Connect with us

Filmes

Daniel Radcliffe rebate J.K. Rowling: “Mulheres trans são mulheres”

Ator fala sobre os comentários transfóbicos da autora e pede desculpa aos fãs.

Foto: Reprodução/Wizarding World

No sábado (6), a escritora J.K. Rowling, criadora do universo Harry Potter, postou em seu Twitter um comentário que a levou a ser criticada duramente nas redes socais, pois suas palavras foram consideradas discriminatórias para com pessoas transsexuais.

A autora escreveu um comentário sobre um artigo de opinião, publicado pela plataforma Devex que tinha como título: “Criar um mundo mais justo pós-Covid-19 para pessoas que menstruam.”

O comentário de Rowling dizia: “‘Pessoas que menstruam’. Tenho a certeza de que costumava haver uma palavra para essas pessoas. Alguém me ajude”, repudiando o artigo por ter usado o termo pessoas ao invés de mulheres, a escritora ainda acrescentou. “Se o sexo não é real, a atração entre pessoas do mesmo sexo não existe. Se o sexo não é real, a realidade vivida pelas mulheres de todo o mundo é apagada”.

O comentário da escritora considera que quando se tira o “conceito de sexo (gênero)” também se retira “a capacidade de muitos discutirem significativamente as suas vidas”, nas palavras da própria autora, que acrescentou com “dizer a verdade não é discurso de ódio”.

Por conta do comentário, muitos membros de comunidades LGBTQI+ defenderam que os comentários foram discriminatórios e que confundiam as noções de gênero.

O ator Daniel Radcliffe, que interpretou Harry Potter, responde a comentário transfóbico da J.K Rowling - foto: reprodução

Na segunda-feira (8), o ator Daniel Radcliffe, que interpreta o personagem Harry Potter nos longas, se pronunciou sobre os comentários da autora.

Mulheres trans são mulheres. Sei que alguns veículos de imprensa vão provavelmente retratar isso como uma briga entre J. K. Rowling e eu, mas não é isso” comentou o ator em um texto publicado no site Trevor Project, ONG dedicada às pessoas LGBTQI+, mostrando seu posicionamento sobre a questão.

78% dos jovens transgênero e não-binários relatam que foram alvo de discriminação por causa de sua identidade de gênero. Está claro que precisamos fazer mais para apoiar as pessoas transgênero e não-binárias, não invalidar suas identidades, e não causar maior dano“, adicionou o ator.

Radcliffe aproveitou e pediu desculpas aos fãs de Harry Potter que tenham se sentido ofendidos pelos comentários de Rowling.

Espero de verdade que vocês não percam totalmente o que foi valioso nessas histórias para vocês. Se esses livros ensinaram que amor é a maior força do universo, capaz de superar qualquer coisa; se eles ensinaram que a força é encontrada na diversidade, e que ideias dogmáticas de pureza levam a opressão de grupos vulneráveis; se vocês acreditam que um personagem em particular é trans, não-binário, ou tem gênero fluido, ou é gay ou bissexual; se você encontrou qualquer coisa nessas histórias que ressoou em você e ajudou em qualquer momento de sua vida — então isso é entre você e o livro que você leu, e isso é sagrado.

Vale lembrar que não é a primeira vez que a autora se envolve em assuntos em que se põe numa posição considerada transfóbica. Em março de 2018, um fãs descobriu que ela havia dado “like” numa publicação na qual era apresentada como piada um comentário transfófico. Na ocasião, a autora se defendeu com o argumento de que costumava colocar “like” sem perceber em várias postagem, pois segurava o celular de forma incorreta.

Filmes

Produções com protagonismo feminino disponíveis na HBO GO

Super-heroínas, detetives, agentes ou androides, quando o assunto é justiça, nenhuma destas mulheres fica de braços cruzados.

Por

Quem assiste, sabe que a programação da HBO está repleta de ação com uma seleção de filmes e séries com figuras femininas fortes e audaciosas, prontas para lutar até o fim por causas nobres. Super-heroínas, detetives, agentes ou androides, quando o assunto é justiça, nenhuma destas mulheres fica de braços cruzados. Por isso, listamos abaixo alguns títulos disponíveis atualmente na HBO GO:

WESTWORLD

Chegando em breve em sua quarta temporada, esta série da HBO ganhadora do Emmy® é uma história sobre o despertar da consciência artificial e o nascimento de uma nova forma de vida na Terra. Evan Rachel Wood e Thandie Newton são Dolores e Maeve, respectivamente. Criadas e programadas como robôs, e confinadas em um parque temático para o entretenimento de adultos milionários, começam a questionar a natureza da sua realidade e a desenvolver uma própria consciência, em uma jornada de autodescoberta. Enquanto Dolores parece estar consumida pela necessidade de vingança contra a crueldade dos seres humanos, Maeve luta para seguir seu próprio destino.

WATCHMEN

Em uma história alternativa em que os vigilantes mascarados são tratados como foras da lei, WATCHMEN, do produtor executivo Damon Lindelof, explora a nostalgia da HQ original homônima. A trama se desenvolve na cidade de Tulsa, nos Estados Unidos, três anos depois de um ataque coordenado pelo grupo de supremacistas brancos Sétima Cavalaria contra policiais e suas famílias. Nesse contexto, enquanto luta contra forças perigosas para salvar o mundo, a personagem Angela Abar (Regina King) se divide entre ser a principal detetive da polícia local e ser esposa e mãe de três filhos.

BATWOMAN

Movida pela paixão pela justiça social e pelo desejo de expressar o que pensa, Kate Kane chega às sombrias ruas de Gotham como BATWOMAN, pronta para acabar com o ressurgimento do crime na cidade. Para se tornar uma heroína e símbolo de esperança para o seu povo ela deve superar seus próprios demônios. Protagonizada por Ruby Rose, a série é baseada nos quadrinhos da DC.

VERONICA MARS – 4 ª Temporada

No fictício balneário de Neptuno, na Califórinia, os ricos e poderosos ditam as regras e procuram desesperadamente esconder seus segredos sórdidos. Lamentavelmente para eles a detetive particular, Veronica Mars, se dedica a resolver os mistérios mais complicados dessa pequena cidade. A quarta temporada de VERONICA MARS, disponível na HBO GO, é protagonizada por Kristen Bell.

JETT

Carla Gugino protagoniza esta série cheia de suspense, ação e sensualidade no papel de Daisy “Jett” Kowalski, uma ex-ladra profissional que tenta levar a vida honestamente após sair da cadeia. No entanto, Jett é atraída de volta para o mundo do crime quando Charlie Baudelaire lhe oferece um “último trabalho”.

AS PANTERAS

Kristen Stewart, Naomi Scott e Ella Balinska interpretam o famoso trio de agentes especiais com um olhar mais moderno e atual, sob a direção de Elizabeth Banks. Depois que John Bosley se aposenta, a ex-agente Rebekah Bosley entrega às novas Panteras – Sabina, Elena e Jane – a investigação de uma perigosa tecnologia de geração de energia que poderia acabar com a humanidade.

AS PANTERAS: DETONANDO

O roubo de dispositivos em forma de anel poderia revelar a identidade das pessoas amparadas pelo programa de proteção de testemunhas. Só Charlie e suas três belas Panteras poderão impedir isso, mas primeiro deverão enfrentar uma misteriosa inimiga. Filme protagonizado por Lucy Liu, Cameron Diaz e Drew Barrymore.

RAINHAS DO CRIME

Baseado nos quadrinhos da DC e protagonizado por Melissa McCarthy, Tiffany Haddish e Elisabeth Moss, o filme ambientado na Nova York dos anos 70 gira em torno das mulheres de três mafiosos irlandeses do bairro Hell’s Kitchen. A vida destas donas de casa sofre uma reviravolta quando o FBI prende seus maridos e elas decidem assumir as rédeas da máfia.

CORES DA JUSTIÇA

A indicada ao Oscar® Naomie Harris protagoniza este thriller de ação como uma policial novata que filma o assassinato de um jovem traficante de drogas por policiais corruptos. Decidida a esclarecer o crime e escapar de quem quer eliminar as provas, ela contará com a ajuda de um vizinho, interpretado por Tyrese Gibson, para fazer sua perigosa investigação.

MILLENNIUM: A GAROTA NA TEIA DE ARANHA

Personagem da aclamada saga literária Millennium, a jovem hacker Lisbeth Salander, interpretada pela ganhadora do Globo de Ouro® Claire Foy, volta às telas. Agora, Lisbeth será envolvida por uma teia de espionagem e corrupção junto com o jornalista Mikael Blomkvist, quando ambos se infiltram em uma misteriosa organização que quer instalar a anarquia.

SUPREMA

Felicity Jones interpreta a juíza norte-americana Ruth Bader Ginsburg, ícone da luta pela igualdade de gênero. Depois de anos enfrentando o machismo no ambiente jurídico, Ruth, com ajuda do marido, Martin (Armie Hammer), consegue levar para a Suprema Corte dos Estados Unidos um caso diferente de discriminação, mudando a forma como os tribunais veem a igualdade.

ZUMBILÂNDIA: ATIRE DUAS VEZES

As regras para sobreviver ao apocalipse zumbi se modernizaram. Columbus, Tallahassee, Wichita e Little Rock viajam ao coração dos Estados Unidos, onde devem enfrentar novos zumbis evoluídos e outros sobreviventes, enquanto aprendem a conviver como família. Dirigido por Ruben Fleischer, o filme conta com Jesse Eisenberg, Woody Harrelson, Emma Stone e Abigail Breslin no elenco.

MISS BALA

Neste eletrizante thriller de ação dirigido por Catherine Hardwicke, Gina Rodríguez é Glória, uma maquiadora de Los Angeles que acaba no fogo cruzado entre a lei e os cartéis da fronteira mexicana. Depois de presenciar o sequestro de Suzu, uma amiga inscrita em um concurso de beleza, Glória precisará de coragem e força para participar de um jogo perigoso do qual dependem Suzu e a sua própria vida.

SALT

A lealdade da agente da CIA Evelyn Salt (Angelina Jolie) é colocada à prova quando um desertor a acusa de ser uma espiã russa. Salt é obrigada a fugir, usando todos os seus conhecimentos e a sua experiência para evitar ser capturada, enquanto luta para provar sua inocência e limpar seu nome.

Leia Mais

Filmes

Morre, aos 43 anos, Chadwick Boseman, astro do Pantera Negra

Ator tornou-se um dos principais rostos da cultura negra americana nos últimos tempos.

Por

Chadwick Boseman, astro de 'Pantera Negra', morre aos 43 anos (Foto:Marvel/Disney/Divulgação)

Morreu, aos 43 anos, em Los Angeles, na Califórnia, o ator Chadwick Boseman, o astro de “Pantera Negra” nos cinemas.

“É com imensurável pesar que confirmamos a morte de Chadwick Boseman. Chadwick foi diagnosticado com câncer de cólon de estágio 3 em 2016, e lutou contra ele nestes últimos quatro anos conforme progrediu para estágio 4”, afirmou a família do ator em seu perfil no Twitter.

Em 2016, Boseman foi diagnosticado com câncer de cólon no estágio 3, uma das fases mais avançadas da doença. Por acaso, foi em meio a internações para cirurgias e quimioterapia, que a carreira de Boseman decolou ao ser escolhido pela Marvel como o Pantera Negra no filme “Capitão América: Guerra Civil”.

Em 2018, o personagem ganhou seu próprio filme, “Pantera Negra”, um grande sucesso no mundo todo, que faturou mais de US$ 1 bilhão. No filme, Boseman é T’challa, o rei de Wakanda, um país fictício na África. Em outro trecho da nota de falecimento, a família do ator fala sobre a honra de ter interpretado um personagem tão importante para a cultura negra americana.

“Um verdadeiro lutador, Chadwick perseverou por tudo, e trouxe a vocês muitos dos filmes que tanto amam. De ‘Marshall: Igualdade e Justiça’ a ‘Destacamento Blood’, ‘Ma Rainey’s Black Bottom’ de August Wilson e muitos mais, todos foram gravados durante e entre incontáveis cirurgias e quimioterapia. Foi a honra de sua carreira trazer à vida o rei T’Challa em ‘Pantera Negra’.”

Carreira

O ator se destacou com o primeiro jogador de beisebol negro, Jackie Robinson, no filme “42, A História de uma Lenda”. Este ano, Boseman criou o programa “Operação 42” para ajudar hospitais que servem à comunidade negra na pandemia.

Nos cinemas, o ator também representou o cantor James Brown, no filme de mesmo nome, e Thurgood Marshall, o primeiro juiz negro na Suprema Corte, em “Marshall: Igualdade e Justiça”.

Como saudação, Boseman deixa eternizado os braços cruzados no peito que criou para o Pantera Negra.

“Wakanda para sempre”.

Leia Mais

Filmes

Pokémon terá 16 filmes no Telecine e maratona de 24h na televisão – veja lista

Produções lançadas ao longo de 18 anos de sucesso serão disponibilizadas no catálogo.

Por

Streaming do Telecine vai ganhar mais 16 filmes de franquia Pokémon (Foto: Reprodução/Pokémon Company)

Lá vai um prato cheio para quem gosta de maratonar: a partir de sábado (29), o serviço de streaming Telecine vai disponibilizar 16 filmes da franquia Pokémon e, na mesma data, das 20h15 em diante, o canal Telecine Fun exibirá uma maratona de mais de 24 horas com os mesmos títulos.

Os filmes vão desde o clássico Pokémon: O Filme – Mewtwo Contra-Ataca (1998) e segue até os mais recentes títulos da franquia, como “Pokémon o Filme: Volcanion e a Maravilha Mecânica”, de 2016. Embora este tenha sido o 19º título da franquia, ele fechará a lista de 16 filmes elaborada pelo Telecine.

Veja, abaixo, a lista de filmes disponibilizados no Telecine na internet e que serão exibidos em maratona na televisão:

  • Pokémon: O Filme – Mewtwo Contra-Ataca
  • Pokémon: O Filme 2000
  • Pokémon 3: O Feitiço dos Unown
  • Pokémon : Lucario e o Mistério de Mew
  • Pokémon : Pokémon Ranger e o Lendário Templo do Mar
  • Pokémon : O Pesadelo de Darkrai
  • Pokémon : Giratina e o Cavaleiro do Céu
  • Pokémon : Arceus e a Jóia da Vida
  • Pokémon : Zoroark: Mestre das Ilusões
  • Pokémon O Filme: Branco Victini e Zekrom
  • Pokémon O Filme: Preto Victini e Reshiram
  • Pokémon O Filme: Kyurem contra a Espada da Justiça
  • Pokémon O Filme: Genesect e a Lenda Revelada
  • Pokémon O Filme: Diancie e o Casulo da Destruição
  • Pokémon O Filme: Hoopa e o Duelo Lendário
  • Pokémon O Filme: Volcanion e a Maravilha Mecânica

Falando nisso…

Marcando o fim da 1ª Temporada do Podcast Otaku, Saylon Sousa, Lucas Nash e Otávio de Moraes se reúnem para debater a cerca do sucesso de mercado que é a franquia Pokémon. Avaliando os números recentes divulgados pela The Pokémon Company, nossos podcasters comentam o fenômeno de entretenimento mundial e seus desdobramentos cross-midiáticos e a recepção do público. Ouça:

Leia Mais