Connect with us

Listas

5 Motivos para se animar com o Aranhaverso da Sony

NÃO CHORE ! O Volts vem te dar cinco motivos para se animar com o Aranhaverso da Sony e mostrar que a quebra de contrato com a Disney não é o fim.

COM GRANDES PODERES, VEM GRANDE RESPONSABILIDADES ! Depois de três anos, de um acordo entre a Marvel e a Sony que teve seu início durante a produção de Capitão América: Guerra Civil, para que a Disney pudesse compartilhar os direitos criativos do personagem Homem-Aranha, incluindo assim Peter Parker no MCU, finalmente chegou ao fim de maneira trágica. De acordo com fontes, o presidente geral da Disney, Bob Iger, entrou em conflito com a Sony por questões monetárias, especificamente na maneira como o lucro dos filmes protagonizados pelo Cabeça de Teia estavam sendo repartidos entre as companhias. Iger procurou que a divisão da bilheteria fosse feita de maneira igualitária (50%), demanda que abrangia também a participação de Kevin Feige e seu envolvimento com a franquia do Homem-Aranha, no sentindo de que se tal exigência não fosse atendida, o visionário por trás da Marvel não representaria mais o Homem-Aranha dentro do MCU. Com isso, Kechiro Yoshida, o presidente executivo da Sony, apenas reforçou seu acordo original com Iger e a Disney, com a qual a companhia tinha direito somente a 5% da bilheteria dos filmes.

O fim desse acordo marca a conclusão de uma era para ambas as companhias e as consequências da recisão desse acordo são imensas. Com isso, Tom Holland está oficialmente fora do MCU, restringindo dessa maneira que a Marvel tenha qualquer direito sobre o personagem e qualquer título associado a ele, visto que a Sony quando comprou os direitos do Homem-Aranha foi além, comprando não somente de maneira superficial (como feito pela 21th Cenntury Fox com X-Men e Quarteto Fantástico), mas adquirindo também os direitos criativos do personagem dentro da mídia. Por outro lado, pela quebra desse contrato, a Sony perde o direito de utilizar ou referenciar qualquer personagem que seja parte do MCU, tornando dessa forma uma participação de personagens como Nick Fury, Maria Hill e Tony Stark inviável.

No entanto, o Volts vai tentar ser otimista e trazer para vocês uma lista de motivos para se animar com essa quebra de contrato, mostrando que a divisão da Sony que lida com o Universo do Homem-Aranha tem se mostrado extremamente capaz e sagaz nas decisões feitas com a propriedade, agradando não somente os fãs, mas também a própria Hollywood.

  • 1. AMY PASCAL

Kevin Feige, o produtor executivo da Marvel, se tornou um dos maiores titãs da indústria cinematográfica, deixando sua marca de forma lendária ao construir um universo em constante expansão. Atualmente, o MCU é a maior referência de franquia, tendo inclusive entre seus filmes, a maior bilheteria mundial (Vingadores: Ultimato), com impressionantes 2.795 bilhões de dólares. Feige, entretanto assim como Thanos, pode ser inevitável, mas não soberano e a sombra do poder emergente que Amy Pascal e seu Aranhaverso lançam sobre o MCU é constantemente sentida. Pascal já brilhava dentro da Sony, tendo produzido todos os filmes de ”Homem de Preto”, o aclamado ”A Rede Social”e até mesmo, dois dos mais famosos James Bond, tendo sido uma das mentes por trás de ”Casino Royale” e ”Spectre”. No entanto, a produtora encontrou notoriedade ao se tornar a mente por trás de todos os projetos que envolvessem Peter Parker e seu universo, batendo de frente e de maneira sagaz com Feige e o MCU. Dentro do acordo Sony/Disnney, os filmes do Cabeça de Teia tinham a marca dos dois produtores, com Feige e Pascal dividindo o cenário criativo de como proceder com Peter Parker, porém, fora dos filmes compartilhados, a decisão de como construir um universo referente ao Homem-Aranha é todo dela. Pascal, que deixou recentemente a Sony, mas ainda controla a divisão do Homem-Aranha é essencial para o novo Aranhaverso, sendo a mente visionária que irá moldar todo o conceito desse novo domínio. Além disso, a presença de Amy Pascal mostra a força que as mulheres adquiriam dentro do universo não somente de filmes, mas mostrando seu poder como conhecedora de quadrinhos e de heróis, destruindo esteriótipos de que o foco dos quadrinhos é o público masculino.

BEVERLY HILLS, CA – MARCH 21: Amy Pascal attends “An Evening” benefiting The L.A. Gay & Lesbian Center at the Beverly Wilshire Four Seasons Hotel on March 21, 2013 in Beverly Hills, California. (Photo by JB Lacroix/WireImage)
  • 2. MILES MORALES

Talvez hoje, oito anos depois de sua criação, a presença de Miles Morales seja mais relevante do que nunca. O jovem, que nos quadrinhos surgiu como uma maneira de experimentar com a teoria do multiverso da Marvel, ganhou respeito de críticos e fãs, se tornando um dos personagens mais aclamados nos quadrinhos atualmente. Prestígio que transcendeu as páginas da HQ e passou para as telas de Hollywood em um filme tão bem executado, que se tornou um marco cultural. Homem-Aranha: No Aranhaverso conquistou diversos territórios para a Sony, não somente lançando uma franquia focado na divisão da animação da companhia, mas tirando a soberania de sete anos da Disney, quando conquistou o Oscar de Melhor Animação em 2019, derrubando até mesmo Os incríveis 2 e WiFi Ralph. Além de ser um filme no maior nível de qualidade em todos os quesitos, puxando o futuro de animação como um todo para outro patamar, a presença de Miles Morales e sua afro-latino descendência, em um filme que trata isso de maneira natural e não cria todo um espetáculo, mas respeitando e celebrando sua etnicidade é também um manifesto do que o futuro de Hollywood e do mundo tem de se espelhar para se tornar. Com isso, Pascal e a Sony já planejam uma expansão para o Aranhaverso, com os diretores por trás do primeiro filme tendo confirmado seu retorno para a sequência, além de um spin-off com o foco em três gerações de Mulheres-Aranhas (Gwen Stacy, Jessica Drew e Cindy Moon) também estar em produção pela companhia.

  • 3. VENOM

Venom é um filme extremamente controverso, tendo sido criticado desde antes de sua criação, por ser uma produção focado em um dos maiores vilões de Peter Parker, entretanto, num filme onde o mesmo não apareceria e transformaria a simbiose em um anti-herói. No entanto, esse sentimento de divisão se tornou ainda mais evidente, depois de diversos trailers terem animado a audiência, mas o filme ter recebido, na semana de sua estreia, uma nota de 27% no Rotten Tomatoes e comparações com o famoso Mulher-Gato de 2004. Porém, Eddie Brock deu a volta por cima, passando por cima de críticos de maneira exemplar, tendo arrecadado um total de 855 milhões de dólares em bilheteria e ter se tornado um dos filmes mais rentáveis de 2018. Aqui no Volts admitimos: Venom não é um filme perfeito. Entretanto, é uma produção extremamente carismática. que combina de maneira perfeita o charme de filmes dos anos noventa com a força em atuação que é Tom Hardy, criando um primeiro filme digno de se pagar o ingresso do cinema, mas ainda mais importante, um filme que apresenta potencial para sustentar seu próprio universo. Venom já tem duas sequências confirmadas, criando a primeira trilogia solidificada dentro do Aranhaverso da Sony e junto desse título, nomes de peso e respeito estão sendo agregados a produção, aumentando ainda mais o valor de interesse dos fãs nessa continuação. Em Agosto desse ano, Andy Serkis, conhecido por seus papeis em Senhor do Anéis e Pantera Negra, se juntou a esse universo e assumiu o posto de diretor, trazendo consigo um conhecimento em animação e CGI, por ser um dos pioneiros nesse tipo de tecnologia dentro de Hollywood, elevando assim as expectativas posta na produção de Venom 2. Além disso, essa semana, foi anunciado que o diretor de fotografia Robert Richardson, conhecido por trabalhar ao lado de Tarantino em diversos de seus filmes, incluindo o mais recente Once Upon a Time in Hollywood, se juntou a produção de Venom e consigo trazendo mais peso ainda para o nome do filme. Além disso, o futuro de Venom vai contar com mais personagens icônicos, com Woody Harrelson e Michelle Williams retornando para seus respectivos papéis e a possibilidade de vermos She-Venom mais uma vez com Williams e finalmente testemunharmos a força de um massacre, com o Carnificina de Harrelson.

  • 4. MORBIUS, O VAMPIRO VIVO

Antes do acordo com a Marvel ser quebrado, a Sony tinha como objetivo de criar um universo focado em anti-heróis do Cabeça de Teia e uma de suas maiores apostas, especialmente após o sucesso de Venom, é Morbius. Apesar de ser um personagem mais obscuro da Marvel, essa produção casa com o universo mais grotesco e sombrio em desenvolvimento por Pascal e a Sony e assim como muitos projetos, esse também tem um aspecto de rendição. Em 2018, foi oficialmente anunciado que o ator escolhido para viver o vampiro de New York era Jared Leto, dando ao ator ganhador de Oscar, uma chance de se redimir com os fãs de quadrinhos depois do controverso e desastroso Coringa de Esquadrão Suicida. Morbius, no entanto, vai diferenciar de seu antecessor, com fortes rumores apontando que o filme vai receber a classificação indicativa R, para que dessa forma, a história possa ser explorada de maneira extensiva. Morbius, O Vampiro Vivo vai contar a história de um cientista (Michael Morbius, vivido por Leto), que na tentativa de curar uma rara doença sanguínea, passa a experimentar com morcegos hematófagos e eletroterapia até que em um acidente, o jovem cientista adquiri pseudo-vampirismo. Por conta disso, Morbius consegue voar e desenvolve super força, no entanto isso vem ao custo da necessidade de se alimentar de sangue e uma forte aversão a luz. Pouco ainda se sabe da produção em si, mas ela promete um filme de heróis como nenhum outro visto. O filme, além de contar com Jared Leto, tem nosso eterno Doctor Who, Matt Smith e Tyree Gibson associados ao projeto, ambos em papeis ainda não confirmados.

  • 5. GATA NEGRA

Por fim, Felicia Hardy já teve um pequeno momento dentro do mundo de Homem-Aranha, quando em O Espetacular Homem-Aranha 2 nós deu um gostinho da personagem na pele de Felicity Jones. No entanto, desta vez parece que veremos muito mais da anti heroína favorita do Cabeça de Teia, já que a Sony, reconhecendo a popularidade da Gata Negra, tem um filme focado nela como projeto para consolidar seu Aranhaverso. A personagem é uma das mais aclamadas dentro da mitologia do Homem-Aranha, tendo sido apresentada em diversas mídias foras dos quadrinhos, como os desenhos animados dos anos noventa e especialmente em todos os vídeo-games focados em Peter Parker. Felicia Hardy teve sua primeira aparição nos quadrinhos em 1979, seguindo a necessidade de introduzir um novo interesse amoroso para Parker seguindo a morte de Gwen Stacy, no entanto, a Gata Negra se tornou muito mais do que isso e ao se apoiar em uma personalidade forte e habilidades únicas, a femme fatale, se tornou um dos personagens mais bem construídos dentro de quadrinhos. Vindo de uma familia rica, Felicia Hardy é a filha de um chefe da mafia, que se torna ladrã, com o objetivo de atrapalhar os negócios de sua familia. Além disso, a Gata Negra conta com habilidades de manipulação de probabilidade, fazendo que eventos sejam favoráveis para ela e dando assim o aspecto da mesma ser ”sortuda”. Em 2017, um filme conjunto da Gata Negra e da Sabre de Prata tinha sido posto em produção, com o título de ”Black and Silver”, no entanto, a Sony reconhecendo o potencial da personagem, descartou a ideia e agora tem toda a intenção de focar em um filme focado somente na Gata Negra. Pelo peso do nome da própria personagem, assim como Venom, se é de esperar que uma atriz de peso seja considerada para vestir os cabelos prateados e as roupas pretas, dando vida dessa forma ao primeiro filme com uma heroína no título dentro do Aranhaverso da Sony.

Continue Reading
Advertisement Image Map

Coluna Lucas Nash

Lista de 5 | Os álbuns mais esperados para o mês de fevereiro

O ano de 2020 promete o retorno de grandes nomes da música.

O ano de 2020 já começou prometendo o retorno de artistas de peso no mercado musical. Na semana passada, Selena Gomez lançou ‘Rare’, terceiro álbum da cantora desde que rompeu com sua banda. Mas as novidades não param por aí. Nomes como Justin Bieber, Dua Lipa e Kesha já anunciaram material novo para este ano.

A lista é grande, indo do pop americano ao sul coreano, passando pelo punk-rock e pelo psicodélico. Para sentir o gostinho do que vem por aí, confira os principais lançamentos para o mês de fevereiro.

1. #; LOONA

O ano de 2019 trouxe diversas conquistas para as meninas do LOONA. O grupo sul-coreano de música pop lançou em fevereiro um dos melhores MVs do ano passado, tendo a coreografia de Butterflyconquistado diversos prêmios. Além disso, após meses de lançamento, sem nenhuma divulgação, o grupo alcançou o primeiro lugar no Top 200 álbuns do iTunes norte-americano, com o mini-álbum ‘[X X]’ (2019).

Desde o fim das promoções de ‘Butterfly‘, a BBC, empresa responsável pelo grupo, divulgou as teasers do próximo comeback. Os três vídeos trazem elementos presentes nos MVs solos de alguns membros e, também, dos dois últimos MVs do grupo. Infelizmente, neste comeback, o LOONA retornará com apenas 11 membros. A integrante Haseul precisou se afastar devido crises de ansiedade.

# está previsto para 5 de fevereiro.

2. Father Of All Motherfuckers; Green Day

Com mais de duas décadas na ativa, os estadunienses do Green Day vão voltar mais dosados. O 13º álbum de estúdio contem 10 faixas e irá ter 26 minutos de duração. A decisão foi do próprio Billie Joe Armstrong, vocalista da banda, que confessou ter, hoje em dia, preferência a musicas com menos de três minutos.

Antes do lançamento do álbum, o Green Day deve divulgar, no dia 16 deste mês, o próximo single do disco, que será a faixa ‘Oh Yeah‘.

Father Of All Motherfuckers está previsto para 7 de fevereiro.

3. High Road; Kesha

Após o ótimo ‘Raibow‘ (2017), álbum que marca o retorno de Kesha após os problemas enfrentados com Dr. Luke, a norte-america já está pronta para entregar novo material. Assim como no registro anterior, Kesha segue mais orgânica e, pelos singles já lançados, deve preservar as batidas dançantes que tanto embalaram os primeiros trabalhos de sua carreira. 

Em sua rede social, a cantora confessou que não sabe se esse será seu último registro pop, mas que ainda quer se despedir do gênero com um “estrondo”. O quarto álbum de estúdio de Kesha possui 15 faixas e contará com a participação inusitada de artistas como Ke$ha (é isso mesmo que você está lendo, Ke$ha).

High Road está previsto para o dia 13 de fevereiro.  

4. The Slow Rush; Tame Impala

Os australianos psicodélicos do Tame Impala possuem uma das melhores discografias da década e estão prestes aumentar o portfólio. ‘The Slow Rush‘ é o quarto disco da banda e já possui quatro singles lançados. Kevin Park (vocalista e produtor) mostra manter a mesma qualidade e a inclinação pop explorada em ‘Currents’ (2015).

Ainda que sejam um dos principais responsáveis pelo resgate do rock-psicodélico dos últimos 10 anos, Kevin Park teve que lidar com um sério bloqueio criativo, o que atrasou o lançamento do novo trabalho. Em uma entrevista, o australiano confessou ter se controlado para não fazer alterações em músicas que estarão presentes no novo álbum, caso da já conhecida ‘Patience’.

The Slow Rush está previsto para o dia 14 de fevereiro.

5. Miss Anthropocene; Grimes

Numa narrativa espacial repleta de seres alienígenas e alta tecnologia, Grimes faz o seu retorno. O novo álbum da cantora e produtora sucede o aclamado ‘Art Angles’ (2015), mas foge completamente da sonoridade apresentando no disco, levando Grimes a um universo mais sinteticamente sombrio, difícil não se lembrar da proposta presente em ‘Visions’ (2012).

Contudo, na semana passada, a internet foi pega de surpresa. No Instagram, Grimes publicou uma foto com os seios à mostra e um bebê desenhado na barriga e anunciou estar grávida do seu primeiro filho com o empresário Elon Musk. Rapidamente a cantora virou um dos assuntos mais comentados no Twitter, rendendo bons memes. Será que a gravidez vai afetar a divulgação do novo trabalho?

Miss Anthropocene está previsto para o dia 21 de fevereiro.       

      

Continue Reading

Filmes

20 filmes para você assistir nos cinemas em 2020

Cinema comercial deve lançar mais de 90 filmes nos próximos 12 meses, então é bom você se programar!

Por

SÃO LUÍS – O ano de 2020 está bastante movimentado nos cinemas, com produções para todos os gostos. De terror à ficção científica, o cinema comercial lançará cerca mais de 90 filmes até dezembro do ano que vem. E para ajudar no seu planejamento para ir ao cinema, o Volts destacou 20 filmes para você conferir até junho de 2020 nas telonas:

Frozen 2 – 02 de janeiro

De volta à infância de Elsa e Anna, as duas garotas descobrem uma história do pai, quando ainda era príncipe de Arendelle. Ele conta às meninas a história de uma visita à floresta dos elementos, onde um acontecimento inesperado teria provocado a sepaação dos habitantes da cidade com os quatro elementos fundamentais: ar, fogo, terra e água. Esta revelação ajudará Elsa a compreender a origem de seus poderes.

O Farol – 02 de janeiro

Início do século XX. Thomas Wake (Willem Dafoe), responsável pelo farol de uma ilha isolada, contrata o jovem Ephraim Winslow (Robert Pattinson) para substituir o ajudante anterior e colaborar nas tarefas diárias. No entanto, o acesso ao farol é mantido fechado ao novato, que se torna cada vez mais curioso com este espaço privado. Enquanto os dois homens se conhecem e se provocam, Ephraim fica obcecado em descobrir o que acontece naquele espaço fechado, ao mesmo tempo em que fenômenos estranhos começam a acontecer ao seu redor.

O Escândalo – 30 de janeiro

Um gigante do telejornalismo e antigo CEO da Fox News, Roger Ailes (John Lithgow) tem seu poder questionado e sua carreira derrubada quando um grupo de mulheres o acusam de assédio sexual no ambiente de trabalho.

Aves de Rapina – 06 de fevereiro

Arlequina (Margot Robbie), Canário Negro (Jurnee Smollett), Caçadora (Mary Elizabeth Winstead), Cassandra Cain e a policial Renée Montoya (Rosie Perez) formam um grupo inusitado de heroínas. Quando um perigoso criminoso começa a causar destruição em Gotham, as cinco mulheres precisam se unir para defender a cidade.

Sonic: O Filme – 13 de fevereiro

Sonic, o porco-espinho azul mais famoso do mundo, se junta com os seus amigos para derrotar o terrível Doutor Eggman, um cientista louco que planeja dominar o mundo, e o Doutor Robotnik, responsável por aprisionar animais inocentes em robôs. A sinopse oficial ainda não foi divulgada.

Godzilla vs Kong – 12 de março

Godzilla enfrenta King Kong nesta produção da Legendary em parceria com a Warner Bros.. A sinopse oficial ainda não foi divulgada. O mundo sobreviverá ao duelo de monstros?

Mulan – 26 de março

Hua Mulan (Liu Yifei) é a espirituosa e determinada filha mais velha de um honrado guerreiro. Quando o Imperador da China emite um decreto que um homem de cada família deve servir no exército imperial, Mulan decide tomar o lugar de seu pai, que está doente. Assumindo a identidade de Hua Jun, ela se disfarça de homem para combater os invasores que estão atacando sua nação, provando-se uma grande guerreira.

Um Lugar Silencioso: Parte 2 – 19 de março

Assim como o longa original, a sequência se passa em um mundo invadido por alienígenas, onde, para sobreviver, os humanos precisam se manter em silêncio. O teaser traz o retorno de Evelyn (Emily Blunt) e seus filhos, Regan (Millicent Simmonds) e Marcus (Noah Jupe).

Os Novos Mutantes – 02 de abril

nota: Trailer não-oficial, lançado pela fox antes da fusão com a disney

Cinco jovens mutantes acabam de descobrir suas habilidades. Presos contra sua vontade em um local de segurança máxima, eles precisa lutar para escapar do inimigo e de seus pecados do passado. Esta é a história dos Novos Mutantes, uma equipe formada pelos primeiros graduados da escola de Charles Xavier.

Viúva Negra – 30 de abril

Com sinopse ainda não revelada, longa promete fazer uma viagem no passado na famosa espiã; estreia é em 30 de abril de 2020. … Um breve passeio pela sua infância, mostrando a espiã enquanto ainda era apenas uma jovem e inocente bailarina, é um dos momentos mais aguardados do novo longa.

SCOOBY! O Filme – 14 de maio

Dois anos depois de separarem-se após resolverem seu último caso, a equipe da Mystery Inc. une-se para investigar estranhos acontecimentos em um parque mal-assombrado chamado Spook Island. A atração parece assombrar jovens visitantes de maneiras muito estranhas, mas cabe a Scooby, Salsicha e todo o grupo desvendar o mistério.

Artemis Fowl – 28 de maio

Artemis Fowl é um garoto de 12 anos muito inteligente que usa sua capacidade para roubar. Um dia, ele descobre um local mágico chamado mundo das fadas. Decidido a roubar a fortuna local, ele sequestra um elfo e cobra um resgate para libertá-lo.

Mulher-Maravilha 1984 – 04 de junho

Max Lord lança um artefato que realiza desejos, mas terão um preço, uma espécie de efeito colateral. O desejo de Barbara Minerva em ser uma “Mulher-Maravilha”, a transformará inadvertidamente na Mulher Leopardo. Já a Princesa Diane, cujo desejo foi trazer seu amado Trevor de volta à vida, terá que encarar a perda de seus poderes. Ou parte deles.

Top Gun: Maverick – 25 de junho

Sequência de Top Gun – Ases Indomáveis, de 1986. No mundo contemporâneo das guerras tecnológicas, o experiente piloto à moda antiga Maverick (Tom Cruise) enfrenta drones e prova que o fator humano ainda é fundamental.

Ghostbusters: Mais Além – 20 de agosto

Uma mãe solteira resolve se mudar para uma pequena cidade do interior com seus filhos, e acaba descobrindo uma conexão com os Caça-Fantasmas originais e o que o seu avô deixou para trás como legado.

Morte no Nilo – 1 de outubro

Resultado de imagem para Morte no Nilo filme

Durante sua viagem de lua de mel num cruzeiro pelo rio Nilo, Linnet Ridgeway, uma rica herdeira é morta e por coincidência quase todos os passageiros têm motivos para matá-la. Enquanto as investigações têm início no próprio navio, novas mortes acontecem com o intuito de encobrir a verdade.

Turma da Mônica: Lições – 8 de outubro

Imagem relacionada

Turma da Mônica – Lições é uma continuação de Turma da Mônica – Laços e foi escrito e desenhados pelos irmãos Vitor e Lu Cafaggi. O livro volta a contar a história das crianças Mônica, Cebolinha, Cascão e Magali, que desta vez precisam encarar as consequências de um erro grave cometido na escola.

Os Eternos – 5 de novembro

Resultado de imagem para Os Eternos

Originários dos primeiros seres a terem habitado a Terra, Os Eternos fazem parte de uma raça modificada geneticamente pelos deuses espaciais conhecidos como Celestiais.

Duna – 17 de dezembro

O lendário romance sci-fi de Frank Herbert sobre a luta para controlar um planeta deserto foi filmado por David Lynch em 1984 e virou uma minissérie televisiva em 2000. Agora é a vez do diretor canadense Denis Villeneuve levar Duna para as telas para o que foi feito para ser uma adaptação em duas partes do best-seller de Herbert de 1965.

West Side Story – sem previsão de estreia

Resultado de imagem para West Side Story

A velha ambição de Steven Spielberg de dirigir um musical finalmente será realizada com um novo filme, uma versão do clássico da Broadway dos anos 1950. Transpondo Romeu e Julieta para as ruas de Nova York, conta a história de duas gangues —os Jets e os Sharks— e um romance secreto que desafia seus códigos tribais.

Continue Reading

Filmes

10 maiores bilheterias dos cinemas em 2019

Disney dominou 60% da lista de filmes mais bem-sucedidos em faturamento de 2019.

Por

Joker está entre os maiores faturamentos de 2019 (Foto: Ilustração/Diego Riselli)

Com certeza, em algum momento de 2019, os olhares do mundo estiveram voltados aos lançamentos das telonas. Seja para acompanhar o fim de alguma saga, o reebot de algum sucesso ou para matar a curiosidade de uma história que todo mundo está comentando. Confira, abaixo, os 10 filmes mais assistidos nos cinemas (e, consequentemente, mais lucrativos) de 2019:

10. Ne Zha – US$ 700,54 milhões 

9. Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw – US$ 758,91 milhões

8. Aladdin – US$ 1,050 bilhão

7. Coringa – US$ 1,062 bilhão

6. Toy Story – US$ 1,073 bilhão

5. Frozen 2 – US$ 1,111 bilhão

4. Capitã Marvel – US$ 1,128 bilhão

3. Homem-Aranha: Longe de Casa

2. O Rei Leão – US$1,656 bilhão

1. Vingadores: Ultimato – US$ 2,797 bilhões

Continue Reading

Em alta agora