Connect with us

Livros e HQ's

O thriller ‘Caixa de Pássaros’, de Josh Malerman, terá sequência em novo livro

Josh Malerman está escrevendo “Malorie”, sequência com previsão de lançamento para outubro.

Lançado em 2015 pela Intrínseca, Caixa de Pássaros já vendeu mais de 200 mil exemplares no Brasil e virou um fenômeno quando a trama ganhou adaptação para a Netflix. Estrelado por Sandra Bullock, Bird Box foivisto por mais de 45 milhões de usuários em apenas uma semana. A trama, que se passa em um cenário pós-apocalíptico, vai ganhar mais um livro. 

Josh Malerman está escrevendo Malorie, sequência com previsão de lançamento em 1º de outubro nos Estados Unidos. No Brasil, o livro será publicado pela Intrínseca, ainda sem data definida.

Em uma narrativa cheia de mistério e suspense, Caixa de pássaros conta a história assustadora de um mundo infestado por misteriosas criaturas. Em um surto inexplicável, todos que olham para elas se suicidam. Para sobreviver, Malorie e os dois filhos pequenos vivem escondidos. Quando surge a notícia de um lugar seguro longe dali, a família precisa remar por dias em um rio perigoso, de olhos vendados. 

Quando surgiu a pergunta se a origem das criaturas seria revelada, Josh não quis revelar muito, mas respondeu que serão dados mais detalhes tanto da protagonista quanto das criaturas.

JOSH MALERMAN também é autor de Uma casa no fundo de um lago e Piano vermelho. O último está com uma adaptação cinematográfica em desenvolvimento com produção a cargo da Scott Free, empresa do renomado diretor Ridley Scott. Ainda não há previsão de estreia para o filme.


Continue lendo
Advertisement Image Map

Destaque

Maranhense é selecionada como embaixadora de prêmio literário

Fernanda Araújo é a primeira embaixadora do Prêmio IPL

Dentre candidatos de todo o Brasil, a estudante Fernanda Araújo (centro da foto), 32 anos, foi selecionada pelo instituto Pró-Livro para ser a embaixadora do Prêmio IPL – Retratos da Leitura. A premiação tem o objetivo de divulgar e homenagear iniciativas de estimulo à leitura e, como embaixadora, a maranhense irá auxiliar o instituto no reconhecimento de projetos literários espalhados por todo o país.

Há 10 anos atuando como coordenadora do Clube do Livro Maranhão, a estudante afirmou que receber o título foi uma conquista dupla. “Para mim foi um reconhecimento, ainda mais a nível nacional. Porém, não só para mim, mas para toda a equipe do clube, que é incansável”. As inscrições para concorrer ao título rolaram entre o meses de setembro e outubro e, durante esse período, os candidatos deveriam divulgar o prêmio, além de terem seus históricos no cenário da literatura analisados.

Fernanda confessou que o clube foi o fator motivador para se candidatar ao cargo de embaixadora. Ela viu a oportunidade como um meio de ultrapassar os espaços locais em prol da sustentabilidade do projeto que coordena e estabelecer futuras parcerias com outros agentes que atuam na área. “Acredito que a leitura muda vidas e que leitores críticos possuem uma análise apurada do meio social em que estão inseridos. Por isso, esse título vir para o Maranhão reforça nosso projeto e nos impulsiona para concretizarmos outros”, destacou.

A notícia foi recebida no dia 13 deste mês, após uma entrevista por vídeo-chamada. Contudo, a estudante só pode divulgar o resultado esta semana. Fernanda Araújo é a primeira embaixadora do Prêmio IPL, que está na sua quarta edição. A cerimônia de premiação ocorre dia 4 de dezembro, em São Paulo. Durante o evento, a embaixadora irá conversar com os projetos vencedores e entrevistar o patrono desta edição, o escritor de livros infanto-juvenil Pedro Bandeira.

Até lá, a maranhense segue promovendo as atividades do clube que coordena. Neste sábado (23), o Clube do Livro MA promove seu encontro mensal. Com a temática novembro azul, o livro escolhido para o debate é ‘O Cortiço’, de Aluísio de Azevedo. O encontro rola às 15h, na Livraria Leitura do São Luís Shopping. A entrada é gratuita.   

Continue Reading

Destaque

Relação entre Margaret Atwood e série The Handmaid’s Tale é pura simbiose

Ao ler The Testaments, o novo livro de Margaret Atowood, onde a escritora volta a explorar o regime fundamentalista totalitário protestante de Gilead, após ter visto toda a terceira temporada de The Handmaid’s Tale, série do Hulu que adapta o romance homônimo publicado em 1985, torna-se perceptível que a mão da canadense ainda é tão presente na narrativa derivada já tão distante do original, quanto era na primeira temporada, com cenas retiradas do livro.

Mas Atwood e sua relação com The Handmaid’s Tale é algo de fresco na dança entre romancistas e as dramatizações de seus livros, precisamente quando se trata de ficção especulativa, indo muito além da ocasional participação especial. A escritora da liberdade e se inspira na obra derivada. É um ciclo completo como raras vezes se vê.

Em sua mais recente edição, a revista The Gentlewoman traz uma extensa entrevista com Margaret Atwood, que estampa a capa, onde são abordados inúmeros temas concernentes à vida e carreira da escritora octogenária. Em dois parágrafos há um isight sobre como se dá a relação simbiotica entre criador e criatura: Atwood orientou Bruce Miller,showrunner e principal roteirista de The Handmaid’s Tale, enquanto escrevia seu novo livro, e levou aspectos da série para dentro de seu novo testamento.

Diferente de quando uma obra derivada expande o texto, ou o surpassa, o trabalho foi simultâneo. Mas diferente de escritores mão de ferrro, Miller teve liberdade em explorar as linhas gerais que lhe foram dadas. Pelo menos na maior parte.

O nome de Nicole, segunda filha de June foi uma exigência inegociável de Atwood, assim como também a salvaguarda da vida de alguns personagens, não expecificados na entrevista. “Eu disse que tinha que ser Nicole”, certificou a escritora.

Atwood para The Gentlewoman, por Alasdair McLellan

Das telas, Atwood tomou grande inspiração na performace de Ann Dowd como Aunt Lydia para dar mais profundidade à personagem. É em grande parte pelo excelente trabalho de Dowd como a matriarca das Tias que Lydia ganhou um episódio com seu passado na tv e o poder de narradora em The Testaments. Para os leitores dos dois livros e expectadores da série, é possível perceber exatamente até onde vai a mão de Atwood e onde começa a liberdade de Miller. Um balanço perfeito, mesmo quem não concorda com interferências de autores em projetos derivados, como eu, deve concordar.

“Fui inspirada pela performace de Ann Dowd, que deu à Aunt Lydia mais dimensões que ela tinha no livro original”, contou Atwood. Dowd inclusive foi chamada para reprisar a personaem no  audiobook do novo romance profético. 

The Testaments foi lançado – com toda pompa de um prestigiado romance literário encontrando o frisson de uma saga popular – no último dia 10 de setembro, após um ferrenho esquema de segurança e confidencialidade para manter a surpresa, é um dos favoritos para ganhar o Booker Prize 2019 e já best-seller em todo o mundo.

Tayna Abreu é jornalista de entretenimento e também fala sobre ficção especulativa em seu IGTV @oftay_ 

Continue Reading

Destaque

Troféu HQMIX anuncia vencedores da 31ª edição

A 31ª edição do Troféu HQMIX divulgou a relação dos vencedores a serem premiados nas 35 categorias elencadas para o evento, que em 2019 celebra os 150 anos da primeira história em quadrinhos publicada no Brasil.

Em referência a data, o troféu deste ano é uma versão em 3D da personagem Nho Quim de Angelo Agostini, publicada em 30 de janeiro de 1969 na revista “Vida Fluminense”. A confecção ficou por conta do artista plástico Itamar Braga (processo 3D) em parceria com Wilson Iguti (reprodução).

O Troféu HQMIX premia os melhores trabalhos da área dos quadrinhos do ano anterior e para esta edição contou com um júri especializado e um júri nacional com mais de 2.000 profissionais.

Entre os premiados estão a obras: Cumbe, de Marcelo D’Salete (Veneta), como Destaque Internacional; Akira vol.02, de Katsuhiro Otomo (JBC) como Publicação de Clássico; e a editora Pipoca & Naquim como Editora do Ano. Outra supresa foi o empate na categoria Grande Contribuição do Ano, que contou com o Gibizão da Turma da Mônica (Panini e MSP) e a Coleção Grande Encontro – Turma da Mônica & Liga da Justiça (Panini, MSP e DC)

A cerimônia de premiação acontece no próximo dia 15 de setembro na comedoria do já consagrado Sesc Pompeia (São Paulo-SP), às 17h30, com apresentação do padrinho do evento, Sergio Groisman. A entrada é limitada e gratuita.

Troféu do 31º Prêmio HQMIX inspirado nos 150 anos do quadrinho nacional faz homenagem à personagem Nho Quim de Angelo Agostini. Foto: Divulgação/Troféu HQMIX)

Conheça todos os vencedores do 31° Troféu HQMIX:

  • Adaptação para os Quadrinhos
  • – A Revolução dos Bichos
  • Arte-finalista Nacional
  • – Wagner Willian (O Martírio de Joana Dark Side)
  • Colorista Nacional
  • – Mariane Gusmão (Desafiadores do Destino)
  • Desenhista Nacional
  • – Marcelo Lélis (Anuí)
  • Destaque Internacional
  • – Cumbe, de Marcelo D’Salete
  • Edição Especial Estrangeira
  • – Mort Cinder
  • Edição Especial Nacional
  • – Graphic MSP VOL.18 – Jeremias
  • Editora do Ano
  • – Pipoca & Nanquim
  • Evento
  • – CCXP Comic Con Experience
  • Exposição
  • – Quadrinhos – MIS
  • Livro Teórico
  • – Tradução de histórias em quadrinhos
  • Novo Talento – Desenhista
  • – Melissa Garabeli (Saudade)
  • Novo Talento – Roteirista
  • – Jéssica Groke (Me leve quando sair)
  • Produção para outras Linguagens
  • – Documentário do Humor – 45. Salão Internacional de Piracicaba
  • Publicação de Aventura/Terror/Fantasia
  • – Samurai Shiro
  • Publicação de Clássico
  • – Akira 2
  • Publicação de Humor
  • – Agente Sommos
  • Publicação de Tira
  • – Will Tirando nº 2
  • Publicação em Minissérie
  • – Greg – O contador de histórias
  • Publicação Independente de Autor
  • – Histórias Tristes e Piadas Ruins (Laura Athayde)
  • Publicação Independente de Grupo
  • – Orixás – Renascimento
  • Public. Independente Edição Única
  • – Os Últimos Dias do Xerife (Thiago Ossostortos)
  • Publicação Infantil
  • – Os diários de Amora
  • Publicação Juvenil
  • – Graphic MSP 18 Jeremias
  • Publicação Mix
  • – Gibi de Menininha
  • Roteirista Nacional
  • – Laudo Ferreira (O Santo Sangue)
  • Web Quadrinhos
  • – Bendita Cura
  • Web Tira
  • – Will Tirando
  • Projeto Editorial
  • – A Arte de Charlie Chan Hock Chye (Pipoca & Nanquim)
  • Projeto Gráfico
  • – Box Noites de Trevas – Metal x Sepultura (Panini)
  • Grande Contribuição do Ano
  • Empate:
  • – “Gibizão” da Turma da Mônica [Guinness World Records para A maior revista em quadrinhos publicada] (Panini e MSP)
  • – Coleção Grande Encontro Turma da Monica & Liga da Justiça (Panini, MSP e DC)
  • Homenagens
  • – Aline Lemos por Artistas Brasileiras
  • – Edra por Ao Mestre Com Carinho – Ziraldo 85 no traço de 85 talentosos Cartunistas (Melhoramentos)
  • Mestre dos Quadrinhos
  • – Carlos Edgard Herrero
  • TCC – Trabalho de Conclusão de Curso
  • – Cicero Henrique da Cruz Sampaio por Webcomics dos Átomos aos bits –
  • Mestrado
  • – Valter do Carmo Moreira por Batman e o Surrealismo: uma investigação das estratégias poéticas surrealista dentro do Asilo Arkham
  • Doutorado
  • – Eveline Coelho Cardoso por A escola no túnel do tempo: imaginários sociodiscursivos e efeitos de sentido em charges contemporâneas sobre a educação e ontem e de hoje
Continue Reading

Em alta agora