Connect with us
Image Map

Artigos

Despedida de Rick e o melhor episódio de The Walking Dead

De tanto a gente pedir ele veio: um episódio histórico em The Walking Dead.

Foto: Divulgação/AMC

Seria praticamente impossível imaginar que a despedida de um protagonista tão marcante quanto Rick Grimes (Andrew Lincoln) pudesse render um episódio tão bom quanto o que foi apresentado nesse domingo (4) em The Walking Dead. Repleto de referências ao próprio universo, o episódio foi recheado de surpresas, flashbacks e boas impressões sobre o que guarda o futuro da série.

Do início ao fim, “What Comes After” expôs os fantasmas mais íntimos de Rick Grimes, com quem fez questão de fazer as pazes. O episódio revisitou locais icônicos da história da série, como o hospital da primeira temporada, a fazenda, o carro e referenciou até o cavalo que usou no primeiro episódio da série. Shane (Jon Bernthal), Hessel (Scott Wilson, que morreu no início de outubro) e Sasha (Sonequa Martin-Green) participaram de diferentes flashbacks. Em um dos mais marcantes, Rick aparece caminhando entre pilhas de personagens mortos – uma das cenas mais simbólicas do episódio.

Outro acerto de “What Comes After” foi não ter dedicado os quase 50 minutos ao arco de despedida – decisão tomada com mais frequência do que o desejado nas últimas temporadas. Foram reservados para este fatídico dia o avanço de dois importantíssimos temas: encontro de Maggie (Lauren Cohan) e Negan (Jeffrey Dean Morgan); e uma nova aparição do helicóptero. Uma combinação explosiva.

Em entrevista ao programa oficial da série, o Talking Dead, Andrew Liconl falou sobre o que espera dos próximos passos da franquia. “Não é o começo do fim, é o fim do começo. E gosto da ideia de contar uma história maior, talvez com uma espécie de visão mais ampla. E sempre estive interessado no que está acontecendo, sabe, se há ou não contato com o resto do mundo. Eu quero saber o meta disso tudo. E eu suponho que poder falar sobre isso em uma história contida para mim é uma proposta muito interessante … Talvez seja o começo de uma história maior”, disse.

E posso especular sobre? O desfecho de Rick no episódio desse domingo aponta um futuro muito interessante para a franquia. Os choros de Daryl (Norman Reedus), Michonne (Danai Gurira) e Carol (Melissa McBride) devem ser sentidos nos próximos episódios ao mesmo tempo suas vozes devem ganhar força com o salto temporal que está por vir. No meio disso tudo, surge a esperança da volta de Rick Grimes, que se despediu da série, mas não da forma como imaginamos e tornando o público o único cúmplice da sobrevivência do pai de Carl.

Toda a pressão da audiência por melhores episódios tem resultado na melhor temporada em anos. Pessoalmente, aponto que desde a quinta. Episódios com excelente estrutura narrativa, ótimo ritmo e ganchos tão bons quantos os que fizeram a série explodir em audiência em sua gênese. Falta reduzir o elenco? Falta. Mas o foco agora é outro e se chama Judith Grimes.

Em alta agora