Connect with us

Teatro

Espetáculo ‘Todo Camburão tem um Pouco de Navio Negreiro’ se apresenta em São Luís

Circulação do grupo cearense Nóis de Teatro acontece de 6 a 9 de dezembro em praças da capital.

Foto: Divulgação/Nóis de Teatro

A discussão sobre a criminalização e perseguição da juventude negra nas periferias brasileiras dá o tom do espetáculo “Todo camburão tem um pouco de navio negreiro”, com que o grupo Nóis de Teatro, de Fortaleza/CE, circula por São Luís, com quatro apresentações gratuitas em praças da capital maranhense.

O espetáculo é dividido em três atos e conta a história de Natanael, uma espécie de anti-herói nascido na periferia, inserido num brutal sistema de opressão e violência, realidade comum a muitos brasileiros, que, aos 18 anos, resolve ingressar nas fileiras da polícia militar. Este ator-narrador é o grande foco de “Todo camburão tem um pouco de navio negreiro” e sua dramaturgia épica, algo como uma “tragédia afro”, é cerzida por elementos alegóricos e representativos do movimento negro no Brasil e no mundo, além de diversas referências à mitologia dos orixás.

A montagem do espetáculo do Nóis de Teatro se baseia em visitas realizadas a comunidades quilombolas do Ceará e do Maranhão, além de terreiros de umbanda e candomblé, e dialogando com movimentos sociais que pautam questões da população negra. O grupo tem sede na periferia da capital cearense, na Comunidade de Granja Lisboa, Território de Paz do Grande Bom Jardim.

Trajetória – Com 16 anos de fundação, o grupo Nóis de Teatro tem construído uma ação continuada no que diz respeito à circulação de espetáculos, oferta de cursos, intercâmbios e oficinas de teatro e percussão, contribuindo de forma significativa para a formação de plateia, incentivando crianças e jovens ao fazer artístico e à reflexão, contribuindo para a construção de uma sociedade mais justa e menos violenta.

“Todo camburão tem um pouco de navio negreiro” venceu o Prêmio Funarte de Arte Negra, o que garantiu o trabalho de pesquisa, construção e montagem do espetáculo. Dirigida por Murilo Ramos, a peça tem concepção geral, dramaturgia e assistência de direção de Altemar Di Monteiro, que também integra o elenco, que se completa com Jefferson Saldanha, Doroteia Ferreira, Kelly Enne Saldanha, Henrique Gonzaga, Amanda Freire e Maurício Rodrigues. A produção local é de Andressa Cabral, da Mará Cult Produções.

Teatro

Teatro Arthur Azevedo comunica suspensão temporária de todos os espetáculos

As visitações ao teatro estão mantidas, mas seguem normas em relação à quantidade de pessoas.

Por

O Teatro Arthur Azevedo, em São Luís, anunciou a suspensão temporária de todos os próximos espetáculos que estavam previstos para acontecer nos próximos dias, com o objetivo de evitar possíveis transmissões do Coronavírus.

Entre as produções que teatro iria receber estão o espetáculo local “Uma Late, a Outra Mia”, que teria uma curta temporada de 19 a 22 de março e os musicais nacionais “A Pequena Sereia” e “Abba Experience In Concert”, que seriam apresentados no dia 29 de março.

Já as visitas ao teatro seguem mantidas, mas com algumas exigências e cuidados em relação à quantidade máxima de pessoas por visitação.

Veja o comunicado na íntegra:

“Tendo em vista o Decreto Estadual Nº 35.660 de 16 de Março de 2020, assinado pelo governador Flávio Dino, que dispõe sobre os procedimentos e regras para fins de prevenção da transmissão do Coronavírus (COVID-19), o Teatro Arthur Azevedo, casa vinculada à Secretaria de Estado da Cultura (SECMA), informa que todos os espetáculos e shows previstos para acontecerem no Teatro estão temporariamente SUSPENSOS.

O TAA informa ainda que pautas de fotos serão mantidas, porém, as aulas dos cursos do Núcleo Arte Educação (NAE) previstas para começar na próxima segunda-feira, 23, serão adiadas. Tão logo definida a nova data de início das aulas, a divulgação ocorrerá em nossos canais oficiais.

Quanto às visitações, o Teatro Arthur Azevedo comunica que estão mantidas, porém seguirão critérios relacionados à quantidade de pessoas por vez de visitação.

Quaisquer mudanças serão prontamente comunicadas à população.

Agradecemos a compreensão e esperamos tão logo voltar como gostamos: abrindo o Teatro para visitação de todos e todas, com casa cheia e o público aproveitando os espetáculos que sobem ao palco do nosso patrimônio bicentenário.”

Leia Mais

Teatro

Infidelidade é tema de espetáculo com Miguel Falabella e Zezé Polessa em São Luís

Alessandra Verney e Frederico Reuter também participam do espetáculo, que entra em cartaz no Teatro Arthur Azevedo, nos dias 7 e 8 de março.

Por

A peça foi adaptada e dirigida por Miguel Falabella (Foto: Divulgação/A Mentira)

Fidelidade e honestidade, duas palavras distintas, mas parecem que circulam juntas de alguma forma. No espetáculo “A Mentira”, de Florian Zeller, você vai entender sobre a arte de esconder, seja para proteger aquelas pessoas que amamos, ou não. A peça foi adaptada e dirigida por Miguel Falabella, que também protagoniza a história ao lado de Zezé Polessa, Alessandra Verney e Frederico Reuter. Alessandra entra nesta nova temporada no lugar de Karin Hils, que vai se dedicar à estreia de Donna Summer Musical.

Pela primeira vez em São Luís, depois de uma extraordinária temporada na Europa e outras cidades brasileiras, a apresentação será encenada no palco do Teatro Arthur Azevedo, nos dias 7 e 8 de março, sendo no sábado, às 19h e 21h, e no domingo, às 19h. Ingressos disponíveis na Bilheteria Digital.

Na história, Alice surpreende na rua o marido de sua melhor amiga com outra mulher, criando-se assim um conflito – ela deve ou não contar à amiga o que viu? Seu marido Paulo tenta convencê-la a esconder a verdade – e essa mentira é para defender o amigo ou porque ele também tem algo a esconder?

“A mentira é uma comédia deliciosa, sobre a relação muito louca entre dois casais. O interessante é que você assistindo nunca sabe na verdade o que essas pessoas estão pensando, para onde elas vão e o que elas pretendem”, declara Miguel Falabella.

Com a brilhante narrativa, “A Mentira” abre um diálogo instigante sobre fidelidade, honestidade e a realidade da monogamia em casamentos, conseguindo momentos tensos de mentiras – ou confissões acidentais – que fazem a audiência prender sua respiração, dosados habilmente com momentos de grande comédia.

“São quatro personagens, não é só um que mente, todos mentem! E é mais um movimento meu e do Miguel de estarmos juntos novamente no palco, desta vez com dois colegas com quem nunca atuei, mas cujo trabalho acompanho e admiro”, comenta Zezé Polessa.

“É sempre um prazer enorme voltar a atuar com a Zezé Polessa, fiz um grande sucesso da minha carreira ao lado dela”, acrescenta Falabella.

Leia Mais

Teatro

Cine Broadway | Companhia abre inscrições para cursos intensivos de teatro musical

Por

Criada em 2015, a EnCanto Coletivo Cultural é, atualmente, a única companhia independente de Teatro Musical em exercício em São Luís, e tem o objetivo de expandir, popularizar e qualificar a prática de Teatro Musical na cidade.

Desde 2018, o Coletivo tem produzido espetáculos com sucesso de crítica e público, de forma empreendedora e autônoma, como o recém-estreado “Cadê a Herança? – uma comédia musical” (agosto/2019), primeiro de texto autoral do grupo.

O grupo também realiza apresentações em eventos privados e públicos da iniciativa privada, e promove cursos livres de vivência da linguagem. Em 2019, estão produzindo o Cine Broadway, quarto curso livre intensivo de teatro musical, promovido pela EnCanto, criando mais um espaço de experimentação para pessoas que tem interesse de conhecer e praticar a linguagem, podendo ser não artistas, artistas amadores ou artistas profissionais.

Serão 5 dias de aula, para estudo e montagem de cenas musicais, coreografias e performances de canto, tudo dentro da linguagem do teatro musical. Dessa vez, a proposta é levar para o ambiente teatral, números marcantes de filmes musicais, trazendo a magia do cinema para o palco.

O Rei do Show, Chicago, Mudança de Hábito, A Bela e a Fera e Hairspray são alguns dos sucessos que fazem parte do setlist a ser estudado e montado pelos alunos.

Serão 05 (cinco) professores em sala de ensaio, entre locais e uma participação especial nacional, a saber: Leonardo Fernandes (teatro/MA), Rebeca Carneiro (dança/MA), Samuel Rebouças (canto solo e pequenos grupos/MA), Paulo Cardoso (canto em grupo/MA) e Giulia Nadruz (coaching e acting/SP). Esta última é atriz, cantora, dubladora e atual protaginista de O Fantasma da Ópera (em cartaz em SP) e dubladora da Bela no live-action da Disney de A Bela e Fera.

Grande nome do teatro musical brasileiro, que também se apresentará no Espetáculo de Conclusão. O curso, em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura (SECMA), acontecerá no período de 17 a 23 de outubro. A Casa do Tambor receberá as aulas, de 17 a 22 de outubro.

Já o Espetáculo de Conclusão, que mostrará o resultado de todo o trabalho dos alunos, será realizado no Auditório do Convento das Mercês, dia 23 de outubro, às 19h30.

O Espetáculo é gratuito e aberto ao público. Informações adicionais e inscrições para o curso podem ser realizadas pelo site https://cinebroadway.wixsite.com/cursoencanto2019. O investimento é de R$250 para novos alunos e de R$200 para ex-alunos (que já fizeram algum outro curso da EnCanto).

Leia Mais