Filme maranhense é destaque na Mostra Nacional de Cinema de São Paulo 2020

Este filme é a terceira parte da “Trilogia Dantesca”, cuja produção é baseada nas obras de Nauro Machado.

O longa “As órbitas da água”, do cineasta maranhense Frederico Machado, foi selecionado para a Mostra Nacional de Cinema de São Paulo 2020. Este filme é a terceira parte da “Trilogia Dantesca”, cuja produção é baseada nas obras de Nauro Machado, um dos maiores poetas do Brasil e pai do cineasta.

O evento começa nesta quinta-feira (22), segue até o dia 4 de novembro e é aberto à votação popular. Além de “As órbitas da água”, também fazem parte da trilogia “O exercício do caos” e “O signo das Tetas”. Com o objetivo de serem obras abertas, os filmes privilegiam a poesia e buscam por novas possibilidades subjetivas.

Sobre “As órbitas da água”, o cineasta destacou que se trata de um filme feito inteiramente com recursos próprios da Lume Filmes, co-produzido por um pool de outras quatro produtoras do Maranhão, Guarnicê Produções, Freela Conteúdos, Ruido Filmes e JF Serviços.

Ainda de acordo com o cineasta, o custo final da produção foi de R$ 150mil, grande parte do elenco e da equipe entrou no filme como produtores associados, por acreditarem no caráter autoral da obra e na trajetória dele.

O filme tem no elenco Antonio Saboia (“Bacurau”), Rejane Arruda (“O Veneno da Madrugada”), Auro Juricie (“O Exercício do Caos”), Flavia Bittencourt (cantora maranhense fazendo sua estreia no cinema) e Tácito Borralho, o grande nome do teatro maranhense.

A mostra vai ser disponível para todo o Brasil, de forma online. É composta de cinco seções: Apresentação Especial, Competição Novos Diretores, Mostra Brasil, Mostra Brasil – Competição e Perspectiva Internacional. O festival também reflete a pandemia e o futuro do audiovisual no IV Fórum Mostra.

Total
0
Shares
Prévia

O Menino Maluquinho completa 40 anos e ganha edição comemorativa

Próxima Notícia

Não Confio em Charts #5 – Fics do Pop