt foi questionado a respeito no tapete vermelho. “Eu vou esbarrar na Jen, ela é uma boa amiga”, disse o ator. “A segunda reunião mais importante no ano dela? Essa era uma brincadeira em Friends”, completou ele. Até aí tudo lindo. O bafão (mérito maravilhoso do diretor de imagens do Globo de Ouro) foi a reação bem debochada de Aniston no momento em que Brad disse a seguinte frase em seu discurso ao vencer como melhor ator coadjuvante por Era uma Vez em Hollywood. “Gostaria de trazer minha mãe (à premiação), mas não pude porque eles dizem que estou namorando toda mulher de quem estou próximo. Seria estranho”

Ver imagem no Twitter

2- Discursos poderosos

Joaquin Phoenix (vencedor de melhor ator em filme drama por Joker) usou o palco para discursar a favor das causas ambientais. Patricia Arquette (vencedora de melhor atriz coadjuvante em minissérie ou filme de TV por The Act) foi direta no tom político ao falar sobre os ataques dos EUA ao Iraque. Jennifer Aniston leu pronunciamento de Russel Crowe, ausente para cuidar da família que sofria com os incêncios na Austrália: “Não se enganem, a tragédia desenrolando na Austrália é uma consequência das mudanças climáticas. Nós precisamos agir baseados na ciência, avançar nossas forças de trabalho para energia reciclável e respeitar nosso planeta pelo lugar único e maravilhoso que é. Assim nós todos teremos um futuro”. Mas foi Michelle Williams a mais enfática e direta. Com um olhar sereno e sério, a vencedora do prêmio de melhor atriz em minissérie por Fosse/Verdon pediu que as mulheres votassem em favor dos seus interesses. “Então, mulheres de 18 ou 118, quando for a hora de votar façam isso pensando em vocês apenas. É o que os homens têm feito há anos e a razão pelo qual o mundo é como eles são, mas não se esqueça que somos maioria nos votos nesse país. Vamos fazer com que o país se pareça mais como a gente”.

3- A regata de Jason Momoa

Numa premiação queremos ver os prêmios, certo? Errado. Temos um tempinho para comentar vestidos, ternos e o outfit das celebs. Então, obviamente, é aquela disputa de quem está deslumbrante ou passando vergonha. Confesso que não sou o mais indicado para julgar vestimentas. Porém, uma coisa eu sei: Jason Momoa de regata no Globo de Ouro é simplesmente espetacular. Significa que podemos usar regata? Não. Signfica que ele é o Jason  Momoa e faz o que quiser. 

4- Tom Hanks celebrando o Deus Keanu Reeves

Quem não gosta de Tom Hanks bom sujeito não é. Ele é aquele sujeito boa praça, sempre bem humorado e educado com todos. Ontem, ele foi homenageado pelo prêmio Cecil B. De Mille – que reconhece o conjunto da obra – e declarou que não aguenta mais ser considerado esse cara legal, que só faz mocinhos no cinema e seu próximo papel, na cinebiografia de Elvis Presley (ele viverá o controverso empresário Coronel Tom Parker), vai mudar tudo. Ao responder sobre “como ser tão adorado”, Hanks comentou: “Keanu Reeves é uma ótima resposta para essa pergunta”. Ambos trabalharam juntos em Toy Story 4 e parece que alguém ficou apaixonado. 

Resultado de imagem para tom hanks globo de ouro

5- Netflix de mãos abanando 

Tanto O Irlandes quanto História de Um Casamento, produções da Netflix, são ótimos filmes e recebiam algumas apostas para o Globo de Ouro. Não era ousadia alguma considerar que a produção de Martin Scorsese poderia ser a grande vencedora da noite. Pois não foi nada disso que aconteceu. Era uma Vez em Hollywood foi quem fez a festa. Venceu roteiro, ator coadjuvante, diretor e melhor filme. Os filmes da Netflix (também Dois Papas e Meu Nome é Dolemite) com 34 indicações, foram para casa com apenas um troféu (Laura Dern, História de um Casamento. O outro foi para a série The Crown).

Resultado de imagem para martin scorsese golden globes

Confira todos os vencedores da noite:

CINEMA

Melhor filme dramático

1917 – VENCEDOR
O Irlandês
História de um Casamento
Coringa
Dois Papas

Melhor ator – Drama

Joaquin Phoenix, Coringa – VENCEDOR
Christian Bale, Ford v Ferrari
Antonio Banderas, Dor e Glória
Adam Driver, História de um Casamento
Jonathan Pryce, Dois Papas

Melhor atriz – Drama

Renée Zellweger, Judy – Muito Além do Arco-Íris – VENCEDORA
Cynthia Erivo, Harriet
Scarlett Johansson, História de um Casamento
Saoirse Ronan, Adoráveis Mulheres
Charlize Theron, O Escândalo

Melhor filme cômico ou musical

Era uma Vez em… Hollywood – VENCEDOR
Jojo Rabbit
Entre Facas e Segredos
Rocketman
Meu nome é Dolemite

Melhor diretor

Sam Mendes, 1917 – VENCEDOR
Todd Phillips, Coringa
Bong Joon-ho, Parasita
Martin Scorsese, O Irlandês
Quentin Tarantino, Era uma Vez em… Hollywood

Melhor roteiro 

Quentin Tarantino, Era uma Vez em… Hollywood – VENCEDOR
Noah Baumbach, História de um Casamento
Bong Joon-ho e Han Jin-won, Parasita
Anthony McCarten, Dois Papas
Steven Zaillian, O Irlandês

Melhor atriz – Musical ou Comédia

Awkwafina, The Farewell – VENCEDORA
Ana de Armas, Entre Facas e Segredos
Cate Blanchett, Cadê Você, Bernadette?
Beanie Feldstein, Fora de Série
Emma Thompson, Late Night

Melhor ator – Musical ou Comédia

Taron Egerton, Rocketman – VENCEDOR
Daniel Craig, Entre Facas e Segredos
Roman Griffin Davis, Jojo Rabbit
Leonardo DiCaprio, Era uma Vez em… Hollywood
Eddie Murphy, Meu Nome é Dolemite

Melhor ator coadjuvante 

Brad Pitt, Era uma Vez em… Hollywood – VENCEDOR
Tom Hanks, Um Lindo Dia na Vizinhança
Anthony Hopkins, Dois Papas
Al Pacino, O Irlandês
Joe Pesci, O Irlandês

Melhor atriz coadjuvante

Laura Dern, História de um Casamento – VENCEDORA
Kathy Bates, O Caso Richard Jewell
Annette Bening, O Relatório
Jennifer Lopez, As Golpistas
Margot Robbie, O Escândalo

Melhor animação

Link Perdido – VENCEDOR
Frozen 2
Como Treinar seu Dragão 3
Toy Story 4
O Rei Leão

Melhor filme em língua estrangeira

Parasita – VENCEDOR
The Farewell
Dor e Glória
Retrato de uma Jovem em Chamas
Les Misérables

Melhor canção original

(I’m Gonna) Love Me Again, Rocketman – VENCEDOR
Into the Unknown, Frozen 2
Beautiful Ghosts, Cats
Spirit, O Rei Leão
Stand Up, Harriet

Melhor trilha sonora original para filmes

Hildur Guðnadóttir, Coringa – VENCEDORA
Daniel Pemberton, Brooklyn – Sem Pai Nem Mãe
Alexandre Desplat, Adoráveis Mulheres
Thomas Newman, 1917
Randy Newman, História de um Casamento

TV

Melhor série dramática

Succession – VENCEDORA
Big Little Lies
The Crown
Killing Eve
The Morning Show

Melhor série musical ou cômica

Fleabag – VENCEDORA
O Método Kominsky
The Marvelous Mrs. Maisel
The Politician
Barry

Melhor minissérie ou filme para TV

Chernobyl – VENCEDOR
Fosse/Verdon
The Loudest Voice
Catch-22
Inacreditável

Melhor ator em série dramática

Brian Cox, Succession – VENCEDOR
Kit Harington, Game of Thrones
Rami Malek, Mr. Robot
Tobias Menzies, The Crown
Billy Porter, Pose

Melhor atriz em série dramática

Olivia Colman, The Crown – VENCEDORA
Jodie Comer, Killing Eve
Nicole Kidman, Big Little Lies
Reese Witherspoon, Big Little Lies
Jennifer Aniston, The Morning Show

Melhor ator em série musical ou cômica

Ramy Youssef, Ramy – VENCEDOR
Michael Douglas, O Método Kominsky
Bill Hader, Barry
Ben Platt, The Politician
Paul Rudd, Cara x Cara

Melhor atriz em série musical ou cômica

Phoebe Waller-Bridge, Fleabag – VENCEDORA
Christina Applegate, Disque Amiga para Matar
Rachel Brosnahan, The Marvelous Mrs. Maisel
Kirsten Dunst, On Becoming a God in Central Florida
Natasha Lyonne, Boneca Russa

Melhor ator em minissérie ou filme para TV

Russell Crowe, The Loudest Voice – VENCEDOR
Christopher Abbott, Catch-22
Sacha Baron Cohen, O Espião
Jared Harris, Chernobyl
Sam Rockwell, Fosse/Verdon

Melhor atriz em minissérie ou filme para TV

Michelle Williams, Fosse/Verdon – VENCEDOR
Kaitlyn Dever, Inacreditável
Joey King, The Act
Helen Mirren, Catarina, a Grande
Merritt Wever, Inacreditável

Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV

Stellan Skarsgård, Chernobyl – VENCEDOR
Alan Arkin, O Método Kominsky
Kieran Culkin, Succession
Andrew Scott, Fleabag
Henry Winkler, Barry

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV

Patricia Arquette, The Act – VENCEDORA
Helena Bonham Carter, The Crown
Toni Collette, Inacreditável
Meryl Streep, Big Little Lies
Emily Watson, Chernobyl

Continue Reading

Em alta agora