Connect with us

Música

Lizzo e as reviravoltas no mercado fonográfico

A recordista de indicações ao Grammy 2020 nem sempre foi o centro dos holofotes

A indústria das grandes gravadoras, em certos aspectos, se assemelha a uma rede de fast food. Quando os empresários querem um hit para dominar as paradas musicais, rapidamente, são acionados os produtores, que recorrem aos ghostwriter ou aproveitam composições dos próprios artistas para dar início à produção do single. Todos ingredientes inclusos no pedido são colocados, desde letras chicletes até as batidas dançantes, e, às vezes, à critério do cliente, alguns adicionais são incrementados.  

E assim nasce um hit… Bem, nem sempre, e a rapper e cantora Lizzo é a prova disso. A recordista em indicações ao Grammy 2020 traçou um longo trajeto para torna-se o sucesso que é hoje. ‘Truth Hurts’, single que emplacou a cantora nas paradas musicais neste ano, foi lançado em 2017. Mas como ela conseguiu concorrer às principais categorias do Grammy com essa faixa?

Embora seja oriunda de dois anos atrás, ‘Truth Hurts’ só entrou na versão deluxe do álbum ‘Cuz I Love You’ (2019), versão que foi submetida para indicações da premiação. O single foi redescoberto por usuários do aplicativo TikTok, que logo trataram de usar incansavelmente a música em seus vídeos. E não deu outra, ‘Truth Hurts’ tornou-se um viral e trouxe para Lizzo diversas conquistas, entre elas o 1º lugar na Billboard Hot 100, a mais importante parada musical dos Estados Unidos.

 Ainda que vista por muitos, e até mesmo para bancada do Grammy, como novata, Lizzo já possuía dois discos antes de conseguir emplacar um hit, ‘Lizzobangers’ (2013) e ‘Big Grrrl Smal World’ (2015). Os trabalhos não foram o sucesso comercial como todo mundo já sabe e isso foi motivo para cantora querer desistir da carreira.

Melissa Viviane Jefferson, nome por detrás da persona artística da rapper, em meados de 2017, estava sem esperanças em conseguir destaque no cenário musical. Naquela época, era rotina que Melissa se trancasse em seu quarto para chorar devido as circunstâncias nada favoráveis. A artista concluiu que se desistisse da música, ninguém se importaria. Contudo, para felicidade de muitos, alguém se importou.

O produtor da cantora foi o principal responsável por tirar Lizzo daquela maré de pessimismo. Ele a fez vê o seu trabalho de outra forma ao mostrar a importância artística da música para além do sucesso comercial. Ao dar novo significado ao seu trabalho, a norte-americana prometeu não desistir. E todo esse esforço resultou à Lizzo o título de artista feminina de rap com música solo que ocupou por mais tempo o topo da principal parada da Billboard, sete semanas consecutivas com ‘Truth Hurts’.    

Empoderamento e amor-próprio

Trajando uma lingerie e acompanhada de dançarinas plus size, Lizzo já subiu diversas vezes no palco para mostrar ao mundo que ama a si mesma. Dona de curvas totalmente fora do padrão estético, a cantora ostenta em suas composições versos que falam sobre o empoderamento da mulher negra e gorda.

Mas nem sempre foi assim. Melissa já confessou em entrevistas que, quando mais nova, ela se odiava. Bombardeada pela imposição da mídia sobre o corpo perfeito, pelas pessoas na escola e por falta de representação na TV, a cantora começou a fantasiar em ser outra pessoa,  o que resultou a rejeitar mais ainda quem ela era.

O som que passeia pelo hip-hop e r&b, marinado com pitadas de música pop, é o retrato de uma Lizzo forte e divertida, mas a inspiração para produzi-lo vem de momentos dolorosos vivenciados pela norte-americana. E por evidenciar essas experiências na música, a rapper sempre destaca nas entrevistas a sua luta pelos grupos marginalizados.

Polêmicas

‘Truth Hurts’ trouxe o combo típico de qualquer hit. Além dos records e milhões de streams, também houve perrengues. Em outubro, o produtor Justin Raisen, que já trabalhou com as artistas Charlie XCX e Sky Ferreira, acusou a faixa de plágio.

Segundo ele, o single possui elementos de outra música da própria Lizzo, a faixa ‘Healthy’, cuja ele assina a composição e a produção. O verso ‘I just took a DNA test / Turns out I’m 100% that bitch’ (‘Acabei de fazer um teste de DNA / O resultado é que eu sou 100% vadia’) é um dos elementos acusados de terem sido copiados. O produtor afirmou em seu Instagram que nunca recebeu os créditos por terem usado o trecho de sua composição.

Grammy 2020  

Nas últimas semanas, a norte-americana foi notícia em diversos sites por liderar as indicações ao Grammy. Ao todo, Lizzo concorre em oito categorias, entre elas ‘Melhor Álbum’, ‘Música do Ano’ e ‘Gravação do Ano’. A cantora concorre também a ‘Artista Revelação’, mesmo tendo debutado há alguns anos. Porém, a premiação deve ter levado em conta o fato de ‘Cuz I Love You’ ser o único álbum de Lizzo a integrar o selo de uma grande gravadora.

Ainda que o pedido tenha atrasado um pouco (para não dizer muito), nenhum ingrediente foi esquecido. Pelo contrário, com ‘Truth Hurts’, Lizzo desbancou grandes nomes consolidados no mercado fonográfico. Cardi B perdeu seu record na Billboard, e Ariana Grande, mesmo tendo lançado dois álbuns num intervalo de curto período, ficou para trás no número de categorias a concorrer ao Grammy. Enquanto isso, Lizzo saboreia o gostinho de ser o centro dos holofotes.

Música

Segundo colunista, cantores chegam a lucrar o dobro do cachê normal em live

O sertanejo Gustavo Lima é um dos que mais faturaram no auge das apresentações online.

Segundo o colunista, a cantora Luisa Sonza faturou R$ 120 mil em show online (Foto: Reprodução/YouTube).

Sem poder promover seus trabalhos devido ao novo Coronavírus, artistas do mundo todo encontraram nas lives a melhor ferramenta para divulgar seus lançamentos e gerar receita. No Brasil, a transmissão de shows online vem sempre acompanhada por merchan, com a logomarca dos patrocinadores estampada nas telas e nos materiais de divulgação.

Ainda que esses shows, para o público, estejam longe de ter a mesma energia que nos espaços físicos, para os artistas a coisa é bem diferente. Segundo o Leo Dias, colunista do Metrópoles, o cachê dessas transmissões chegam a custar o dobro do valor normal, totalizando em média R$ 120 mil a R$ 300 mil.

Contudo, esse valor pode mudar de acordo com o segmento do artista. De acordo com o colunista, as lives do sertanejo Gustavo Lima, por exemplo, têm orçamento estimado em R$ 400 mil. Além disso, no auge desse tipo de apresentação, no mês de maio deste ano, o cantor pode ter recebido R$ 3 milhões pelo show do dia 22.

Atrás do sertanejo, lives como a de Wesley Safadão + Raça Negra e Fernando e Sorocaba custaram aproximadamente R$ 230 mil e R$ 144 mil, respectivamente. Luisa Sonza, Carlinhos Brown, Belo, Lucas Lucco também são outros nomes citados pelo colunista, com orçamento estimada entre R$ 100 mil a R$ 120 mil.

Confira a tabela divulgada por Leo Dias:

Leia Mais

Música

Claudia Leitte: 40 anos e seus maiores sucessos da carreira reunidos em homenagem

Veja o levantamento sobre as músicas que se destacaram nos últimos anos, em homenagem ao aniversário da cantora.

Por

(Foto: reprodução/Instagram).

Claudia Leitte já anunciou que a sua semana será animada. Afinal, ela vai comemorar seu aniversário de 40 anos com uma live, nesta sexta-feira (10). “Claudinha”, como é chamada por seus fãs, é uma cantora e compositora com grandes sucessos na música brasileira e o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) aproveitou a data para fazer um levantamento especial sobre a artista.

Entre as músicas gravadas por Claudia Leitte, “Cartório”, de autoria de Magno Santanna e Tierry, aparece na liderança entre as mais tocadas nos últimos cinco anos nos principais segmentos de execução pública. Também se destacam “Taquitá”, de autoria de Claudia Leitte em parceria com Samir, Tierry, Breno Casagrande e Paul D Jr Salva, e “Baldin de gelo”, de autoria de Tierry, Cabrera e Matheuzinho, entre outras. Claudia Leitte tem atualmente 45 canções e 522 gravações cadastradas no Ecad.

Nos últimos cinco anos, mais de 70 % dos rendimentos em direitos autorais pela execução pública de música destinados a ela foram referentes aos segmentos de rádios, tvs e shows. Veja o ranking das músicas gravadas por Claudia Leitte mais tocadas nos últimos cinco anos nos principais segmentos de execução pública (Rádio, Sonorização Ambiental, Casas de Festa e Diversão, Carnaval e Festa Junina).

PosiçãoMúsicaAutores
1CartórioMagno Santanna/Tierry
2TaquitáClaudia Leitte/Samir/Tierry/Breno Casagrande/Paul D Jr Salva
3Baldin de geloTierry/Cabrera/Matheuzinho
4Então vem cáJack Pallas/Felipe Amorim/Caio Sanfoneiro/Kaleb Junior
5LacradoraTopera/Tierry
6LargadinhoDuller/Fabio Alcantara/Samir
7Te amo tantoPaolo
8Shiver down my spineClaudia Leitte/Romans
9ExttravasaSergio Rocha/Jean Carvalho/Adson Tapajós/Zeca Brasileiro
10BalancinhoJomar/Duller/Anderson Dandyr/Cabrera
11Claudinha bagunceiraTatau/Xixinho
12MatimbaLuciano Pinto/Duller/Fabio Alcantara/Claudia Leitte/Samir
13Beijar na bocaBlanch/Roger Tom
14Sorri sou reiAlexandre Carlo
15Pode terTierry
16Bola de sabãoRamon Cruz
17Te ensinei certinJhama
18CaranguejoNino Balla/Alan Moraes/Durval Luz/Luciano Pinto
19Dekole (portuguese language adaptation)Claudia Leitte/Freaks
20Quer saberHenrique Cerqueira/Edimar Filho
Leia Mais

Música

Vinicius de Moraes: o “Poetinha” e os maiores parceiros nas músicas

O dia 9 de julho de 2020 marca 40 anos da morte de Vinicius de Moraes; veja quais foram suas músicas mais tocadas.

Por

(Foto: reprodução).

Vinicius de Moraes nos deixou há 40 anos, no dia 9 de julho de 1980. Em homenagem ao “Poetinha”, o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) fez um levantamento sobre as suas obras musicais e quais foram os seus parceiros mais constantes nas 20 canções de sua autoria mais tocadas nos últimos cinco anos.

Três parceiros se destacaram no ranking: Tom Jobim, Toquinho e Baden Powell. Tom Jobim foi um dos grandes amigos e parceiros de Vinicius de Moraes e quem lhe concedeu o apelido carinhoso de Poetinha. Com Tom, constam 10 músicas nesse ranking do Ecad. Entre elas, clássicos como “Garota de Ipanema”, um dos ícones da Bossa Nova, “Chega de saudade” e “Eu sei que vou te amar”, que são, inclusive, as três primeiras colocadas.

Ainda nesse ranking, Toquinho e Baden Powell fizeram parceria em três canções cada um, apesar da lista ter sido maior do que isso ao longo da carreira deles. Com Toquinho, Vinicius de Moraes escreveu músicas de sucesso como “Aquarela”, “Tarde em Itapoã” e “Regra três”. Já com Powell, os destaques do levantamento do Ecad foram “Berimbau”, “Samba da benção” e “Pra que chorar”. Vinicius de Moraes tem 599 canções e 484 gravações cadastradas no banco de dados do Ecad.

Nos últimos cinco anos, quase 80% dos rendimentos em direitos autorais pela execução pública de música destinados a ele foram referentes aos segmentos de Shows, Música ao Vivo e TVs. É importante ressaltar que seus herdeiros continuam recebendo os direitos autorais pela execução pública de suas músicas.

Esse pagamento é assegurado por 70 anos após a morte do autor (ou do último autor, em caso de parcerias), conforme determina a lei do direito autoral (9.610/98). Confira o ranking das 20 músicas de autoria de Vinicius de Moraes mais tocadas nos últimos cinco anos nos principais segmentos de execução pública (Rádio, Sonorização Ambiental, Casas de Festas e de Diversão, Carnaval, Festa Junina, Show e Música ao Vivo) – de 2015 a 2019   

PosiçãoMúsicaAutores 
1Garota de IpanemaTom Jobim/Vinicius de Moraes 
2Chega de saudadeTom Jobim/Vinicius de Moraes 
3Eu sei que vou te amarTom Jobim/Vinicius de Moraes 
4AquarelaToquinho/Vinicius de Moraes/Mushi/Guido Morra 
5Tarde em ItapoãToquinho/Vinicius de Moraes 
6Água de beberTom Jobim/Vinicius de Moraes 
7BerimbauBaden Powell/Vinicius de Moraes 
8Regra trêsToquinho/Vinicius de Moraes 
9O morro não tem vezTom Jobim/Vinicius de Moraes 
10InsensatezTom Jobim/Vinicius de Moraes 
11Onde anda vocêHermano Thomas da Silva/Vinicius de Moraes 
12Só danço sambaTom Jobim/Vinicius de Moraes 
13Samba da bençãoBaden Powell/Vinicius de Moraes 
14LamentosVinicius de Moraes/Pixinguinha 
15Pra que chorarBaden Powell/Vinicius de Moraes 
16Pela luz dos olhos teusVinicius de Moraes 
17Ela é cariocaTom Jobim/Vinicius de Moraes 
18Gente humildeGaroto/Vinicius de Moraes/Chico Buarque 
19A felicidadeTom Jobim/Vinicius de Moraes 
20Se todos fossem iguais a vocêTom Jobim/Vinicius de Moraes 
Leia Mais