Lista de 5 | Um passeio pelo mundo de Mahmundi

Lista de 5 | Um passeio pelo mundo de Mahmundi

Quer ouvir música para lidar com dias não tão bons? Ou conhecer uma artista que tem influências de pop, synthpop oitentista e R&B? Se você respondeu sim para ambas as perguntas, te apresento Marcela Vale, conhecida por Mahmundi. A artista carioca lançou no ano passado seu 2º álbum de estúdio, Pra Dias Ruins.  Essa produção, ao lado do álbum autointitulado e dos EPs Efeitos das Cores e Setembro, forma o currículo musical da artista carioca.

Mahmundi é atração confirmada do Lençóis Jazz & Blues Festival 2019. Ela se apresenta no dia 16 de agosto, no Palco Mundo do Circuito São Luís.

Para quem conhece a cantora, o post de hoje é para relembrar algumas cancões e já sentir o gostinho do show. Quem ainda não conhece Mahmundi, é a oportunidade de se deixar levar pela sonoridade dessa mulher que, quando lançou seu disco de estreia, lá em 2016, já chegou com o jeito de quem já estava no cenário musical há bastante tempo.

1 – Quase Sempre

Essa aqui faz parte do primeiro álbum, Mahmundi. Uma balada que fala sobre fim de relacionamentos, com toques dos anos 80. Tem jeitinho de pop, de MPB e black music. Quase sempre sofreu algumas modificações até chegar na versão do álbum: teve demo lançada em 2009, com foco no vocal e gravação simples. Em Efeito das Cores, o EP, não tem bateria, e a música conta com eco na voz. Na versão “final”, o piano deu toque repaginado à composição.

2- Tempo pra amar

Aqui, a gente volta lá para as décadas de 90 e começo dos anos 2000, naquele R&B clássico. Comparada com as outras canções do álbum Para Dias Ruins, essa música afastou Mahmundi do synthpop experimentado nas outras. Mas foi um acerto, viu?

3 –Desaguar

Bateria, guitarra, e a vontade de mexer o corpo. Tem algumas referências religiosas na música, e isso pode ser uma lembrança época em que a cantora participava da Igreja. A sonoridade é contagiante e a voz de Mahmundi fica ecoando na cabeça. Difícil não cantarolar os versos de Desaguar por aí.

4- Alegria

Alegria é contagiante. É a música de abertura de Pra dias ruins, que tem uma letra que abraça quem ouve. Os arranjos musicais ecoam, e não deixam esquecer: “essa alegria não se esconde”

5 – Eterno Verão

Letra romântica com guitarras e sintetizadores. É um verão que nunca tem fim. Essa música é uma verdadeira viagem pela música nacional, em especial o pop, lá da década de 80.

As músicas escolhidas foram apenas um amostra do grande mundo de Mahmundi. Lá no Spotify, você pode conferir os outros trabalhos da artista.

Relacionadas