Connect with us

Séries

Vikings sexta temporada: Casos de Família e expansão no leste

Segunda parte da quinta temporada estreia no dia 28 de novembro.

Mesmo a morte de seu protagonista, o carismático e louco Ragnar Lothbrok, interpretado por Travis Fimmel, Vikings não perdeu a majestade, como temíamos aqui no Volts.

Tanto que a formula de midseason adotada pela primeira vez na quarta temporada seguirá na quinta, cujos novos 10 episódios serão transmitidos a partir do dia 28 de novembro de 2018.

Conforme pôde ser visto no trailer da midseason, liberado durante a San Diego Comic-Con, a trama focará nos esforços de Largetha, Bjorn e Ubbe em sobreviver à caçada de Ivar, após serem derrotados e este tomar o poder na Noruega.

Sexta Temporada

Já para a sexta temporada, confirmada ainda no ano passado, Katheryn Winnick estará de volta, mas desta vez atrás das câmeras dirigindo um dos episódios. Esta será a estreia de Winnick como diretora de TV.

Mas a estreia da sexta temporada ainda é uma neblina no horizonte de Kattegate. Normalmente Vikings estreava em fevereiro, mas a sua quinta temporada foi movida para novembro de 2017 o que causou quase um ano entre a primeira e segunda parte, que estreará este ano.

É provável, então, que a primeira parte da sexta temporada (se é que a sexta contará com o esquema de midsession) estreie em novembro de 2019 apenas, e também será dividida em duas partes.

O trabalho de Winnick como diretora na série não significa que ela estará fora do elenco, mas também não confirma. A saída/morte da personagem é uma longa especulação desde a morte de Ragnar e as ameaças de Ivar (Alex Andersen).

A atriz também estará na série Wu Assassins da Netflix, que estreia em 2019, o que serve como combustível para que se entenda a sua saída da série do History ainda na quinta temporada.

Já Alexander Ludwig, como Bjorn, Jordan Patrick Smith, como Ubbe e Clive Standen, como Rollo, são quase certeza de que continuarão na série.

Adições

O ator russo Danila Kozlovsky está confirmado como adição ao elenco. Ele será Oleg of Novgorod, um príncipe viking histórico que conquistou cidades e ficou conhecida como Oleg, a Profeta.

Oleg, na vida real, era da Guarda Varegue, os vikings encarregados de fazer a guarda pessoal do imperador do Império Bizantino. Oleg teria viajado tão longe quanto para Ucrânia, Rússia e Belarus.

Isso pode indicar que a Vikings estará cada vez mais se distanciando de suas tramas na Noruega ela Inglaterra, assim como aconteceu com o núcleo de Bjorn no Mediterrâneo. Só nos resta torcer por Vikings na América pré Colombiana.

Trama

Michel Hirst, o criador e roteirista de Vikings, está mantendo a trama da sexta tempora sob sigilo absoluto. Seu único comentário foi que “será entregue uma enorme e inesperada revelação para a audiência”.

Especulações dão conta de isso poderia significar a volta da Ragnar (particularmente não acreditamos nisso) ou que um dos filhos dele, mais precisamente Ivar, seja na verdade filho de Rollo, seu irmão.

A teoria tomou força depois que o Redditor LordTryHard aplicou nas crianças Lothbrok o mesmo método aplicado nas crianças Baratheon, de Game of Thrones. Ragnar e Largetha tiveram dois filhos, Gyda e Bjorn, ambos com cabelos claros, entre o loiro escuro e loiro claro. Ragnar e Aslaug tiveram primeiro três filhos de cabelos claros, Ubbe, Hvitserk e Sigurd, todos loiros.

Aslaug, os filhos e Rollo passaram um tempo juntos exilados em uma cabana enquanto Ragnar nua chegava da Inglaterra. Nas contas de Aslaug, Ivar foi concebido durante o período em que ela havia premunido que não deveria haver sexo entre Ragnar e ela ou a criança seria um monstro. Ivar nasceu com uma deformidade nos membros inferiores (e na alma, pode-se dizer) e com cabelos escuros… escuros como os de Rollo.

Sobe a vinheta e chama a Regina Volpato.

Vikings pode ser assistida no Brasil pela Netflix.

Em alta agora