Connect with us

Críticas

Crítica | Os Jovens Titãs Em Ação! Nos Cinemas

Com embalagem infantil, animação é para os já experientes em universo DC.

Foto: Divulgação/Warner Bros.

É quase unânime que, se por um lado, a DC ainda tenta acertar o tom do universo que vem criando nos cinemas, por outro tem feito um trabalho excelente quando o centro da análise são as animações. Dessa vez, a missão de agradar nas telonas foi de Os Jovens Titãs Em Ação! Nos Cinemas que, em boa parte, se desenrola dentro dos estúdios da Warner Bros e que imprime um espirito mais parecido com Looney Tunes do que, obviamente, do jeitão Zack Snyder que até então DC se apoiou.

No filme, os Jovens percebem que os principais super-heróis que existem por aí estão estrelando seus próprios filmes – quer dizer, todos, exceto os Jovens Titãs! Porém, Robin, o líder de fato do grupo, está determinado a resolver a situação e ser visto como um astro, ao invés de um fiel escudeiro. Se ao menos eles conseguissem fazer com que o mais badalado diretor de Hollywood os notasse…

Com algumas ideias malucas e uma música no coração, os Jovens Titãs partem para Tinsel Town, determinados a realizar seu sonho. Contudo, tudo dá errado quando o grupo é enganado por um supervilão e seu plano insano para conquistar o planeta. A amizade e o espírito guerreiro da equipe são abalados, colocando em risco o destino dos próprios Jovens Titãs.

As referências aos filmes de super-heróis, e isso inclui a Marvel, sem dúvidas são o grande mérito dessa nova aventura dos Jovens Titãs. As características dos heróis que, diariamente, estão na programação do Cartoon Network não mudaram em nada nessa breve passada pelos cinemas, mas a quantidade de easter eggs explícitos e implícitos são ótimos. Da camisa estampada dos figurantes à presença de figuras marcantes da concorrência, as referências deixam tudo mais interessante.

No entanto, mesmo com a embalagem infantil, Os Jovens Titãs Em Ação! aposta nesses easter eggs para dialogar com os mais velhos, mas só funciona com os já experientes em universo DC. A criança absorve a aventura aparente sem problemas. Os mais velhos e graduados em DC se divertem com as referências. Já os mais velhos e alheios à nerdice absorvem o mesmo que as crianças, mas sem o brilho nos olhos dos mais novos. O que pode ser uma experiência tão entediante quanto a da minha companhia na sessão desse filme.

Fora a inteligencia em ironizar o gênero de super-heróis nos cinemas e a busca incessante pela fama, foco não deixa de ser infantil. Toda a embalagem é infantil e segue personalidade já conhecida da programação do CN. O que o cinema traz é algumas pitadas de sátira à própria indústria. Mas Os Jovens Titãs Em Ação! Nos Cinemas não conseguiu de escapar de uma armadilha que todo filme de herói passa: o trailer entrega demais.

Em alta agora