Lista de 5 | Álbuns que salvaram o pop em 2020 e você nem percebeu

Além de Lady Gaga e Dua Lipa, há outros nomes que mantiveram o pop vivo em meio a pandemia do novo coronavírus.

Embora o primeiro semestre deste ano tenha sido assolado pela pandemia do novo coronavírus, que atingiu fortemente a indústria fonográfica, vários artistas não hesitaram em lançar seus trabalhos. Lady Gaga, Dua Lipa e The Weeknd são só alguns que lançaram bons discos e mantiveram o pop vivo durante esse momento de isolamento. Mas para além desses nomes, também tivemos ótimos registros do gênero que, por falta de público ou de uma grande gravadora, acabaram passando despercebidos, contudo merecem ser reconhecidos pela qualidade depositada.

SAWAYAMA; Rina Sawayama

Ano: 2020

Faixas: 13

Gênero: Pop, Eletrpop

Ouça: Spotify

Rina é uma cantora e produtora nascida no Japão, mas que viveu a maior parte da sua vida na Inglaterra. Em meio a esse choque cultural, Rina resgatou importantes momentos da sua vida para dar base à narrativa em torno de SAWAYAMA (2020), seu primeiro álbum de estúdio. O disco embarca o ouvinte nos relatos conflituosos da adolescência da cantora em busca da sua identidade, na transição para fase adulta e em pequenos conflitos familiares. O interessante é que, nesse disco, o ouvinte acompanha esses momentos não só pelas letras, mas nas múltiplas referências sonoras que alicerçam o trabalho, e que foram marcantes para trajetória de Rina até aqui.

O álbum traz um catálogo de canções que se sustentam na música pop, mas que são alimentados por gêneros muito particulares, como o Nu Metal e até o rock japonês. Faixas como ‘Dynasty’, ‘Who’s Gonna Save U Now?’ e ‘STUF!’ são repletas de guitarras pesadas, samples de Metal e vocais típicos do gênero. Mas Rina também apresenta faixas que transitam entre o pop dos anos 1990 e início dos anos 2000, lembrando os bons momentos de nomes como Spice Girls, Britney Spears e Christina Aguilera, tão bem emoldurados em ‘XS’ e ‘Love Me 4 Me’.

HiRUDiN; Austra

Ano: 2020

Faixas: 11

Gênero: Pop; New Wave

Ouça: Spotify

Austra é uma banda canadense formada em 2009 e liderada pela vocalista Katie Stelmanis. Conhecidos pelo flerte com os anos 80 e seu pop de aspecto sombrio, os canadenses foram lançando materiais promissores e que logo garantiram seu nome no hall da música pop alternativa. HiRUDiN (2020), quarto álbum de inéditas da banda, reafirma a competência de Stelmanis e seus companheiros na construção de um pop permeado por uma atmosfera lúgubre, de vocalizações que se encaixam em cada brecha deixada pelos instrumentos e de sintetizadores que apontam paras as pistas de dança oitentista.

Os canadenses entregam todos esses elementos do início ao fim da audição, e ainda recorrem a pequenos experimentos de trabalhos anteriores, tornando o disco um ótimo compilado da discografia produzida para quem ainda é novato no som da banda. São canções que imergem o ouvinte em ambientes fantasmagóricos, em que os sintetizadores soam como o único componente vivaz, caso de ‘Anywayz’, e até o levem para instantes de puro ar fresco e tonalidades mais ensolaradas, na ótima ‘Mountain Baby’.

Cape God; Allie X

Ano: 2020

Faixas: 12

Gênero: Pop; Eletropop

Ouça: Spotify

Allie X, em seu mais novo trabalho, Cape God (2020), faz um convite sutil ao ouvinte para adentrar no universo criada para si mesma. São fragmentos das próprias inseguranças e medos sentidos durante a adolescência, fase em que a cantora ainda não se expressava liricamente. Assim, o que restou à canadense foi transportar-se a um mundo paralelo, cujo o cenário macilento reflete um espírito juvenil machucado e confuso. O ouvinte tem acesso a essa dimensão tão particular da cantora por meio de um pop sombrio e sorrateiro, que o fisga pelas beiradas.

No novo catálogo, os sintetizadores e batidas tão característicos do pop construído pela canadense cedem espaço para arranjos mais orgânicos. Guitarra, baixo, cordas e percussão assumem a responsabilidade de conduzir boa parte do registro, como se Alexandra guiasse o seu som para tornar sua lírica mais evidente e tangível. Leia nossa crítica completa do disco clicando AQUI.

Swimmer; Tennis

Ano: 2020

Faixas: 9

Gênero: Indie-pop

Ouça: Spotify

Tennis é um duo de indie-pop norte-americano formado pelo casal Alaina Moore e Patrick Riley. Desde sua estreia com Cape Dory (2011), a dupla sempre se dedicou a composições de teor romântico, em que Alaina, responsável pelos versos, preenchia as melodias das canções por um lírica inteiramente confessional a respeito de suas paixões. Em Swimmer (2020), quinto álbum de inéditas do Tennis, os temas trabalhados não são diferentes, mas apontam para outro momento da vida do casal: o amor construído durante mais de 15 anos de casamento.

São versos que perpassam momentos de deleite e conflitos vividos por ambos e embalados na típica atmosfera praiana do duo. Moore e Riley utilizam guitarras embriagadas pela nostalgia, sintetizadores que apontam para os anos 1970, cordas que despontam de forma tímida e pianos límpidos, elementos que se unem para criar arranjos que crescem de forma minuciosa. O duo também não deixa de preencher o catálogo com o seu pop dançante, caso de ‘Runner’ e ‘Need Your Love’.

Dedicated Side B; Carly Rae Jepsen

Ano: 2020

Faixas: 9

Gênero: Pop, Synthpop

Ouça: Spotify

Carly Rae Jepsen já provou para o público e crítica que ela está além do título de one hit wonder. Nos últimos anos, a cantora e compositora canadense veio apresentando obras criativas e muito bem trabalhadas, responsáveis por uma gradual renovação na música pop. Dessa vez, ela entregou Dedicated Side B (2020), um registro composto por canções descartadas do disco Dedicated (2019). Porém, engana-se quem acha que esse registro traz um catálogo avulso, com canções pré-finalizadas.

O disco está além da condição de um lado b e apresenta canções pop redondinhas, coesas no decorrer da audição e até mais interessantes que muitas da versão lançada no ano passado. É um trabalho que, mesmo oriundo de descartes, possui sua própria autenticidade. Jepsen amplia suas referências pop dos anos 1970 e 1980 com faixas que transitam por uma disco music completamente colorida e remodelada para os tempos atuais, caso da ótima e dançante ‘This Is What They Say’, ou em baladinhas sintéticas tipicamente oitentista, em ‘Heartbeat’.

Total
6
Shares
6 comments
  1. Pingback: viagra 100mg
  2. Pingback: droga5.net

Comments are closed.

Prévia

Patente sugere que PlayStation 5 mostrará gameplays para ajudar quem precisa

Próxima Notícia

Sony confirma anúncios de jogos do PS5 nesta quinta-feira (11)