Connect with us

Música

Conheça o Musicboard, o app considerado o IMDb da música

O app é o primeiro voltada a música que permite classificar faixas e discos.

Foto: Divulgação.

Os cinéfilos podem ser considerados privilegiados por terem à disposição diversos sites e aplicativos que os permitem compartilhar suas opiniões e trocar experiências com outros usuários sobre filmes. Agora, chegou a vez dos fãs de música usufruírem de algo parecido.

Recentemente, foi lançado o aplicativo Musicboard, equivalente ao IMDb, que reúne informações acerca de álbuns e singles de artistas de todos os gêneros e nacionalidades, e permite que o usuário possa publicar críticas/opiniões sobre os registros, além de ranqueá-los de 0 a 5 estrelas.

O serviço também possibilita interação com outros usuários, por meio da função de seguir. Assim, você consegue visualizar em seu feed as últimas críticas postadas por alguém da sua lista de seguidos, podendo também comentá-las e curti-las.

Em seu perfil, assim como de outros usuários, fica disponível o número de seguidores, de pessoas que você segue e de álbuns já resenhados. Há também filtros que permitem compilar os álbuns resenhados por você da nota mais alta para mais baixa e vice-versa.

O aplicativo também compila os álbuns, faixas e artistas mais bem votados por todos os usuários. Há também o filtro para exibir os usuários mais influentes.

Esse não é o primeiro aplicativo ou plataforma dedicada aos fãs de música, mas é a primeiro que permite que os usuários possam publicar suas opiniões e dá suas notas aos trabalhos.

O Musicboard está na sua versão 3.1, mas constantemente lança novas versões. O app está disponível gratuitamente para Android e IOS.

Música

Documentário retrata a presença de pessoas LGBT+ no cenário Heavy Metal brasileiro

O documentário apresenta uma realidade pouco conhecida e raramente abordada dentro do meio musical do Heavy Metal.

(Foto: Reprodução/ Heavy Metal Online)

No dia 28 de de junho foi comemorado o Dia do Orgulho LGBT em todo mundo, data marcada pelos 51 anos da Revolta de Stonewall, nos Estados Unidos, que se tornou um marco para a luta pelos direitos LGBT+. Apesar de o preconceito com essa parcela da população ter diminuído com o passar dos anos, infelizmente é possível encontrar cenários em que ainda há uma onda conservadora muito grande e que exclui e repudia diferentes formas de expressões humanas, sendo uma delas o cenário do Heavy Metal em todo o mundo. Pensando nisso, o site Heavy Metal Online produziu um documentário tratando da realidade de pessoas LGBT+ dentro desse cenário no Brasil.

Com a intenção de ser lançado no Dia do Orgulho LGBT, o documentário, produzido por Diego Sachi, Föxx Salema e Clinger Carlos, aborda em seus 55 minutos de duração um tema que é uma realidade, mas que sempre foi mascarado devido ao preconceito.

A presença de lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e outras expressões humanas na vertente musical e social do Heavy Metal sempre foi vista com repulsa pelos seus membros, mesmo o estilo sendo um dos que mais sofreu retaliações durante as décadas e visto com maus olhos por toda a sociedade.

A obra traz relatos dos membros LGBT+ de grupos de Heavy Metal brasileiros, como Diego Sachi, vocalista gay da banda Hazy; Föxx Salema, vocalista transexual; Vini Castelari, guitarrista gay da banda Project 46; Daísa Munhoz, vocalista bissexual da banda Vandroya, entre outros.

Eles falam sobre suas influências musicais, dificuldades que encontraram na carreira unicamente por serem LGBT+, agressões sofridas, conquistas em meio a todo esse cenário e a constante luta para se firmar em um meio completamente preconceituoso, mas que vem se moldando ao longo do tempo e abrindo espaço para a diversidade.

Em tempos de constante ataque à diversidade humana, como é visto todos os dias, trabalhos como esse documentário são super importantes para dar visão a temas pouco abordados, mas que são extremamente necessários de serem debatidos, “levando reflexão mesmo para quem não quer refletir”, como cita Carlos Clinger.

Confira o documentário completo:

Leia Mais

Música

Lives da semana: Caetano Veloso, Lexa, Elza Soares e mais artistas fazem transmissões

Veja as lives que estão programadas, com seus respectivos dias, horários e canais de exibição.

(Foto: reprodução).

As lives musicais continuam sendo uma das principais formas de distração e diversão durante o período de distanciamento social causado pela pandemia do novo coronavírus.

Nesta semana, artistas como Milton Nascimento, Daniela Mercury e Skank anunciaram suas apresentações virtuais ao vivo.

Para você se programar e acompanhar o show de seu artista favorito, o Volts listou as lives que estão programadas, com seus respectivos dias, horários e canais de exibição.

Segunda-feira (29)

  • “Carta da Terra Festival” com Caetano Veloso, Gilberto Gil, Arnaldo Antunes, Fábio Porchat, Marcos Palmeira e outros – 19h – Link
  • Cida Moreira (#Cultura em Casa) – 21h30 – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link

Terça-feira (30)

  • Sandra de Sá (Em Casa com Sesc) – 19h – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link

Quarta-feira (1º)

  • Sepultura – 16h15 – Link
  • Lô Borges (Em Casa com Sesc) – 19h – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link

Quinta-feira (2)

  • Lula Ribeiro (Em Casa com Sesc) – 19h – Link
  • Trap Show com Murilo Couto – 20h – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link

Sexta-feira (3)

  • Breno Ruiz (Em Casa com Sesc) – 19h – Link
  • Parangolé – 20h – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link
  • Joelma – 22h45 – Link

Sábado (4)

  • Xande de Pilares – 18h – Link
  • Elza Soares com participação de Flávio Renegado (Em Casa com Sesc) – 19h – Link
  • Lexa – 20h – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link

Domingo (5)

  • Fernando e Sorocaba – 16h30 – Link
  • Sapopemba (Em Casa com Sesc) – 19h – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link
Leia Mais

Música

Hwa Sa, integrante do grupo coreano MAMAMOO, lança MV de “María”

Com mais um trabalho solo, HwaSa mostra todo o seu talento, força e versatilidade.

(Foto: Reprodução)

Foi lançado, na manhã desta segunda-feira (29), “María”, o primeiro mini-álbum solo da cantora Hwa Sa, conhecida por fazer parte do grupo Mamamoo. Além do álbum, também foi lançado o MV (Music Video) da faixa-título, já disponível no Youtube.

A cantora fez sua estreia solo fora do Mamamoo com a faixa “TWIT”, lançada em fevereiro de 2019. “María” é o terceiro trabalho solo das integrantes do grupo, após a rapper MoonByul ter lançado o álbum solo “Darkside of the Moon” em fevereiro deste ano e, logo em seguida, haver o lançamento de “Spit it Out”, da Solar.

Com uma estética mais mórbida, envolvendo um assassinato e uma investigação policial, o MV faz um contraste com a música dançante e até influenciada por ritmos latinos. Confira:

Leia Mais