5 filmes e séries na Netflix para você refletir sobre racismo

O assunto é grave e, como precisa ser discutido. A ficção ajuda.

O reflexo da evolução da humanidade é sentida nos cinemas, nos quadrinhos, no teatro e também na televisão. Personagens refletem os grandes dilemas, esperanças e medos que a sociedade sentia na época em que cada obra foi escrita. O racismo, no entanto, infelizmente faz parte das grandes feridas abertas que a humanidade tem dificuldade em cicatrizar.

O assunto é grave e, como precisa ser discutido, listamos cinco filmes e séries da Netflix para fazer você refletir um pouco mais sobre o tema:

Olhos que Condenam (2019)

Cinco jovens negros do Harlem foram injustamente acusados de estuprarem uma mulher no Central Park.
Eles só foram inocentados em 2014, depois que evidências de DNA comprovaram que o grupo não estava conectado ao brutal crime contra Trisha Meili.

Histórias Cruzadas (2011)

https://www.youtube.com/watch?v=Cqn4XN21O1g

Nos anos 60, no Mississippi, Skeeter é uma garota da sociedade que retorna determinada a se tornar escritora. Ela começa a entrevistar as mulheres negras da cidade, que deixaram suas vidas para trabalhar na criação dos filhos da elite branca, da qual a própria Skeeter faz parte. Aibileen Clark, a emprega da melhor amiga de Skeeter, é a primeira a conceder uma entrevista. Apesar das críticas, Skeeter e Aibileen continuam trabalhando juntas e, aos poucos, conseguem novas adesões.

Corra! (2017)

Chris (Daniel Kaluuya) é jovem negro que está prestes a conhecer a família de sua namorada caucasiana Rose (Allison Williams). A princípio, ele acredita que o comportamento excessivamente amoroso por parte da família dela é uma tentativa de lidar com o relacionamento de Rose com um rapaz negro, mas, com o tempo, Chris percebe que a família esconde algo muito mais perturbador.

Cara Gente Branca (2017)

Uma guerra cultural entre negros e brancos vem à tona em uma universidade predominantemente branca quando uma revista de humor organiza uma polêmica festa de Halloween.

Cidade de Deus (2002)

Nas favelas do Rio de Janeiro dos anos 1970, dois rapazes seguem caminhos diferentes. Buscapé é um fotógrafo que registra o cotidiano violento do lugar, e Zé Pequeno é um ambicioso traficante que usa as fotos de Buscapé para provar como é durão.

Total
4
Shares
1 comment

Comments are closed.

Prévia

Podcast Otaku #09 – LiSA, J-Pop e Anisongs Nostálgicas

Próxima Notícia

Em entrevista, Josh Gad diz que Frozen não receberá terceiro filme