Após polêmica, funcionários de editora se recusam a trabalhar com J.K. Rowling

Funcionários da editora Hachette, responsável pelo próximo livro da autora, teriam demonstrado insatisfação após comentários sobre pessoas transgênero.

Quase duas semanas após os comentários polêmicos de J.K. Rowling sobre pessoas transgênero, a autora se envolveu em mais um polêmica sobre o caso. Desta vez, de acordo com o site britânico Daily Mail, os funcionários da editora Hachette, manifestaram insatisfação com a situação e se recusaram a trabalhar no próximo livro da autora.

A manifestação foi feita durante uma reunião da divisão de livros infantis da editora. A empresa afirmou ‘não estar preparada para trabalhar’ em O Ickabog, novo livro de J.K.

Em comunicado divulgado para a imprensa, a Hachette informou que não iria comentar as visões pessoais dos autores e afirmou que respeita o direito dos funcionários em expressar seu ponto de vista. Além disso, a editora disse que ‘jamais obrigaria seus funcionários a trabalhar em um livro que causasse incômodo”.

Após os comentários, o ator Daniel Radcliffe, que interpretou Harry Potter, rebateu a fala da autora e mandou uma mensagem de apoio as pessoas trans. O ator também pediu desculpas aos fãs do universo bruxo que tenham se sentido ofendidos com os comentários.

Mulheres trans são mulheres. Sei que alguns veículos de imprensa vão provavelmente retratar isso como uma briga entre J. K. Rowling e eu, mas não é isso (…) Espero de verdade que vocês não percam totalmente o que foi valioso nessas histórias para vocês. Se esses livros ensinaram que amor é a maior força do universo, capaz de superar qualquer coisa; se eles ensinaram que a força é encontrada na diversidade, e que ideias dogmáticas de pureza levam a opressão de grupos vulneráveis; se vocês acreditam que um personagem em particular é trans, não-binário, ou tem gênero fluido, ou é gay ou bissexual; se você encontrou qualquer coisa nessas histórias que ressoou em você e ajudou em qualquer momento de sua vida — então isso é entre você e o livro que você leu, e isso é sagrado“, disse.

Total
5
Shares
Prévia

Bacurau, sucesso brasileiro de 2019, será exibido gratuitamente no Youtube

Próxima Notícia

Emmy 2020 terá oito indicados nas categorias principais