Disney | Conheça os próximos live-action





08/07/2019 - Atualizado às 18:45


O Rei Leão estreia no próximo dia 18 e estamos muito animados para rever (ou ver pela primeira vez) as aventuras de SimbaTimão Pumba. E pelos anúncios que acompanhamos até aqui, a Disney não vai parar em O Rei Leão e está empenhada em reviver seus filmes clássicos.

Quer dizer, nós meio que já vimos isso com Aladdin, Cinderella, A Bela e A Fera e Mogli – O Menino Lobo. Agora, a Disney já sabe a fórmula do sucesso e vai continuar o trabalho. Mas depois de O Rei Leão, você sabe quais as próximas histórias a ganhar uma adaptação em live-action? Confere aqui com a gente:

1 – Mulan

O filme original foi lançado em 1998 e conta a história de Mulan, uma jovem chinesa que sofre a angústia de ver o seu pai, doente, ser convocado para a guerra contra os mongóis. Não há outra opção: ele precisa servir na batalha para honrar a família. Numa decisão arriscada, a jovem se disfarça de homem e se apresenta no lugar do pai. Agora, ela precisa lutar na guerra e voltar viva. E esse enredo ainda se mantém no remake live-action, que conta com a direção de Niki Caro (Encantadora de Baleias, Terra Fria). No elenco, diversas estrelas do cinema chinês, como:
Liu Yifei, Cheng Pei-Pei, Jet Lie,Donnie Yen, Li Gong, Jason Scott Lee e Ron Yuan. A estreia está prevista para março de 2020.

Liu Yifei como Mulan

2 – A Dama e o Vagabundo

Com data ainda a ser anunciada, A Dama e o Vagabundo são na verdade uma cadelinha com pedigree cocker spaniel e um vira-lata de rua, que se apaixonam e passam por diversas aventuras juntos. O clássico é de 1955 e marcou a época com sua bela trilha sonora. No remake, Charlie Bean (Lego Ninjago: O Filme) assume a direção, enquanto Andre Bujalski fica no roteiro. Tessa Thompson, Justin Theroux, Ashley Jensen, Kiersey Clemons, e Thomas Mann fazem parte do elenco. O filme vai ser exclusivo da nova plataforma de streaming do estúdio, Disney+.

Animação A Dama e o Vagabundo

3 – A Pequena Sereia

A jovem sereia Ariel está curiosa sobre a vida na terra, depois de ficar insatisfeita com o fundo do mar. Ela acaba se apaixonando por um príncipe humano e faz um acordo com a bruxa Úrsula: ela quer se tornar humana. E nessa história, lançada em 1989, Ariel tem que enfrentar muita coisa para viver seu grande amor. No remake de A Pequena Sereia, os desafios começam desde a escalação do elenco: Halle Bailey foi escolhida para viver a sereia no live-action. Até aí, tudo bem. Porém, a decisão gerou críticas na Internet: muitos internautas alegam que uma sereia não pode ser interpretada por uma atriz negra (oi?). Aqui no Volts já falamos sobre a importância de um elenco diversificado. Não temos dúvidas que Halle fará um bom trabalho nessa adaptação, que contará com canções originais e com o retorno de Alan Menken, compositor da trilha sonora da animação original. Na direção, Rob Marshall (Mary Poppins Returns). A data de estreia ainda será anunciada.

Halle Bailey será Ariel nos cinemas

4 – Cruella

Eu tenho certeza que Cruela veio de um lugar que é bem cruel” essa são as palavras que Roger canta para sua esposa Anita, ao falar de Cruella de Vil, na animação 101 Dálmatas. Uma das vilãs mais aclamadas da Disney, Cruella roubava filhotes de dálmatas para fazer um casaco. O filme live-action não será um remake, já que acompanha a vida da personagem em sua juventude e mostra de onde surgiu seu ódio por dálmatas, além do início da parceria com seus capangas. Emma Stone viverá a personagem e há rumores de que Nicole Kidman possa ser a antagonista do filme. Craig Gillespie (Eu, Tonya) está responsável pela direção. A previsão de estreia de Cruella é dezembro de 2020.

A icônica vilã Cruella de Vil

5 – Pinóquio

A história do boneco que tenta se tornar um menino de verdade, apesar de estar na lista de próximas produções, está sofrendo alguns problemas ao longo do caminho. Paul King (Paddington 2) havia assumido a direção, mas abandonou o comando do projeto por motivos pessoais. Agora, a Disney procura um novo nome para diretor. Não se sabe ainda o quanto a saída de King alterou o andamento do projeto, já que ele, ao lado de Chris Weltz e Simon Farnaby, assinam o roteiro. Quanto ao elenco, os rumores são que Tom Hanks possa assumir o papel de Gepetto, mas a Disney nunca se pronunciou oficialmente sobre o assunto. Apesar dos problemas, a expectativa é que tudo dê certo, já que Pinóquio tem uma história especial: foi o segundo lançamento da Walt Disney e venceu dois Oscars: melhor trilha sonora original e melhor canção original.
A Netflix está desenvolvendo uma animação stop-motion com a história do boneco, mas em uma versão mais sombria.

Pinóquio

A Branca de Neve e os Sete Anões, O Corcunda de Notre Dame, filmes baseados no Príncipe Encantado e na Tikerbell também estão cotados para serem adaptados para live-action. Entre lançamentos para o cinema e para o serviço de streaming, sabemos que a Disney não vai parar. E o lançamento imediato após O Rei Leão é a sequência de Malévola, que traz de volta Angelina Jolie no papel principal, que chega aos cinemas no dia 18 de outubro.