Connect with us

Na Ilha

Conheça “Querida!”, curta-metragem maranhense premiado em festival paulista

O suspense retrata as mudanças que dois irmãos tiveram ao se deparar com a chegada da avó na casa onde moram.

(Foto: reprodução/Instagram)

Como resultado de uma disciplina do curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) nasceu “Querida!”, um curta-metragem que foi desenvolvido em 2019 e teve direção de Geovane Camargo e roteiro elaborado pelas estudantes de Rádio e TV Bárbara Liz e Lívia Lima.

O suspense retrata as mudanças que Karen e seu irmão tiveram que se deparar com a repentina chegada da avó na casa onde moram. Aborda, ainda, questões relativas à diferença de idade entre a avó e neta, bem como os conflitos de geração e costumes que a primeira tenta impor a Karen.

“Ao escrever o roteiro, busquei inspiração em relatos do cotidiano de muitas pessoas: problemas nas relações familiares por divergências de valores. Muitas vezes, infelizmente, a família pode se tornar um ambiente tóxico. A gente pode ver isso exemplificado na cena em que a avó critica o cabelo da neta ou quando insiste em relembrar tradições religiosas”, conta Bárbara.

Com esta história, a produção audiovisual já acumula diversas seleções em eventos de cinema e a conquista do prêmio de melhor curta-metragem na quarta edição do Festival GuarúFantástico, evento audiovisual da cidade de Guarulhos, em São Paulo, que foca no gênero terror e fantasia.

Premiações

A estudante conta que  o primeiro prêmio que que o curta recebeu foi o do curso de Comunicação Social da UFMA e, depois disso, já foi selecionado em festivais internacionais como o Lift-Off Global Network, do Reino Unido, e Fort Lauderdale International Film Festival, dos Estados Unidos. No âmbito local, “Querida!” foi selecionado no Festival Guarnicê de Cinema deste ano. 

“Ganhamos, recentemente, o prêmio de “Melhor Curta-Metragem” na categoria profissional do Festival Guarufantástico, de São Paulo. Tudo isso nos faz querer crescer mais na área, e eu fico muito orgulhosa por somar com o audiovisual maranhense, ainda mais por se tratar de um projeto independente, vindo da UFMA”, pontua a estudante.

Na Ilha

Frimes lança o EP ‘F1’ com cinco músicas inéditas

A artista se prepara para lançar um videoclipe em 3D de “I Love U”.

Por

“F1” é o primeiro EP da drag queen maranhense Frimes conhecida pelo som pop eletrônico. O conjunto de músicas inéditas, serve como primeira amostra de uma coleção de outros quatro mini-álbuns, ainda sem data de lançamento.   

O trabalho de estreia produzido e escrito por Frimes pode ser descrito como um compilado de músicas sarcásticas e sexuais, feita para aqueles buscam e apoiam um empoderamento sexual. As letras exploram a combinação de humor e sexualidade de forma moderna, utilizando referências cibernéticas e cinematográficas para construir críticas ao comportamento da juventude atual, enquanto a produção é ambientada principalmente por elementos do hyperpop.  

“F1” chegou às plataformas com cinco faixas inéditas. A artista se prepara para lançar um videoclipe em 3D da faixa “I Love U” em breve. Na capa do EP, Frimes aparece como uma stripper cybernetica produzida pela AQC Studio Criativo. Inspirada no filme sci-fi “O Quinto Elemento”, a fotografia da capa é assinada por Mateus Motta e finalização da drag queen.  

“Fadinha”, primeiro single da artista foi lançado em maio de 2018 e alcançou mais de 600 mil visualizações em seu clipe oficial no YouTube. A faixa segue com a temática anos 2000 dos próximos lançamentos de Frimes, influenciada por artistas como Ayesha Erotica, Britney Spears e Danny L Harle. 

Leia Mais

Na Ilha

Veja as regras sanitárias para o funcionamento de cinemas e teatros no Maranhão

Sessões devem ter limite máximo de 150 pessoas e uso de máscara será obrigatório.

Por

Portaria publicada pela Casa Civil do Governo do Maranhão estabeleceu as regras sanitárias para o retorno das atividades nos cinemas e teatros. As normas, que evitam a disseminação do coronavírus, já estão valendo. 

A portaria vale para todo o estado, mas os prefeitos podem editar regras mais rígidas. 

Cinemas e teatros podem funcionar desde que sigam essas novas regras e as anteriores, de validade geral. Entre elas, estão:

  • O uso de máscara, a limpeza das mãos e o distanciamento social. 
  • Não pode haver mais de 150 pessoas reunidas ao mesmo tempo. 
  • O espaço não pode ultrapassar a metade da capacidade habitual 
  • Deve haver pelo menos um assento desocupado entre dois assentos ocupados, em fileiras alternadas (fileira sim/fileira não).
  • Não pode haver aglomerações nem dentro e nem fora, nas filas. Deve haver distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas. 
  • Elevadores só devem ser usados por pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção. 
  • O local deve ter limpeza constante. As lixeiras devem ser acionadas por pedal. As salas devem ser higienizadas antes da entrada do público e deve haver aumento do intervalo entre as sessões para dar tempo de fazer a limpeza.
  • As regras de higiene também valem para as bombonieres e para as bilheterias. É permitido o consumo de alimentos na sala de exibição.
  • Pessoas do grupo de maior risco ou que apresentem sintomas não devem frequentar o espaço. Os clientes devem ser questionados sobre a presença de sintomas. 

Os protocolos de segurança sanitária foram regulamentados pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública do Estado do Maranhão (COE COVID-19), após a sugestão da Secretaria de Estado de Indústria Comércio e Energia (SEINC) e da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP).

O governo afirma que a reabertura foi autorizada por conta da diminuição da taxa de letalidade da Covid-19 no estado, tornando necessária a retomada gradual das atividades. As prefeituras municipais poderão editar outras medidas restritivas, caso sejam necessárias.

Leia Mais

Games

Conheça Lunar Axe, jogo point-and-click de aventura inspirado em São Luís

Versão de demonstração do jogo Lunar Axe está disponível gratuitamente na steam.

Por

Após um grande terremoto no centro da cidade, ruínas de um prédio antigo desabam e você acaba dentro de um casarão abandonado. Encontre uma saída e desvende o mistério dos inexplicáveis tremores. Você conhecerá o espírito guardião de um poderoso artefato místico e sua relação com os recentes acontecimentos, antes que seja tarde demais.

Lunar Axe é um jogo point-and-click de aventura com objetos escondidos que possui locais e enredo inspirados em histórias reais com uma incrível arte feita à mão. Casarões e ruas do centro histórico de São Luís, capital maranhense, são o palco do mistério, além de lendas e histórias da fundação da cidade fazem parte do enredo.

Você deve mostrar suas habilidades de solucionar quebra-cabeças e desvendar a trama antes que a cidade seja destruída. Atualmente o jogo Lunar Axe está em desenvolvimento e pode ser jogado na Steam.

A versão completa do jogo tem previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2021, até lá você pode acompanhar as novidades nas redes sociais do estúdio e adicionar na lista de desejos da Steam.

A desenvolvedora do jogo é a Ops Game Studio, uma empresa de desenvolvimento de jogos independentes de São Luís que atua desde 2018 desenvolvendo jogos para mercado e projetos autorais.

Leia Mais

Na Ilha

Exposição mostra desenhos produzidos por crianças, em Centro Cultural de São Luís

A exposição contempla um painel onde os visitantes podem fazer desenhos ou deixar uma mensagem sobre o universo infantil.

Por

(Foto: divulgação)

O Ministério Público do Maranhão inaugurou, durante a semana do Dia das Crianças, a exposição “Arte Livre”, com 101 obras de crianças que participaram da oficina de desenho com giz de cera, ministrada no Centro Cultural, em São Luís. As obras permanecem em cartaz até o final de outubro.

Fruto da oficina ministrada, em abril do ano passado, pelo artista plástico Fábio Vidotti a estudantes do 4º e 5º anos do ensino fundamental, os desenhos contemplam diversas expressões do universo infantil e da imaginação dos alunos de 9 a 10 anos de idade. Todos são da rede pública municipal de educação de São Luís.

“A ideia da gente foi retratar a infância e resgatar a criança que existe dentro de cada adulto”, explicou a organizadora da exposição, Dulce Serra. Os desenhos estão expostos no Espaço de Artes Ilzé Cordeiro e em frente ao Memorial do MP.

A exposição contempla um painel onde os visitantes podem fazer desenhos ou deixar uma mensagem sobre o universo infantil. Os servidores Elizabeth Bezerra, Mayara Lina e Jodelmo Pereira também são colaboradores da exposição.

Leia Mais