Connect with us

Teatro

Grupo Galpão encerra 13ª Semana do Teatro no Maranhão

Os atores cantam e executam, ao vivo, 25 canções de trabalhos mais antigos.

Foto: Divulgação/Grupo Galpão

A música sempre foi parte fundamental do teatro do Grupo Galpão. Espetáculos permeados por canções que acabaram se transformando em clássicos ao longo dos mais de 35 anos de trajetória do grupo e inspiram a criação do sarau literário musical “De Tempo Somos”, que encerra com maestria a 13ª Semana do Teatro no Maranhão no próximo domingo (25), às 19h, no Teatro Arthur Azevedo.

Uma cantoria de atores à beira do rio, em noite de lua cheia, durante uma das inúmeras turnês da companhia pelo Vale do Jequitinhonha, foi inspiração para experimento do Grupo Galpão. Com direção de Lydia Del Picchia e Simone Ordones e patrocínio da Petrobras, “De Tempo Somos” propõe um novo formato de espetáculo, lançando aos atores do grupo o desafio de se reinventar, em cena e na relação com o público, a quem são dedicadas algumas das canções.

Com direção musical e arranjos de Luiz Rocha, os atores cantam e executam, ao vivo, 25 canções de trabalhos mais antigos como “Corra enquanto é tempo” (1988) e “Álbum de Família” (1990); passando também por “Romeu e Julieta” (1992), “Um Moliére Imaginário” (1997) e “Partido” (1999), chegando até a espetáculos mais recentes como “Tio Vânia” e “Eclipse” (ambos de 2011), além de músicas que surgiram em workshops internos e que chegam a público pela primeira vez. “A cantoria é a celebração do encontro, da festa, da disposição para seguir em frente (apesar de tudo que nos faz pender para o chão!), do espírito libertário e contestador inerente a toda reunião festiva”, explica Lydia Del Picchia.

A cantoria vem acompanhada de textos, escolhidos por Eduardo Moreira e Lydia Del Picchia, que falam da passagem do tempo e do estado de embriaguez e liberdade que é inerente à criação artística. Reflexões e poemas de Eduardo Galeano, Anton Tchékhov, Olga Knipper, Calderón de la Barca, Charles Baudelaire, Manuel Bandeira, Nelson Rodrigues, Jack Kerouac, Paulo Leminski e José Saramago compõem esse caleidoscópio em que os atores do Galpão compartilham, com o público, suas indagações e vivências artísticas.

Para o coordenador geral da Semana do Teatro no Maranhão e diretor do Teatro Arthur Azevedo, Celso Brandão, o espetáculo acrescenta uma enorme bagagem ao evento que chega à sua décima terceira edição. “Para o Festival, como para nosso Estado é fundamental ter grupos desse quilate do Grupo Galpão, sobre tudo esse espetáculo que caminha pela história musical do grupo. Cumprimos também a função de trazer entretenimento de qualidade para nossa gente que não tem em sua maioria condições de viajar para conhecer esses trabalhos em outros Estados, e o que é melhor, intercambio de forma gratuita”, comenta.

13ªSemana do Teatro

Também no domingo (25), a Semana do Teatro apresenta uma grande cerimônia em homenagem ao ator, diretor teatral e arte educador Josué da Luz. O último dia do festival será marcado também pela premiação da primeira Mostra Competitiva, que irá premiar com o Troféu Apolônia Pinto dentre os artistas, grupos e espetáculos da programação os destaques em categorias como melhor espetáculo, direção, texto, ator e atriz, figurino, caracterização, iluminação, sonoplastia e cenografia.

A 13ª Semana do Teatro no Maranhão é uma produção do Governo do Estado do Maranhão e da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo por meio do Teatro Arthur Azevedo, com patrocínio da Equatorial Energia e da CEMAR, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

Continue lendo
Advertisement Image Map

Teatro

Cine Broadway | Companhia abre inscrições para cursos intensivos de teatro musical

Por

Criada em 2015, a EnCanto Coletivo Cultural é, atualmente, a única companhia independente de Teatro Musical em exercício em São Luís, e tem o objetivo de expandir, popularizar e qualificar a prática de Teatro Musical na cidade.

Desde 2018, o Coletivo tem produzido espetáculos com sucesso de crítica e público, de forma empreendedora e autônoma, como o recém-estreado “Cadê a Herança? – uma comédia musical” (agosto/2019), primeiro de texto autoral do grupo.

O grupo também realiza apresentações em eventos privados e públicos da iniciativa privada, e promove cursos livres de vivência da linguagem. Em 2019, estão produzindo o Cine Broadway, quarto curso livre intensivo de teatro musical, promovido pela EnCanto, criando mais um espaço de experimentação para pessoas que tem interesse de conhecer e praticar a linguagem, podendo ser não artistas, artistas amadores ou artistas profissionais.

Serão 5 dias de aula, para estudo e montagem de cenas musicais, coreografias e performances de canto, tudo dentro da linguagem do teatro musical. Dessa vez, a proposta é levar para o ambiente teatral, números marcantes de filmes musicais, trazendo a magia do cinema para o palco.

O Rei do Show, Chicago, Mudança de Hábito, A Bela e a Fera e Hairspray são alguns dos sucessos que fazem parte do setlist a ser estudado e montado pelos alunos.

Serão 05 (cinco) professores em sala de ensaio, entre locais e uma participação especial nacional, a saber: Leonardo Fernandes (teatro/MA), Rebeca Carneiro (dança/MA), Samuel Rebouças (canto solo e pequenos grupos/MA), Paulo Cardoso (canto em grupo/MA) e Giulia Nadruz (coaching e acting/SP). Esta última é atriz, cantora, dubladora e atual protaginista de O Fantasma da Ópera (em cartaz em SP) e dubladora da Bela no live-action da Disney de A Bela e Fera.

Grande nome do teatro musical brasileiro, que também se apresentará no Espetáculo de Conclusão. O curso, em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura (SECMA), acontecerá no período de 17 a 23 de outubro. A Casa do Tambor receberá as aulas, de 17 a 22 de outubro.

Já o Espetáculo de Conclusão, que mostrará o resultado de todo o trabalho dos alunos, será realizado no Auditório do Convento das Mercês, dia 23 de outubro, às 19h30.

O Espetáculo é gratuito e aberto ao público. Informações adicionais e inscrições para o curso podem ser realizadas pelo site https://cinebroadway.wixsite.com/cursoencanto2019. O investimento é de R$250 para novos alunos e de R$200 para ex-alunos (que já fizeram algum outro curso da EnCanto).

Continue Reading

Teatro

Estão abertas as inscrições para a 14ª Semana do Teatro no Maranhão

Por

Estão abertas as inscrições para a 14ª edição da Semana do Teatro no Maranhão, que ocorrerá no período de 18 a 24 de novembro, no Teatro Arthur Azevedo. Podem se inscrever coletivos culturais, grupos, companhias e produtoras teatrais tanto regionais quanto nacionais. Para participar basta preencher o formulário online disponível no site do Teatro Arthur Azevedo (cultura.ma.gov.br/taa). O prazo para realizar a inscrição finaliza no dia 09 de setembro.

Na lista de modalidades de espetáculos que estão aptos a participar do maior festival de teatro do Maranhão: teatro adulto, infanto juvenil, teatro de rua, circo, teatro-musical e Mostra Praia Grande de Cenas Curtas.

A novidade da edição deste ano da Semana do Teatro no Maranhão é a Mostra Praia Grande de Cenas Curtas, em que serão selecionados seis apresentações que serão apresentadas em praça pública durante a programação. Podem se inscrever apresentações que se enquadrem nas seguintes linguagens: o teatro, a performance, a mímica e o circo. O resultado do concurso será decidido por júri popular através de uma plataforma digital, com endereço que ficará à disposição do público durante a programação da Mostra Praia Grande de Cenas Curtas.

Ainda na 14ª Semana do Teatro no Maranhão será realizada a segunda edição do Troféu Apolônia Pinto, mostra competitiva em que é realizada a entrega de um troféu e um certificado de premiação do grupo ou artista vencedor. As premiações serão referentes às seguintes categorias: Melhor Cena Curta, Melhor Espetáculo, Melhor Direção, Melhor Texto, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Sonoplastia, Melhor Iluminação, Melhor Cenografia, Melhor Figurino e Melhor Caracterização.

Os grupos que se inscreverem para participar do festival terão obrigatoriamente que fazer uma proposta de um workshop de 04h nas seguintes modalidades: Produção Teatral, Corpo e Movimento, Dramaturgia, Voz, Iluminação, Sonoplastia, Cenografia, Figurino, Circo, Caracterização e Direção Teatral. 

Já para quem deseja participar dos workshops, as inscrições acontecerão do dia 07 ao dia 21 de outubro. O resultado será divulgado no dia 28 de outubro e para confirmar participação os inscritos devem entregar 1kg de alimento não perecível.

O HOMENAGEADO

Como em todas as edições anteriores, a 14ª Semana do Teatro no Maranhão também terá um homenageado. O escolhido deste ano foi o diretor, dramaturgo, poeta, cronista, iluminador, pesquisador teatral e diretor artístico da Pequena Companhia de Teatro: Marcelo Flecha. O argentino, naturalizado brasileiro, reside no Maranhão há 40 anos e tem consideráveis trabalhos no cenário teatral do estado. Assinou a dramaturgia de “Pai e Filho” (2010), espetáculo adaptado a partir da obra de Franz Kafka, Carta ao Pai. Também em “Memórias de Um Mau Caráter” (2004), encenado por César Boaes. O trabalho “Velhos caem como canivetes” lhe rendeu o prêmio Prêmio FUNARTE de Teatro Myriam Muniz 2012.

Durante a 14ª Semana do Teatro no Maranhão Marcelo Flecha terá uma exposição própria em  que o público poderá ter contato direto com os trabalhos realizados por ele nos últimos anos.

Para mais informações sobre o edital e as inscrições acesse o site do Teatro Arthur Azevedo (cultura.ma.gov.br/taa) ou ligue (98) 991672696 ou (98)3232-5316.

Continue Reading

Teatro

Espetáculo ‘Master Class’, com Christiane Torloni, estreia em São Luís

O espetáculo traz a lendária Maria Callas como personagem principal

A lendária Maria Callas, cantora soprano que ganhou o mundo e uma das mais marcantes personalidades femininas do século XX, é a protagonista da peça Master Class, que traz Christiane Tornoli ao papel principal. A peça chega a São Luís neste final de semana, nos dias 09, 10 e 11 de agosto, no Teatro Arthur Azevedo.

Master Class é uma comédia-dramática escrita pelo autor norte-americano Terrence McNally, que chega ao Brasil sob a direção geral de José Possi Neto e direção musical do maestro Fábio G. Oliveira. O espetáculo foi apresentado nada menos do que 598 apresentações apenas em sua temporada de estreia em 1995 quando então recebeu o prêmio Desk Drama Award de ‘Melhor Espetáculo da Broadway’, além de três prêmios Tony Award (o Oscar do teatro americano): ‘Melhor Atriz’ (para Zoe Caldwell), ‘Melhor Atriz Coadjuvante’ (para Audra McDonald) e o cobiçado prêmio de ‘Melhor Espetáculo da Broadway’.

Terrence McNally baseou o enredo nas lendárias séries de aulas magnas (master classes) proferidas pela diva maior da ópera mundial, a greco-americana Maria Callas, no início dos anos 70 na Juilliard School, famosa escola de música de Nova York.

Na peça, Callas repreende os alunos, da mesma maneira enérgica com que os encoraja a seguir e perseguir seus sonhos. Durante esses encontros, também confronta os desapontamentos e dissabores de sua própria vida e de seu relacionamento com o célebre bilionário, o armador grego Aristóteles Onassis.

Maria Callas

Foi uma cantora lírica norte-americana de ascendência grega, considerada a mais renomada e influente cantora de ópera do século XX e a maior soprano de todos os tempos. Apesar de também muito famosa pela sua conturbada vida pessoal, principalmente devido ao seu relacionamento com o bilionário grego Aristóteles Onassis, o seu legado mais duradouro deve-se ao impulso a um novo estilo de atuação nas produções operísticas, à raridade e distintividade de seu tipo de voz e ao resgate de óperas há muito esquecidas do bel canto, estreladas por ela.

Continue Reading

Em alta agora