Connect with us

Últimas

Aniston e Witherspoon estrelarão drama sobre programas matutinos na Apple

O drama ainda sem nome estreará com duas temporadas engatilhadas.

Reprodução

As atrizes Jennifer Aniston e Reese Witherspoon estrelarão, produzirão e serão donas de um programa sobre o dia a dia de apresentadores de programas matutinos nos Estados Unidos.

O drama, que usará o livro Top of the Morning, de Brian Stelter, como inspiração e conteúdo adicional, ganhou uma encomenda de duas temporadas, com dez episódios cada, e será produzido pela Media Res, de Michael Ellenberg, que dividirá os direitos do show com as protagonistas.

Segundo o THR, a série ainda sem nome tem o mesmo orçamento de grandes produções da TV e deve alavancar a participação da Apple no concorrido (ainda que com poucos cavalos) mercado de streaming.

A Apple TV (emissora, não console) aos poucos está ganhando notoriedade, ainda que tenha escolhido por uma versão “para toda a família” de toda a sua programação.

Continue Reading
Advertisement Image Map
3 Comments

3 Comments

  1. Rebglax

    29 de junho de 2019 at 04:46

    Donde Comprar Cialis Foro Feline Amoxicillin Reactions Lasix Deutschland cialis 5mg best price Cialis Et Glaucome Chewable Amoxicillin Swallowing Whole

  2. Rebglax

    12 de julho de 2019 at 00:38

    Comment Prendre Le Viagra Propecia Effetti cialis for sale Macrobid Low Price Bristol

  3. Rebglax

    23 de julho de 2019 at 23:58

    Precio Proscar Propecia Acheter Du Viagra Gratuit sertraline no prescription Finasteride Oh Propecia Propecia Fiv Viagra Without A Doctor’S Approval

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas

SAG Awards 2020 e os destaques da noite

Premiação destaca melhores desempenhos para cinema e tv

O SAG Awards (Screen Actors Guild) 2020 foi realizado no dia 19 de janeiro no Shrine Auditorium em Los Angeles, Califórnia. Sendo considerado uma espécie de termômetro para o Oscar, o intuito do prêmio que ocorre anualmente desde 1995, é reconhecer desempenhos excepcionais no cinema e televisão, presenteando-os com o The Actor (O ator), uma estatueta de 41 cm de altura numa figura segurando uma máscara de comédia e uma de tragédia.

Destaque para o filme Parasita, o longa sul-coreano foi o primeiro de língua estrangeira a vencer sua categoria desde a criação do prêmio. Na cerimônia que se dedicou às categorias de atuação, o filme foi ovacionado e aplaudido de pé.

Outro ponto forte foi a presença de astros que não forma indicados ao Oscar, como Christian Bale e Taron Egerton, indicados por seus trabalhos em Ford Vs. Ferrari e Rocketman, respectivamente, que perderam a categoria de Melhor Ator em Filme para Joaquin Phoenix e sua atuação em Coringa. E a atriz e cantora Jennifer Lopez, indicada Melhor Atriz Coadjuvante em Filme por sua participação em As Golpistas, mas perdendo a categoria para Laura Dern e seu trabalho em História de Um Casamento.

Destaque em vários jornais que noticiaram o evento foi o fim do rumor sobre uma suporta rixa entre o ex-casal Jennifer Aniston e Brad Pitt, divorciados há 15 anos. Aniston foi vencedora na categoria Melhor Atriz em Série Dramática por The Morning Show, do Apple+, sendo este o primeiro grande prêmio para o serviço do streaming da Apple, lançado há dois meses. Brad Pitt, por sua vez, venceu a categoria de Melhor Ator Coadjuvante em Filme com sua atuação em Era Uma Vez Em Hollywood, fazendo piada em seu agradecimento: “Vou ter que adicionar isso ao meu perfil do Tinder”.

Não deixando de destacar também o astro de O Irlandês, Robert De Niro, que levou prêmio de honra por sua carreira, o SAG Life Achievemente Award.

Confira a lista completa dos indicados ao prêmio com os vencedores da noite (em negrito):

Melhor elenco de filme

  • O Escândalo
  • O Irlandês
  • Jojo Rabbit
  • Era Uma Vez… em Hollywood
  • Parasita

Melhor atriz

  • Cynthia Erivo – Harriet
  • Scarlett Johansson – História de um Casamento
  • Lupita Nyong’o – Nós
  • Charlize Theron – O Escândalo
  • Renée Zellweger – Judy – Muito além do Arco-Íris

Melhor ator

  • Christian Bale – Ford vs Ferrari
  • Leonardo DiCaprio – Era Uma Vez… em Hollywood
  • Adam Driver – História de um Casamento
  • Taron Egerton – Rocketman
  • Joaquin Phoenix – Coringa

Melhor atriz coadjuvante

  • Laura Dern – História de um Casamento
  • Scarlett Johansson – Jojo Rabbit
  • Nicole Kidman – O Escândalo
  • Jennifer Lopez – As Golpistas
  • Margot Robbie – O Escândalo

Melhor ator coadjuvante

  • Jamie Foxx – Luta por Justiça
  • Tom Hanks – Um Lindo Dia na Vizinhança
  • Al Pacino – O Irlandês
  • Joe Pesci – O Irlandês
  • Brad Pitt – Era Uma Vez… em Hollywood

Melhor elenco de dublês em filme

  • Vingadores: Ultimato
  • Ford vs Ferrari
  • O Irlandês
  • Coringa
  • Era Uma Vez… em Hollywood

Melhor elenco de série de drama

  • Big Little Lies
  • The Crown
  • Game of Thrones
  • The Handmaid’s Tale
  • Stranger Things

Melhor atriz em série de drama

  • Jennifer Aniston – The Morning Show
  • Helena Bonham Carter – The Crown
  • Olivia Colman – The Crown
  • Jodie Comer – Killing Eve
  • Elisabeth Moss – The Handmaid’s Tale

Melhor ator em série de drama

  • Sterling K. Brown – This Is Us
  • Steve Carrell – The Morning Show
  • Billy Crudup – The Morning Show
  • Peter Dinklage – Game of Thrones
  • David Harbour – Stranger Things

Melhor elenco de série de comédia

  • Barry
  • Fleabag
  • O Método Kominsky
  • The Marvelous Mrs. Maisel
  • Schitt’s Creek

Melhor atriz em série de comédia

  • Christina Applegate – Dead to Me
  • Alex Borstein – The Marvelous Mrs. Maisel
  • Rachel Brosnahan – The Marvelous Mrs. Maisel
  • Catherine O’Hara – Schitt’s Creek
  • Phoebe Waller-Bridge – Fleabag

Melhor ator em série de comédia

  • Alan Arkin – O Método Kominsky
  • Michael Douglas – O Método Kominsky
  • Bill Hader – Barry
  • Andrew Scott – Fleabag
  • Tony Shalhoub – The Marvelous Mrs. Maisel

Melhor atriz em minissérie ou filme para a tv

  • Patricia Arquette – The Act
  • Toni Collette – Unbelievable
  • Joey King – The Act
  • Emily Watson – Chernobyl
  • Michelle Williams – Fosse/Verdon

Melhor ator em minissérie ou filme para a tv

  • Mahershala Ali – True Detective
  • Russell Crowe – The Loudest Voice
  • Jared Harris – Chernobyl
  • Jharrel Jerome – Olhos que Condenam
  • Sam Rockwell – Fosse/Verdon

Melhor elenco de dublês em série de comédia ou drama

  • Game of Thrones
  • Glow
  • Stranger Things
  • The Walking Dead
  • Watchmen
Continue Reading

Coluna Lucas Nash

Crítica | Rare – Selena Gomez

‘Rare’ é marcado por uma lírica honesta, mas tropeça em seu desenvolvimento.

Na discografia de muitos cantores, há sempre uma obra que se destaca pela sua característica econômica, um processo de desaceleração em relação às produções anteriores. É o típico momento em que o artista, após provar o sucesso comercial e da crítica, resolve dosar a fórmula que tanto lhe garantiu tal êxito. Em ‘Rare’, terceiro álbum de inéditas da norte-americana Selena Gomez, a cantora se propõe traçar esse mesmo percurso, mas, aqui, ela adota esse processo para falar de suas fragilidades.   

Selena entrega logo na arte que ilustra a capa do novo trabalho a postura suncita, com pouca maquiagem, livre de adornos e de toda a produção que sempre a acompanha. A cantora resolve se despir dos filtros de outrora para se abrir ao público e expor as experiências de relacionamentos conturbados e de como esqueceu de si mesma em meio a tudo isso.

‘Rare’, faixa-título, abre o álbum de forma exitosa. São instantes de um pop que se destaca pela estrutura singela, construída pelo baixo que domina boa parte da melodia, uma percussão étnica e uma tênue atmosfera de devaneio, onde os versos de Gomez se incubem de torná-la tangível. “Sempre do seu lado/ E você não faz o mesmo / Isso não é justo”, canta, consciente da não reciprocidade amorosa.

E o catálogo de canções segue narrando a trajetória de redescoberta de Selena, caso de ‘Dance Again’. Durante a canção, as guitarras desenvoltas e o teclado pontual dão base para que as batidas acompanhem os versos que marcam o novo começo de Gomez após uma relação difícil. Já as faixas seguintes, ‘Look At Her Now’, ‘Lose To Love Me’ e ‘Vulnerable’, talvez sejam o maior trunfo do registro, pois além de serem as composições mais interessantes do disco, é o clímax do pop econômico trabalhado por Selena e seus produtores.

Contudo, já em ‘Ring’, o disco dá os primeiros sinais dos tropeços que serão apresentados no decorrer da audição. A faixa se perde em meio ao catálogo por não mostrar um desenvolvimento durante sua execução. ‘People You Know’ acaba no mesmo erro, tonando a experiência de continuar obra cada vez mais desestimulante. E nem o repeteco do R&B lascivo, tão explorado em ‘Revival’ (2015), consegue deixar ‘Crowded Room’ atrativa.

Ainda que abra o disco de forma assertiva, ‘Rare’ logo perde o seu rumo. O trabalho de Selena e sua produção em dar vida a uma obra mais honesta, onde a cantora fale abertamente sobre seus sentimentos, desanda pelo vício no uso de fórmulas pré-fabricadas, facilmente encontradas em qualquer álbum pop da década passada. Conforme os minutos de duração vão finalizando, o quê poderia ser promissor se encaminha para algo esquecível.

‘Rare’ pode não ter entregado o melhor momento da carreira de Selena Gomez, mas, com certeza, é um dos mais sinceros. A obra pode ser vista como os primeiros passos da cantora na busca pelo amadurecimento artístico, explícito aqui na lírica das 13 canções que compõe o disco. Agora, resta torcer para que esse amadurecimento esteja presente nas melodias de futuros trabalhos.   

Ouça:

Continue Reading

Últimas

São Luís sediará a maior maratona de criação de jogos do mundo

Evento ocorrerá de 31 de janeiro a 02 de fevereiro no Sebraelab.

O ano de 2019 foi um grande ano para o mundo gamer em São Luís e 2020 pretende ser igual ou ainda melhor que o ano anterior. E para os apaixonados por jogos o ano já inicia com grandes novidades. São Luís sediará o maior evento do mundo de desenvolvimento de jogos, o Global Game Jam (GGJ). Tradicionalmente em janeiro, o evento funciona como uma hackathon, reunindo programadores, designers e outros profissionais ligados ao desenvolvimento de jogos, onde todos os grupos saem com um produto ao final do evento.

Ocorrendo simultaneamente em mais de 112 países, o GGJ envolve mais de 47 mil participantes e esse ano, em São Luís será realizado de 31 de janeiro a 02 de fevereiro no Sebraelab, ambiente de estímulo à criatividade e à inovação do Sebrae-MA, contando com o apoio da Maximize.

O objetivo principal na GGJ é o grande desafio de desenvolver um jogo em 48 horas. O tema do evento só será divulgado no primeiro dia da programação (31 de janeiro), após a divulgação, inicia a contagem regressiva para a produção do protótipo do projeto, que será enviado, no fim do evento, para o site da Global Game Jam e fica disponível para o mundo inteiro conhecer os projetos desenvolvidos. O GGJ não é uma competição, é um evento de colaboração e incentivo a criatividade com o objetivo de criar MVP’s (Produto Mínimo Viável) de jogos de forma rápida e colaborativa.

Promovido pela Associação Maranhense de Desenvolvedores de Jogos (AMAGames) desde 2012, sendo sua 8ª edição em terras ludovicenses, a Associação tem como missão incentivar o mercado de desenvolvimento de jogos no Maranhão atrás de ações e eventos como este. O GGJ também conta com apoio do Laboratório de Pesquisa JOGA-AI (Jogos, Gameficação, Acessibilidade e Autoria Inteligente) do IFMA – Campus São Luís.

As inscrições estão abertas, custam uma taxa de R$ 10 e podem ser realizadas no link abaixo:
http://ggj2020.amagames.com.br

Continue Reading

Em alta agora