Boi Brilho do Sesc recebe as bênçãos para a sua 26ª temporada junina





12/06/2019 - Atualizado às 14:47


Sinônimo de alegria e superação, o Boi Brilho do Sesc chega à sua 26ª temporada junina no Maranhão. Composto por 85 idosas do grupo do Sesc, com idade entre 60 e 90 anos, o grupo recebe as bênçãos de Santo Antônio para o início da agenda de apresentações neste sábado, dia 13 de junho, a partir das 16 horas, no Ginásio do Sesc Deodoro. Grupos da terceira idade convidados também integram a programação, abrilhantando o batizado.

Pioneiro no trabalho com a terceira idade, o Boi Brilho do Sesc é um dos mais tradicionais grupos da capital. Iniciando a sua formação em 1993, o seu primeiro sotaque foi o de matraca, passando mais tarde ao sotaque de orquestra. Atualmente se apresenta em diversos arraiais da cidade, entidades públicas, filantrópicas e privadas, participando inclusive de festejos no interior do estado, além de Encontros e Seminários.

Neide Rocha, que integra o grupo desde a primeira edição, lembra como tudo começou. “O boi era mais artesanal, de cofo e com fitas simples, mas a paixão pelo grupo já nasceu grande. E ao longo de 26 anos ela só cresce. É tão gratificante cantar e dançar, é uma alegria mútua, principalmente quando nos apresentamos nos hospitais e casas de apoio”, ressaltou a campeadora.

O Boi Brilho do Sesc é um grupo intergeracional, composto por idosos dos Grupos de Convivência do Sesc Deodoro e Turismo que desempenham os papéis de vaqueiro, campeador, Pai Francisco e Catirina e pelas netas dos componentes que participam como índias. Além da apresentação folclórica, eles também integram as diferentes etapas de produção da brincadeira: compõem toadas, preparam arranjos musicais, sugerem modelos de indumentárias e bordados e participam também da montagem das coreografias.

Fundado em 1993 por Clarice Barros, o Boi Brilho do Sesc visa contribuir para o envelhecimento ativo e saudável dos integrantes dos Grupos de Convivência do Sesc. O diretor musical do grupo é Chico Newman e o cantador e coreógrafo é Luís Carlos Pinheiro (Vovô).