Livros e HQ's

ESPECIAL GOT | De onde vieram os ovos de dragão da Dany

Quando os leitores das Crônicas de Gelo e Fogo e os espectadores de Game of Thrones (HBO) se depararam com a futura mãe de dragões, Daenerys Targaryen, recebendo três ovos belíssimos e petrificados como presente de casamento poucos questionaram de onde realmente vieram as relíquias dadas a ela por Illyrio Mopatis, Magíster de Pentos.

O rico mercador de especiarias diz apenas que as relíquias vieram das longínquas Terras Sombrias, depois de Asshai, e que teriam se tornado como pedras com os eons do tempo.

Mas será mesmo? Uma parte tão importante da identidade de Daenerys teria vindo de um lugar tão distante sem nenhuma ligação com sua ascendência? É sabido que dragões voaram para vários lugares no mundo e colocaram ovos por alguns deles, mas mesmo assim…

Dany recebe os ovos de presente de casamento – HBO

Pois bem, a dúvida foi sanada (ou não) com a chegada do novo livro de George R.R. Martin ambientado no mundo de Gelo e Fogo, Fire & Blood (Fogo & Sangue no Brasil, pela Suma Editora)e a resposta sobre a origem dos ovos de dragão chocados pela Nascida na Tormenta não poderia ser mais simples: eles vieram de Pedra do Dragão, o antigo assento Targaryen em Westeros.

O rapto dos ovos, como vamos chamar o episódio, nos leva de volta ao reinado de Jaehaerys I, o Velho Rei, que governou os Sete Reinos de 48 a 103 A.C., período em que sua irmã mais velha Rhaena Targaryen fixou residência em Pedra do Dragão com seu esposo Androw Farman, sua cunhada Elissa Farman, esta a parte mais importante da confusão, sua filha Aera e outras preferidas.

Rhaena era casada com Androw, mas sua afeição era de Elissa, porém a jovem, mesmo gostando da cunhada e, dizem, amante, gostava mais ainda de navegar. A vida deles foi cheia de confusões e mortes, mas seria preciso todo um outro texto para isso.

O que nos interessa aqui é que após viver um tempo na ilha de Pedra do Dragão, Elissa Farman começou a ficar inquieta. “Tinha ouvido o chamado do mar, ela disse para a rainha Rhaena, era hora de ir embora”. Rhaena era chamada de Rainha do Leste, sem ser mesmo rainha de nada após ter sido destronada em favor do irmão.

Ilustração de Doug Wheatley, presente em Fogo & Sangue

Na manhã seguinte à conversa das duas, Farman foi embora. De Derivamarca ela chegou a Pentos, e então a Braavos, em um navio. Rhaena não sabia que Elissa tinha ido tão longe, e após 15 dias ainda acreditava que ela estava no máximo em Derivamarca quando então o comandante da guarnição do castelo, Sor Merrell Bullock, comunicou que nada menos que três ovos de dragão tinham sumido da fortaleza.

Furiosa, Rhaena pressionou o marido para saber se havia sido cúmplice da irmã e e ordenou que Bullock rastreasse Elissa, o que ele pode fazer só até Pentos.

Neste ponto a Rainha do Leste voa até Porto Real para informar Jaehaerys do rapto dos ovos. Rhaena sabia já então que o interesse da cunhada não era nas bestas que poderiam nascer, mas no dinheiro que os ovos valiam.

Elissa então, como especulado pelos Targaryen, vende os ovos, compra um navio, contrata uma tripulação e segue para navegar até o fim do mundo (ou quase isso). Mas ela também muda de nome, para Alys Westhill. Elissa e os ovos jamais são encontrados. Tão pouco dragões nascem no leste, o que era o mais temido pelos Targaryen, uma vez que qualquer um com o domínio sobre três dragões poderia desafiar seu poderio sobre Westeros e sua excepcionalidade sobre todo mundo.

Mais de 200 anos depois (bem mais recente que eons de tempo) especula-se que o rico mercador de Pentos tenha dado a sorte de encontrar ovos de dragão petrificados para presentear a sua protegida Daenerys onde ele disse que encontrou mesmo, já que sem os ovos eclodirem e com cada vez menos dragões no mundo seu preço foi subindo e eles foram sendo vendidos.

É preciso ressaltar que essa ligação, aparentemente simples, não foi efetivamente feita por Martin, já que em Fogo & Sangue não são expressas as ligações com os eventos das Crônicas, mas não é preciso pensar muito para perceber que os ovos que deram origem a Drogon, Rhaegal, e Viseryon são os mesmos roubados e vendidos por Elissa Farman durante o reinado do Velho Rei.

Game of Thrones, com nada disso em sua trama, volta para sua última temporada no dia 14 de abril.