Connect with us

Últimas

220 Podcast #24 – Coronavairus impact e dicas pra quarentena

Podcast quinzenal debate sobre os assuntos mais comentados do momento.

Ninguém estava esperando e ele chegou com o pé na porta. Covid-19, o novo coronavírus, surgiu no fim de 2019 na China como uma nova doença, semelhante a pneumonia, que hoje coloca o mundo inteiro em quarentena. Ninguém sai de casa por precaução. E agora, o que assistir? O Volts tem algumas dicas.

A edição #24 do 220 Podcast contou com a participação dos jornalistas Lucas Vieira, Alessandra Medina e Anne Cascaes.

Nossos podcasts

“Com Elas” é o podcast do Volts sobre ficção especulativa na televisão. É derivado do sucesso programa “GOT com Elas”, também apresentado por Alessandra Medina e Tayna Abreu, que teve até evento de transmissão dos episódios de Game of Thrones e um viral mundial. Agora, o papo se estendeu e você vai adorar!

“220 Podcast” é o primeiro podcast do Volts, lançado em 2017, para debater os temas mais quentes da cultura pop e também sobre cotidiano da equipe Volts. Nesse programa você encontra muita informação e risada garantida.

O “Podcast Otaku” é o primeiro podcast do Maranhão a debater cultura pop japosesa com jornalistas especializados no assunto. Animes, mangás e tudo que é destaque nesse universo passa pela análise do nosso podcast.

O “LiteraPOP” é o nosso podcast, em parceria com o Litera Clube, voltado para literatura e cotidiano de leitores. Todo mês um tema em que nossos apresentadores e convidados compartilham suas experiências e promovem um intercâmbio de universos literários, diminuindo as fronteiras entre a solidão dos leitores.

Onde ouvir

Todos os podcasts do Volts são disponibilizados em uma mesma conta intitulada Volts Podcasts no Spotify. Para ouvir, é só buscar o termo “Volts Podcasts” no sistema de buscas do aplicativo e clicar em “seguir”. Lá, você pode ouvir os episódios via streaming ou fazer o download para escutar depois.

TV

‘Falcão e o Soldado Invernal’ e ‘Loki’ devem iniciar gravações até agosto

Produção de ‘Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis’ também têm previsão para retornar ainda este ano.

Foto: Divulgação.

As gravações das séries da Marvel Falcão e o Soldado Invernal e Loki têm previsão de serem retomadas até o início de agosto. A informação foi repassada por fontes do estúdio Pinewood e divulgada pela The Hollywood Reporter.

De acordo com as fontes, as séries entram em pré-produção ainda no mês de julho e o início das gravações não podem passar das primeiras semanas de agosto. As duas séries da Marvel Studios precisaram paralisar suas produções em março deste ano devido a pandemia do novo coronavírus. As gravações de Falcão aconteciam em Praga e de Loki em Atlanta.

Ainda de acordo com as fontes, o estúdio está tomando todas as medidas de prevenção a Covid-19, com o estabelecimento de novas condutas e protocolos. Anteriormente, Falcão e o Soldado estava previsto para ser lançado em agosto deste ano na Disney+ e Loki em 2021. As fontes não mencionaram se havia previsão para o fim das gravações no cronograma do estúdio.

Outra produção da Marvel que deve retomar as gravações é o longa Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis. Segundo o Deadline, o estúdio está tentando começar no final de julho, na Austrália. A produção foi interrompida também em março, quando o diretor do filme, Destin Daniel Cretton, decidiu se isolar e realizar o teste da Covid-19 como medida de proteção a seu filho recém-nascido. O diretor testou negativo.

Leia Mais

Últimas

Joss Whedon é acusado de abuso no set de Liga da Justiça

Após comentário de Ray Fisher no twitter, novos rumores sobre atos do diretor aparecem.

Foto: Combinação/Ray Fisher chega à estréia da terceira temporada de "True Detective" em Los Angeles em 10 de janeiro de 2019, à esquerda, e Joss Whedon chega à estréia de "Avengers: Age Of Ultron" da Marvel no Dolby Theatre em 13 de abril de 2015 em Hollywood, Califórnia.

O ator Ray Fisher, o Ciborgue no DCEU, surpreendeu os fãs ao afirmar em suas redes sociais que o diretor Joss Whedon teve uma postura abusiva no set de Liga da Justiça.

Sem entrar em muitos detalhes o ator apenas afirmou que o abuso ainda teve apoio do então CEO da DC, Geoff Johns e do produtor Jon Berg.

Em seu twitter, o ator escreveu:

O tratamento que Joss Whedon seu ao elenco e à equipe no set de Liga da Justiça foi nojento, abusivo, antiprofissional e completamente inaceitável. Ele foi apoiado, de muitos modos, por Geoff Johns e Jon Berg. Responsabilidade > Entretenimento”.

Não é a primeira vez que o ator Ray Fisher faz críticas a Whedon. Recentemente, o ator retirou elogios que fez ao diretor na San Diego Comic-Con em 2017, quando o chamou de “grande cara” e “uma pessoa para terminar liga da justiça”.

Após o comentário de Fisher, recentemente novos rumores sobre o comportamento do diretor surgiram nas redes sociais.

A Youtuber Grade Randolph afirmou que foi a primeira a divulgar que Gal Gadot havia se recusado a fazer uma cena em que o Flash cai em cima da Mulher-Maravilha e fica sem jeito porque encostou em seu seio. Seungo Randolph, a cena foi feita com uma dublê, motivo pelo fato do rosto da atriz não ser visto no momento da queda, enquanto Gadot aparece apenas depois, deitada e olhando para cima.

No mesmo posto de Randolph, o fotógrafo Jason Laboy, conhecido por seus trabalhos em eventos de cultura pop nos EUA, afirmou ainda que, para conseguir que a dublê aceitasse a cena, Joss Whedon a trancou em uma sala e a ameaçou sua carreira caso ela não aceitasse fazer.

Um post de 2017 na rede social Amino conta a mesma história revelada agora em 2020, afirmando que Gadot não estava no set quando a cena foi realizada por uma dublê. Em Vingadores: Era de Ultron, há, curiosamente, uma cena parecida e que também é dirigida por Joss Whedon. No trecho, no início do filme, Ultron ataca e Bruce Banner cai em cima dos seios da Viúva Negra e pede desculpas.

Importante: Toda história ainda não passa de um rumor. Embora Grace Randolph tenha acertado alguns casos, a youtuber não é uma fonte 100% confiável de notícias, da mesma forma que o fotógrafo e a usuária que postou o texto na rede social em 2017.

Gal Gadot ainda não comentou, até o momento, sobre o assunto e a único fato confirmado que temos é o twitter de Ray Fisher.

Leia Mais

Últimas

Jogo de Harry Potter confirmado

Rumor vazado em 2018 se mostrou verdadeiro com confirmação e data de lançamento.

Foto: Imagens vazadas em 2018

Desde o vazamento de um suposto jogo de mundo aberto de Harry Potter no estilo RPG, falado na internet em 2018, o projeto não havia tido uma confirmação nem novidade, o que deixou inúmeros fãs ansiosos e curiosos para saber se todas informações reveladas seriam verdadeiras.

Agora, em 2020, o site Bloomberg finalmente confirmou que o game já está em desenvolvimento e até previsto para o final de 2021, com plataformas confirmadas como PlayStation 5 e Xbox Series X, mas também é esperado que seja lançado para a atual geração de consoles.

O site também afirma que o Avalanche Software, estúdio de Disney Infinity, é o responsável pelo projeto e que o estúdio tinha como estratégia original anunciar o game oficialmente na E3 deste ano, que acabou sendo cancelada.

Sobre os vazamentos de 2018, o site afirma que é autêntico, o que significa que as imagens na internet realmente são do título.

A Warner Bros. não confirmou nada, deixando ainda que tudo seja considerado um rumor, porém, especulações ainda apontam que o anúncio do game poderá ocorrer no evento digital DC FanDome, que mostrará novidades de filmes, jogos e séries da DC Comics.

O título será de mundo aberto. Seu cenário será Hogwarts, a escola de bruxaria que serve de palco para boa parte da história de Harry, e alguns locais próximos, que não foram especificados.

Um trecho do site também afirma no relatório, que a autora, J.K. Rowling terá “pouco envolvimento direto” com o projeto, deixando claro, a insatisfação dos desenvolvedores quanto a suas recentes declarações consideradas transfóbicas, já que o jogo pretende conter, em seu sistema de criação de personagem, bastante diversidade.

Leia Mais