Connect with us
Image Map

Últimas

HQs da Mulher-Maravilha ajudarão no combate ao tráfico de pessoas

Três raridades da heroína serão leiloadas para arrecadar fundos para o combate ao tráfico de pessoas

De Petiscos

Para comemorar os 74 anos da Mulher-Maravilha e usar a data para combater o tráfico de pessoas, a Trafficking Hope (sem fins lucrativos), o Ebay e Darren Adams, dono da Pristine Comics, estão preparando um leilão de gibis raros da heroína.

O dinheiro arrecadado ajudará no combate ao tráfico de pessoas, missão da Trafficking Hope.

Três das revistas mais raras da heroína da DC Comics entrarão em leilão no dia 13/08 à partir das 21 horas, serão elas a “All Star Comics #8”, publicada em 12/1941 e que introduziu a guerreira amazona pela primeira vez na história.

A “Sensation Comics #1”, publicada em 01/1942, primeira capa da Mulher Maravilha e continua a contar sua história origem iniciada na “All Star Comics #8”, revelando sua identidade secreta, Diana Prince, e também mostra a primeira aparição de seu jato invisível.

Já a terceira, mas não menos importante é a “Wonder Woman #1”, publicada em 07/1942 e foi a primeira revista em quadrinhos dedicada exclusivamente para a Mulher Maravilha.

Os itens estão extremamente bem armazenadas e em condições quase perfeitas, sendo as mais “perfeitas” já encontradas dos exemplares já encontrados. Isso quer dizer que elas venderão por MUITO dinheiro e se você é fã da princesa amazona e tem o bolso muito fundo é só pular para o link do Ebay e se pré-cadastrar para o evento.

Continue Lendo
Publicidade
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Na Ilha

8 cantores maranhenses que arrebentaram no Carnaval 2020

Por

Da esquerda para direita: Only Fuego, Flávia Bittencourt, Mairla Oliveira, Bruno Shinoda e Enme Paixão (Foto: Redes Sociais)

Em 2020, o Maranhão teve fez seu maior carnaval da história. Desde 2017 se popularizando, o circuito de trios da Beira Mar reuniu, junto com outras três programações especiais espalhadas pela cidade, cerca de 700 mil pessoas. Entre as 300 atrações que fizeram o melhor carnaval do Estado, estão cantores alguns cantores maranhenses que merecem sua atenção. Vamos lá?

Flávia Bittencourt

Ela é, definitivamente, uma estrela maranhense. Flávia Bittencourt começou a carreira em 1998. Seu primeiro CD pela gravadora Som Livre, intitulado Sentido, foi pré-selecionado ao Grammy Latino e ao Prêmio TIM de Música, Já se apresentou em diversos países como Portugal, França, Itália e Bélgica. Já cantou com Maria Gadú Elba Ramalho, Dominguinhos, entre outros.

Desde 2018, Flávia comanda o Bloco Bittencá e Acolá, que esse ano cruzou o Circuito Beira Mar com Mariana Aydar e Jaloo como convidados. Sem dúvidas, um dos blocos mais aguardados e animados do circuito.

View this post on Instagram

Bittencá e acolá 2020

A post shared by Flavia Bittencourt (@flaviabittencourt) on

Bruno Shinoda

Bruno Shinoda é o nome mais conhecido da noite em São Luís. Em época de carnaval, então, só dá ele. Tanto que Bruno, entre os artistas maranhenses, foi o número um em da programação carnavalesca em número de contratos, segundo o jornal O Estado do Maranhão. Em apenas cinco dias, foram 14 cidades diferentes cantando para públicos grandes, de até 20 mil pessoas.

https://www.instagram.com/p/B9BJnwPJljL/?utm_source=ig_web_copy_link

Milla Camões

Desde 2019, Milla Camões é uma das vozes mais poderosas do Carnaval do Maranhão. Uma das vocalistas do Bloco Escangalhada, Milla começou na música aos 12 anos pelo Canto Coral. Já passou uma temporada no Rio de Janeiro, onde se apresentou em vários eventos musicais, e venceu prêmios de música no Maranhão. Em 2020, foi uma das atrações do palco principal do Carnaval do Maranhão, ao lado de Vinaa, no comando do Escangalhada, um dos mais comentados blocos do momento.

O Bloco Escangalhada é um coletivo que surgiu no pré-carnaval de 2019 para brincar a folia de momo e celebrar a diversidade, atendendo a um público LGBT que não se sentia confortável e/ou seguro em outros espaços. Icônicos.

Vinaa

Vinaa é uma das principais vozes da música maranhense na atualidade e está em plena divulgação do segundo álbum de estúdio, o “Elementos e Hortelã na Terra dos Eucaliptos”, que conta com colaboração de Zeca Baleiro em uma das faixas. No Carnaval 2020, Vinaa comandou o Bloco Escangalhada ao lado de Milla Camões, com direito a trio no principal circuito do Maranhão e também com show no palco oficial da folia.

A resposta do público foi tão intensa, que a Escangalhada está produzindo agora o 1º Arraial da Escangalhada! Um evento que agrega vários públicos, celebra a diversidade e promove a igualdade de direitos em plena temporada junina.

Mairla Oliveira

Poucos sabem ser modernos e ousados na cena musical do Maranhão como a cantora Mairla Oliveira, vocalista da banda Mix in Brazil e também do trio Lamparina. Um dos nomes mais fortes da noite ludovicense, Mairla canta qualquer ritmo e tem uma presença de palco incrível.

Foi mãe há só 40 dias e, ainda assim, marcou presença forte no Carnaval 2020 no Maranhão, cantando nos principais palcos da folia, além também atravessar os circuitos de trio do Maranhão. Como que dá conta, né? Maravilhosa.

https://www.instagram.com/p/B9EZ-srJ91K/?utm_source=ig_web_copy_link

Thaís Moreno

Eclética, animada e afinada com as tendências do momento. Thaís Moreno foi uma das cantoras que marcaram o Carnaval 2020 no Maranhão. Começou a carreira na música ainda cedo, aos 10 anos de idade, como backing vocal em shows infantis. Já passou por diversas bandas locais, como Cuba Libre, Lamparina, Banda Retrô, Menina Asssanhada, Camaleões do Forró, Sambaceuma, e muitas outras.

https://www.instagram.com/p/B63Dh6UnhL1/?utm_source=ig_web_copy_link

Only Fuego

A boneca não pintou nos palcos do Carnaval do Maranhão, mas brilhou muito no Trio da Pabllo em São Paulo nos dias de folia. Vencedor do prêmio de Música do Ano com “Corra”, no Prêmio Volts 2019, Fuego cantou ao lado de Danny Bond e performou muito com o setlist que tocou para dezenas de milhares de pessoas que curtiam o carnaval paulistano.

https://www.instagram.com/tv/B9E96QbDbR3/?utm_source=ig_web_copy_link

Enme

Uma das maiores performers do Maranhão, a drag queen Enme foi destaque no carnaval de Recife. A intérprete de Batidão cantou pela primeira vez em um dos mais famosos circuitos de carnaval do Brasil. Em cima do trio, ela cantou ao lado de Romero Ferro. Orgulho demais, né?

No ano passado, Enme foi a grande vencedora do concurso novos talentos do Festival Sons da Rua. A maranhense concorreu com artistas de diversos estados do Brasil e, com a vitória, ela se apresentou na Arena Corinthias em São Paulo. A vitória também trouxe como prêmio a produção de um single, no caso, ‘Batidão’.

Já o primeiro EP da maranhense conta com mais de 154 mil execuções no Spotify. ‘Sarrar’ é a faixa mais escutada da cantora na plataforma, com 80 mil plays, seguida de ‘Killa’, com 70 mil.

https://www.instagram.com/p/B86hzTHJUcq/?utm_source=ig_web_copy_link
Continue Reading

Últimas

Em cinco dias, Bruno Shinoda faz 14 shows no Carnaval 2020 no Maranhão

Carnaval no Maranhão foi regado à voz do artista local que bateu próprio recorde de shows

O ano de 2020 foi excelente para o carnaval do Maranhão. Foram mais de 300 atrações, entre artistas locais e nacionais, só nas programações oficiais do estado nesses dias de folia. Entre esses artistas, o cantor maranhense Bruno Shinoda foi um dos mais requisitados, segundo o jornal O Estado do Maranhão, na programação carnavalesca no Maranhão.

Foram 14 cidades diferentes cantando para públicos grandes, rodando pelo Maranhão por 2.133km. Em algumas, conseguiu reunir, em praça pública e outros espaços de folia, cerca de 20 mil pessoas. E ao todo quase 1 milhão de maranhenses assistindo suas apresentações.

Foi com a companhia de Kleber Moreira, seu empresário, junto com um grupo de dez músicos e de seis componentes de produção, que o cantor seguiu para o interior em seu ônibus exclusivo e iniciou sua linha de shows carnavalescos. O primeiro show iniciou em Zé Doca, na microrregião de Pindaré, na Sexta-feira Gorda. Na mesma noite, o cantor foi para a Praça José Sarney, localizada em Pinheiro, na Baixada Maranhense, animando o público até a madrugada de quarta-feira.

E não parou por aí. Os 14 shows foram realizados em cerca de cinco dias, fazendo assim com que Shinoda batesse seu próprio recorde pessoal.

O cantor apresentou um repertório que relembra músicas de carnaval, swingueira, sertanejo e forró, também com canções homenageando os artistas locais e nacionais, assim como um pouco de seus próprios sucessos da atualidade, e as novas músicas de sua autoria: “Eu não me recomendo” e “Malvadinha”.

No sábado, o artista foi de Vitória do Mearim a Itapecuru Mirim e no domingo, foram quatro apresentações sem parar, começando por Cajari, seguindo Lago do Junco, Igarapé Grande e São Luís Gonzaga.

Não foram poucos os fãs do cantor em suas apresentações. Onde chegava eram gritos, aplausos e uma energia forte de um público animado. “Antes de subir no palco, a gente sempre pede proteção a Deus, para que tudo ocorra bem e, a partir daí, é só alegria”, disse Shinoda que já possui oito anos de carreira com a mesma simpatia e humildade.

Na Segunda-feira Gorda, foi a vez dos municípios de São João Batista, Olinda Nova e São Bento. E foi em São Bento que o cantor conquistou um público de 20 mil pessoas. Seguindo para o último dia de carnaval, o cantor desembarcou com sua banda em Alto Alegre e Timbiras, seguindo para finalizar sua maratona de shows em Codó. Shinoda deixou bem claro que o carnaval de 2020 foi o melhor de sua carreira.

Nós fomos recebidos com muito carinho em todas as cidades e conseguimos incendiar os circuitos com a nossa alegria e entusiasmo. O Carnaval do Maranhão está cada vez melhor e isto nos dá orgulho e vontade de fazer um trabalho cada vez mais focado”, disse o cantor que retornou à capital na Quarta-feira de Cinzas e, no fim de semana, retomará sua agenda de shows, desta vez seguindo para o município de Nina Rodrigues.

Continue Reading

Listas

9 Pokémon que Ash não devia ter abandonado no anime

Nove pokémon que Ash abriu mão de sua equipe desde o início da jornada.

Em comemoração do aniversário da franquia Pokémon, nós do Volts fizemos um momento nostalgia do anime e lembramos de várias cenas da animação que nos fizeram sorrir, torcer e chorar.

Após deixar a cidade de Pallet, Ash Ketchum, nosso protagonista que nunca envelhece, treinou para seguir o sonho de todos nós, se tornar um mestre Pokémon. Por todo seu percurso, o treinador encontrou inúmeros monstrinhos, com seus poderes e características diferentes. Alguns mais doces e amigáveis e outros um tanto problemáticos (Olá, Charizard). Mas uma coisa é certa, tanto Ash como nós, que acompanhamos sua trajetória, amamos cada um deles.

Então nunca passaria em nossas cabeças abandonar nenhuma dele, certo, Ash?

CHARIZARD

Sendo um dos pokemon mais poderosos já treinados por Ash, seu poder de habilidade cresceu a ponto de se tornar indisciplinado e propenso a deixar Ash em chamas. A ligação entre os dois melhorou com o tempo e quando enfrentaram a Liga Johto, Charizard conseguiu vencer a maioria dos lutadores que possuíam um nível mais baixo.

Porém, quando visitaram um vale cheio de poderosos Charizard selvagens, Ash convence o pokemon a ficar lá para poder treinar e se tornar ainda mais forte. Embora o pokemon de fogo tenha voltado algumas vezes para ajudar seu treinador, ele ainda não voltou para a nova casa.

SQUIRTLE

Outro amigo de Ash de longa data. A lealdade da tartaruga foi conquistada quando o treinador o protegeu contra a Equipe Rocket antes mesmo de entrar oficialmente para a equipe. Antes de conhecer Ash, Squirtle era líder de uma gangue com outros squirtle abandonados, chamada Esquadrão Squirtle.

Assim que encontraram o Esquadrão novamente, todos seus membros entram em uma competição de combate a incêndios, o antigo líder os leva a vitória do concurso, fazendo com que Ash perceba o quanto o Esquadrão Squirtle precisava da liderança do pokemon mais do que ele próprio. Embora tenha voltado para ajudar o treinador algumas vezes, Squirtle não faz mais parte do time oficial.

GRENINJA

Um dos parceiros mais poderosos e próximos de Ash, sua amizade era tão forte que era possível que o Pokémon assumisse outra forma mais poderosa, apelidada de Ash-Greninja, que batia de frente com o poder dos Pokémon mega evoluídos, tendo como desvantagem que Ash compartilhava qualquer dano sofrido pelo Pokémon nessa forma.

Descobriu-se que Greninja tinha uma capacidade especial de sentir as raízes da Giant Rock, que quase destruiu a região de Kalos. Assim, os amigos se separaram para que Greninja pudesse ajudar Zygarde a eliminar as raízes restantes.

PIDGEOT

O segundo pokémon a ser capturado por Ash (sem contar o Pikachu), ficou com ele por um longo tempo. Se separaram quando, ao voltar para Pallet, o grupo encontra os bandos locais de Pidgey sendo atormentados por um inimigo familiar: o Fearow que Ash tentou capturar em seu primeiro dia como treinador (na época, Spearow) que lidera um grupo de Spearow selvagens.

Apósv Pidgeot evoluir por desespero para salvar seus companheiros, Ash percebeu que seria melhor o pássaro ficar para proteger seus amigos. O treinador prometeu voltar depois das aventuras nas Ilhas Laranjas, mas por algum motivo ele esqueceu do velho amigo…

POIPOLE

Sendo incrivelmente afetuoso, Poipole expressava através de seus desenhos aquilo que sentia e como realmente se importava com Ash, considerando-o, assim como aos outros membros da equipe, a sua família.

Ambos tiveram que se separar pois Poipole havia sido enviado para Alola através de um Ultra Wormhole com objetivo de levar luz de volta à sua terra natal para salvar a colmeia de outros Poipole e Naganadel. Ash se despediu do pokemon em duas ocasiões: Uma vez como Poipole e outra quando o pokemon já havia evoluído para Nagandel, quando se juntou brevemente à sua equipe.

GROODA

Juntando-se à equipe como um Groomy, tendo uma história surpreendentemente traumática, o pokémon viu sua terra pantanosas invadida por um exército formado por pokémon do tipo Inseto e fada, liderados por um intimidador Florges.

A batalha fez o pequeno Groomy fugir e cair no colo de Ash. Após treinar, ficar forte e até evoluir, Grooda decidiu voltar à sua terra e torná-la um lugar seguro para seus amigos e parentes.

PRIMEAPE

Ash conheceu o pokemon quando ele roubou seu boné, ainda sendo um Mankey. O treinador o capturou após, muito irado com a equipe Rocket, ter evoluído. Mas Ash conheceu um homem treinando para um torneio Pokémon do tipo Lutador, e ele entra na competição Primeape.

Ambos se aproximaram durante o torneio, mas foi decidido que o Pokémon ficasse e treinasse com os outros tipos de Pokémon lutadores. Ainda existe a possibilidade de Ash retornar e buscar Primeape.

LAPRAS

Fazendo amizade com Lapras quando este ainda era muito jovem, Ash e Pikachu o encontraram encalhado na praia e separado de sua família, e com três crianças o artomentando. Após expulsar as crianças, o treinador prometeu juntá-lo à sua família novamente.

Lapras era imaturo, por isso não era usado em batalhas, mas foi muito útil como transporte pelas Ilhas Laranja. Mais tarde, o treinador encontrou um rebanho de Lapras e conseguiu unir o Pokémon novamente com a família.

BUTTERFREE

O primeiro Pokémon a ser capturado e também o primeiro a se despedir de Ash, criando assim um dos episódios que mais tirou lágrimas dos fãs do anime. Juntou-se ao grupo quando ainda era um pequeno Caterpie, sofrendo de baixa auto-estima devido o nojo de Misty com Pokémon insetos.

Quando encontram um bando de butterfree em sua época de acasalamento, o Pokémon de Ash tenta desesperadamente conquistar uma butterfree shiny cor de rosa, que só consegui após salvar todo bando da Equipe Rocket.

Continue Reading

Em alta agora