Connect with us

Séries

Criador releva o que HTGAWM pode trazer em sua quinta temporada

Quinta temporada ainda não foi oficialmente renovada pela emissora.

Foto: Divulgação.
Pode conter little spoilers.

A quarta temporada de  How To Get Away With Murder chegou ao final ontem (15), nos Estados Unidos, com a exibição do décimo quinto episódio da temporada. O criador da série, Pete Nowalk, falou sobre os planos para a quinta temporada da série, que deve ser renovada pela ABC em breve.

A próxima temporada deve trazer um mistério completamente novo e excitante, visto que alguns assuntos da primeira temporada ainda são relembrados no quarto ano do show. “Já sabemos todo o desenvolvimento, mas não revelarei detalhes. Ela terá mais reviravoltas e mais divertimento (…) Será um tom diferente, algo que estamos preparando”. 

O quinto ano da série poderá, também, trazer um casamento entre Connor Walsh (Jack Falahee) e Oliver Hampton (Conrad Ricamora). “Eu posso dizer que, pessoalmente, odeio casamentos. Odeio tudo que ele significa, então vamos fazer do nosso próprio jeito, divertido”. 

Nowalk ainda disse que, as decisões da equipe sobre a protagonista Annalise Keating (Viola Davis) ainda não foram tomadas, mas que seu falecido marido Sam Keating (Tom Verica), deve voltar em algum momento da série para um episódio flashback.

HTGAWM é exibida pelo Canal Sony no Brasil, com o título de Como Defender um Assassino.

Séries

Que desfecho esperar nos episódios finais de Fuller House para o elenco principal?

A parte 2 da temporada final da série chega à Netflix no próximo dia 2 de junho.

Fuller House dá continuidade aos acontecimentos da família Tanner, apresentada no clássico Três é Demais. (Foto: reprodução)

Reboot do sucesso dos anos 80 e 90 Três é Demais, Fuller House teve sua primeira temporada lançada em 2016 para dar continuidade aos acontecimentos cômicos da família Tanner. Após quatro temporadas, veio a notícia de que o quinto ano da série apresentaria seus episódios finais.

A primeira parte do quinto ano de Fuller House foi disponibilizada em dezembro de 2019. Já os novos episódios para a segunda parte, que trará o desfecho da série, chegará à Netflix no dia 2 de junho deste ano.

Os nove episódios da primeira parte evidenciaram a esperada resolução do conflito acerca do par de Donna Jo (DJ). Steve e Matt trocaram de lugar ao lado da primogênita de Danny várias entre durante as quatro temporadas do reboot.

No episódio mais recente, DJ finalmente recebeu o pedido de casamento de Steve, rosto já conhecido desde a exibição original de Três é Demais. A primeira parte da série foi finalizada levantando a expectativa para o casamento triplo de DJ, Stephanie e Kimmy.

Quais respostas precisam ser respondidas no desfecho para o elenco principal?

Casamento triplo de DJ, Stephanie e Kimmy

Logo que a ideia do casamento triplo foi levantada, o sentimento de alegria tomou conta de DJ, Stephanie e Kimmy. Mas, em seguida, as três expressaram diferentes desejos sobre a cerimômia. Isso indica a possibilidade de nem tudo sair como o planejado inicialmente, fato que já é carimbo dos eventos da família Tanner. A pergunta que deve ser respondida aqui é: de fato as três irão manter a união com os pares já definidos?

Danny

Após a morte da esposa e mãe de suas filhas, Danny evitou por anos se envolver em qualquer relacionamento amoroso, abrindo apenas uma exceção á Vicky. Já a ideia de voltar ao trabalho, na 4ª temporada, foi a principal resolução apresentada por ele para manter-se ocupado. Com o possível casamento das filhas e de Kimmy, com quem Danny irá permanecer? Ao lado das filhas, com o cunhado Jesse e o amigo Joey? Ou surgirá um novo elemento para preencher seus dias?

Uncle Monty’s

Jimmy e Fernando se tornam sócios ao comprarrem juntos a lanchotete Uncle Monty’s para não deixar morrer uma tradição familiar. Desde o início, apesar das boas vendas, o jeito atrapalhado dos novos proprietários virou a verdadeira marca do negócio. Com isso, resta saber se o empreendimento permanecerá no nome dos noivos de Sthephanie e Kimmy, respectivamente.

A carreira de Stephanie

A filha do meio de Danny sempre deixou claro que sua carreira principal seria a música e não a maternidade. Contudo, após ter o bebê gerado por Kimmy, suas concepções mudaram e ela pode entender o lado da irmã de se doar pelos filhos. Mas, isso não a fez deixar a música de lado. Em vários momentos a nova mamãe aparece planejando seu retorno profissional. Será que ele vai ser desencadeado nos episódios finais?

Leia Mais

Séries

Teaser revela data de estreia da 2ª temporada de The Umbrella Academy

A série, lançada no ano passado, é inspirada nos quadrinhos “Umbrella Academy” de Gerard Way

Por

O segundo ano da série teve data de estreia revelada pela Netflix. (Foto: reprodução)

A Netflix divulgou, nesta segunda-feira (18), a data de lançamento da 2º temporada de The Ubrella Academy, série que aborda a vida de jovens que nasceram com poderes especiais e cresceram sendo treinadas para se tornarem super-heróis.

Mais de um ano após sua estreia, a plataforma divulgou, por meio de um teaser, que a 2ª leva de episódios da trama estará disponível no dia 31 de julho deste ano.

No anúncio, parte do elenco do seriado recriou uma cena da primeira temporada, ambientada com a canção I Think We’re Alone Now. Eles gravaram as cenas do teaser em casa, seguindo as recomendações da OMS em razão da pandemia do novo coronavírus.

Veja o teaser:

Leia Mais

Review

Review | She-Ra e as Princesas do Poder (Season Finale)

A última temporada da animação da DreamWorks encerra com chave de ouro.

Escrevo esse review feliz de poder ter acompanhado desde o começo com você a saga de Adora, Cintilante, Arqueiro e as demais Princesas e membros da Rebelião. A quinta e última temporada de She-Ra e as Princesas do Poder entrega o talento máximo da showrunner Noelle Stevenson que dirigiu e roteirizou diversos dos treze episódios que estrearam na Netflix nesta sexta-feira (15).

A chegada de um novo vilão e o destino de Etheria fragilizado após o último combate com a Horda nos levou para um cenário onde o conflito ganharia novas proporções. E foi o que aconteceu. A presença do Mestre da Horda não só intensificou o ambiente da batalha como serviu de estopim narrativo para revelações de paixões. Tudo muito emocionante.

Confesso que embora ainda esperasse elementos do mundo expandido de Masters of the Universe (Mattel) aparecendo com mais liberdade na série, admito que a ausência deles não foi nenhum demérito a trama. Noelle consegue não só concretizar um dos reboots mais simbólico do segmento animado como dar um passo para se perpetuar ao lado de outras narrativas midiáticas que exploraram a pauta da representatividade sem ser preconceituosa ou tendenciosa.

Ao lado de tramas recentes como Steven Universe, a história da Campeã de GraySkull rompe em definitivo com sua versão original não só por se desfazer de elementos sexistas como o fetichismo por trás do visual das personagens (característico dos anos 1980), mas também por inserir discussões sociais atuais sem precisar se valer de situações de conflitos para contextualizá-las. Tudo acontece naturalmente e sem estranheza alguma aos habitantes de Etheria.

Em novo visual, She-Ra resgata Felina das mãos do Mestre da Horda (Fonte: Netflix/Reprodução)

Sobre a fantasia presente na trama, não se pode esquecer de situar o bom amarramento dos acontecimentos. Tudo foi bem explicado e conectado sem deixar pontas soltas. Talvez, para mim, a única ponta solta existente é o fato de a Espada da Proteção ter reaparecido em nova forma e sua origem (tal como da própria She-Ra) ser pouco explicada. Ficaremos apenas com a noção de que foram “criações dos primeiros”, mas até mesmo esses não foram muito abordados (as teorias de fãs poderão ficar sempre na hipótese de que eles seriam o povo de Eternia… Conjecturas!).

No fim, Felina é a personagem que mais se desenvolveu dentre todas. Sua jornada até a redenção é magnífica e carregada de valores. A lição maior retirada é uma só: o amor é maior que tudo! De suas ações para salvar Cintilante, seu pedido de desculpas e a revelação do seu amor por Adora, a personagem é moldada de modo a se tornar mais verdadeira. Se fosse um animê poderíamos dizer que como uma boa tsundere, Felina tem dificuldades em revelar o quê e como se sente. Noelle usa um método engenhoso para dar vazão a todos esses pensamentos ao unir a anti-heroina com uma pantera espacial mágica que muda de forma de acordo com os sentimentos internos da gatinha. Uma clara referência também a Felina original que podia se transformar numa pantera.

She-Ra no espaço sideral revelando todo o seu poder (Fonte: Netflix/Reprodução)

É essa oportunidade que Felina tem de se expressar que torna mais convincente aceitarmos sua mudança (assim como os demais personagens). Algo parecido acontece com o vilão Hordak, que também tem uma mudança na sua jornada e termina a trama mais vivo do que sempre havia sido. A relação entre Adora e Hordak (revisitada em um rápido flashback por parte dele) segue com um dos poucos fios disponíveis para quem gosta de se aventurar em teorias narrativas. Sabemos que Hordak retirou ela dos primeiros antes de ir parar em Etheria, mas como tudo isso se deu não foi explicado.

Por fim, dos três antagonistas iniciais, Sombria é a única a quem o destino reservou um fim trágico. Contudo isso não significa que não houve redenção. Sedenta por poder, a bruxa pode no fim vencer sua própria paixão e lutar por aquelas a quem criou como filhas e revelar sua gratidão no final. A trama de Sombria se assemelha em alguns momentos com Haggar, a vilã de Voltron (outra produção animada da DreamWorks).

Assim, a última temporada me pareceu bem mais significativa para os antagonistas da série que para os próprios protagonistas. O desenvolvimento das princesas foi pouco explorado – com exceção de Scorpia que teve uma temporada anterior para isso – e coube a Cintilante e Arqueiro protagonizar um momento romântico pouco entusiasmante (tudo bem que coube a Adora e Felina o grande momento!).

No geral, já bate a saudade de uma das séries mais apaixonantes dos últimos tempos, mas os fãs da franquia nem terão tempo de se sentir solitários, pois a nova animação de He-Man em breve chega aí. Não vamos depositar expectativas de que carregue os mesmos significados que She-Ra, mas é um alento saber que a franquia Masters of the Universe segue viva e conquistando o velho e o novo público.

A Honra de GraySkull foi restaurada!

—————————-

Confira as reviews das temporadas anteriores:

4ª Temporada

3ª Temporada

2ª Temporada

1ª Temporada

Leia Mais