Nossas Redes

Na Ilha

Mostra de Cinema ‘Corpos Elétricos’ é destaque no Aldeia Sesc Guajajara de Artes

A programação é gratuita, com retiradas de ingresso 1h antes da exibição.

O filme 'Divinas Divas' (2017), dirigido por Leandra Leal. Foto: Divulgação.

Com o intuito de valorizar a produção audiovisual, a 13º Aldeia Sesc Guajajara de Artes irá realizar este ano a Mostra de Cinema Corpos Elétricos, que conta com uma vasta programação. Nesta edição, as exibições serão realizadas no Cine Teatro Aldo Leite, mais conhecido como Palacete Gentil Braga, localizado na Rua do Passeio, Centro.

A Aldeia ocorre de 8 a 15 de novembro, com uma vasta apresentação cultural. A mostra de cinema tem início no dia 12 e vai até o dia 14 de novembro. A abertura vai ser marcada pelo documentário Meu Corpo é Político, da cineasta Alice Riff, que traz o dia a dia ao lado de diversos ativistas LGBT moradores das periferias de São Paulo.

O documentário faz um panorama do contexto social em que os personagens estão inseridos e de que forma sua atuação age nas ruas. Além disso, levanta questões sobre a população trans no Brasil e suas disputas políticas. Após a exibição, a cineasta participará de um debate.

A programação segue com outras produções como o drama Uma Mulher Fantástica, com direção do cineasta Sebátian Lelio, relatando a vida de uma mulher transexual cujo namorado sofre um mal-estar súbito e morre. Além de lidar com o luto, precisa enfrentar a violência da família do falecido, que não a reconhece como namorada legítima. Sucedem-se cenas de humilhação a Marina em sua posição de transexual. Em seguida, o drama Corpos Elétricos entra em cena trazendo a história de um jovem que trabalha numa confecção de roupas femininas.

Divinas Divas, com direção da Leandra Leal, também será exibido. O documentário conta a história de Rogéria, Valéria, Jane Di Castro, Camille K, Fujika de Holliday, Eloína dos Leopardos, Marquesa e Brigitte de Búzios que, na década de 1970, desafiaram a moral da época com um comportamento revolucionário, formando um grupo que testemunha o auge da Cinelândia repleta de cinemas e teatros.

Para o encerramento, a mostra traz o Tangerine, drama com direção de Sean Baker que conta a história de uma transexual que acaba de sair da prisão e descobre que seu namorado está com outra pessoa, uma mulher cisgênero, e decide punir os dois.

A programação é gratuita, com retiradas de ingresso 1h antes da exibição. Veja, abaixo, a programação da mostra:

Dia 12/11;
Mostra de Cinema Corpos Elétricos;
18h30 – Meu Corpo é Político (2017);
Dir. Alice Riff/ Duração: 1h11min/ Gênero: Documentário/;
Debate após a exibição com Alice Riff/SP;
Classificação: 12 anos;
Local: Cine Teatro Aldo Leite/Palacete Gentil Braga – DAC.

Dia 13/11
Mostra de Cinema Corpos Elétricos;
16h – Uma Mulher Fantástica (2017);
Dir. Sebátian Lelio/ Duração: 1h44min/ Gênero: Drama;
Classificação: 14 anos.

18h – Corpo Elétrico (2017);
Dir. Marcelo Caetano/ Duração: 01h34min/ Gênero: Drama;
Classificação: 16 anos;
Local: Cine Teatro Aldo Leite/Palacete Gentil Braga – DAC.

Dia 14/11
Mostra de Cinema Corpos Elétricos;
16h – Divinas Divas (2017);
Dir. Leandra Leal/ Duração: 1h50min/ Gênero: Documentário;
Classificação: 14 anos.

18h – Tangerine (2016);
Dir. Sean Baker/ Duração: 1h28min/ Gênero: Drama;
Classificação: 16 anos;
Local: Cine Teatro Aldo Leite/Palacete Gentil Braga – DAC.

 

*Com informações do Sesc-MA.