Connect with us

Artigos

BBB18 termina como a melhor edição desde 2010

Criatividade e disputa entre favoritos marcam 18ª edição do BBB.

Foto: Paulo Belote/TV Globo

Desde o BBB de Marcelo Dourado, em 2010, o Brasil não via uma disputa que envolvia tanto o público quanto o embate de Gleici e Kaysar na final do 18ª edição do Big Brother. No final da década passada, a turma dos sarados encrencou com os coloridos, mobilizou a atenção do país e, depois de um confinamento pra lá de tenso, Dourado foi consagrado campeão. O resultado obrigou a Globo a ser mais criteriosa com o sistema de votação das edições seguintes por suspeitas da participação de robôs nas votações.

Na época, foram quase 155 milhões de votos na final do BBB10 com direito a anúncio de Bial: foi a maior votação recebida entre todos os Big Brothers do planeta. Na edição anterior, que também foi popular e deu a vitória a Max, a votação obteve pouco mais de 44 milhões de votos. As modificações de segurança no sistema de votação, no entanto, não impediram que, desde o BBB16, o público sentasse o dedo para votar.

Veja as maiores votações da história do programa até agora:

BBB10: Marcelo Dourado x Fernanda x Cadu – 154,8 milhões
BBB17: Emilly x Ieda x Vivian – 142 milhões
BBB18: Gleici x Kaysar x Família Lima – 130 milhões (sujeito a atualização)
BBB10: Marcelo Dourado x Dicésar – 125,4 milhões
BBB17: Ilmar x Marcos – 112,8 milhões
BBB16: Ana Paula x Juliana – 103 milhões

Foto: Paulo Belote/TV Globo

Gleici x Kaysar

Desde o início, o BBB18 chamou atenção pela boa escolha de elenco. Perfis de diferentes estilos, gostos, vidas e interesses. Um elenco bonito e interessante de acompanhar que, milagrosamente, conseguiu segurar uma edição inteira sem que a disputa fosse costurada por barracos e baixarias.

A disputa entre Kaysar e Gleici começou a se acirrar no fim do primeiro mês do programa. Naquela época, o sírio era favoritíssimo, mas Gleici esteve no centro de situações que popularizaram sua figura: viu-se vítima de preconceito, de fofocas e como alvo das votações que a mandaram para um paredão falso que a colocou na crista da onda.

No fim do segundo mês, Gleici já havia se tornado favorita, Kaysar perdido espaço por ter cedido às forçações da rejeitada Patrícia e Família Lima, estrelada por Ana Clara e Ayrton, já consolidados como os codjuvantes mais protagonistas desta edição. Uma disputa com picos de tensão, mas que manteve uma constante leve e divertida.

Edição e repercussão

As torcidas, mais uma vez, foram o combustível para o estouro de repercussão do programa, que chamou atenção até da Organização das Nações Unidas (ONU) – na final, o órgão anunciou que ajudaria Kaysar a tirar a família da Síria. Repercussão que serviu de termômetro para o núcleo criativo do BBB brilhar muito ao longo de 90 dias, com destaque para a edição e sacadas do programa ao lidar com imprevistos.

Ponto negativo apenas para a agressividade dessas mesmas torcidas ao lidarem com participantes que não faziam parte da lista de preferidos. Como o próprio programa fez questão em ressaltar: todos os brothers são, antes de tudo, humanos. Erram, acertam e fazem escolhas. Do lado de cá, a torcida é livre, mas um pouco de maturidade nunca é demais.

O peso de Thiago Leifert mudou completamente nesta temporada e empolgou. Empolgou muito!

Foto: Paulo Belote/TV Globo

Audiência

Com bom elenco, excelente apresentação, edição criativa e público imerso na proposta, não podia ser diferente: a audiência do BBB18 foi uma das melhores dos últimos anos e a final foi a mais assistida desde… 2010! Veja o comparativo:

Big Brother Brasil 1 – 59
Big Brother Brasil 2 – 45
Big Brother Brasil 3 – 55
Big Brother Brasil 4 – 56
Big Brother Brasil 5 – 57
Big Brother Brasil 6 – 51
Big Brother Brasil 7 – 48
Big Brother Brasil 8 – 46
Big Brother Brasil 9 – 41
Big Brother Brasil 10 – 41
Big Brother Brasil 11 – 30
Big Brother Brasil 12 – 26
Big Brother Brasil 13- 29
Big Brother Brasil 14 – 24
Big Brother Brasil 15 – 27
Big Brother Brasil 16 – 29
Big Brother Brasil 17 – 29
Big Brother Brasil 18 – 32

No final das contas, Gleici confirmou o favoritismo e conquistou a 18ª edição do Big Brother Brasil. A estudante de psicologia teve 57,29% dos votos na grande final e levou o prêmio de 1,5 milhão de reais. Vice-campeão, o sírio Kaysar recebeu 39,32% dos votos e embolsou 150.000 reais. Ana Clara e Ayrton, a família Lima, ficou em terceiro lugar, com 3,33%. Eles levaram 50.000 reais para casa.

 

Em alta agora