Connect with us

Séries

Henry Cavill estrelará The Witcher na Netflix

Será o primeiro papel dele na TV desde The Tudors.

Em seu primeiro papel na TV desde The Tudors, série que o levou à ser um rostinho conhecido de Hollywood, Henry Cavill será o protagonista de Wicther, da Netflix.

Segundo a Variety, o Homem de Aço da DC viverá Garalt of Rivia, um solitário caçador de monstros que luta para achar seu lugar em um mundo onde pessoas são piores que bestas. Quando o destino o leva a encontrar uma poderosa feiticeira e a uma jovem princesa com um segredo perigoso, os três tem de se juntar e aprender a sobreviver no Continente volátil.

Witcher será comandada por Lauren Schmidt, como produtor executivo e showrunner. A primeira temporada terá oito episódios, dirigidos por Alik Sakharov, Alex Garcia Lopez e Charlotte Brändström.

Sakharov também está na produção executiva da série. Ele dirigirá quatro episódios, incluíndo o piloto. Lopez e Brändström ficarão responsáveis, cada um, por dois episódios.

The Witcher foi publicado pela primeira vez como um romance pelo polonês Andrzej Sapkowski, em 1980. o volume mais recente da saga saiu em 2013 sob o nome de “Season of Storms”. Mas talvez seja mais conhecida por suas versões em video game. Há ainda as versões em jogo de tabuleiro e quadrinhos.

Coberturas

SDCC 2019 | Trailer e detalhes de ‘His Dark Materials’ são discutidos em painel

His Dark Materials estreia no outono deste ano, na BBC e HBO

A próxima grande série de fantasia da HBO e BBC , His Dark Materials, ganhou seu novo trailer e um painel solo na San Diego Comic-Con nesta quinta-feira, com a presença dos produtores e do elenco.

Durante o painel também foi divulgado um novo trailer, com mais daemons e mais de Yorek Byrnison de armadura, pronto pra ação. Confira:

His Dark Materials é baseada na saga homônima do britânico Philip Pullman. Conta as aventuras de Lyra Belacqua, uma garotinha que vive em um mundo muito parecido com o nosso, mas onde a Igreja e o Magisterium controlam o conhecimento e informação, e as almas das pessoas se materializam fora de seus corpos, como animais de estimação preciosos.

Quando um amigo é raptado, Lyra sai em busca dele, mas encontra respostas sobre ela mesma e sobre a natureza de um plano nefasto envolvendo o rapto de crianças.

Entre os temas, o controle de informações, o papel das religiões, a alma humana e metafísica.

Em uma hora de conversa, Dafne Keen (lyra), James McAvoy (Lord Asriel), Ruth Wilson (Mrs Coulter), Lin-Manuel Miranda (Lee Scoresby), o roteirista Jack Thorne, e a produtora executiva Jane Tranter, responsável pela noa adaptação.

Para ela, era chegado o momento dos livros serem “libertos”, já que “Pullman conta que escreveu livros para dultos que crianças deveriam ler, e eu espero que esteja fazendo um show para adultos que crianças irão assistir”. Ela ressaltou ainda que não há um ataque às religiões na história, “mas um tipo muito específico de controle que não é páreo para nenhum em nosso mundo.”

Ruth, que interpreta a vilã primeva da história, lembrou que cresceu na Igreja Católica, mas que não se congrega mais. “Acho que há uma diferenç entre fé e religião, algo que entendo estar presente nesses livros”.

Wilson declarou que deu os livros de Pullman e se interessou pela personagem quando ela é descrita como “a fossa da imundice moral”. Já McAvoy disse se interessar pela vontade de Lord Asriel em mudar as coisas no mundo opressor em que vive.

“Sou muito sentimental, mas é uma grande diversão interpretar algué que olha para o mundo e diz ‘eu não gosto disso, eu vou mudar isso, vou ou rasgá-lo e nada ficará no meu caminho”

Lin-Manuel Miranda deu pistas sobre seu Lee, dizendo que a primeira cena dele é um dueto musical com sua daemon, Hester.

Thorne, por sua vez, fez um paralelo entre HDM e heróis: “costumo dizer que esse é um conto anti-super heróis… há pessoas nessa história buscando grandeza, e outras seguindo suas própria bondade”.

Após as falas individuais, o painel abriu perguntas para a plateia. Entre elas, a da jornalista Ani Bundel, do Syfy Wire: qual daemon os atores teriam, caso pudessem ter um no mundo real. Segue:

MacAvoy – uma lontra por serem “execepcionalmente felizes e brincalhonas”;
Keen – “um desses macacos tropicais bem chatinhos, que ficam se balançando pra lá e pra cá”;
Wilson – “um gato de algum tipo”
Miranda – “Pizza Rat”!

Entre os fatos, digamos, insólitos: o nome de Lyra está sendo pronunciado diferente do que Pullman pede, Lira. No trailer é possível notar que Wilson fala Lara; os atores pronunciavam “demon”, o que é correto, mas parte da imprensa ficou chocada; Wilson disse que haverá uma segunda temporada, mas isso já era oficial, foi com essa negociação que a HBO entrou na jogada das almas de HDM.

His Dark Materials estreia no outono – Hemisfério Norte – deste ano, na BBC e HBO.

Continue Reading

Coberturas

SDCC 2019 | Criadores de ‘Game of Thrones’ cancelam presença no painel

Despedida de GoT segue normalmente com presença de elenco na convenção

Game of Thrones ganhará um painel especial de despedida na San Diego Comic-Con deste ano, a última aparição da mega produção no Hall H, mas os criadores, David Benioff e D.B. Weiss simplesmente não vão.

De acordo com a imprensa americana, a presença dos dois no evento serviria não como um último momento de glória de GoT, mas como uma oportunidade para os fãs irritados metralhar os showrunners com suas insatisfações sobre o desfecho da série.

Parece que ambos também pensam assim e resolveram dar uma de Theon pulando do barco para o público que os apoiou durante uma década e odiou durante dois meses.

O painel ainda acontecerá na sexta-feira, e ainda contará com a presença dos atores de GoT, como Maisei Williams (Arya) e Nicolaj Coster-Waldau.

Em nota à imprensa, a HBO disse que a ausência dos dois de deve à “conflitos de agenda”. Benioff e Weiss estão na Disney fazendo o novo Star Wars.

Continue Reading

Coberturas

SDCC 2019 | ‘Agents of Shield’ acabará na sétima temporada

Encerramento da série já era esperado

ABC e Marvel anunciaram nesta quinta-feira, 18, que a série Agents of Shield será encerrada com o final da sétima temporada, em 2020.

Anuncio foi feito durante o painel da série na San Diego Comic-Con e também nas redes sociais da produção.

“Obrigado aos nossos fãs, que nos permitiram ser a série de TV mais longeva da Marvel até a agora”, diz o tuíte da @AgentsofSHIELD

Encerramento da série já era esperado após uma redução no número de episódios na sexta temporada, de 22 para 13, e a constante baixa na audiência.

Continue Reading