Connect with us
Image Map

Música

Confira algumas curiosidades sobre ‘Lover’, o sétimo álbum da carreira de Taylor Swift

Taylow Swift lançou, nesta sexta-feira (23), após uma super agenda de divulgação de singles, o sétimo álbum da carreira: “Lover”. O disco reúne outras 18 inéditas da norte-americana e muitas curiosidades. Separamos algumas para vocês entenderem todo o conceito por trás desse álbum que traz assuntos íntimos da cantora, incluindo o atual relacionamento com o ator Joe Alwyn. Vamos lá?

“ME!”

“Lover” é o sétimo álbum de Taylor e o primeiro agora sob a nova gravadora Universal Music Group.

O primeiro single do novo álbum foi “ME!”, com participação de Brendon Urie, vocalista do Panic! At The Disco. O clipe, dirigido pela própria cantora e por Dave Meyers, já começa com uma cobra virando uma borboleta.

A transição do animal representa a mudança da era “Reputation”, seu sexto disco, para a nova era de “Lover”. Logo no início do clipe, há um diálogo entre Taylor e Brendon, Durante a conversa, ela diz a frase “You need to calm down”, que seria o próximo single a ser lançado.

Super colorida e divertida, a produção de “ME!” ainda contém referências de grandes musicais da história do cinema, como “Moulin Rouge”, “Singing In The Rain”, “O Mágico de Oz”, “Hairspray” e “Mary Poppins”. O clipe ainda escondeu o nome do álbum, que representa a nova era da artista.

“You Need To Calm Down”

O segundo single, “You Need To Calm Down”, também chegou acompanhado de um videoclipe cheio de easter eggs. Logo no início, há uma referência a uma famosa frase que a cantora Cher usou durante uma entrevista no ano de 1996.

Além disso, na capa da nova música, Taylor remete novamente à transição de eras, de “Reputation” para “Lover”, ou seja, de cobra para borboleta.

Em seguida a cena do “Concurso de Divas Pop”, os fãs puderam ver as cantoras Ariana Grande, Lady Gaga, Adele, Cardi B, Taylor, Beyoncé, Katy Perry e Nicki Minaj sendo representadas em um palco.

Na letra de “ME!”, Taylor faz uma crítica sobre essa situação na qual diversas mulheres de sucesso são colocadas umas contras as outras. Ela entende que todas têm características que as tornam únicas e repudia este tipo de competição.

O clipe também é inteiramente pró-LGBT. O apoio à causa e à comunidade fica claro na produção, que conta com diversas referências e personalidades, como Ellen DeGeneres, o elenco da série Queer Eye, RuPaul, Laverne Cox, entre outras. O clipe ainda veio acompanhado de uma petição que exige proteções legais para gays, lésbicas e transsexuais.

Ao final do clipe, o ator Ryan Reynolds aparece pintando a fachada do Stonewall In, icônico bar de Nova Iorque onde aconteceu um dos eventos mais importante para os movimentos pelos direitos LGBT dos Estados Unidos.

Como os fãs de Taylor já sabem, ela é fascinada pelo número 13. E isso é visível nos detalhes do clipe de “You Need To Calm Down”. Em uma das cenas, ela deixou dados em ângulos bem estratégicos. Se você somar os números virados para cima dos dados que estão fora da caixinha, o resultado é 13. Se você for um pouco mais longe e somar o número de todos os dados, vai chegar no número 67. E ao somarmos 6 + 7, teremos 13.

Mais e mais easter eggs

A dica do próximo single também estava escondida ao longo de três minutos e no meio do vídeo. “The Archer” é mais um dos “easter eggs” presentes no clipe de “You Need to Calm Down”. Em um determinado momento, a cantora Hayley Kiyokolança uma flecha e o alvo é o número 5. Muita gente achou que isso significava um possível feat entre as duas artistas, mas a verdade é que o nome da canção era o que estava sendo revelado. Afinal, “The Archer” em português significa “o arqueiro”. O número 5 também é referente à quinta música do álbum, que é sempre uma música mais sentimental.

Entre todas as celebridades e personalidades que aparecem no vídeo há uma que merece uma menção especial, a cantora Katy Perry. Após alguns desentendimentos entre as duas, Taylor e Katy se abraçam e fazem as pazes neste clipe, que já ultrapassa a marca de 117 milhões de views, corroborando a mensagem de amor por trás do álbum.

“Lover”

No dia 16 de agosto, Taylor Swift lançou mais uma música do novo álbum, a faixa-título “Lover”, que está em 1º lugar nos Estados Unidos. Foram mais de 1 milhão de streams no país. Nas paradas mais ouvidas do mundo, a canção está em 4º lugar, com quase 5 milhões de reproduções.

O refrão do novo single é uma verdadeira declaração de amor. Taylor Swift mostra o quanto se sente íntima de seu amor (“have I known you 20 seconds or 20 years?”) e pede: “Can I go where you go? Can we always be this close forever and ever?” (Posso ir aonde você vai? Podemos sempre ficar perto assim?).

Segundo uma matéria da US Magazine, publicada na última sexta-feira (16), a faixa “Lover” traz diversos acenos para músicas anteriores de Taylor Swift. O verso “take me home” (me leve para casa), por exemplo, já foi cantado na música “Style” e os versos “friends crash in the living room / this is our place, we make the call” (a gente deixa nossos amigos dormirem no sofá, esse é nosso lugar, a gente decide) trazem uma nova situação para o que Taylor narrou em “New Year’s Day”, quando cantou “there’s glitter on the floor after the party / girls carrying their shoes down in the lobby” (há glitter no chão depois da festa / garotas carregando seus sapatos no saguão).

Na letra, ela pede para as pessoas  se levantarem (“ladies and gentlemen, will you please stand?”) para que ela faça um grande anúncio. E, então, canta: “I take this magnetic force of a man to be my lover. My heart’s been borrowed and yours has been blue. All’s well that ends well to end up with you”. Esta última frase é tanto uma referência a uma peça de Shakespeare (“All’s Well That Ends Well), quanto à música de 2012, “All To Well”. 

Eaí, empolgou pra ouvir o novo trabalho de Taylor Swift? Então aproveita!

Continue Lendo
Publicidade

Música

‘Stupid Love’ marca retorno de Lady Gaga ao pop – assista

O single também é o primeiro do novo disco da cantora, que até agora é chamado de “LG6”.

Por

Sim, finalmente Lady Gaga está de volta ao pop! Após mais de 10 anos do hit que a impulsionou para o mundo inteiro, a cantora americana lançou, na noite dessa quinta-feira (27), o single “Stupid Love”, onde volta às batidas e ao visual exótico que a consagraram. Assista ao clipe clicando no vídeo acima.

O lançamento foi feito no YouTube e, simultaneamente, na MTV americana. O clipe também chama atenção já que, durante a divulgação, Gaga postou a hashtag “shot on iPhone”, indicando que a produção deve ter sido filmada no novo celular da Apple.

A nova era

Como adiantado pelo Volts, A canção Stupid Love não é uma novidade para os fãs da cantora, já que tinha vazado antes de forma ilegal, mas isso não diminui a expectativa daqueles apreciadores do trabalho de Lady Gaga.

O lançamento do primeiro single é apenas o início de muita coisa.

Ainda não se tem o nome do albúm, mas muitas especulações apontam que seja “GAGA” graças ao fato de uma tatuagem com seu nome junto a símbolos de notas musicais. No histórico, é comum que ela faça tatuagens com títulos de álbuns, mesmo antes do lançamento.

Outra especulação seria do título do albúm ser “Babylon”, já que esse foi o nome encontrado, por fãs, no meio do HTML, código fonte, do site oficial da cantora. Dessa mesma forma foi encontrado o nome Stupid Love, posteriormente confirmado pela própria cantora como título do primeiro single.

A mais recente possibilidade aponta para “Chromatica”, pois essa é a palavra que aparece no anúncio do single. Com o significado ligado a cores e semitons, explicaria a imagens de divulgação com o visual estético em tons rosados e na sonoridade, que utiliza a escala cromática.

Continue Reading

Listas

5 países que mais escutam K-Pop no mundo, segundo o Spotify

Brasil está entre os cinco países que mais consomem música sul-coreana.

Por

Ingressos do BTS nos EUA e Canadá chegam a US$ 8 mil (Foto: RB/Bauer-Griffin/GC Images)

O fenômeno K-Pop tem conquistado cada vez mais espaço no ocidente, foi destaque no On Pix, maior evento de cultura pop do Maranhão, e foi tema de um levantamento feito pelo Spotify, maior plataforma de streaming de áudio do mundo. O serviço revelou o perfil dos usuários que mais consomem o gênero e quais países estão no topo dos que mais escutam a música sul-coreana.

De acordo com dados do Spotify, os países que mais consomem K-Pop são:

  • 1º Lugar – Estados Unidos
  • 2º Lugar – Indonésia
  • 3º Lugar – Filipinas
  • 4º Lugar – Japão
  • 5º Lugar – Brasil

Além disso, segundo o serviço de música, o K-Pop tem crescido muito no Egito e Vietnã nos últimos meses. De todo esse sucesso, 73% dos ouvintes são mulheres, e 53% do público está na faixa etária de 18-24 anos. A plataforma registrou mais de 134 bilhões de minutos de faixas do gênero ouvidas.

O levantamento do Spotify também revelou os artistas mais populares. Vamos de ranking? Lá vai:

  • 1º Lugar – BTS
  • 2º Lugar – Blackpink
  • 3º Lugar – Exo
  • 4º Lugar – Twice
  • 5º Lugar – Red Velvet

O fenômeno K-Pop tem conquistado não só o público ocidental, já que no oriente já é um gênero consolidado, como o mercado mainstream americano também. O grupo BTS já gravou com a rapper Nicki Minaj e Halsey, e Black Pink já fez feat com a britânica Dua Lipa.

Veja abaixo as canções mais ouvidas nos últimos meses no Spotify:

  • 1º Lugar – “Boy With Luv” – BTS e Halsey
  • 2º Lugar – “Kiss and Make Up” BLACKPINK e Dua Lipa
  • 3º Lugar – “FAKE LOVE” – BTS
  • 4º Lugar – “Kill This Love” – BLACKPINK
  • 5º Lugar – “DNA” – BTS
Continue Reading

Música

Tudo o que sabemos sobre ‘Stupid Love’ e a nova era de Lady Gaga

Fãs aguardam ansiosos pelo single que promete sair na sexta-feira (28).

Essa semana os Little Monsters comemoraram a volta de uma das cantoras mais competentes e artística ao meio musical.

Nesta terça-feira (25), Lady Gaga anunciou uma nova era para sua música, com o single “Stupid Love”, faixa que fará parte de seu sexto álbum de estúdio. A confirmação da música se deu por uma foto nas redes sociais da própria cantora. A imagem apresenta uma placa estilizada exibindo o nome da canção e uma imagem que vazou algum tempo atrás, que seria das gravações do videoclipe.

Na quarta-feira (26), uma nova imagem surgiu em sua rede social, dessa vez com a cantora em um visual em tons róseas, como cabelos, acessórios, roupas e maquiagem, indicando o lançamento oficial do single para a sexta-feira (28).

View this post on Instagram

“STUPID LOVE” 2/28, midnight ET ❣️ #LG6

A post shared by Lady Gaga (@ladygaga) on

Na madrugada da quinta-feira (27), a artista divulgou um teaser do esperado videoclipe. Lady Gaga aparece em um cenário surrealista, cercada por seres futuristas. Enquanto a imagem gira ao seu redor, é possível ouvir ao fundo um trecho do instrumental de Stupid Love. Na tela, enquanto Gaga apresenta uma expressão de dor, aparece a frase: “Tudo o que eu queria era amor”. Ainda não há certeza do dia de lançamento do videoclipe já que não havia, na rede social da cantora, nenhuma indicação de que sairia junto ao single, mas grande parte da especulação e pelo andamento do projeto, acredita-se que sim.

A canção Stupid Love não é uma novidade para os fãs da cantora, já que tinha vazado antes de forma ilegal, mas isso não diminui a expectativa daqueles apreciadores do trabalho de Lady Gaga.

O lançamento do primeiro single é apenas o início de muita coisa.

Ainda não se tem o nome do albúm, mas muitas especulações apontam que seja “GAGA” graças ao fato de uma tatuagem com seu nome junto a símbolos de notas musicais. No histórico, é comum que ela faça tatuagens com títulos de álbuns, mesmo antes do lançamento.

Outra especulação seria do título do albúm ser “Babylon”, já que esse foi o nome encontrado, por fãs, no meio do HTML, código fonte, do site oficial da cantora. Dessa mesma forma foi encontrado o nome Stupid Love, posteriormente confirmado pela própria cantora como título do primeiro single.

A mais recente possibilidade aponta para “Chromatica”, pois essa é a palavra que aparece no anúncio do single. Com o significado ligado a cores e semitons, explicaria a imagens de divulgação com o visual estético em tons rosados e na sonoridade, que utiliza a escala cromática.

Promovendo sua linha de maquiagem, a Haus Laboratories, Lady Gaga, em recente entrevista lançou: “Haus Laboratories é um lugar muito colorido, assim como a minha música” e também “Haverá cor, apenas sairá de maneiras que você não pode esperar”.

Também na entrevista de divulgação da linha de maquiagem, a cantora afirmou: “Olhei no espelho e fiquei tipo, ‘não gosto do que vejo e não me sinto bem por dentro, então vou começar a pintar agora. Eu vou fazer algo que eu gosto”. Provavelmente referindo-se ao álbum.

Sarah Tanno, maquiadora de Gaga e Nicola Formichetti, diretor de moda, comentaram na recente foto da cantora a palavra “punk”. Embora punk seja um estilo de rock com acústica mais pesada, não significa que a cantora utilizará a sonoridade em suas músicas, o mais plausível é que o comentário faça referência à estética rebelde que será apresentada. Essa inspiração também pode vir graças a relação da cantora com games. Em 2019, ela fez uma referência ao jogo Fortnite, em uma de seus redes sociais, o que pode dar uma dica de como será a estética visual em sua nova era, já que Gaga se já utilizou de inspiração em games como exemplo da estética da residência “Enigma”, em Las Vegas inspirado em Bayonetta.

Como colaboradores para o novo álbum, Mark Ronson é praticamente certo. Ambos trabalharam juntos na premiada trilha sonora do filme “Nasce Uma Estrela” e no álbum “Joanne”. Esse mês, o produtor publicou em sua rede social uma foto junto com Gaga e escreveu “é estúpido o quanto eu gosto dessa foto”. Seria uma referência para o single Stupid Love?

https://www.instagram.com/p/B8ZXR2TAdQ3/

Stupid Love é de responsabilidade de Bloodpop e Tchami. Eles já apareceram em trabalhos da cantora como na maioria das músicas de “Joanne”.

Madeon, responsável por faixas do álbum ARTPOP também poderá trabalhar junto a Gaga no novo álbum. “Eu sou um grande amigo do BloodPop e eu simplesmente não vou dizer nada sobre isso, porque eu não quero, tipo… você sabe, é o que é, eu acho que não posso… tipo, melhor manter silêncio, não posso dizer nada apenas no caso de, sei lá… Sinto muito por esta resposta muito chata… mas é o que é”, soltou ele em entrevista.

Baseando-se no lançamento do teaser e do single, é provável que Lady Gaga retorne ao pop dançante igual ao começo de sua carreira. Não seria estranho, já que na residência Enigma ela privilegiou singles dessa época, assim como parte do visual.

De todos as especulações e teorias por trás do novo álbum da cantora só basta aguardar as novidades e se impressionar com o trabalho de uma artista conhecida por ter grande atitude e muito conceito em seus trabalhos.

Continue Reading

Em alta agora