Connect with us

Últimas

‘Amor em Jogo’, comédia estrelada por Gal Gadot, chega à plataformas de streaming

O longa é uma comédia romântica que se passa em Jerusalém, terra natal da atriz.

O longa foi lançado no Brasil em outubro de 2019 e agora está disponível em serviços de streaming. (Foto: reprodução)

Já estreou nos principais serviços de streaming do país o filme “Amor em Jogo”. Trata-se de uma divertida comédia romântica para todos os gostos, protagonizada pela restrela de Hollywood Gal Gadot. O filme está disponível nas seguintes plataformas digitais: NOW, Looke, Google Play, iTunes, Vivo Play, Microsoft Store e Sky Play.

O longa, que se passa na cidade de Jerusalém, mostra o jogador de futebol israelense Ami (Oshri Cohen), forçado pelo chefão da máfia a fingir que é gay numa punição por ter flertado com Mirit (Gal Gadot), a namorada do criminoso. Ami é banido pelos jogadores e torcedores do time, mas acaba virando um herói da comunidade gay do país.

O casal protagonista é formado pelos israelenses Oshri Cohen e Gal Gadot, atuando em seu trabalho mais recente em uma produção de sua terra natal. A cativante história se baseia em um roteiro que mistura elementos de mundos distintos de maneira leve e irreverente.

Lançamentos

Banda maranhense Basttardz lança “Brasil com Z”, primeiro álbum do grupo

Grupo formado em 2019 lança seu álbum de estreia e já chega metendo o pé na porta com um trabalho crítico e de peso.

(Foto: Reprodução/ @basttardzch)

Todo maranhense já sabe que nossa terra é repleta de músicas que demonstram o que há de melhor na nossa cultura, desde a melodia envolvente do reggae, que chama o casal para dançar agarradinho, até a nossa MPB regional, que canta sobre as belezas do Maranhão e mostra os sons, cores e sabores que só se encontram aqui.

Mas há também um lado do nosso cenário musical que olha para a realidade mais profunda que se passa em todo o país e, por meio de riffs pesados, pedal duplo frenético e vocal rasgado, canta sobre o lado mais triste, porém real, da sociedade. É dessa forma que a banda ludovicense Basttardz se retrata em seu primeiro trabalho completo de estúdio, intitulado Brasil com Z.

Composto por André Nadler (vocais), Francivaldo (guitarra), Rafael Topeira (bateria ) e Adriano Texugo (contrabaixo), o grupo é uma banda de Hardcore/Crossover, fundada em São Luís (MA), que traz influências de grandes nomes como Ratos de Porão, D.F.C, Municipal Waste e D.R.I, aliando os riffs pesados do Thrash Metal à linguagem crítica do Hardcore. E crítica é a palavra que define o primeiro álbum da banda.

(Foto: Reprodução/Basttardz)

Em novembro de 2019 foi lançado o single de estreia “Brasil com Z”, que veio com tudo, mostrando o que a banda queria passar com o novo projeto. A capa do single, a mesma do álbum, juntamente com o nome da faixa, sintetizavam criticamente toda a questão do imposição da cultura norte-americana no Brasil, mostrando várias marcas de produtos famosos e a figura do nativo norte-americano.

Já no início de 2020, o grupo veio com o lançamento da faixa “Fogo na Zona Sul”, que aborda o ódio da burguesia pela periferia, iniciando com um áudio real do episódio “Os pobres vão à praia”, do programa Documento Especial, da década de 90, em que moradores da área nobre do Rio de Janeiro se manifestam contra a entrada das pessoas de periferia nas praias da região.

Já com o lançamento do álbum completo, que possui as duas faixas que já haviam sido lançadas, o Basttardz traz faixas totalmente críticas e irônicas sobre problemas sociais super atuais e que merecem toda a atenção para o problema real que representam.

Com músicas que falam sobre a repressão policial nas periferias, o envenenamento dos alimentos pelos agrotóxicos, a crise do sistema carcerário brasileiro, analfabetismo, as grandes igrejas como instituições predatórias e não como lugares de fé, além de outros problemas presentes no dia a dia como homofobia, racismo, ansiedade, corrupção e alienação, o álbum se mostra um relato necessário para se pensar criticamente os dias de hoje por meio da música.

“Brasil com Z” foi lançado inicialmente apenas nas plataformas de streaming devido ao cenário de pandemia em que estamos vivendo, mas que em breve vai ter a distribuição do formato físico pela gravadora Bigorna Records para todas as lojas do Brasil.

Com certeza o Basttardz é uma das bandas maranhenses do cenário Rock/Metal que merece toda a atenção para o atual e futuros trabalhos. Confira o álbum:

Leia Mais

Últimas

Lady Gaga e Ariana Grande lançam clipe de ‘Rain on Me’ – assista

Single foi lançado hoje e cantoras trocam carinho pelas redes socais.

Foto: Reprodução/Instagram

Lançada dia 22 de maio, a nova música da parceria entre as cantoras Lady Gaga e Ariana Grande antecede a chegada de Chromática, o novo e sexto disco de Gaga, que tem lançamento marcado para o dia 29 desse mês e já está na pré-venda.

O single da colaboração se intitula “Rain on Me” e é notável os toques do pop antigo da cantora Lady Gaga, como prometido para as músicas dessa discografia que terão nuances que lembrarão sua era de “Mother Monster”, banhada no Pop.

Fã da Lady Gaga desde criança, Ariana revelou poucas horas antes da divulgação o quanto estava empolgada. Em seu twitter oficial escreveu: “Um dia realmente emocionante. Queria poder abracá-la agora Lady Gaga”. Gaga, por sua vez, respondeu um curto mas bonito “Você me inspira”.

Após o comentário ambas trocaram um pouco mais de carinho pelas redes sociais.

Uma vez eu senti que eu estava chorando tanto que nunca mais poderia parar. Ao invés de lutar contra isso, eu pensei que poderia pegar esse sentimento e fazer grandes coisas. Ariana, te amo por sua força e amizade. Vamos mostrar para eles o que temos aqui”, escreveu Gaga no Twitter.

“Uma vez eu conheci uma mulher que conhecia a dor da mesma forma que eu. Que chorou tanto quanto eu, bebeu tanto vinho quanto eu, comeu tanta massa quanto eu que tinha o coração maior do que todo seu corpo. Imediatamente, eu a senti como uma irmã para mim”.

“Ela então me deu a mão e me convidou para o maravilhoso mundo de ‘Chromatica’ e, juntas, nós vamos mostrar quão bonito e reparador é essa porcaria de choro. Espero que essa música faça todos vocês se sentirem tão animadas quanto nós duas. Lady Gaga, você é uma supermulher incrível”, devolveu Ariana.

https://twitter.com/ladygaga/status/1263682451546599426?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1263682451546599426&ref_url=https%3A%2F%2Fg1.globo.com%2Fpop-arte%2Fmusica%2Fnoticia%2F2020%2F05%2F22%2Flady-gaga-e-ariana-grande-se-unem-em-rain-on-me-musica-que-integra-o-disco-chromatica.ghtml

Chromática terá 16 músicas e contará com participações incríveis como Elton John e até o grupo de K-pop Blackpink.

Recentemente Gaga afirmou que o lançamento do disco foi adiado por conta da pandemia do COVID-19. Mas agora com data certa, Chromática estará disponível em vários formatos em seu lançamento, inclusive CD, vinis de várias cores e cassete. Também, na linha Chromática, a cantora lançou em seu site oficial vários produtos de merchandising para o álbum.

Leia Mais

Últimas

Carta aberta de Lana del Rey responde críticas

Acusada de glamourizar o abuso em suas letras e clipes, a artista se explica.

Foto: Instagram oficial/lanadelrey

Elizabeth Woolridge Grant ou mais conhecida como Lana del Rey, é uma cantora estadunidense que tem como destaque seus trabalhos musicais em um estilo de temática referente a romances trágicos, glamour e melancolia, além de suas referências à cultura pop.

Na madrugada do dia 21 de maio. Lana del Rey publicou, em sua rede social, uma carta aberta defendendo-se de antigas acusações sobre seus clipes e letras de músicas como se estas glamorizassem os abusos.

O texto foi intitulado pela cantora como “Pergunta para a cultura”, citando cantoras também famosas:

“Agora que Doja Cat, Ariana, Cardi B, Kehlani e Nicki Minaj e Beyoncé já tiverem músicas número um falando sobre ser sexy, não usar roupas, transar, trair e etc – posso voltar a cantar sobre ser encorporada, me sentir bonita ou estar apaixonada mesmo se a relação não é perfeita, ou dançar por dinheiro – ou o que eu quiser – sem ser crucificada por dizer que estou glamourizando abuso???”, escreveu a cantora.

Lana afirma cansada das acusações feitas por cantoras mulheres e compositoras de música alternativa e deixa claro que ela é somente “uma pessoa glamourosa que canta sobre a realidade do que estamos vendo agora, onde, em todo o mundo, os relacionamentos abusivos predominam”.

Com todos os tópicos que as mulheres finalmente podem explorar, só quero dizer que acho patético que minhas pequenas explorações em minhas letras detalhando meus papéis às vezes submissos ou passivos em meus relacionamentos, muitas vezes façam as pessoas dizerem que eu fiz as mulheres regredirem cem anos (em suas conquistas).”

“Vamos deixar claro, eu não sou uma antifeminista – mas deve haver um lugar no feminismo para mulheres que se parecem e agem como eu – o tipo de mulher que diz não, mas os homens ouvem sim – o tipo de mulher que é impiedosamente atacada por deixar à mostra a sua personalidade autêntica e delicada, a que tem suas histórias e voz suprimidas por mulheres mais fortes ou por homens que odeiam mulheres?”

Na carta, fazendo um balanço de sua carreira, Lana acredita já ter aberto um caminho para que outras artistas deixassem de botar um “sorriso falso” no rosto e passassem a cantar sobre o que quisessem em suas músicas

“Ao contrário do que aconteceu comigo quando fui tachada literalmente de ser histérica por expressar uma pequena nota de tristeza em meus dois primeiros álbuns, quando na verdade eles estavam ambientados, literalmente, nos anos 20.”

A carta termina com Lana dizendo que irá trabalhar mais na questão de profundidade de sentimentos em seus dois próximos livros de poesia, especialmente no segundo com Simon e Schuster, e que esses assuntos também estarão presentes em seu novo álbum.

Além de rebater as críticas antigas, Lana anunciou o novo álbum, que será lançado dia 5 de setembro e será o sucessor do aclamado “Norman Fucking Rockwell!” e 2018. O novo álbum deverá se chamar “White Hot Forever”.

Leia Mais