Connect with us

Música

Billie Eilish, Demi Lovato e homenagens a Kobe Bryan marcam Grammy 2020

Cerimônia foi apresentada pela cantora Alicia Keys e consagrou Eilish como artista do ano.

Billie Eilish ganhou cinco estatuetas no Grammy 2020 (Foto: FREDERIC J. BROWN / AFP)

Billie Eilish fez um rapa na cerimônia de entrega dos prêmios do Grammy Awards 2020, realizado na noite desse domingo (26), no Staples Center, em Los Angeles, Estados Unidos. A cantora de 18 anos se tornou segunda artista na história – e agora a mais jovem – a ganhar nas quatro grandes categorias da premiação: revelação, melhor álbum, melhor gravação e melhor música do ano. Antes, o título pertencia a Christopher Cross (1981).

Em uma noite de performances de Lizzo, Usher, Aerosmith, Camila Cabello, Lil Nas X, BTS, Gwen Stefani, Sheldon Blake e mais, o amor a Kobe Bryant ficou em destaque. O jogador de basquete morreu ainda no domingo, em decorrência de um acidente de helicóptero. Todos os artistas fizeram menções ao atleta em suas performances.

Demi Lovato foi uma das performances mais aguardadas da noite. Visivelmente emocionada, Demi teve dificuldades para cantar no início da apresentação, mas logo a intérprete de “Anyone” entregou, além de uma música inédita, a mais emocionante apresentação da noite.

Veja abaixo os vencedores nas principais categorias:

Gravação do ano

  • “Hey, Ma” – Bon Iver
  • “Bad Guy” – Billie EiIish
  • “7 Rings” – Ariana Grande
  • “Hard Place” – H.E.R
  • “Old Town Road” – Lil Nas X ft.Ray Cyrus
  • “Talk” – Khalid
  • “Truth Hurts” – Lizzo
  • “Sunflower” – Post Malone & Swae Lee

Álbum do ano

  • “I, I” – Boniver
  • “Norman F***ing Rockwell” – Lana Del Rey
  • “When We all Fall Asleep, Where Do We Go” – Billie Eilish
  • “Thank U, Next” – Ariana Grande
  • “I Used to Know Her” – H.E.R
  • “7” – Lil Nas X
  • “Cuz I Love You” – Lizzo
  • “Father on the Bride” – Vampire Weekend

Revelação

  • Black Pumas
  • Billie Eilish
  • Lil Nas X
  • Lizzo
  • Maggie Rogers
  • Rosalía
  • Tank and the Bankas
  • Yola

Melhor perfomance de rap/vocal

  • “Higher” – DJ Khaled ft. Nipsey Hussle & John Legend
  • “Drip Too Hard” – Lil Baby & Gunna
  • “Panini” – Lil Nas X
  • “Ballin” – Mustard ft. Roddy Ricch
  • “The London” – Young Thug ft. J. Cole & Travis Scott

Música do ano

  • “Always Remember Us This Way” (gravada por Lady Gaga)
  • “Bad Guy” (gravada por Billie EiIish)
  • “Bring My Flowers Now” (gravada por Tanya Tucker)
  • “Hard Place” (gravada por H.E.R)
  • “Lover” (gravada por Taylor Swift)
  • “Norman F***ing Rockwell” (gravada por Lana Del Rey)
  • “Someone You Loved” (gravada por Lewis Capaldi)
  • “Truth Hurts” (gravada por Lizzo)

Melhor álbum rap

  • “Revenge of the Dreamers III” – Dreamville
  • “Championships” – Meek Mill
  • “I am > I was” – 21 Savage
  • “Igor” – Tyler, The Creator
  • “The Lost Boy” – YBN Cordae

Melhor performance de pop solo

  • “Spirit” – Beyoncé
  • “Bad Guy” – Billie Eilish
  • “7 Rings” – Ariana Grande
  • “Truth Hurts” – Lizzo
  • “You Need to Calm Down” – Taylor Swift

Melhor álbum pop

  • “The Lion King: The Gift” – Beyoncé
  • “When We all Fall Asleep, Where Do We Go” – Billie Eilish
  • “Thank U, Next” – Ariana Grande
  • “No. 6 Collaborations Project” – Ed Sheeran
  • “Lover” – Taylor Swift

Melhor álbum pop com vocal tradicional

  • “Sì” – Andrea Bocelli
  • “Love (Deluxe Edition) – Michael Bublé
  • “Look Now” – Elvis Costello & The Imposters
  • “A Legendary Christmas” – John Legend
  • “Walls” – Barbra Streisand

Melhor performance de duo/grupo pop

  • “Boyfriend” – Ariana Grande & Social House
  • “Sucker” – Jonas Brothers
  • “Old Town Road” – Lil Nas X featuring Billy Ray Cyrus
  • “Sunflower” – Post Malone & Swae Lee
  • “Señorita” – Shawn Mendes & Camila Cabello

Melhor música de R&B

  • “Could’ve Been” – H.E.R ft. Bryson Tiller
  • “Look At Me Now” – Emily King
  • “No Guidance” – Chris Brown ft. Drake
  • “Roll Some Mo” – Lucky Daye
  • “Say So” – PJ Morton ft. JoJo

Melhor álbum de R&B

  • “1123” – BJ The Chicago Kid
  • “Painted” – Lucky Daye
  • “Ella Mai” – Ella Mai
  • “Paul” – PJ Morton
  • “Ventura” – Anderson .Paak

Melhor álbum de música urbana

  • “Apollo XXI” – Steve Lacy
  • “Cuz I love you (Deluxe)” – Lizzo
  • “Overload – Georgia Anne Muldrow
  • “Saturn” – NAO
  • “Being human in public” – Jessie Reyez

Melhor performance de R&B tradicional

  • “Time Today” – BJ The Chicago Kid
  • “Steady Love” – India.Arie
  • “Jerome” – Lizzo
  • “Real Games” – Lucky Daye
  • “Built for Love” – PJ Morton Featuring Jazmine Sullivan

Melhor performance de R&B

  • “Love Again” – Daniel Caesar & Brandy
  • “Could’ve Been” – H.E.R featuring Bryson Tiller
  • “Exactly How I Feel” – Lizzo featuring Gucci Mane
  • “Roll Some Mo” – Lucky Daye
  • “Come Home” – Anderson .Paak ft. André 3000

Melhor álbum de música alternativa

  • “U.F.O.F.” – Big Thief
  • “Assume Form” – James Blake
  • “I,I” – Bon Iver
  • “Father of the bride” – Vampire Weekend
  • “Anima” – Thom Yorke

Melhor álbum de rock

  • “Amo” – Bring Me The Horizon
  • “Social Cues” – Cage The Elephant
  • “In the end” – The Cranberries
  • “Trauma” – I Prevail
  • “Feral Roots” – Rival Sons

Melhor música de rock

  • “Fear Inoculum” – Tool
  • “Give yourself a try” – The 1975
  • “Harmony Hall” – Vampire Weekend
  • “History Repeats” – Brittany Howard
  • “This land” – Gary Clark Jr.

Melhor performance de metal

  • “Astorolus – The Great Octopus” – Candlemass Featuring Tony Iommi
  • “Humanicide” – Death Angel
  • “Bow Down” – I Prevail
  • “Unleashed” – Killswitch Engage
  • “7empest” – Tool

Melhor performance de rock

  • “Pretty Waste” – Bones UK
  • “This Land” – Gary Clark Jr.
  • “History Repeats” – Brittany Howard
  • “Woman” – Karen O & Danger Mouse
  • “Too Bad” – Rival Sons

Melhor música de rap

  • “Bad idea” – YBN Cordae ft. Chance The Rapper
  • “Gold roses” – Rick Ross ft. Drake
  • “A lot” – 21 Savage ft. J. Cole
  • “Racks in the middle” – Nipsey Hussle ft. Roddy Ricch & Hit-Boy
  • “Suge” – DaBabby

Melhor performance de rap

  • “Middle Child” – J. Cole
  • “Suge” – DaBaby
  • “Down Bad” – Dreamville ft. J.I.D, Bas, J. Cole, EARTHGANG & Young Nudy
  • “Racks in the Middle” – Nipsey Hussle ft. Roddy Ricch & Hit-Boy
  • “Clout” – Offset ft. Cardi B

Melhor clipe

  • “We’ve Got to Try” – The Chemical Brothers
  • “This Land” – Gary Clark Jr.
  • “Cellophane” – FKA Twigs
  • “Old Town Road (Official Movie) – Lil Nas X & Billy Ray Cyrus
  • “Glad He’s Gone” – Tove Lo

Melhor álbum de jazz latino

  • “Antidote” – Chick Corea & The Spanish Heart Band
  • “Sorte!: Music by JOhn Finbury” – Thalma de Freitas com Vitor Gonçalves, John Patitucci, Chico Pinheiro, Rogerio Boccato & Duduka Da Fonseca
  • “Una noche con Rubén Blades” – Jazz At Lincoln Center Orchestra com Wynton Marsalis ft. Rubén Blades
  • “Carib” – David Sánchez
  • “Sonero: The music of Ismael Rivera” – Miguel Zenón

Música

Segundo colunista, cantores chegam a lucrar o dobro do cachê normal em live

O sertanejo Gustavo Lima é um dos que mais faturaram no auge das apresentações online.

Segundo o colunista, a cantora Luisa Sonza faturou R$ 120 mil em show online (Foto: Reprodução/YouTube).

Sem poder promover seus trabalhos devido ao novo Coronavírus, artistas do mundo todo encontraram nas lives a melhor ferramenta para divulgar seus lançamentos e gerar receita. No Brasil, a transmissão de shows online vem sempre acompanhada por merchan, com a logomarca dos patrocinadores estampada nas telas e nos materiais de divulgação.

Ainda que esses shows, para o público, estejam longe de ter a mesma energia que nos espaços físicos, para os artistas a coisa é bem diferente. Segundo o Leo Dias, colunista do Metrópoles, o cachê dessas transmissões chegam a custar o dobro do valor normal, totalizando em média R$ 120 mil a R$ 300 mil.

Contudo, esse valor pode mudar de acordo com o segmento do artista. De acordo com o colunista, as lives do sertanejo Gustavo Lima, por exemplo, têm orçamento estimado em R$ 400 mil. Além disso, no auge desse tipo de apresentação, no mês de maio deste ano, o cantor pode ter recebido R$ 3 milhões pelo show do dia 22.

Atrás do sertanejo, lives como a de Wesley Safadão + Raça Negra e Fernando e Sorocaba custaram aproximadamente R$ 230 mil e R$ 144 mil, respectivamente. Luisa Sonza, Carlinhos Brown, Belo, Lucas Lucco também são outros nomes citados pelo colunista, com orçamento estimada entre R$ 100 mil a R$ 120 mil.

Confira a tabela divulgada por Leo Dias:

Leia Mais

Música

Claudia Leitte: 40 anos e seus maiores sucessos da carreira reunidos em homenagem

Veja o levantamento sobre as músicas que se destacaram nos últimos anos, em homenagem ao aniversário da cantora.

Por

(Foto: reprodução/Instagram).

Claudia Leitte já anunciou que a sua semana será animada. Afinal, ela vai comemorar seu aniversário de 40 anos com uma live, nesta sexta-feira (10). “Claudinha”, como é chamada por seus fãs, é uma cantora e compositora com grandes sucessos na música brasileira e o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) aproveitou a data para fazer um levantamento especial sobre a artista.

Entre as músicas gravadas por Claudia Leitte, “Cartório”, de autoria de Magno Santanna e Tierry, aparece na liderança entre as mais tocadas nos últimos cinco anos nos principais segmentos de execução pública. Também se destacam “Taquitá”, de autoria de Claudia Leitte em parceria com Samir, Tierry, Breno Casagrande e Paul D Jr Salva, e “Baldin de gelo”, de autoria de Tierry, Cabrera e Matheuzinho, entre outras. Claudia Leitte tem atualmente 45 canções e 522 gravações cadastradas no Ecad.

Nos últimos cinco anos, mais de 70 % dos rendimentos em direitos autorais pela execução pública de música destinados a ela foram referentes aos segmentos de rádios, tvs e shows. Veja o ranking das músicas gravadas por Claudia Leitte mais tocadas nos últimos cinco anos nos principais segmentos de execução pública (Rádio, Sonorização Ambiental, Casas de Festa e Diversão, Carnaval e Festa Junina).

PosiçãoMúsicaAutores
1CartórioMagno Santanna/Tierry
2TaquitáClaudia Leitte/Samir/Tierry/Breno Casagrande/Paul D Jr Salva
3Baldin de geloTierry/Cabrera/Matheuzinho
4Então vem cáJack Pallas/Felipe Amorim/Caio Sanfoneiro/Kaleb Junior
5LacradoraTopera/Tierry
6LargadinhoDuller/Fabio Alcantara/Samir
7Te amo tantoPaolo
8Shiver down my spineClaudia Leitte/Romans
9ExttravasaSergio Rocha/Jean Carvalho/Adson Tapajós/Zeca Brasileiro
10BalancinhoJomar/Duller/Anderson Dandyr/Cabrera
11Claudinha bagunceiraTatau/Xixinho
12MatimbaLuciano Pinto/Duller/Fabio Alcantara/Claudia Leitte/Samir
13Beijar na bocaBlanch/Roger Tom
14Sorri sou reiAlexandre Carlo
15Pode terTierry
16Bola de sabãoRamon Cruz
17Te ensinei certinJhama
18CaranguejoNino Balla/Alan Moraes/Durval Luz/Luciano Pinto
19Dekole (portuguese language adaptation)Claudia Leitte/Freaks
20Quer saberHenrique Cerqueira/Edimar Filho
Leia Mais

Música

Vinicius de Moraes: o “Poetinha” e os maiores parceiros nas músicas

O dia 9 de julho de 2020 marca 40 anos da morte de Vinicius de Moraes; veja quais foram suas músicas mais tocadas.

Por

(Foto: reprodução).

Vinicius de Moraes nos deixou há 40 anos, no dia 9 de julho de 1980. Em homenagem ao “Poetinha”, o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) fez um levantamento sobre as suas obras musicais e quais foram os seus parceiros mais constantes nas 20 canções de sua autoria mais tocadas nos últimos cinco anos.

Três parceiros se destacaram no ranking: Tom Jobim, Toquinho e Baden Powell. Tom Jobim foi um dos grandes amigos e parceiros de Vinicius de Moraes e quem lhe concedeu o apelido carinhoso de Poetinha. Com Tom, constam 10 músicas nesse ranking do Ecad. Entre elas, clássicos como “Garota de Ipanema”, um dos ícones da Bossa Nova, “Chega de saudade” e “Eu sei que vou te amar”, que são, inclusive, as três primeiras colocadas.

Ainda nesse ranking, Toquinho e Baden Powell fizeram parceria em três canções cada um, apesar da lista ter sido maior do que isso ao longo da carreira deles. Com Toquinho, Vinicius de Moraes escreveu músicas de sucesso como “Aquarela”, “Tarde em Itapoã” e “Regra três”. Já com Powell, os destaques do levantamento do Ecad foram “Berimbau”, “Samba da benção” e “Pra que chorar”. Vinicius de Moraes tem 599 canções e 484 gravações cadastradas no banco de dados do Ecad.

Nos últimos cinco anos, quase 80% dos rendimentos em direitos autorais pela execução pública de música destinados a ele foram referentes aos segmentos de Shows, Música ao Vivo e TVs. É importante ressaltar que seus herdeiros continuam recebendo os direitos autorais pela execução pública de suas músicas.

Esse pagamento é assegurado por 70 anos após a morte do autor (ou do último autor, em caso de parcerias), conforme determina a lei do direito autoral (9.610/98). Confira o ranking das 20 músicas de autoria de Vinicius de Moraes mais tocadas nos últimos cinco anos nos principais segmentos de execução pública (Rádio, Sonorização Ambiental, Casas de Festas e de Diversão, Carnaval, Festa Junina, Show e Música ao Vivo) – de 2015 a 2019   

PosiçãoMúsicaAutores 
1Garota de IpanemaTom Jobim/Vinicius de Moraes 
2Chega de saudadeTom Jobim/Vinicius de Moraes 
3Eu sei que vou te amarTom Jobim/Vinicius de Moraes 
4AquarelaToquinho/Vinicius de Moraes/Mushi/Guido Morra 
5Tarde em ItapoãToquinho/Vinicius de Moraes 
6Água de beberTom Jobim/Vinicius de Moraes 
7BerimbauBaden Powell/Vinicius de Moraes 
8Regra trêsToquinho/Vinicius de Moraes 
9O morro não tem vezTom Jobim/Vinicius de Moraes 
10InsensatezTom Jobim/Vinicius de Moraes 
11Onde anda vocêHermano Thomas da Silva/Vinicius de Moraes 
12Só danço sambaTom Jobim/Vinicius de Moraes 
13Samba da bençãoBaden Powell/Vinicius de Moraes 
14LamentosVinicius de Moraes/Pixinguinha 
15Pra que chorarBaden Powell/Vinicius de Moraes 
16Pela luz dos olhos teusVinicius de Moraes 
17Ela é cariocaTom Jobim/Vinicius de Moraes 
18Gente humildeGaroto/Vinicius de Moraes/Chico Buarque 
19A felicidadeTom Jobim/Vinicius de Moraes 
20Se todos fossem iguais a vocêTom Jobim/Vinicius de Moraes 
Leia Mais