Connect with us
Image Map

Crítica

Crítica | Altered Carbon – Temporada 1

Já disponível na Netflix; assista!

A nova grande série da Netflix. Essa pode ser uma das descrições para Altered Carbon. É vaga, mas as mais próximas também não fazem jus ao emaranhado de estilos presentes nessa específica produção da Netflix.

Baseada no romance homônimo de Richard Morgan (2002), a série traz 10 episódios misturando romance policial, cyberpunk e com pitadas de sátira gótica, entregues por ninguém menos que uma AI de Edgar Alan Poe, para contar a história de Takeshi Kovacs, um homem obrigado a viver em um mundo moldado sobre seu fracasso.

Mas uma coisa  que não se pode afirmar sobre a produção de Laeta Kalogridis é que tenha sido econômica. É dispendiosa, não mede em ninharias na hora da violência, sexo, nudez, famílias disfuncionais, amores disfuncionais, complexos de divindade, degradação social, debate filosófico e humor seco.

Outro lado em que também não economiza é nos clichês do cyberpunk. Sempre chove no futuro distópico, seja porque se espera que a humanidade tenha destruído o equilíbrio ambiental de vez, seja porque nada dá à uma história tanta melancolia, ou mesmo porque nenhum outro efeito climático mostra tão bem a quantidade absurda de neon usado nas cidades.

As portas dos carros abrem para cima, claro. É sempre noite, também por conta do neon e da prostituição. Há ringues de briga até a morte comandados por empresários de cabelo colorido e sorriso traiçoeiro, que também só podem funcionar a noite. O protagonista usa, sim, um sobretudo preto com a gola levantada o tempo todo, como não poderia faltar em uma espécie de policial noir.

Mesmo nas cenas à luz do dia, não há luz natural. Apenas nos flashbacks de 250 anos há luz do sol. Nem sobre as nuvens o sol brilha.

Um homem sem alma

Altered Carbon é uma história sobre a humanidade, questionando a vida, a morte, o que faz de alguém humano? O que faz você ser você? Seu corpo? Suas memórias? Seu gênero? Ser capaz de amar? Ou é apenas a certeza de ser perene, de um dia não mais existir? É ter uma alma imortal? Mas o que é essa alma?

Vemos Takeshi Kovacs primeiro em seu segundo corpo, asiático, para depois entrar a versão branca, a versão que ele não escolheu. Era de se esperar que em uma história talvez mais direta, que Kovacs desenvolvesse uma enorme crise de identidade, mas ele já havia sido despido desse luxo quando ainda criança foi posto no corpo de um homem adulto. As crises de identidade são reservadas para aqueles que ainda tem sentimentos.

Para alguém que já preencheu tantos corpos, Kovacs é seco, quase sem alma. Alguém que não se importa com nada além de si mesmo. Ainda que isso mude aos poucos, em um primeiro momento nosso herói é uma máquina de matar, transformado em bicho de estimação (com garras).

Ele é contratado por Laurens Bancroft (James Purefoy), um dos Meths (pessoas ricas que vivem centenas de anos apenas trocando de corpos) para solucionar o seu assassinato. Daí para a frente a história segue uma rede de intrigas e pessoas entrando e saindo de corpos e fazendo os piores usos deles.

As memórias, essas são o bem mais precioso que alguém pode ter. Mantê-las em um stack, espécie de cartão de memória feito com tecnologia alienígena, é caro. Mais caro ainda é colocar de volta em um corpo humano, sintético ou clonado, à escolha do freguês.

Deuses entre os homens

Em dado momento todo o futurismo de Altered Carbon encontra Frankenstein, um dos clássicos da ficção científica, que assim como a história de Morgan, trata um lado mais orgânico do desenvolvimento tecnológico.

Mas a fonte de referências clássicas vai ainda mais distante no tempo. Homens de centenas de anos, os Matusaléns, vivem em casas sobre as nuvens, vestindo na maioria das vezes o branco dos deuses do Olimpo e dos romanos. A partição entre essas pessoas e os pobres não é apenas psicológica e simbólica, mas física, colocando muito mais que bairros de distância entre eles, mas literalmente o céu.

Um milionário que de noite paga para bater em prostitutas, mas que pela manhã salva da fome uma colônia de infectados, cujo contato o leva a nada menos que a morte temporária. É o próprio Cristo, cordeiro em sacrifício por aquele povo desgraçado, voltando dias depois para repetir o ciclo messiânico, e expurgar seus próprios pecados.

A família Bancroft, inclusive, é um desfile de referências às contendas dos deuses. Há uma deusa mesquinha e manipuladora, um deus mais jovem que tenta se provar para o pai, que por sua vez tem os maiores complexos de divindade de todos, uma filha que usa o corpo da mãe. Não há limites morais quando se tem a eternidade e recursos ilimitados

Ouroboros, a serpente do infinito não foi esquecida, está no braço do herói, no de sua irmã, no colar da mãe, na abertura da série. O anjo da punição também aparece, nascido da tragédia de uma mulher cujo fruto lhe foi arrancado.

Anjos da Morte

Os personagens de Altered Carbon são complexos, uma boa parte deles é extremamente mesquinha, outra parte são pessoas pelas quais se torce com todas as forças, ainda que meçam de forma muito pouco justa quem vive e quem morre.

Poucas séries matam tantas prostitutas e funcionários de empresas sem ética quando Altered Carbon. Terríveis longos minutos são dedicados a mostrar como as ações de pessoas que só estão fazendo o seu trabalho (sujo), e esperando o sinal de ir para casa, ganham como retribuição um massacre.

Mas outras coisas vem a passos mais lentos, como as motivações da antagonista e par romântico de Kovacs, a detetive Kristen Ortega (Martha Higareda), ou quem é de fato o grande vilão dessa história.

Aliás, as voltas que se dá para apresentar o vilão (como tal) e descortinar seu plano diabólico. Plot Twist é outra coisa em que AC não economiza.

O elenco é outro tiro certeiro. Um dos mais diversificados já apresentados em uma produção de alto nível. Casais interraciais, amizades interfaciais, mulheres vilãs e heroínas, nem o protagonista branco é mesmo branco. Mas não há dúvidas de que os Meths sejam.

Altered Carbon, neste ponto, é sobre o agora, sobre uma comunidade mista lutando para que homens brancos não sejam imbuídos de poder divino, e, mesmo falhando, para que mais tarde paguem pelo seu distanciamento da humanidade.

Uma das passagens mais especiais é quando a série volta para o passado de Kovacs em alguns episódios e mostra a luta da resistência, o treinamento físico e ideológico proporcionado por Quellcrist Falconer (Renee Goldsberry), a mentora e amor da vida de Kovacs.

É talvez a primeira vez em que uma série da Netflix entregou de forma equilibrada o passado e o presente de um protagonista, sem fazer com que um dos tempos passasse a ser enfadonho.

Altered Carbon é, nas palavras de suas prostitutas, a realização de todos os seus sonhos, incluindo seus pesadelos.

Continue Lendo
Publicidade
54 Comments

54 Comments

  1. Pingback: Entenda ‘Altered Carbon’, nova série da Netflix, em um minuto – Volts

  2. Pingback: Volts

  3. gamefly free trial

    2 de Maio de 2019 at 10:22

    Hi there, after reading this awesome post i am too glad to share
    my experience here with friends.

  4. gamefly free trial

    3 de Maio de 2019 at 10:40

    Wow! This blog looks exactly like my old one! It’s on a entirely
    different subject but it has pretty much the same page
    layout and design. Wonderful choice of colors!

  5. download minecraft

    8 de Maio de 2019 at 12:48

    Does your site have a contact page? I’m having trouble locating it but,
    I’d like to shoot you an e-mail. I’ve got some suggestions for your blog
    you might be interested in hearing. Either way, great site
    and I look forward to seeing it improve over time.

  6. g

    12 de Maio de 2019 at 00:01

    Fastidious response in return of this difficulty with real arguments and telling all regarding that.

  7. minecraft free download pc

    17 de Maio de 2019 at 00:40

    Thank you for some other informative site. The place
    else may just I am getting that kind of information written in such an ideal way?
    I’ve a undertaking that I’m simply now operating on, and I have been at the look out for such information.

  8. minecraft download pc

    17 de Maio de 2019 at 12:13

    Your method of describing everything in this paragraph is
    truly pleasant, every one can without difficulty know it, Thanks a lot.

  9. how to get help in windows 10

    29 de junho de 2019 at 00:08

    I don’t even know the way I ended up here, but I believed this publish was great.
    I do not know who you’re however definitely you’re going to a
    famous blogger for those who aren’t already. Cheers!

  10. how to get help in windows 10

    16 de julho de 2019 at 22:09

    Hello to every one, the contents existing at this web site are genuinely amazing
    for people experience, well, keep up the nice work fellows.

  11. plenty of fish dating site

    25 de julho de 2019 at 07:35

    Excellent, what a web site it is! This weblog provides useful
    facts to us, keep it up.

  12. natalielise

    26 de julho de 2019 at 00:22

    I blog often and I truly appreciate your content. This great article has truly peaked my interest.
    I’m going to take a note of your website and keep checking for new
    information about once per week. I subscribed to your RSS feed as
    well. natalielise plenty of fish

  13. pof

    31 de julho de 2019 at 14:34

    This is very interesting, You are a very skilled blogger.

    I have joined your feed and look forward to seeking more
    of your fantastic post. Also, I’ve shared your website in my social networks!

  14. plenty of fish

    1 de agosto de 2019 at 01:52

    Hey! I understand this is somewhat off-topic however I had to
    ask. Does managing a well-established website like yours require a lot of work?
    I am completely new to blogging however I do write in my journal everyday.

    I’d like to start a blog so I will be able to
    share my personal experience and views online.
    Please let me know if you have any suggestions or tips for
    brand new aspiring bloggers. Appreciate it!

  15. plenty of fish dating site

    13 de agosto de 2019 at 10:18

    Can you tell us more about this? I’d like to find out more details.

  16. descargar facebook

    18 de agosto de 2019 at 15:00

    Useful information. Fortunate me I found your site by chance, and I am stunned why this twist of fate
    didn’t happened earlier! I bookmarked it.

  17. health benefits of coconut oil

    25 de outubro de 2019 at 11:46

    Heya i am for the first time here. I came across this board and
    I in finding It truly useful & it helped me out much.
    I am hoping to offer something back and aid others like you helped me.

  18. coconut oil benefits

    5 de novembro de 2019 at 03:01

    Your means of describing everything in this post is in fact nice,
    all can without difficulty know it, Thanks
    a lot.

  19. benefits of coconut oil

    9 de novembro de 2019 at 05:37

    Very nice post. I just stumbled upon your blog and wished to
    say that I have really enjoyed surfing around your blog posts.
    In any case I’ll be subscribing to your rss feed and I hope you write again very soon!

  20. plenty of fish dating site

    10 de novembro de 2019 at 06:14

    Great article.

  21. are coconut oil

    14 de novembro de 2019 at 03:15

    Amazing issues here. I’m very happy to peer your post.
    Thanks so much and I’m looking ahead to contact you.
    Will you please drop me a mail?

  22. with coconut oil

    15 de novembro de 2019 at 03:42

    It’s fantastic that you are getting thoughts from this article as well as from our dialogue made at this place.

  23. coconut oil for

    15 de novembro de 2019 at 14:04

    Hey! I know this is kinda off topic but I was wondering which blog platform are you using for this website?
    I’m getting fed up of WordPress because I’ve had issues with hackers and I’m looking at alternatives for another platform.
    I would be awesome if you could point me in the direction of a
    good platform.

  24. the coconut oil

    16 de novembro de 2019 at 11:14

    I loved as much as you will receive carried out right here.
    The sketch is attractive, your authored material stylish.
    nonetheless, you command get got an nervousness over that you wish be
    delivering the following. unwell unquestionably come further formerly again as exactly the same nearly
    very often inside case you shield this increase.

  25. plenty of fish dating site

    17 de novembro de 2019 at 04:41

    Hi Dear, are you truly visiting this web site regularly, if so
    afterward you will without doubt get nice know-how.

  26. http://tinyurl.com

    19 de novembro de 2019 at 07:28

    Why people still make use of to read news papers when in this technological globe the whole thing is available on web?

  27. http://tinyurl.com/

    20 de novembro de 2019 at 08:41

    I am really enjoying the theme/design of your site. Do you
    ever run into any web browser compatibility problems? A couple of my blog visitors have complained about my blog not operating correctly in Explorer but
    looks great in Chrome. Do you have any solutions to help fix this
    problem?

  28. http://tinyurl.com/quest-bars-cheap-77971

    20 de novembro de 2019 at 11:39

    Wow that was unusual. I just wrote an really long comment but after I clicked submit my
    comment didn’t appear. Grrrr… well I’m not writing all that over again. Anyhow, just wanted to
    say superb blog!

  29. tinyurl.com

    20 de novembro de 2019 at 17:05

    There is certainly a great deal to find out about this topic.

    I really like all the points you’ve made.

  30. tinyurl.com

    21 de novembro de 2019 at 21:04

    Hi there, the whole thing is going perfectly
    here and ofcourse every one is sharing data, that’s genuinely fine, keep up writing.

  31. coconut oil then

    25 de novembro de 2019 at 15:59

    Pretty section of content. I just stumbled upon your blog and in accession capital to assert that I get actually enjoyed account
    your blog posts. Anyway I will be subscribing to your feeds and even I achievement you
    access consistently quickly.

  32. plenty of fish dating site

    25 de novembro de 2019 at 23:54

    Wow, superb blog layout! How long have you been blogging for?
    you made blogging look easy. The overall look of your website is
    wonderful, as well as the content!

  33. quest bars cheap coupon twitter

    3 de dezembro de 2019 at 02:58

    I visited multiple web pages but the audio quality for audio songs present at this web
    site is in fact marvelous.

  34. quest bars cheap coupon twitter

    3 de dezembro de 2019 at 19:24

    Saved as a favorite, I really like your web site!

  35. ps4 games

    5 de dezembro de 2019 at 19:05

    of course like your web-site however you need to check the spelling on several of your posts.
    Several of them are rife with spelling problems and I find it very bothersome to inform the reality then again I’ll definitely come back
    again.

  36. quest bars cheap

    10 de dezembro de 2019 at 00:59

    Yes! Finally something about quest bars cheap.

  37. ps4 games

    10 de dezembro de 2019 at 19:10

    It’s perfect time to make a few plans for the long run and it’s
    time to be happy. I have read this put up and if I could I desire to suggest you some interesting issues or tips.
    Perhaps you can write next articles relating to this article.
    I want to read even more things approximately it!

  38. ps4 games

    11 de dezembro de 2019 at 15:12

    Saved as a favorite, I like your website!

  39. ps4 games

    12 de dezembro de 2019 at 14:59

    Thanks for your personal marvelous posting! I truly enjoyed reading it,
    you will be a great author. I will be sure to bookmark your blog and will
    often come back in the foreseeable future. I want to encourage that you continue your great job, have a nice evening!

  40. plenty of fish vs match.com free trial

    30 de dezembro de 2019 at 04:55

    Pretty component of content. I just stumbled upon your weblog and in accession capital to assert that I get in fact loved account
    your weblog posts. Anyway I’ll be subscribing in your augment and even I success you get entry
    to constantly rapidly.

  41. match.com free trial

    30 de dezembro de 2019 at 15:56

    Everything said made a lot of sense. But, think on this, suppose
    you wrote a catchier title? I ain’t saying your content isn’t good, but what if you
    added a headline that grabbed folk’s attention? I mean Crítica | Altered Carbon – Temporada 1 | Volts is kinda plain.
    You ought to glance at Yahoo’s home page and
    note how they create article titles to grab people to click.
    You might add a video or a related picture or two to get people interested
    about what you’ve written. Just my opinion, it would bring your posts a little livelier.

  42. sling tv

    31 de dezembro de 2019 at 20:01

    Hi friends, its impressive piece of writing on the topic of
    teachingand completely defined, keep it up all the time.

  43. sling tv

    7 de janeiro de 2020 at 06:45

    Hello! I simply would like to give you a big thumbs up for your great info you have right here
    on this post. I am coming back to your website for more soon.

  44. sling tv

    13 de janeiro de 2020 at 20:51

    If you are going for most excellent contents like me,
    just pay a visit this website daily as it offers feature contents, thanks

  45. sling tv

    15 de janeiro de 2020 at 09:42

    Everything is very open with a really clear explanation of the challenges.
    It was definitely informative. Your website is
    very useful. Thank you for sharing!

  46. sling tv

    16 de janeiro de 2020 at 22:18

    Hey! I’m at work browsing your blog from my new iphone!
    Just wanted to say I love reading through your blog
    and look forward to all your posts! Keep up the outstanding work!

  47. sling tv

    29 de janeiro de 2020 at 01:08

    Howdy! I’m at work browsing your blog from my new iphone!
    Just wanted to say I love reading through your blog and look forward to all your posts!
    Keep up the fantastic work!

  48. Lindsay Rosenwald

    8 de fevereiro de 2020 at 13:27

    Excellent web site you have got here.. It’s difficult to find
    quality writing like yours these days. I really appreciate individuals like you!
    Take care!!

  49. home.robotedu.org

    9 de fevereiro de 2020 at 02:19

    Hello! Do you use Twitter? I’d like to follow you if that would
    be ok. I’m definitely enjoying your blog and look forward
    to new updates.

  50. Chase

    9 de fevereiro de 2020 at 08:11

    I was recommended this web site by my cousin. I’m not sure whether this post is written by him as
    no one else know such detailed about my difficulty.
    You’re incredible! Thanks!

  51. www.gooptic.com

    10 de fevereiro de 2020 at 06:33

    What’s up, this weekend is pleasant designed for me, for the reason that this
    occasion i am reading this fantastic educational piece of writing here at my home.

  52. Brookwood Camps

    10 de fevereiro de 2020 at 09:58

    Hi! I know this is sort of off-topic however I needed to ask.
    Does building a well-established website such as yours take a lot of work?

    I am brand new to operating a blog but I
    do write in my diary every day. I’d like to
    start a blog so I will be able to share my experience and views online.
    Please let me know if you have any suggestions or
    tips for new aspiring bloggers. Appreciate it!

  53. Percy

    12 de fevereiro de 2020 at 05:09

    I got this site from my pal who shared with me regarding this site
    and now this time I am browsing this site and reading very
    informative content at this time.

  54. ig

    14 de fevereiro de 2020 at 03:42

    Please let me know if you’re looking for a writer for your site.
    You have some really great posts and I believe I would be a good asset.
    If you ever want to take some of the load off, I’d really like to
    write some content for your blog in exchange for a link back to mine.
    Please blast me an email if interested. Thank you!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Crítica

Crítica | She-Ra e as Princesas do Poder (4ª Temp.)

Nova fase da animação revelou alguns segredos e prepara público para ponto de virada na série.

A Honra de GraySkull está mantida? Talvez. A resposta para a pergunta somente na próxima temporada de She-Ra e as Princesas do Poder em 2020. Um ano depois da estreia da série, a 4ª temporada (que estreou 5 de novembro) deixou um sentimento de “e agora?” muito forte durante o processo de introdução de novos elementos.

Ressalto aqui também que quem leu a review da temporada anterior pode perceber que acertei na teoria. A antiga She-Ra daria as caras (embora somente em flashbacks da Madame Rizzo) e a aparição do Rei Micah seria agora justo após a morte de Ângela (que agora tenho minhas dúvidas!). Micah apareceu, mas não como o Cavaleiro Vermelho, como é na trama original. Nem um demérito ao reboot por causa disso. Só na traição de Sombria que minha pergunta permanece no ar. Seguindo!

Das quatro temporadas apresentadas até aqui, a última é a mais intensa. O fato de voltar a ter 13 episódios ajudou bastante. Mais tempo de tela reforça a construção de todas as personagens: protagonistas, coadjuvantes e antagonistas.

Foi o que Noelle Stevenson fez com a sua equipe de roteiristas. Para esse review focaremos em um trio de personagens e um extra: Cintilante, Mara e Scorpia, além de Hordak.

A coroação da jovem Cintilante, após o sacrifício de Ângela, deveria ter amadurecido a personagem. Cintilante, ao meu ver, foi a quem menos evoluiu nesta temporada. Ou melhor, até tenha evoluído, mas em consequência o seu lado mimado acompanhou o processo. Sua compostura diante dos amigos e aliados revela muita insegurança. Normal, se considerarmos que agora como rainha ela não estava preparada para o papel e a perda da mãe. No entanto, seus atos desesperados forçaram toda Etheria conhecer um obstáculo bem mais difícil que Hordak e Felina.

A nova rainha mudou o visual, mas não mudou as atitudes

Por outro lado, conhecemos Mara. Até então apenas citada ou em aparições rápidas, a personagem foi uma das protagonistas do episódio “Heroína” e nos ajudou a entender o que realmente estava se passando no planeta. A She-Ra anterior, que é um acréscimo bem válido à mitologia da franquia, resgata a personagem Mara com muito empenho e nos revela que os “Primeiros” (por que não Eternianos?) tem um propósito não tão nobre e abre espaço para novas apostas e teorias. Sua relação com a Esperança da Luz e Madame Rizzo chegam ao grau de melancolia na trama e dão o tom mais solene à temporada. Impossível não se identificar com ela.

Como já está bem claro, as chances de He-Man fazer ponta na série é mínima, quase zero, mas os elementos que o cercam não. Veremos na próxima fase o Castelo de GraySkull? A Espada do Poder? Ela, a espada, já existe ou será ainda criada? Essa última pergunta é um reboot de mais alto nível à mitologia e portanto pouco provável. O certo é que sabemos que Mara era dos Primeiros e eles serão o próximo foco da trama.

Das três personagens que destaco, Scorpia é quem mais curti na temporada (novamente me rendo ao seus pés garota!). O crescimento de sua personalidade, dado seu lado mais infantil, rendeu uma surpresa maravilhosa ao vermos ela compreendendo o quão tóxica é a figura da Felina. Parabéns Scorpia! E ela é tão amável! Mesmo reconhecendo a toxicidade da outra continua a amando (pode ser um ponto fraco dela, mas sem isso ela não seria a fofa que é). De quebra, não posso esquecer que acertei de novo aqui quando conjecturei que poderíamos vê-la com a Grande Rebelião. Mais um ponto para mim!

O extra pra essa review é Hordak. O lado passional do vilão nem de longe condiz com o bufão da série clássica e isso é maravilhoso. Sua melhor cena é aquela onde as lágrimas mistas de alegria pela não-traição de Entrapta e o ódio pelas mentiras de Felina ficam retidas sobre a face em poucos segundos. Mas não esqueçam: ele ainda é vilão!

Por fim, o que foi Double Trouble?! A nova personagem é o tipo de personagem que mais detesto. Contudo, o metamorfo foi o elemento mais significativo para todos os acontecimentos da temporada. Já espero mais canalhices. Sobre Double Trouble, é necessário dizer que sua introdução na trama, por parte de Noelle Stevenson, não é tão original assim como alguns sites anunciavam. Double Trouble já existia na franquia, mas apenas nos quadrinhos.

Dohble Trouble, em novo design, é símbolo de representatividade na animação de Noelle Stevenson

Antes chegou a ser a prima de Cintilante com altas habilidade de disfarce. Agora Noelle repagina a personagem dando-lhe um outra proposta e fazendo-o assumir características que acredito ser numa referência a uma personagem não-binária. O bônus aqui foi o fato dela representar em suas transformações outra personagem da franquia que ainda não havia aparecido: Flora, a princesa com asas de borboleta, embora ao que parece em apenas um fanservice. Assim como foi com Octavia, capitã das tropas navais da Horda, que também apareceu na série dos anos 1980.

She-Ra e as Princesas do Poder segue firme com uma trama convincente e equilibrada em drama, humor e fanservice (as referências a Vassorito, Corujito e Geninho me animaram). A chegada do Mestre da Horda revela que algo mais sombrio está por vir. Aviso que não acredito na Felina, logo aguardem mais atos egoístas dela.

Com a Espada da Proteção em frangalhos estamos sem She-Ra. Adora será capaz de restaurar a Honra de GraySkull? Esperemos.

Confira as reviews anteriores:

Continue Reading

Coluna Leandro Giometti

Crítica | Watchmen (piloto da série)

Derivado da famosa HQ, o piloto de Watchmen vai na onda de Coringa e entrega uma obra intensa e realista

Watchmen

O piloto de Watchmen termina e você entende exatamente qual é a proposta de Damon Lindelof: a fidelidade pelo conceito criado no universo da clássica HQ de Alan Moore e Dave Gibbons e promover uma trama envolta no mistério característico, marca registrada do diretor e roteirista, criador de Lost e The Leftovers.

De cara, vai chamar a atenção também o visual arrojado e a edição ousada, mas será na atualização relevante da narrativa – com comentários políticos e sociais diretos que podem ser lidos como críticas ao ultaconservadorismo atual – e a abordagem bastante realista a chave que atingirá mentes e corações. E, mesmo que a série se passe em uma realidade alternativa, assim como no filme de Zack Snyder, ela é muito mais semelhante à nossa.

Trinta anos após os eventos finais da HQ (e do filme), os vigilantes mascarados ainda estão nas ruas e ajudam a polícia. Eles são heróis anônimos, mas agora são pessoas comuns, que tem vidas normais, sem o culto de personalidade que outrora tinham Coruja, Comediante e Spectral. Os fãs certamente irão vibrar com a precisão dos detalhes e as referências – um tanto diferente da opção pela estilização do longa assinado por Snyder – onde está explícita a paixão de Lindelof pela obra de Alan Moore. Porém, aos não iniciados no universo da HQ, Watchmen também funciona muito bem como uma série derivada e independe, ainda que possam se sentir interessados a entender certas excentricidades.

Em um momento em que, as obras baseadas em quadrinhos podem entreter a partir de um novo conceito, embaladas pela visceralidade real de Coringa, Watchmen é brilhante na medida em que entrega uma experiência nessa mesma intensidade. Com momentos impactantes, ótimas atuações (Regina King, Jeremy Irons e Don Johnson excelentes) e elementos técnicos irrepreensíveis, a série da HBO sustenta uma história promissora cujo caminho ninguém faz ideia onde vai dar mas, de forma inteligente, instiga a pensar, mantendo a audiência interessada e atenta. 

Expectativa altíssima para os próximos 8 episódios.


Continue Reading

Coluna Leandro Giometti

Crítica | (Des)encanto – 2ª temporada

Quando a primeira temporada de (Des)encanto chegou à Netflix, o hype e a ansiedade atingiram níveis gigantescos. Primeiro, porque se tratava da nova animação de Matt Groening – o criador de Os Simpsons e Futurama – segundo porque o novo universo, um reino místico cuja protagonista era uma princesa má educada e beberrona, parecia promissor para os que adoram um humor ácido e adulto. Dito e feito. A primeira temporada, apesar de alguma inconsistência na narrativa, conseguiu entregar exatamente o que os fãs queriam: irreverência e boas piadas. 

Com a chegada da segunda temporada, era preciso reconectar o público depois de um final curioso, porém um pouco mais dramático do que aquele tom de descaso inicial dos primeiros episódios. Mais do que isso: como retomar aquela maravilhosa química entre o trio de protagonistas? Sem muita surpresa, os primeiros episódios já respondem as pontas soltas e amarra tudo já logo nos dois primeiros capítulos. E a química volta lindamente. É visível, inclusive, que prevalecerá no desenrolar da história uma condução mais confortável e pé no chão, porém não menos descontraída. 

No decorrer da série é possível notar que, nessa temporada, há uma menor predisposição de dialogar apenas com a fantasia. Apesar de ainda beber nessa fonte, há boas referências de outros gêneros que intensificam novas boas ideias como, por exemplo, alguns óbvios paralelos com Game of Thrones. Embora isso não signifique que mantenha-se engajada naquele discurso (interessantíssimo) de como a sociedade medieval se assemelha ao nosso atual modelo de política – democrática, porém cruel para os que não se encaixam nos padrões de normalidade. 

O visual continua sendo uma delícia. Tanto a iluminação quanto o sombreamento distribuem bem a atenção, seja nos momentos de ação ou nos de mais calmaria. E o toque de mestre são as sutilezas digitais que se somam ao estilo tradicional das animações de Matt Groening. 

Resultado de imagem para disenchantment season 2

A parte não tão legal é uma menor inserção de memes nos diálogos da versão dublada, coisa que a primeira temporada deitou e abusou de forma criativa e inteligente. Mesmo assim, o humor nessa segunda temporada parece se encaixar de uma maneira mais natural, até porque as características dos personagens já foram exploradas e a graça agora é, justamente, ver como eles reagem em situações que exigem uma maior intimidade entre si. 

E como a terceira temporada já está confirmada, a tendência é que (Des)encanto siga com sua faceta insana, mas bem mais espontânea e que, assim como em Os Simpsons e Futurama, nesse ritmo, possam ter episódios que funcionem bem de forma isolada. 


Continue Reading

Em alta agora