Nossas Redes

Séries

Após polêmica, Globoplay cancela série sobre assassinato de Eliza Samúdio

Repercussão negativa fez plataforma voltar atrás na decisão de lançar a produção.

Vanessa Giácomo seria a protagonista da produção (Foto: Reprodução)

Após ter repercussão negativa a notícia que estaria produzindo uma série sobre o assassinato de Eliza Samúdio, morta pelo então namorado, o goleiro Bruno de Sousa, em 2010, o Globoplay anunciou que cancelou a produção da série. Ainda assim, de acordo com o jornal O Globo, a plataforma continua estudando o lançamento de outros produtos baseados em crimes reais.

Até então, a série teria Vanessa Giácomo como protagonista e seria baseada no livro Indefensável – O Goleiro Bruno e a História da Morte de Eliza Samúdio, escrito por Leslie Barreira Leitão, Paula Sarapu e Paulo Carvalho, com direção de Amora Mautner e roteiros de Lucas Paraíso e Gabriela Amaral.

A autora de novelas Glória Perez foi uma das que se revoltou com a produção da série nas redes sociais. Após a confirmação do cancelamento da série, a autora comemorou. ” Aplaudo a decisão. Bruno é um criminoso cruel e narcisista, disposto a tudo para resgatar a posição de ídolo. Dar-lhe palco é ajudá-lo nisso, é propiciar que seja chamado a vários programas de TV para vender-se como goleiro, vitimizar-se e opinar sobre a escolha do elenco”, comentou Glória Perez.

Caso fosse ao ar, a série iria conter detalhes sobre a morte de Samudio como, por exemplo, ter a presença de cães da raça rottweiler, devorando ela, segundo informações do jornalista e colunista do UOL, Leo Dias.

Relembre o crime

O caso ganhou notoriedade em 2010, quando a modelo Eliza Samúdio, de 25 anos, desapareceu misteriosamente. Em 2013, o goleiro Bruno de Sousa, na época jogador do Flamengo, foi condenado a 22 anos e três meses pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, sequestro e ocultação de cadáver. Ele foi apontado como autor do assassinato de Eliza Samudio, com quem teve um relacionamento e um filho.