Connect with us

Filmes

Por que a trilha sonora de Capitã Marvel não foi um desperdício

O filme, que estreou na quinta-feira (7), gerou discussões a cerca de sua trilha sonora.

Quem assiste os filmes da MCU sabe muito bem que a utilização de músicas dentro dos filmes (para além da trilha original), é feita de forma muito discreta. Enaltecemos aqui a franquia Guardiões da Galáxia, por se manter como os dois longas da MCU que trabalham fielmente músicas, principalmente dos anos 70, na composição de suas cenas.

Diferente do que algumas abas ao lado opinaram, não podemos deixar de revelar que a trilha de Capitã Marvel não foi, em nenhum momento, desperdiçada. Percebe-se que Anna Boden e Ryan Fleck resolveram atiçar um pouco mais do conhecimento musical do telespectador – ao, diferente de James Gunn –, inserirem na trilha músicas conhecidas, mas não verdadeiramente os hits da época.

A maioria das músicas é apenas ouvida na ambientação de alguns lugares, como quando Carol Danvers (Brie Larson) entra em um típico café da época, ou enquanto dirige uma motocicleta. Porém, há algumas que se destacam nas cenas, como Whatta Man, do Salt-N-Pepa, quando a heroína deixa um confuso guarda de uma loja de locadoras para trás.

Listamos algumas das músicas e seus momentos de aparição (sem spoilers) no longa. Acompanhe abaixo e curta esse som conosco!

Come As You Are, do Nirvana

A música surge num vinil e acompanha um flashback da personagem. O som cai perfeitamente na cena, considerando, ainda, que a personagem relembra ser fã de artistas como Janis Joplin e Guns ‘n Roses.

A canção da banda grunge estadunidense Nirvana, escrita por Kurt Cobain, foi lançada como segundo single do segundo álbum da banda, Nevermind, em 1992. Foi a segunda canção da banda a entrar tanto no American Top 40 e no UK top 10, alcançando a posição de número 32 na Billboard Hot 100, e número nove no UK Singles Chart. O videoclipe de Come As You Are foi dirigido por Kevin Kerslake, que se inspirou na arte de capa do Nevermind para fazê-lo.

Waterfall, da TLC

Waterfalls embala uma das cenas de diálogo entre Carol e Nick Fury (Samuel L. Jackson). A canção fala de temas duros de forma suave, e cai como luva para dar vida a situação – que não citaremos, por presarmos contar histórias sem spoilers.

A música foi escrita pela integrante da banda Lisa “Left Eye” Lopes, Marqueze EtheridgeOrganized Noize. Fez parte do segundo álbum do TLC, CrazySexyCool (1994). Waterfalls foi lançada como o terceiro single do álbum, em 29 de maio de 1995, nos Estados Unidos, seguido por um lançamento no Reino Unido em 5 de agosto de 1995.

Muitas vezes considerado como a canção assinatura do grupo, se tornando um verdadeiro foi um sucesso internacional e chegando ao topo das paradas em territórios diferentes, incluindo #1 por sete semanas na Billboard Hot 100.

Just A Girl, do No Doubt

Um fato interessante é que não apenas a melodia das músicas, mas também as suas letras são um complemento perfeito do que está acontecendo na cena. Como uma boa dose de ironia, assim como o presente em todo o longa, Just A Girl toca em um dos momentos mais definitivos da trajetória de Carol Danvers.

Just A Girl foi o primeiro single do No Doubt. Composta por Gwen Stefani e Tom Dumont, a canção mescla o rocj e ska punk. Lançada em 1995, chegou à posição #23 na Billboard Hot 100 e #10 na Billboard Modern Rock.

Only Happy When It Rains, do Garbage

A letra dessa música conta a história de uma garota que gosta de um bom drama, mas que não se abala quando… chove! Seria mesmo a voz de Shirley Manson cantarolando a história de nossa queridíssima Carol Davers? Mesmo quando a jornada se torna solitária e o mundo parece duvidar de sua capacidade, ela chega lá. A teimosia deu bons resultados aqui, aposto que vocês viram.

Only Happy When It Rains foi escrita e produzida pela banda de rock alternativo Garbage para o álbum de estreia auto-intitulado (1995). Foi lançada em 18 de setembro como o terceiro single da banda. Ela recebeu críticas positivas, principalmente sobre a produção e os vocais de Shirley Manson. Teve estadia no UK Singles Chart e o Billboard Hot 100.

Celebrity Skin, de Hole

Com a Capitã Marvel já chegando com status de celebridade no MCU, a música parece trazer uma indireta sobre alcançar o estrelato, mas ainda se mantendo fiel aos seus princípios e com os pés fincados no chão. Sabemos que ela já uma das personagens mais importantes desse universo. Mas não podemos esquecer o que, um dia, o Homem-Aranha disse: “com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”.

Celebrity Skin é o décimo single da banda americana de rock alternativo Hole, lançado em 1º de setembro de 1998. Foi single de estreia de terceiro álbum de mesmo nome da banda, e é o mais bem sucedido single de Hole.

A música foi usada no filme American Pie, mas não apareceu na trilha sonora, além de ser apresentada na introdução do videogame NHL Rock The Rink, bem como nos videogames Rock Band e Sing Star como uma faixa jogável. Também recebeu duas indicações ao Grammy de Melhor Canção Rock, perdendo para Uninvited, de Alanis Morissette, e Melhor Performance de Rock por um Duo ou Grupo, perdendo para Pink do Aerosmith.

E então? A trilha deixou mesmo a desejar? Fica o questionamento.

Filmes

Mahershala Ali será o novo Blade, no MCU

O ator Mahershala Ali (Moonlight) foi escalado como o substituto de Wesley Snipes no icônico papel do Andarilho do Dia, Blade, o vampiro caçador de vampiros da Marvel. O anúncio foi feito no painel da Marvel Stúdios durante a San Diego Comic-Con.

O que poderia ser apenas uma notícia maravilhosa com Ali no papel do Andarilho do Dia, chega com apreensão dadas as características antagônicas do personagem e o atual Universo Cinematográfico Marvel comandado por Kevin Feig. Feig construiu um universo de super-heróis que jogam pelas regras dos filmes orientados para “toda a família”.

Nem todo o MCU é assim, ou já foi, com heróis e anti-heróis mais adultos nas séries da Netflix e na FOX e Sony. Mas com a compra da FOX pela Disney, o cancelamento da parceria com a Netflix e a parceria com a Sony colocou toda a Marvel sob os pés de Feig.

Blade/Eric Brooks foi criado por Marc Wolfman, com arte de Gene Colan, e apareceu nos quadrinhos a primeira vez em 1973 na HQ A Tumba de Dráula n10. Blade é um híbrido de humano e vampiro, tem pele negra, e caça vampiros durante o dia, já que esse é o seu poder especial, ser imune à luz solar. Sua mãe foi morta por um vampiro após o seu nascimento, o vampiro era seu pai.

Em 1998 Blade chegou às telas, interpretado por Wesley Snipes. Ele reprisou o vampiro mais duas vezes no que forma a trilogia de David S. Goyer. O personagem é até hoje um dos mais memoráveis da carreira do americano. Recentemente Snipes reprisou o papel não oficialmente em uma participação especial na série What We Do In The Shadows, do FX.

Blade é um marco na cultura pop e já brigada por representatividade antes de muita gente. Um dos poucos protagonistas negros dos quadrinhos e um dos primeiros heróis negros da história do cinema.

Não foi anunciado pela Marvel como o vampiro será inserido no MCU, ou mesmo se seu filme solo seguirá a cartilha dos bons moços.

No mesmo painel a Marvel ainda anunciou sua lista de novos files e séries e que Angelina Jolie será Thena, no longa The Eternals, e que alguns filmes serão mais adultos, dando Deadpool como exemplo.

Continue Reading

Filmes

Novo filme de Zack Snyder, Army of the Dead, tem imagem revelada

O ator Dave Bautista revelou a primeira imagem do próximo filme do diretor Zack Snyder, Army of the Dead. Na foto, o elenco reunido como seus personagens mercenários que atuam na área de quarentena de Las Vegas, infestada de zumbis.

O filme, que será, distribuido mundialmente pela Netflix, conta com Ella Purnell, Omari Hardwick, Theo Rossi, Garret Dillahunt, Raül Castillo, Chris D’Elia, e Ana de la Reguera, além de Bautista no elenco principal.

Este é o primeiro trabalho de Snyder como diretor após a sua conturbada saída da Warner com Liga da Justiça. Ele foi demitido da produção após ter se afastado por conta de uma tragédia famílias.

Army of the Dead é, na verdade, a segunda vez que o diretor comanda um filme de zumbis, tendo dirigido Dawn of the Dead em 2004, com roteiro de James Gunn.

Informações extra oficiais dão conta de que Snyder também estaria assinando a fotografia do novo longa, o que seria uma estreia em sua carreira

Continue Reading

Filmes

Russo Brothers apresentam novo projeto com Tom Holland

O longa tratará da Crise Opioides em Ohio

A dupla de cineastas Anthony Russo e Joseph Russo, os Russo Brothers, apresentaram na San Diego Comic-Con a arte de seu novo filme Cherry.

O longa será estrelado por Tom Holland (Spider Man: Far From Home), ambientado na cidade natal dos Russo, Cleveland no estado de Ohio, e falará sobre a Crise de Opioides que assola a região.

Ao falar sobre a produção, os irmãos ressaltaram ser de cunho “profundamente pessoal” para eles e que será um filme R Rated, para audiência de maiores de idade.

Outros nomes no elenco e data de estreia não foram divulgados.

Continue Reading