Connect with us

Artigos

A controvérsia que pauta discussões e desafia os mais críticos

BBB chega à 18ª edição como sucesso comercial e gerando muito burburinho.

Foto: Divulgação/Globo

Foi dada a largada para mais uma edição do reality show mais controverso da televisão brasileira: o tal do Big Brother Brasil. Ao mesmo tempo que irrita profundamente os que o consideram como um formato de baixarias, o programa continua, mesmo já em sua 18ª edição, levantando debates sociais dos mais variados tipos.

Bastaram dois dias para a que a primeira discussão fosse levantada: a estreita relação entre pai e filha já causou muitos debates a respeito dos limites na troca de carinhos entre familiares. Traição e militância já surgem como potenciais polêmicas a serem catapultadas do reality show para rodas de conversa em todo o país. Inclusive nas virtuais.

Mas quem são os anônimos que lutam por momentos de destaque nesta edição? A lista completa você pode conferir no site oficial do programa. Entretanto, é possível dizer que o atual elenco compõe um dos melhores combos dos últimos anos no que diz respeito à carisma, personalidade e competitividade.

As torcidas nesse início ainda estão oscilantes como de costume. A única torcida que esta coluna pode cravar é para que o público não elimine potenciais destaques do elenco logo no início e rompa o caminho promissor que esta edição tenta percorrer – até agora de forma muito orgânica.

É injusto, ainda, continuar verbalizando sobre o programa e não reparar nas mudanças na dinâmica de apresentação. Tiago Leifert parece cada vez mais a vontade no comando da atração e a edição trouxe novos recursos para aproximar os brothers do público, como, por exemplo, exibir depoimentos particulares dos participantes no confessionário discorrendo sobre as próprias estratégias.

Preparar conteúdo exclusivo online, através do Globo Play, via Rede BBB e pay-per-view, foi uma ótima sacada. Agregou uma espécie de mesa redonda que especula sobre o programa – formato bastante explorado pela concorrência (Sônia Abrão, por exemplo) – e aproximou ainda mais os internautas – que sustentam o programa como o mais comentado da internet – de conteúdos em tempo real, direto da casa do Big Brother Brasil.

Ao que se refere sobre a veracidade dos acontecimentos dentro da casa, este parece um assunto amadurecido e superado pelo público do BBB. O principal embate do programa, atualmente, parece ser com a limitada contribuição intelectual que o produto parece poder oferecer. No entanto, este também parece ser um assunto tirado de letra pelo reality, que não só continua no ar como um fenômeno comercial como afronta os mais críticos com um slogan categórico: “o lugar onde todo mundo quer estar”. É de se pensar.

*

SOBRE O AUTOR – Lucas Vieira é jornalista e escreve sobre cultura pop há cinco anos. Sobre televisão, assina a oficialmente a primeira coluna ‘Vendo TV’ no Volts. É repórter editor de vídeos no núcleo digital do Grupo Mirante, afiliado ao Grupo Globo no Maranhão. Começou a carreira no G1 – Portal de Notícias da Globo, passou, também, pelas redações do Imirante, Jornal O Estado do Maranhão, jornal O Imparcial, O Imparcial Online, Você Gastrô e Aqui Maranhão. Além disso, trabalhou como social media na Palavra Comunicação e Estratégia, e assessor na Cores Comunicação e Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). Já fez coberturas policiais, de manifestações, reportagens especiais e fundou o Volts, um dos principais portais de entretenimento do nordeste.
Contato: lucas.vieira@sitevolts.com.br

SOBRE A COLUNA – Com nome que homenageia o extinto programa ‘Ver TV’, este é um espaço de observação e reflexão a respeito da linguagem televisiva em seus mais diversos aspectos – do espaço de produção estética e autoral que de fato é até as reverberações sociais que provoca.

Continue Lendo
INSCREVA-SE NO VOLTS PLAY
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Em alta agora