Nossas Redes

Séries

Relembre o dia que Grey’s Anatomy tratou caso suspeito de coronavírus

Personagem April Kepner precisou ser isolada após voltar de viagem da Jordânia.

O primeiro trimestre de 2020 vai ficar marcado pela pandemia de Covid-19, o novo coronavírus, que infectou centenas de milhares de pessoal e matou, até o esta quinta-feira (19), mais de oito mil pessoal. Fazendo um paralelo com a ficção, curiosamente, em 2015, a série Grey’s Anatomy tratou uma personagem com sintomas da doença. Veja clicando no vídeo acima acima.

No episódio da 12ª temporada, intitulado “Walking Tall” (traduzido como “De Cabeça Erguida”) narrou os apuros da médica April Kepner (Sarah Drew), que chegava a Seattle com sintomas estranhos após uma viagem para a Jordânia.

Durante o episódio, April apresenta manchas vermelhas na pele, coriza, febre e tosse e a médica Arizona (Jessica Capshaw) imediatamente percebeu a possibilidade de uma doença contagiosa, chamou a então chefe de cirurgia do hospital Grey Sloan Memorial, Miranda Bailey (Chandra Wilson), que exigiu que April ficasse isolada no hospital em uma espécie de bolha.

Na época, o personagem Jackson Avery (Jesse Williams) perguntou: “Alguém falou em Mers?”. A dublagem brasileira traduziu: “Alguma chance de coronavírus?”.

Nessa época, Mers era o nome da doença que aterrorizava o Oriente Médio e uma variante do coronavírus, assim como a atual Covid-19.

No final das contas, depois de muito drama e espera – passou 12 horas como paciente do hospital -, o resultado apontou para dermatite de contato (inflamação na pele).

Atualmente, por causa da pandemia de Covid-19, Grey’s Anatomy está com as gravações da 16ª temporada suspensas. No Brasil, a série é exibida no Sony Channel e tem as 15 primeiras temporadas disponíveis na Netflix.