Connect with us

TV

Conheça as séries originais dos principais países da Copa do Mundo

E se os jogos do mundial fosse série contra série?

3% é a principal série brasileira produzida pelo serviço de stramingo (Foto: Divulgação/Netflix)

Recentemente, a Netflix divulgou informações que apontam como o brasileiro tem consumido mais conteúdo não-americano e abraçando mais séries e filmes da Europa, Ásia e Oceania. Por isso, separamos as principais séries originais Netflix dos principais países que participam do mundial para continuar expandindo os horizontes maratonistas:

Grupo Europa

INGLATERRA / The Crown
Esta série dramática segue a política, rivalidades e relacionamentos de rainha Elizabeth II, e os eventos que fizeram a história.

ALEMANHA/ Dark
Quatro famílias iniciam uma desesperada busca por respostas quando uma criança desaparece e um complexo mistério envolvendo três gerações começa a se revelar.

DINAMARCA / The Rain 
Seis anos após de um vírus exterminar quase toda a população da Escandinávia, dois irmãos e um grupo de jovens sobreviventes partem em busca de segurança – e respostas.

ESPANHA / La Casa de Papel 
Oito ladrões se trancam com reféns na Casa da Moeda da Espanha. Seu líder manipula a polícia para realizar um plano.

FRANÇA / Marseille 
O prefeito de Marselha se prepara para passar o poder a seu afilhado político, mas uma
traição é o estopim de uma guerra sem limites pelo controle da cidade.

Grupo ÁSIA

JAPÃO / B: The Beginning
O genial investigador Keith Flick regressa à polícia bem quando o serial killer “B” entra em a ação. O misterioso jovem Koku pode ser um aliado. Ou será ele um alvo?CORÉIA DO SUL / My Only Love Song 
Quando as coisas não dão muito certo na gravação de seu novo programa, uma famosa atriz foge em uma van antiga que a leva para viajar no tempo.

Grupo OCEANIA

AUSTRÁLIA / Falha
Um policial e uma médica encaram um mistério cheio de emoção quando sete pessoas da cidade voltam dos mortos em excelente forma. E sem explicação.

Grupo AMÉRICA 

MÉXICO / Club de Cuervos
Depois de uma tragédia familiar, o playboy Chava e sua incansável irmã Isabel disputam a presidência do clube de futebol profissional que era controlado pelo pai.BRASIL / 3 %
Em um futuro onde a elite vive no conforto do Maralto, todos os jovens de 20 anos passam por um processo seletivo para viver lá. Mas só 3% serão aprovados.

ARGENTINA / Comédia
A tática dos comediantes argentinos para dominar as telas conta com um toque de mágia de Agustín Radagast, passando pelo empoderamento feminista de Malena Pichot e sem deixar de lado a juventude de Lucas Lauriente, os questionamentos de Fernando Sanjiao e a experiência do capitão Sebastiáb Wainraich.

COLÔMBIA / Comédia
A seleção de comediantes colombianos chega com tudo as telas, o atacante Ricardo Quevedo faz todo mundo gargalhar sem piedade e conta com o talento das super estrelas do campo do humor formado por Antonio Sanint, Julián Arango e Alejandro Riaño.

TV

Programa da Maisa exibirá reprise da participação dos irmãos Melim neste sábado (6)

Os três irão dividir com os fãs os próprios sentimentos e o que vivem no palco e também fora dele.

Por

(Foto: Beatriz Nadler/SBT)

A good vibes vai tomar conta do Programa da Maisa, neste sábado (6), com a presença dos irmãos Melim. Eles irão falar sobre as mudanças na trajetória da banda. O que mudou foi a rotina. O tempo que a gente tinha pra ficar em casa, hoje praticamente não tem mais”, adianta Diogo.

O processo criativo para as composições das canções da banda também estará em pauta durante a conversa. “Eu quero que a música seja abrangente e consiga tocar o maior número de pessoas possível. Quando a gente vai fazer show, a gente vê tanto criancinha quanto as pessoas mais velhas”, diz Rodrigo.

Além disso, eles aproveitarão para dividir com os fãs os próprios sentimentos e tudo o que passam no palco e também fora dele. Relacionamentos e momentos dos bastidores serão complartilhados pelos integrantes da banda.

“A gente vive com bastante harmonia. com o tempo a gente foi amadurecendo, mas a gente sempre foi criado com bastante união. Nossos pais educaram a gente assim, sempre fomos muito parceiros”, conta Gabi.

Foto: Beatriz Nadler/SBT

No  “Banho da Sabedoria”, quafdro que faz parte do programa, Gabi representa os irmãos na banheira  e rebatem os comentários maldosos dos  haters nas redes sociais. E no Game do Dia eles se enfrentam numa  mistura de jogo dos copos com o jogo da velha. O Programa da Maisa vai ao ar a partir das 14h15.

Leia Mais

Séries

Lea Michele é novamente acusada por mau comportamento e perde contrato de publicidade

Em nota, a empresa anunciou o rompimento do contrato com Michele e afirmou não aceitar seu nome envolvido em polêmicas do gênero.

Reprodução / The Independent

Parece que as acusações sobre o comportamento da atriz e cantora Lea Michele nos bastidores da série Glee não param. Dessa vez, a atriz Heather Morris, que interpretou a personagem Britanny na série, veio ontem (3) à público, por meio de seu Twitter, declarar que trabalhar com Lea na série foi bastante desagradável.  

“Deixe-me ser bem clara, Ódio é uma doença nos Estados Unidos que nós estamos tentando curar, então eu nunca desejaria que o ódio fosse espalhado para mais ninguém. Tendo dito isso, ela [Lea Michele] foi desagradável de se trabalhar? Bastante; para Lea tratar os outros com o desrespeito que ela tratou pelo tempo que ela fez, eu acredito que ela deva sim ser exposta”, afirmou atriz em seu tuíte. 

Mas ela não se eximiu da responsabilidade pelo mau comportamento da colega. Ainda no tuíte publicado, Morris assume que também possui culpa por permitir que tudo isso tenha acontecido sem falar nada e completou que isso é algo que está aprendendo graças aos protestos do movimento Black Lives Matter nos EUA. 


Pedido de desculpas

Após as acusações feitas pela atriz Samantha Marie Ware, revelando que Lea Michele  transformou a experiência dela na TV um “inferno”, a intérprete de Rachel se pronunciou sobre o caso. A atriz pediu desculpas pelo que ela considerou ser um comportamento imaturo, mas disse que não se lembra do ocorrido.   

“Enquanto eu não lembro de ter feito essas afirmações específicas e não ter nunca julgado outros por sua história ou cor de sua pele, isso não é importante, o que importa é que eu claramente agi de forma que machucou outras pessoas”, declarou em seu Instagram. 

“Tenha sido minha posição privilegiada e a perspectiva que me fizeram ser percebida como insensível ou inapropriada às vezes ou tenha sido apenas minha imaturidade e eu sendo desnecessariamente difícil, eu peço desculpas por meu comportamento e por qualquer dor que tenha causado”, continuou Michele. 


Mesmo com o pedido, a atriz perdeu o contrato de publicidade com a HelloFresh, empresa do ramo alimentício. Em nota, a empresa destacou que não admite ter seu nome envolvida em polêmica como essa. “Levamos isso muito a sério e encerramos nossa parceria com Lea Michele, com efeito imediato”, afirmou a HelloFresh. 

Leia Mais

Séries

Episódios finais de Fuller House driblam a falta de Lori Loughlin, mas dão explicação

O seriado, reboot de Três é Demais, chegou ao fim após cinco temporadas na Netflix.

Nove episódios foram acrescentados à quinta temporada para cumprir o desfecho da série. (Foto: divulgação)

Chegando ao final do reboot de três é demais, a segunda parte da quinta e última temporada de Fuller House foi adicionada nessa terça-feira (2), na Netflix. Ao liberar os episódios, o serviço explicou que para alguns idiomas a dublagem atrasou, já que a prioridade no momento é a saúde dos dubladores.

Os nove episódios finais recriaram diversos momentos marcantes da série original dos anos 80/90 e continuaram centrados em temas importantes ligados à família, principalmente criação e crescimento dos filhos. Com destaque, é claro, no casamento tripo dos casais DJ e Steve, Stephanie e Jimmy e Kimmy e Fernando, anunciado na primeira metade da quinta temporada.

Contudo, o elenco teve que lidar com a ausência de Lori Loughlin, que interpretou a ‘Tia Becky’. A atriz e o marido se envolveram em um esquema de suborno, em 2019, para que as duas filhas do casal pudessem ser aceitas numa universidade da Califórnia e, portanto, estão cumprindo pena na prisão.

Mas o jeito Fuller House de ser, acostumados à falta das gêmeas Olsen no papel de Michele, driblaram, também, a falta de Lori. No 15º episódio, a ausência da Tia Becky é justificada com o fato que ela estaria em Nebraska ajudando a mãe.

Já a personagem Michele não deixou de ser mencionada. no 17º episódio, a personagem Kimmy (Andrea Barber) dá uma alfinetada ao se referir a um objeto de Michele que está na casa dos Tanner. “Se ela não veio buscar até agora, é porque não vem mais”, diz a personagem, se referindo a Mary Kate e Ashley Olsen, que recusaram retornar ao reboot.

Leia Mais