Connect with us

Games

Especial Resident Evil | 5 lugares inesquecíveis

Cada canto, um poço de nostalgia para os fãs.

Foto: Divulgação/Capcom

Repleto de memórias nostálgicas, ou rancores de muitos fãs ao redor do globo, algumas locações de Resident Evil apresentam tudo que uma franquia de terror necessita para marcar, traumatizar ou nos deixar atônitos diante a perfeição arquitetônica, ou sinas perturbadoras do local.

E com a proximidade do lançamento de Resident Evil 2, nada melhor do que celebrar a franquia relembrando alguns desses locais que guardam melancolias, felicidades, traumas, e tudo que as fazem inesquecíveis para a nossa história e a história de Resident Evil.

Prontos? Vem com a gente!

MANSÃO SPENCER

Não há nada de aterrorizante em uma mansão abandonada em um canto isolado do mundo, repleta de armadilhas e monstruosidades mutantes prontos para nos assassinar. Eu toparia este passeio e vocês?

Infelizmente, esta não foi uma opção para a trupe de Jill Valentine, Chris Redfield, Albert Wesker e Barry Burton, que infelizmente não possuíam muitas alternativas a não ser aventurarem-se na Mansão Spencer no primeiro Resident Evil. O que nenhum deles (ou quase nenhum) imaginaria é que dali para frente as suas vidas mudariam para sempre.

Aliás, o mérito de toda a popularidade da mansão vai para George Trevor, que, como arquiteto, projetou diversos truques entre os corredores estreitos e escuros da mansão. Aliás, designada, também, para guardar os segredos mais temíveis de Spencer e de sua Corporação, Umbrella, o local esconde tudo à 7 chaves, com enigmas complexos, fatais, junto de armadilhas ainda mais bizarras e ameaçadoras.

Como se não bastasse a salada mista de violência gratuita, o local está repleto de adoráveis criaturas. Entre eles, os clássicos zumbis, entre humanos e animais, mutações grotescas, que investindo na inclusividade, envolve até plantas colossais, e um Tirante, que viria a torna-se um inimigo clássico da franquia.

Com isto, repito a pergunta: Toparia este passeio?

A VILA – ESPANHA

A vila, um local desolado do mundo comandando por um culto religioso que prega o bioterrorismo. Há destino melhor que este?

Aparentemente para Leon S. Kennedy, não.

Entre homicídios e locais à beira da imundice, Leon depara-se com estranhos moradores da localidade, que não prezam estrangeiros, incluindo o protagonista, que é logo ameaçado por palavras cruéis: “detrás de ti, imbecil!

Mas nada abala a autoestima e impecável franja de Leon em Resident Evil 4, que segue o seu rumo entre diversas subáreas da vila, incluindo lago, vale, caverna, igreja e tudo que você puder imaginar que incremente uma boa história de terror.

Os nossos companheiros espanhóis também não deixam a desejar, sofrem de diferentes formas de mutações ao longo do jogo. Para reforçar à ameaça, utilizam armas de combate, como machados e motosserras. Aposto que muitos perderam a cabeça por aí, não? (Ba dun ts). Mas não satisfeitos, os desenvolvedores do jogo também criaram inimigos de estaturas colossais, que encontramos pela terra, e até mesmo em ambientes aquáticos.

Ou seja, 0 lugares seguros para se habitar neste vila.

QUEEN ZENOBIA

Quem aí nunca desejou passar férias em um navio luxuoso?

Criado em 1978 pelo renomado arquiteto da Mansão Spencer, George Trevor, o Queen Zenobia foi projetado seguindo os moldes de seus trabalhos: corredores estreitos, confusos e difíceis de navegar.

Ainda assim, o navio mantem um resquício de que foi, há algum tempo, um local de luxúria e formosidade. Aliás, ele ainda resguarda consigo, um ar de elegância e requinte, que só alguém da realeza, de fato, poderia viver. Características que fazem jus a homenagem do navio à rainha do império Palmira do século III, Zenóbia, da onde o seu nome se origina.

Outro fato curioso, que eleva tais apurações, é a inspiração arquitetônica no Palais Garnier, a popular casa de ópera da França, construída no século XIX.

Suas estruturas, que mesclam a arte barroca e renascentista, auxiliaram a equipe de desenvolvimento de Resident Evil: Revelations a construírem o salão principal do Queen Zenobia. E o resultado disso, vocês podem conferir a seguir:

Infelizmente, todo este requinte permanecerá nos anseios particulares e privilégios do imaginário, pois abordo do navio, estaremos à constância do perigo, diante das visitas indesejadas, os infectados pelo abominável T-Abyss. Além disso, enfrentaremos graves problemas técnicos e de manutenção; locais que expelem ar de homicídio, quando não estão inundados; e quedas de energia frequentes.

Infelizmente a arquitetura deslumbrante do Queen Zenobia ficará para depois.  

KIJUJU – AFRICA

Não há nada de tão amedrontador nas terras desoladas de Kijuju, na África, local fictício e sede de Resident Evil 5. Contudo, isto não quer dizer que esta belíssima representação, e pouco apresentada nos games, diga-se de passagem, não passe despercebida.

Aliás, a sua iluminação, uma das visualmente mais belas entre os jogos da franquia (ainda mais para a época), é de preencher os olhos. As paisagens deslumbrantes (e algumas sombrias), que variam entre cidades, aldeias, rios, cavernas e por aí em diante, nunca deixam a desejar, pelo contrário, são ricas em detalhes, não envelhecem e até hoje são motivos de orgulhos para a Capcom.

Também não é por menos, como se pode observar no making of acima, houve um investimento em peso nos aspectos cinematográficos do jogo, adotando tudo que há de melhor na respectiva indústria do cinema, o que incluiu técnicas da área, estúdios colossais e o primeiro uso da tecnologia criada para o filme Avatar (coisa pouca, não?).

A preocupação, neste título, como se pode observar, foi muito além e o resultado? Elogios da crítica especializada e muito, mas muito dinheiro.

RACCOON CITY

Entre a alegria e o infortúnio, Raccoon City é, indiscutivelmente, o palco dos momentos mais célebres da franquia. Em dois títulos (Resident Evil 2 e Resident Evil 3: Nemesis), conseguiu reunir alguns dos rostos mais idolatrados da franquia (Claire, Jill e Leon) e desenhar, para os seus futuros, um novo destino, envolvido pela teia emaranhada de vírus, armas biológicas e organizações anti-bioterroristas.

Os eventos em Raccoon City, relembrado, ainda, nos títulos atuais, não só ajudou a definir um novo curso para estes heróis, mas também para o mundo sediado pela franquia. Desse momento em diante, o bioterrorismo seria definido como um assunto de emergência entre os acordos políticos mundiais, criando, a partir dali, novas leis, organizações e grupos especializados para combater as suas ameaças.

Há algumas reinterpretações e citações do incidente em Raccoon. Além de reviver em live-action, no filme Resident Evil Apocalypse, que preferimos não adotar e alongar nesse discussão, os eventos de Raccoon City foram revisitados, rapidamente, na animação, Degeneration. Quanto a citação, há diversas, como nesta mesma animação citada, além dos jogos posteriores: Resident Evil 4, 5 e 6, que retratam sobre o ocorrido e suas consequências no respectivos jogos. 

Games

The Witcher 3: Wild Hunt Complete Edition chegará para Nintendo Switch este ano

Criadora da série anuncia que chegará para Nintendo Switch em 2019.

Por

Vencedor de mais de 800 prêmios, incluindo 250 prêmios de Jogo do Ano, The Witcher 3: Wild Hunt é um RPG ambientado em um fantástico mundo aberto cheio de aventura, perigo e mistério. Como o caçador de monstros profissional Geralt de Rivia, os jogadores devem partir em busca do Filho da Profecia – uma entidade poderosa que pode enviar o mundo em direção à destruição.

Ao longo do caminho, o bruxo se encontrará não só com  inimigos poderosos, mas também escolhas difíceis, cujas consequências repercutirão ao longo da narrativa épica do jogo.

Com lançamento previsto para este ano, o The Witcher 3: Wild Hunt Complete Edition para Nintendo Switch vem com o jogo base, além de todo o conteúdo adicional já lançado. Isso inclui as expansões de histórias, Hearts of Stone & Blood and Wine, assim como todos os 16 DLCs gratuitos. No total, a edição completa oferece mais de 150 horas de jogo.

A portabilidade do jogo para Nintendo Switch foi realizada pela Saber Interactive em colaboração com a CD PROJEKT RED.

Além do conteúdo citado acima, que já acompanha a Complete Edition, a caixa do jogo também virá com brindes físicos: um compendium do Universo de The Witcher, um mapa do jogo e adesivos.  

Continue Reading

Coberturas

E3 2019 | Nintendo Direct encerra conferências

Com três anúncios envolvendo The Legend of Zelda, Nintendo foi objetiva.

No último dia de conferências, sempre reservado à japonesa Nintendo, a Big N usou o palco para apresentar 43 minutos de um Nintendo Direct focado no universo de The Legend of Zelda.

Sem tantas novidades assim, a gigante nipônica foi objetiva nos anúncios que envolvem muitos conversões para o Nintendo Switch e alguns remakes ao lado de títulos inéditos.

Separamos abaixo três momentos destaques para comentar sobre a conferência da Nintendo na E3 2019. Confira!

1 – Domínio da Triforce

Como já era esperado, a franquia The Legend of Zelda vem sendo a grande aposta da Big N para seu novo console e também para sua aproximação com os fãs antigos e novos. Nesta E3, foram ao todo três anúncios relacionados à Link e seus amigos.

O mais esperado pelo público era o novo trailer do remake de The Legend of Zelda: Link Awakening para o Nintendo Switch. Junto ao trailer foram apresentados detalhes do gameplay e a data de lançamento, que ficou para 20 de setembro de 2019. Uma versão nomeada Dream Edition também foi confirmada com a inclusão de um artbook especial do jogo.

A segunda atração em relação a franquia foi o trailer de Cadence of Hyrule: Crypt of the Necrodancer feat. The Legend of Zelda. Revelando a presença do vilão Gohmaraca, o cross-over promete harmonizar a trilha sonora de Necrodancer com a jogabilidade clássica de The Legend of Zelda. Cadence, Link e Princesa Zelda são as personagens jogáveis.

Mas a maior novidade – e surpresa para o público – foi a revelação de uma sequência para The Legend of Zelda: Breath of the Wild. Sem título ainda definido, o novo jogo promete ser focado no gênero horror em masmorras. O game não teve data de lançamento confirmada.

2 – Banjo-Kazooie

Clássico do Nintendo 64, Banjo-Kazooie foi a surpresa da Big N para o Super Smash Bros. Ultimate e se juntam a The Hero (Dragon Quest XI) entre os cinco novos lutadores a dar as caras no jogo. Com certeza uma das novidades mais legais da conferência inteira!

3 – Mario e Sonic juntos!

É claro que a Nintendo não ia perder a oportunidade de se aproximar do público amante de esportes com os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 já próximos. E como fazer isso sem ser em grande estilo? Por isso a empresa foi atrás de um cross-over com a SEGA para colocar o maior velocista do mundo dos games contra o xodó da casa. Sim! Mario & Sonic at the Olimpic Games Tokyo 2020 é o passaporte da Big N para o maior evento multiesportivo a ser sediado em casa. Lançamento previsto para novembro de 2019.

O que mais rolou…

O Nintendo Direct ainda trouxe o anúncio de No More Heroes 3, Marvel Ultimate Alliance 3, e os remakes de Trails of Mana e Collection of Mana. Também tivemos o anúncio das conversões se Resident Evil 5 e 6 para Nintendo Switch, além de The Wichter 3.

Outras novidades incluem um modo multiplayer em Luigi’s Mansion 3 o adiamento para 2020 de Animal Crossing: New Horizons.

E assim as conferências da E3 2019 terminam com um gosto de quero mais. Mesmo com grande anúncios ao que parece nem mesmo a Nintendo conseguiu suprir o desejo do público. Isso pode se refletir também no fato de as desenvolvedoras estarem se preparando em definitivo para a entrada em uma nova geração de consoles e games.

Ao longo dos últimos dias você pode conferir mais sobre a E3 2019 aqui no VOLTS e também através do nosso Twitter (@sitevolts). Fique ligado, porque mais sobre as novidades da E3 2019 serão abordadas por aqui em breve!

Continue Reading

Coberturas

E3 2019 | Ubisoft e Square-Enix agitam o público

Com anúncio de filme na Netflix, segundo dia foi melhor para a Ubisoft

Nesta segunda-feira (10) as desenvolvedoras Ubisoft e Square-Enix subiram no palco da E3 2019 para anunciar suas novidades para o mundo do games e foram ambas bem recebidas pelo público com anúncios sensacionais entre títulos aguardados e atrações inéditas.

UBISOFT

A Ubisoft de início à sua conferência no período da tarde (Hora de Brasília) e trouxe para os fãs algumas surpresas. O destaque da conferência ficou em torno de três títulos: Whatch Dogs: Legion, Ghost Recon: Breackpoint e The Division (Movie).

Whatch Dogs: Legion

O terceiro jogo da franquia segue com uma pegada crítica ao abordar sua narrativa dentro de um cenário pós-Brexit numa Londres repressiva de um futuro próximo onde a tecnologia e ideologia militar impera.

Respeitando o subtítulo “Legion”, o jogo fica vasto em personagens disponíveis para dar sequência a trama de uma forma diversificada onde até mesmo uma velhinha assassina pode ser uma boa recruta.

Ghost Recon: Breakpoint

No trailer de Ghost Recon: Breakpoint somos introduzidos ao vilão, Coronel Cole D. Walker, que coordena uma ramificação sombria dos Ghosts: os Wolves.

A parte legal disso tudo é que Cole D. Walker é interpretado por Jon Bernthal (The Punisher e The Walking Dead). Ao que parece, agora teremos uma tendência mais solidificada de astros e estrelas do cinema e da TV atuando também em games.

The Division (Movie)

Mas talvez a maior novidade da conferência da Ubisoft tenha sido o anúncio da parceria com a Netflix para a produção do filme The Division estrelado por Jake Gyllenhaal (Donnie Darko e Homem-Aranha: Longe de Casa) e Jessica Chastian (A Hora mais Escura e It, A Coisa – Parte 2). O filme será dirigido por David Leitch (John Wick e Deadpool 2).

O anúncio foi feito durante a apresentação de The Division 2, que estará de graça em todas as plataformas entre 13 e 16 de junho. As atualizações, chamadas “Episódios” serão lançadas ao passar do ano sendo a última confirmada até o momento (Episódio 3) no início de 2020.

SQUARE-ENIX

Já por volta das 22h (Hora de Brasília) a japonesa Square-Enix cumprindo o papel de abrir o espaço para os asiáticos na exposição. Sem a Sony, a desenvolvedora brilhou sozinha na noite de segunda-feira (10) e trouxe alguns títulos envolventes para o público com destaque para: Final Fantasy 7 Remake e Marvel The Avengers, protagonistas da noite.

Final Fantasy 7 Remake

Aerith e Cloud abriram a conferência já mostrando o que esperar deles no remake do clássico FF7. Logo em seguida, mais detalhes sobre sua jogabilidade foi apresentada pelos produtores do jogo que confirmaram ser possível controlar todas as personagens em batalha e também o fim da tela parada de combate.

Os visuais de Tifa Lockhart e Sepiroth também foram revelados durante a exibição de um trailer estendido. O lançamento de Final Fantasy 7 Remake está previsto para 03 de março de 2020.

Marvel The Avengers

Outra novidade destaque da Square-Enix, o jogo dos Vingadores promete uma trama inédita em relação aos quadrinhos e ao MCU. Com a equipe principal formada por Capitão América, Homem de Ferro, Thor, Hulk e Viúva Negra, a produção em parceria com a Crystal Dynamics, terá atualizações anuais com foco no modo online.

Personagens como Hank Pym, o Homem-Formiga, já estão confirmados como parte das personagens-extras a serem inseridas com as atualizações gratuitas prometidas para o jogo. Sobre a trama, o trailer revela uma possível “morte” de Steve Rogers e um mundo onde os Vingadores são derrotados por seus maiores inimigos (alguns como Treinador, Abominável e Ultron aparecem de relance no vídeo). O jogo está previsto para Maio de 2020 no Xbox One, PS4, Stadia e PC.

Concluíndo

No segundo grande dia de conferências o que se pode ver foi uma maior liberdade das desenvolvedoras em anunciar suas atrações.

O grande destaque fica por conta da Ubisoft com sua jogada em multimídia junto à Netflix. Com certeza quem não jogou The Division vai querer jogar só para conferir o filme com Jake Gyllenhaal e, de quebra, deve se aventurar na sequência também anunciada na E3 2019.

Já para a Square-Enix, o bom trailer de Final Fantasy 7 Remake foi seu maior trunfo. Demais atrações não tiveram tanto impacto. Isso porque Marvel The Avengers parece ter dividido o público com o visual inusitado dos heróis mais famosos do momento.

Confira mais sobre a E3 2019 aqui no VOLTS ao longo da semana e acompanhe tudo em tempo real através do nosso Twitter (@sitevolts) onde a cobertura acontece cheia de emoção!

Continue Reading